Topo de funil: por que você precisa criar conteúdo se não quer perder milhares de clientes 

Se você não está criando conteúdo para o seu topo funil, chances são que você está deixando dinheiro na mesa e nem percebeu ainda.

E, olha, pode ser muito dinheiro.

Isso porque uma grande parcela dos seus potenciais clientes está sendo deixada para trás. O que significa menos vendas e menos dinheiro dentro do caixa da sua empresa.

Se você ainda não sabe o que é um funil de vendas, fica tranquilo porque eu vou explicar direitinho neste artigo.

Por enquanto, você só precisa entender que o topo de funil (a parte de cima do funil) é onde se concentra o público-geral. 

Ou seja, pessoas que ainda nem sabem que têm um problema e muito menos que você pode oferecer a solução para ele.

A sua missão nesse estágio do funil é conquistar essas pessoas conscientizá-las que elas precisam do seu produto ou serviço para resolver um problema. 

E esse caminho da inconsciência para consciência é construído com conteúdo de qualidade, com informação valiosa. 

Assim, quando elas decidirem comprar, adivinha de quem elas vão procurar? De quem ofereceu informação valiosa e deu a atenção que elas precisavam.

Quer saber como oferecer conteúdo de qualidade para os seus potenciais clientes que ainda estão no topo de funil?

Então segue aqui comigo porque, além disso, eu vou te mostrar:

  • O que é topo de funil;

  • 3 dicas de como produzir conteúdo para topo de funil; 

  • E 3 canais de conteúdo para topo de funil.

Vamos lá.

O que é topo de funil? 

Para que você entenda o que é topo de funil, primeiro, eu preciso explicar o que é um funil de vendas.

Assim, você tem uma noção do que é topo, meio e fundo de funil.

Bem, funil de vendas é o nome dado ao processo de compra do cliente, desde seu primeiro contato com uma empresa ou solução por ela oferecida até a transação final, ou seja, a venda. 

Isso quer dizer que o funil de vendas tem início na sondagem do cliente e segue até a concretização do negócio

Em cada etapa desse processo existem estratégias específicas para levar o cliente em potencial até o desfecho desejado – seja uma compra, uma renovação, indicação do seu trabalho…

A representação gráfica do funil de vendas lembra justamente a imagem de um funil de verdade:

Ele é composto por quatro níveis, onde estão:

Público-geral/visitantes: incluem todos aqueles que fazem parte do seu público-alvo, que podem vir a ter interesse na sua empresa e naquilo que ela oferece.

Leads: são os contatos qualificados, que já demonstraram um problema e você já mostrou que tem uma solução. Mas essas pessoas ainda não conhecem profundamente o seu trabalho.

Oportunidades: são as leads qualificadas, ou seja, já receberam propostas e estão em estágio avançado para a concretização da venda.

Clientes: representam o fechamento de um negócio. Estão completando o ciclo do funil de venda.

Se você quer saber mais detalhes, aqui no blog do KP tem um artigo completinho explicando o que é funil de vendas, suas etapas e como criar um. 

Neste artigo aqui, vou falar especificamente sobre o topo de funil, que, como eu disse ali em cima, é onde se concentram o público-geral e suas leads (pessoas que já tiveram algum contato com a empresa).

Essa é a etapa que reúne o maior volume de pessoas. Até porque todo o seu público-alvo está ali.

O topo de funil é a fase marcada pelo aprendizado e despertar de consciência dos seus possíveis clientes.

Ou seja, a pessoa ainda não reconhece que tem uma necessidade ou um problema a ser resolvido, tampouco vê na sua empresa qualquer relação comercial.

Isso quer dizer que no início no funil de vendas, o público não tem interesse na sua empresa.

Logo, sua missão é fazer com que elas entendam que precisam de você, do seu produto ou serviço.

Isso você consegue com a criação de conteúdo massivo. A ideia é fornecer o máximo possível de informação para que a pessoa siga para as outras fases do funil.

Quer saber como criar conteúdo para essa etapa do funil de vendas? Segue aqui comigo.

3 dicas de como produzir conteúdo para topo de funil

Ao criar um conteúdo voltado para topo de funil, a ideia é apostar em materiais educativos e que despertem o interesse da audiência.

Separei aqui 3 dicas simples e certeiras que você não pode deixar de fora na hora de planejar sua estratégia de captação de potenciais clientes no início do seu funil de vendas.

Confere só:

1. Conteúdo acessível em várias plataformas 

O conteúdo do topo de funil tem que fazer com que o seu potencial cliente descubra que tem um problema que precisa ser resolvido.

Por isso, é importante que todo o seu conteúdo inicial seja acessível em plataformas diferentes, pois a ideia da parte de cima do funil é receber um grande volume de pessoas curiosas, que não conhecem muito sobre o que você tem a oferecer. 

A pessoa precisa encontrar o seu material ao jogar uma dúvida no Google, por exemplo. E, para isso, é importante que sua empresa tenha perfis nas redes sociais, um blog ou site, canal no YouTube. 

Quanto mais conteúdo, melhor. Faça posts no Instagram, no Facebook, no Twitter… Ou seja, onde estiver o seu público. 

Grave vídeos, stories, atualize o seu blog. Esteja presente para que o seu potencial cliente te encontre. 

2. Clareza e simplicidade

O material inicial deve ser claro e simples, isto é, não pode conter informações complexas.

Lembre-se que é o primeiro contato dessas pessoas com o seu trabalho. Muita informação de uma vez pode gerar confusão. 

