O que é whitepaper e por que oferecer conteúdo diferenciado para o seu público

O que é whitepaper e por que oferecer conteúdo diferenciado para o seu público

Quer aumentar o número de leads do seu negócio? Então você precisa saber o que é whitepaper.

Um tipo de conteúdo diferenciado que te ajuda a atrair e capturar mais leads com a sua página.  

Porque a verdade é que para obter resultados diferentes, você precisa testar novas estratégias até atingir os seus objetivos.

Para você ter uma ideia de como isso funciona, eu vou te contar uma história que aconteceu comigo.

Há alguns anos eu resolvi começar a acordar duas horas mais cedo para aproveitar melhor o meu dia. Mas isso não deu muito certo.

Sabe porquê?

Eu continuava indo dormir depois da meia noite, mesmo horário de quando eu acordava às 8 horas da manhã.

Resultado: eu passava o dia cansada e o meu dia não rendia como eu gostaria. Foi quando eu percebi que para estar bem disposta ao acordar eu precisava começar a dormir mais cedo.

À partir dessa mudança de hábito, eu consegui alcançar o meu objetivo.

Eu estou te contando isso porque essa é uma situação bastante comum, muitas vezes não vemos soluções simples e insistimos em fazer as coisas do jeito que já estamos acostumados.  

Você pode até estar familiarizado com algumas estratégias para construir relacionamentos verdadeiros com seus clientes, como o  marketing de conteúdo e inbound marketing.

Entre as ferramentas  mais utilizadas para alcançar esse objetivo estão posts em blog, canal de vídeos, podcasts e etc.

Mas a boa notícia é que existem outros formatos que talvez você não tenha explorado, ainda. E o whitepaper é um deles.

Se utilizado da maneira certa ele tem um potencial estratégico, pois aumenta as suas chances de conversão, não apenas de leads, mas de leads qualificadas.

Quer aprender o que é whitepaper e como utilizá-lo no seu negócio? É só continuar aqui comigo! Vamos lá?

O que é whitepaper?

O que é whitepaper?

Whitepaper é um documento publicado por uma empresa, governo ou organização para esclarecer algum assunto ou solucionar um determinado problema.

Esse termo ainda é pouco conhecido no Brasil e você também pode encontrá-lo escrito separado: white paper. Ou no plural, como white papers e whitepapers.

Mas não se preocupe, todas essas palavras querem dizer a mesma coisa e vou te falar um pouco mais sobre isso, agora.

A definição de whitepaper pode variar de negócio para negócio e ele pode se encaixar em diversas estratégias de marketing digital.

Mas, de forma geral, podemos dizer que essa peça aborda um assunto específico e oferece uma explicação detalhada sobre um produto ou uma solução definitiva para um problema.

Ele deve ser persuasivo, aprofundado, bem fundamentado e não comercial, ou seja, nesse momento, você estará gerando valor para o seu público e não fazendo um anúncio.

Geralmente ele é escrito em um estilo mais formal e pode variar muito em tamanho, mas costuma ser maior do que um artigo de blog e menor do que um ebook.

Enquanto outros materiais tentam vender de forma direta ou indireta, o whitepaper oferece uma solução clara sem envolver uma oferta.

Se bem utilizado, ele pode ser uma ferramenta poderosa para resolver problemas, estabelecer autoridade e gerar leads.

Além disso, também pode funcionar como um documento técnico que detalha o funcionamento de um novo produto ou serviço.

No seu negócio você pode utilizar o whitepaper para promover um certo produto, serviço, tecnologia, metodologia e influenciar as decisões do cliente.

Para te ajudar com isso, nos próximos tópicos eu vou te mostrar exemplos e dicas para aproveitar o whitepaper.

Qual a diferença entre whitepaper e ebook?

Qual a diferença entre whitepaper e ebook?

Enquanto pesquisava mais sobre essa ferramenta, eu percebi que em um primeiro momento, pode não ser tão fácil diferenciar o que é whitepaper do que é um ebook.

Para que não reste nenhuma dúvida, eu vou te falar um pouco mais sobre as características destes dois conteúdos.  

Para começar, os dois possuem objetivos educativos, são ferramentas eficientes para a solução de problemas e ajudam a consolidar autoridade.

As principais diferenças se concentram no layout e linguagem utilizados em cada uma das peças.

O whitepaper é direto e foca em um assunto ou problema específico, com o objetivo de entregar uma solução.

Utiliza linguagem quase acadêmica, além de dados e pesquisas.  Como aprofunda em um tema, funciona melhor se direcionado para uma audiência com algum conhecimento sobre o assunto.

Já com o ebook, formato mais conhecido, você pode usar uma linguagem mais informal, tratar sobre vários assuntos e atrair pessoas leigas sobre o tema.

