Turbine suas vendas: 7 estratégias para vender mais hoje mesmo

Turbine suas vendas: 7 estratégias para vender mais hoje mesmo

O que você está prestes a ver vai possibilitar que você turbine suas vendas ainda hoje.

Mas, primeiro, eu vou te contar uma história que aconteceu comigo.

Há alguns anos eu tive a “brilhante” ideia de mudar o meu cabelo. Eu queria muito experimentar a cor vermelha.

Então marquei hora com um profissional e me preparei para passar cerca de 2 horas no salão.

Chegando lá, eu descobri que precisaria passar por um processo químico de 4 horas. Confesso que quase desisti.

Mas enfrentei os puxões no cabelo, a dor no pescoço, os cheiros fortes e até a fome (quem já pintou o cabelo sabe como é).

Depois de esperar uma eternidade, finalmente meu cabelo estava da cor que queria e eu realmente gostei do resultado.

Apesar do “sofrimento”, eu achei que valeu a pena.

Agora, imagine se alguma marca encontrasse uma forma de oferecer a transformação imediata na cor do cabelo, sem esse sofrimento todo.

Eu pagaria até 10 vezes mais por isso.

Mas o quê a história do seu cabelo tem a ver com vendas, Adriana?

A resposta é simples: no mundo dos negócios acontece algo muito parecido.

O fato é que o seu cliente não quer o seu produto, mas a transformação que vem junto com ele. E é esse o diferencial que o seu negócio deve oferecer.

Claro que você não vai abrir mão da qualidade do produto, mas é a transformação que vem junto com ele o que realmente pode alavancar as suas vendas.

E para te ajudar a turbinar suas vendas, eu separei 7 estratégias de marketing digital essenciais para entregar o que a sua audiência realmente quer: transformação.

Vamos lá!

1. Marketing de Conteúdo

Marketing de Conteúdo

Quando o assunto é marketing de conteúdo, uma das primeiras imagens que me vêm à cabeça é uma montanha.  

Como assim?

Imagine que conquistar mais clientes é o topo da montanha. Para chegar lá você vai precisar começar pela base, um passo de cada vez.

Eu estou te dizendo isso porque o marketing de conteúdo deve ser a base dentro da sua estratégia comercial.

O começo da sua trajetória até o topo da montanha – onde estão os seus clientes.

A ideia é que primeiro você passe credibilidade, construa autoridade e desperte interesse pela sua marca, para só depois concretizar a venda.

Para isso, você vai ter que explorar assuntos que se conectem de forma direta ou indireta ao que você faz.

Dá uma olhada em alguns dos resultados que você pode conseguir com o marketing de conteúdo:

Esclareça dúvidas e mostre ao público a necessidade, os benefícios e vantagens do seu produto, mas sem tentar vender descaradamente.

Lembrando que essa é uma estratégia a longo prazo, da mesma forma que subir aquela montanha leva tempo.

Mas, se a produção de conteúdo estiver alinhada aos objetivos do negócio e ao seu planejamento de marketing digital, você vai chegar lá.

Um dos motivos pelos quais o marketing de conteúdo permite que você turbine suas vendas é que 60% das pessoas se sente motivada a buscar um produto depois de ler sobre ele.

Essa é uma ótima estratégia de inbound marketing, ou seja atrair o público para você, ao invés de ter que correr atrás dele.

Ao criar e compartilhar conteúdo valioso e gratuito, você convida as pessoas para te conhecer, então converte consumidores potenciais em clientes e clientes em compradores regulares.

Devagar você será reconhecido como autoridade no seu mercado, já que sempre oferece os melhores conteúdos sobre esse tema.

Quando o cliente decidir comprar, ele vai lembrar primeiro de você, e não do seu concorrente.

Algumas ideias práticas de marketing de conteúdo são: a produção de textos para blogs, oferta de vídeos, podcasts e infográficos.

Mas a mais efetiva eu vou te contar lá na frente.

2. Social media marketing 

Social media marketing

Você gosta de rodízio?

Eu adoro. Seja de pizzas, risotos ou um bom churrasco.

Alguns dos diferenciais que esse tipo de restaurante oferece são a agilidade, a variedade e a constância.

Ou seja, você não passa fome. Muito pelo contrário, está sempre bem servido.

E é assim que o seu público precisa se sentir: bem servido

Com uma boa estratégia de social media marketing, você faz com que isso aconteça.

Você vai garantir que, independente da rede social frequentada pelo seu potencial cliente, ele vai encontrar informação relevante sobre a sua marca, a qualquer momento.