Além disso, você pode promover a interação através de links e outras formas de mídia.

Resumindo: o whitepaper te ajuda a se consolidar como especialista em uma determinada área, enquanto o ebook funciona melhor para aumentar o seu alcance já que pode ser o primeiro contato de muita gente com o tema.

Exemplos de whitepaper

Agora que você já sabe o que é whitepaper e entendeu as diferenças entre ele e um ebook, eu vou te mostrar alguns exemplos.

Exemplo de whitepaper americano

O primeiro é de um site dos Estados Unidos, especializado em melhoria de anúncios online.

Ele disponibiliza gratuitamente vários whitepapers sobre o assunto.

O guia  “Hacking Google Ads”, por exemplo, possui 12 páginas, muitos dados e ensina como obter melhores resultados anunciando no Google.

Exemplo de whitepaper brasileiro

exemplo brasileiro acima é bem parecido com um relatório, possui 36 páginas e analisa de forma aprofundada a relação entre a precaução e a eficiência para o equilíbrio do licenciamento ambiental.

Nos dois exemplos, o whitepaper ajuda a se estabelecer cada marca como referência nos assuntos que abordam.   

Só que, no primeiro caso, o whitepaper vai direto ao ponto e apresenta a solução de um problema.

Já o segundo exemplo destrincha um tópico e ajuda o leitor a dominar o assunto.

Por que utilizar whitepaper no seu negócio?

Por que utilizar whitepaper no seu negócio?

Depois dos exemplos que eu te mostrei, você pode estar se perguntando:

Será que vale a pena produzir whitepaper para o meu negócio?

Embora pouco falado no mundo do marketing digital o whitepaper pode atender uma necessidade ignorada no seu nicho e oferecer diversas vantagens dentro da sua estratégia de conteúdo.

Entre elas, estão:

Aumento de leads

Ao usar whitepapers você consegue  ampliar a sua audiência, gerar leads, educar essas leads e, como resultado, aumentar suas vendas.

Já que para acessar o seu whitepaper, você pode pedir várias informações do interessado, inclusive um e-mail, ativo e válido.

Ou seja, você aumenta a sua lista de leads.

Aumento de autoridade

Gerar valor para a sua audiência é uma das formas mais eficientes para  aumentar a sua autoridade.

Ele pode ser muito útil como material educativo, guia de utilização e vitrine de resultados.

Mas vale lembrar que um whitepaper é um conteúdo mais complexo, bem fundamentado, que aborda um problema e apresenta uma solução.

Em resumo, ele precisa gerar valor para o público.

Reaproveitamento de ideias

Outra vantagem desse tipo de conteúdo é que você não precisa partir do zero. Uma opção é aprofundar assuntos sobre os quais você já falou.

Se você tem um blog, ou um canal do YouTube, por exemplo. Pode verificar qual é a sua publicação de maior sucesso.

Depois, com base nesse material você pode pesquisar, reunir outros dados e imagens e redigir um whitepaper.  

Agora que você conhece algumas vantagens desse conteúdo, eu vou te mostrar os 6 passos que você precisa seguir para construir um whitepaper de qualidade.

6 passos para produzir um whitepaper de sucesso

6 passos para produzir um whitepaper de sucesso

Agora que você já aprendeu o que é whitepaper e como ele pode ser efetivo para a sua estratégia de vendas, chegou a hora de aprender como fazer o seu.

Tenha em mente que você precisa direcionar seus esforços para sanar uma necessidade específica, superar objeções e mostrar o seu valor.

Vamos lá:

1) Escolha o tema

Escolha o tema

Toda produção de conteúdo exige planejamento e por isso eu recomendo que você comece selecionando o assunto.

Se você precisa de uma forcinha para escolher o tema, eu recomendo que você se faça essas 3 perguntas:

  • Quais são as preocupações do meu público para as quais eu posso oferecer uma solução?

  • Existe algum assunto no meu nicho que ninguém mais cobriu?

  • Que informação poderia fazer a diferença para a minha audiência?

Essas questões podem te ajudar a encontrar a direção certa para atender às necessidades da sua audiência.

Além disso, você pode procurar temas nas suas publicações antigas. Basta focar em um único aspecto, aprofundar a pesquisa e oferecer uma solução.

Vamos supor que um cabeleireiro lance o whitepaper: “O método definitivo para impedir a quebra de cabelos”, por exemplo.  

Ele poderia chamar a atenção de profissionais em busca de reciclagem, pessoas em busca de formação profissional e também pessoas leigas dispostas a investir para cuidar do próprio cabelo.

Dessa forma, seria muito fácil obter leads interessadas no curso para formação de cabeleireiros que ele oferece, se for o caso.  

2) Pesquise

 2) Pesquise

Depois que definir o assunto sobre o qual você vai falar, vem a etapa de pesquisa.

Como o objetivo é falar com quem já sabe sobre o assunto, você precisa se aprofundar e garantir a credibilidade do seu whitepaper.

Ele deve ser muito bem embasada, por isso utilize fatos, mostre dados concretos como números, relatórios, pesquisas e gráficos.

3) Faça um esboço

3) Faça um esboço

Depois de pesquisar, você provavelmente vai se deparar com uma infinidade de informações.

Para organizar todo esse material, prepare um esquema simples com os principais tópicos que você vai abordar para montar uma narrativa lógica que leve a uma conclusão satisfatória.

Você pode fazer a seleção de imagens nesse momento, também. Esse passo vai te ajudar a poupar tempo e ter clareza, antes de começar efetivamente a escrever.

4) Escreva

4) Escreva

Depois que o seu esboço estiver pronto, você pode começar a redigir. Essa etapa vai te exigir muito esforço e dedicação.

Fale sobre cada tópico e seu papel para entender o conteúdo geral. Você também precisa explicar as imagens e como um assunto se conecta ao próximo.

Não se esqueça de manter uma narrativa formal e com autoridade.

Nesse momento, use a plataforma de texto que achar melhor. Aqui no blog, nós usamos o Google Docs porque ele é uma ferramenta de fácil edição e compartilhamento.

Ah! Lembre-se que dificilmente uma peça de conteúdo fica perfeita da primeira vez que você senta para escrevê-la.

Por isso, você pode enviar o conteúdo para outra pessoa revisar, mas se não tiver essa opção, espere pelo menos 24 horas e leia tudo de novo, com a cabeça mais “fresca”.

Assim você pode perceber as necessidades de mudança e realizar os ajustes necessários.

5) Crie um layout

5) Crie um layout

Lembra que eu te falei sobre a importância do layout quando te mostrei as diferenças entre ebook e whitepaper?

Então, chegou a hora de utilizar todas as vantagens que a aparência certa pode conferir para a sua peça.

Se você prestar atenção nos 2 modelos de whitepaper que eu te apresentei, vai perceber que o primeiro exemplo é muito mais bonito do que o segundo.  

Além de chamar atenção e passar uma boa impressão sobre o conteúdo,  a formatação tem uma função prática.

Como ela, você impede que as imagens fiquem achatadas e os textos sejam cortados ou comprimidos. Outra vantagem é deixar a leitura mais leve e fluida.

Para fazer isso, você pode contratar um designer ou procurar modelos prontos na internet, é possível inclusive encontrar templates gratuitos.

6) Publique seu whitepaper em uma landing page

6) Publique seu whitepaper em uma landing page

Se o seu objetivo é vender na internet, um dos melhores lugares para apresentar o seu whitepaper é em uma landing page personalizada.

Isso porque essa é uma página focada em conversões com linguagem direta e objetiva, construída especificamente para levar o usuário a realizar uma ação.

Essa ação vai depender da sua estratégia e pode ser a captura do e-mail, a leitura de um conteúdo ou até mesmo uma venda.

Não sabe como criar uma?

Nessa horas, o Klickpages é o seu melhor aliado!

Você só precisa seguir esses três passos:

  1. Escolha seu modelo: conheça opções de alta conversão comprovada por testes.

  2. Customize a página: edite textos, cores e imagens, além de ocultar elementos você não queira.

  3. Publique: com tudo pronto é só publicar no seu próprio domínio, sem custos adicionais de hospedagem.

Conclusão

Conclusão o que é whitepaper

Nesse artigo eu te contei o que é whitepaper e como ele pode ajudar a atrair mais leads para o seu negócio.

Afinal de contas, não adianta querer obter resultados diferentes se você continuar fazendo a mesma coisa.

Você viu 2 exemplos e aprendeu os 6 passos necessários para construir um whitepaper de sucesso.

Para deixar as coisas bem claras, eu também te falei sobre as principais diferenças entre ebook e whitepaper.

Além disso, eu te mostrei como divulgar seu whitepaper em uma landing page matadora seguindo apenas 3 passos.

E você já conhecia essa ferramenta?

Me conta aqui nos cometários o que achou. 🙂

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS!

Sobre o Autor

Adriana Carvalho

Apesar ter os dois pés bem plantados na realidade, adoro me transportar para os universos da fantasia como Nárnia, Terra Média e Hogwarts, claro. Trabalho como jornalista há mais de 11 anos e já escrevi sobre quase tudo. Sou apaixonada por viagens, livros, filmes e pessoas, não necessariamente nessa ordem (hahahaha). No time de conteúdo do Klickpages, escrevo sobre empreendedorismo e marketing digital porque acredito no poder das histórias.

Se você quiser ler outros conteúdos meus é só clicar aqui ;)