A verdade é que a grande maioria das empresas possui contas em redes sociais, mas só uma pequena parte delas está bem representada de fato.

Para começo de conversa, você precisa entender que compartilhar oferta atrás de oferta não funciona.

Pode até ser que você faça vendas, mas vai desperdiçar um potencial ainda maior.

A minha recomendação para que você turbine suas vendas é pensar como a sua persona.

Transforme os seus perfis em verdadeiros canais de comunicação. Receba e responda críticas, além de solucionar dúvidas e problemas.

Capriche nos conteúdos em texto, imagem ou vídeos. Isso aumenta a probabilidade da sua marca ficar gravada na cabeça das pessoas.  

E quando elas precisarem de um produto ou serviço, elas vão lembrar da sua marca de forma automática.

Além disso, você pode anunciar em redes como o Facebook e o Instagram por valores bem menores do que no marketing tradicional.  

Como o meu objetivo é que você turbine suas vendas, vou te dar algumas dicas práticas:

Primeiro conheça o seu público, só então defina as métricas de acompanhamento.

Depois, crie um calendário de conteúdos.

O próximo passo é desenvolver os conteúdos levando em conta tudo o que eu te disse neste tópico e começar a interagir com o público.

Outra coisa importante é não tirar o olho da concorrência e monitorar os resultados.

3. Email marketing

Email marketing

Agora que você já viu como o social media marketing é importante para a sua estratégia, eu vou te falar sobre a versatilidade do email marketing.

Sabe aquele amigo que você gostaria de ver praticamente todos os dias? Então, imagine que você está andando distraído quando, de repente, topa com ele.

É uma sensação única, um misto de alegria e surpresa.

Para que você turbine suas vendas com esse canal de comunicação, o seu email marketing deve fazer a mesma coisa com quem recebe a sua notificação na caixa de entrada.

O foco é criar um relacionamento direto entre a sua empresa e o cliente.

Embora o email marketing seja uma ferramenta mais  antiga, ela é clássica por um motivo: os profissionais de marketing digital não se cansam de melhorar as formas de uso.  

Por isso ele continua sendo o mais importante canal de comunicação e venda. Sabe por quê?

Ele é a única plataforma de contatos sobre a qual você tem controle de fato e é crucial para converter leads em clientes.

Taxa de retorno de investimento

E tem mais: as pessoas passam em média 5,6 horas por dia em emails, cujas taxas de conversão são 40 vezes melhores do que nas redes sociais.

Essa estratégia faz com que você turbine suas vendas pois oferece uma ligação direta com os clientes.

Por isso, não envie apenas emails de ofertas, crie newsletters com novidades sobre a empresa e uma seleção de conteúdos úteis.

Para colocar essa dica em prática, primeiro você precisa entender que o funcionamento do email marketing é bastante simples.

Basicamente, você precisa de uma lista de emails, que também pode ser chamada de mailing.

Ali, vão estar os endereços eletrônicos do público que você quer atingir, de preferência separados pelas categorias em que estão no funil de vendas.

O próximo passo é desenvolver o conteúdo que você quer apresentar ao para o público da lista.

Depois disso, eu recomendo que você utilize uma ferramenta de disparo, que automatize a tarefa e economize o seu tempo.

Existem serviços que podem te oferecer um leque grande de possibilidades.

Como é o caso do Klicksend, uma ferramenta 100% desenvolvida pela equipe do Klickpages.

Ferramenta de email marketing: Klicksend

Com ele você pode capturar leads e transformar a sua página em uma landing page, além de organizar os seus envios com Tags Inteligentes.

Um jeito de segmentar a sua lista com base em informações como gênero, clientes e clientes em potencial.

Você também pode saber quem recebeu a mensagem, quem a abriu, quem interagiu e quem rejeitou, inclusive quem marcou como spam.

Além disso, os resultados são facilmente mensurados, o que te permite ajustar e melhorar seus emails para os próximos disparos.

4. Mobile marketing

Email marketing

Continuando com as estratégias de marketing digital obrigatórias para que você turbine suas vendas, agora eu vou te falar sobre o mobile marketing.

Você já fez as contas do número de vendas que pode estar perdendo caso sua página não carregue de forma rápida em dispositivos móveis?

A resposta pode te assustar, já que uma de cada três compras na internet é feita pelo celular.

Para ilustrar ainda mais esse cenário, confira alguns dados relevantes:

  • 80% dos usuários da internet possuem um smartphone (SmartInsights)

  • 51% dizem que usam dispositivos móveis para descobrir novas marcas e produtos (BrightEdge)

  • 69% do tempo de mídia dos usuários é gasto em smartphones (comScore)

Por isso é importante criar um site responsivo, ou seja, que se adapte a diversos formatos de tela.

Já que o mobile marketing usa estratégias para atuar em dispositivos móveis, principalmente smartphones e tablets.

Alguns exemplos, além do design responsivo, são anúncios de acordo com a localização, envio de SMS e emails.

Como os smartphones já têm GPS de fábrica e a geolocalização se torna mais eficiente a cada dia. Você tem a vantagem de segmentar seus anúncios e campanhas com base nessa funcionalidade.  

Essa é uma ótima ideia para quem possui um endereço físico. Já que quem fizer uma busca por lugar pode te encontrar facilmente.

Com todas essas oportunidades para atingir e interagir com seu público-alvo em tempo real você precisa descobrir como fornecer conteúdo personalizado.

Mas não se preocupe, eu separei 4 ideias para te inspirar, mas existem muitas outras. Você pode aprender sobre elas aqui.  

  • Se os contatos da sua lista te derem permissão para receber mensagens, faça campanhas no WhatsApp e por SMS.

  • Você pode enviar convites, cupons de desconto e novidades, por exemplo.

  • Já no Facebook você consegue direcionar seus anúncios apenas para os acessos mobile. Ou seja, você pode criar campanhas super direcionadas e que podem alcançar um volume de usuários enorme. Já que essa plataforma tem 127 milhões de pessoas ativas por mês só no Brasil.

  • Outra opção é o Google Adwords que permite a visualização dos seus anúncios diretamente por quem está no celular.

5. Retargeting

Retargeting

E aí, vai incluir o mobile marketing na sua estratégia de marketing digital?

Eu espero que sim. Agora, chegou a vez de eu te falar sobre uma estratégia que te ajuda a não perder de vista os seus potenciais clientes.

A função do retargeting, que em inglês significa mirar novamente um mesmo alvo, é basicamente anunciar de forma personalizados para pessoas que já interagiram com a sua marca na internet.

Na prática ele “segue” quem entra em contato com você, enquanto essas pessoas navegam pela internet.

Seja uma leitura no blog da empresa, a visualização de um vídeo no YouTube, ou o download de um curso.

Essa tecnologia usa um código imperceptível para rastrear o visitante e isso permitirá ao seu provedor de retargeting saber quando veicular anúncios.

Além de garantir que seus anúncios sejam vistos só por quem já teve contato com a sua marca ou produto antes.

Esse recurso deve ser utilizado estrategicamente para reconquistar a atenção do possível cliente e para que você turbine as suas vendas.

É uma estratégia muito usada no marketing digital  para alcançar o usuário uma, duas ou quantas vezes forem necessárias até que ele realize a compra.

O velho “água mole em pedra dura, tanto bate até que fura”.

Ele funciona porque toda vez que seu cliente vê seus anúncios de retargeting, sua marca ganha força e reconhecimento. Fica na cabeça.

Existem dois tipos principais de retargeting com características diferentes entre si:

O retargeting baseado em pixels é o tipo mais comum e exibe seu material novamente para qualquer visitante anônimo.

Quando alguém acessa seu conteúdo um pixel é colocado no navegador e, quando ele sai de lá, esse código notifica as plataformas de retargeting para veicular anúncios específicos para ele.

Já o retargeting baseado em lista é utilizado quando você já tem as informações de alguém no seu banco de dados.

Você faz o upload de uma lista de endereços de email para uma campanha de redirecionamento e a plataforma vai identificar esses usuários.

Embora seja um pouco menos comum, ele permite critérios altamente personalizáveis ​​para os anúncios.

6. Gatilhos mentais

Gatilhos mentais

Agora que você viu como o retargeting pode ser eficiente para os seus anúncios. Vamos em frente.

Chegou a hora de falar sobre os gatilhos mentais.

O nosso cérebro está “programado” para reagir de formas muito específicas quando recebe determinados estímulos.

Em outras palavras, são as decisões que a nossa mente toma quando está “no piloto automático”.  

E o que os gatilhos mentais tem a ver com isso?

Tudo. Porque eles são mecanismos psicológicos utilizados para desencadear uma determinada reação no receptor.

São comportamentos internalizados que filtram o mais importante e nos impulsiona a agir de uma determinada forma.

Na prática, o gatilho desperta uma demanda adormecida em alguma parte da mente do consumidor.

Eu vou te falar mais sobre alguns deles para que você turbine ainda mais as suas vendas.

Reciprocidade

Para explorar esse gatilho você deve ter em mente o objetivo de entregar valor para a sua audiência.

Dessa forma, você gera um vínculo de gratidão, ou seja, a pessoa tem vontade de retribuir o que recebeu.

Para isso você pode produzir conteúdo de qualidade oferecido gratuitamente ou mesmo um período de testes para algum dos seus produtos.  

Escassez

Quase todo mundo já passou por essa situação, ou conhece alguém que viveu a experiência de só dar valor a algo que perdeu ou está prestes a perder.  

Isso acontece porque nosso cérebro associa escassez com valor.

Para usar desse gatilho, você pode colocar um contador regressivo em um determinado produto.

Mas, cuidado: não minta, essa atitude prejudica a imagem da sua marca e os resultados a longo prazo.

Urgência

Esse gatilho se parece muito ao anterior, a diferença é que ele lida com o fator tempo.

Um bom exemplo são as promoções relâmpago. Se o cliente não comprar na hora, vai perder a oportunidade. Tente fazer o mesmo com algum dos seus produtos.

Novidade

Quando alguém é exposto a algo novo, o cérebro dela libera uma quantidade maior de dopamina, que um hormônio responsável pela sensação de recompensa.

Por isso, tente sempre fazer atualizações e melhorias em seus produtos e serviços. Você pode lançá-los de novo como uma nova versão, por exemplo.

Prova social

Nós humanos somos seres sociais, por isso temos uma necessidade de pertencimento.

Assim, é muito comum que alguém em dúvida sobre em que restaurante comer acabe indo ao lugar mais cheio, porque inconscientemente essa é uma prova de que a comida lá é melhor.

Eu mesma, quando preciso cortar o cabelo, procuro um profissional bem recomendado por amigos.

Por isso, coloque os elogios,comentários positivos e os depoimentos sobre a sua marca ou produtos de forma visível.

Ou então faça parceria com  um digital influencer para ter mais visibilidade e confiança dos seus seguidores.

Autoridade

Esse é um gatilho poderoso e tem tudo a ver com o primeiro tópico da nossa lista.

Para fazer uso dele você precisa destacar o seu negócio como referência no mercado e provar que você sabe do que está falando.

E para conseguir isso, nada melhor do que aplicar a dica que eu te dei no tópico 1, produza conteúdo de extremo valor.

7. Landing Page

Landing Page

Outro passo importante na sua jornada em direção a uma estratégia de marketing digital que turbine o seu negócio é construir uma uma boa base leads.

Se você ainda não utiliza seu site ou blog com esse propósito, está marcando bobeira.

Sejam quais forem as estratégias que você adote depois de ler esse artigo,  investir em uma boa landing page aumenta muito suas chances de confirmar as conversões desejadas.

Nessa hora, claro: o Klickpages é a ferramenta ideal.

São só três passos para criar a sua:

1. Escolha seu modelo: opções de alta conversão comprovada através de testes.

2. Customize a página: edite os textos, as cores e as imagens, além de ocultar elementos indesejados.

3. Publique: publique no seu próprio domínio, sem custos adicionais de hospedagem.

Conclusão

Conclusão turbine suas vendas

Nesse artigo, nós conversamos sobre 7 estratégias muito eficazes de marketing digital para que você turbine suas vendas começando hoje.

Eu te expliquei como produzir material de extremo valor, utilizando todas as vantagens que o marketing de conteúdo pode oferecer.

Você viu também como os gatilhos mentais funcionam e de que maneira eles podem ser aplicados.

E também descobriu a importância de uma boa landing page para a sua estratégia e como criar a sua em apenas 3 passos.

Agora, você já pode colocar em prática as estratégias essenciais para aumentar as suas vendas.

Qual delas você vai usar primeiro? Me conta aqui nos comentários! 🙂

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS!

Sobre o Autor

Adriana Carvalho

Apesar de ter os dois pés bem plantados na realidade, adoro me transportar para os universos da fantasia como Nárnia, Terra Média e Hogwarts. Sou apaixonada por viagens, livros, filmes e pessoas, não necessariamente nessa ordem (hahahaha). No time de conteúdo do Klickpages, escrevo sobre empreendedorismo e marketing digital porque acredito no poder das histórias.

Se você quiser ler outros conteúdos meus é só clicar aqui ;)