A ideia é despertar a atenção e confiança do seu cliente aos poucos. Então esse primeiro conteúdo tem que ser bem didático e envolvente. 

Nada de tentar vender ainda. 

No primeiro momento do ciclo de vendas as pessoas apenas têm curiosidade sobre um assunto e não têm interesse em comprar nada.

Por isso evite vender, divulgando diretamente seus produtos e sua empresa no conteúdo que você está disponibilizando.

3. Não cite a sua empresa

Além de não tentar vender nesse momento, uma dica importante é nunca citar diretamente sua empresa nesse conteúdo de topo de funil.

Isso porque nessa fase, a pessoa ainda está conhecendo o seu trabalho e qualquer menção à sua empresa, pode fazer o usuário desistir por achar que é propaganda.

Mais uma vez, a ideia é despertar a curiosidade de quem visita e gerar leads qualificadas, utilizando ferramentas apropriadas para este objetivo. 

Agora, vou te mostrar os canais de conteúdo mais usados nessa etapa do funil de vendas.

Canais de conteúdo para topo de funil

Além de pensar em como criar um conteúdo rico para a sua audiência e, assim, despertar o interesse do seu potencial cliente, você precisa saber como divulgar esse material.

As pessoas precisam ver o seu conteúdo, mas para isso acontecer ele precisa chegar até elas de alguma forma.

Por isso, na hora de montar a sua estratégia de conteúdo é essencial pensar também como ele será distribuído, por meio de quais canais.

Para te ajudar nessa missão, destaquei aqui alguns canais s em que você pode divulgar o seu trabalho:

Redes sociais

Como já expliquei ali em cima, um dos objetivos do topo de funil é atrair visitantes e as redes sociais podem te ajudar.

Isso porque algumas redes, como Facebook, Instagram e Twitter, contam com um público grande e diversificado. 

Mas atenção. Nas redes sociais, o foco dos usuários não é o seu negócio: eles estão lá para se conectar com outras pessoas, tanto na vida pessoal quanto profissional. 

Eles não estão, necessariamente, buscando por produtos e serviços. Essas pessoas, geralmente, querem apenas criar relacionamentos

Com isso, o seu papel  é despertar o interesse delas e levá-las para outro lugar – nesse caso, o seu site, blog ou quaisquer outras páginas

Você pode tanto criar conteúdo específico para as redes sociais como utilizá-las para compartilhar conteúdos feitos em outras plataformas, como posts do blog e vídeos do YouTube.

Blogs

Post de blog é um bom formato de conteúdo para usuários em todos os estágios da jornada de compra, o que inclui o topo de funil. 

No blog, você pode produzir artigos completos para ajudar o seu cliente em potencial a tirar dúvidas e se informar melhor sobre o seu trabalho.

Sem contar que no blog é possível publicar textos, imagens, vídeos, infográficos, testes… Ou seja, diferentes formatos de conteúdo em um único lugar.

E-mail marketing

Com ele é possível enviar conteúdos diretamente para caixa de entrada dos seus contatos. 

Você pode enviar um email para toda sua lista ou segmentá-lo de acordo com o assunto e interesse.

Com o e-mail marketing dá para atualizar os seus contatos com os últimos vídeos postados no seu canal do YouTube, um artigo publicado no blog e até uma foto do seu Instagram ou Facebook.

Dá para enviar esse conteúdo de forma separada (um e-mail para cada assunto) ou tudo junto em uma newsletter.

Por terem a possibilidade de abordar muitos temas, o e-mail marketing  é um bom formato de conteúdo para quem está investindo no topo do funil.

Isso porque a pessoa vai receber um conteúdo específico e de extremo valor na caixa de e-mail dela. 

Você pode incluir aí uma forma de comunicação mais personalizada colocando o nome da pessoa na mensagem e até pedindo a ajuda dela sobre um tema.

Mas para criar essa lista de contatos, você vai precisar de uma landing page, uma ferramenta de captação de leads…

Landing page

Uma boa maneira de divulgar o seu conteúdo e ainda conseguir criar uma lista com leads valiosas é criando uma landing page.

Nessa página, você pode oferecer alguma recompensa, pode ser um e-book, aula online ou um webinar, em troca do e-mail da pessoa. Dá para pedir outra forma de contato, mas para quem usa a internet para vender, o e-mail é sempre a melhor opção. 

Com a sua própria lista de e-mails você pode enviar conteúdo de qualidade para essa audiência e transformar essas leads em clientes. 

Se você não sabe como criar uma landing page, o Klickpages é a ferramenta ideal para te ajudar.

 Porque com o KP você cria landing pages que convertem em apenas 3 passos:

Conclusão

Neste artigo, eu te mostrei que se você não está criando conteúdo de qualidade para as pessoas que estão no seu topo de funil, possivelmente, muitos clientes estão sendo deixados para trás. Com isso, sua empresa está perdendo vendas e, claro, dinheiro. 

Mas para não cair nessa armadilha, você viu que é fundamental produzir material de valor para quem está nesse estágio do funil de vendas. 

Por isso, eu destaquei que o conteúdo para quem ainda não conhece o seu produto precisa ser claro, objetivo de de fácil acesso. Além disso, é importante não citar ainda a sua empresa ou fazer oferta. Tentar vender logo de cara pode assustar esse potencial cliente.

Você viu ainda quais os melhores canais para postar o seu conteúdo, entre eles: rede sociais, blogs e e-mails.

Agora me diz aqui nos comentários se você está produzindo conteúdo para o seu topo de funil e quais canais que você usa para divulgar esse material. 😉

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS!

Sobre o Autor

Juliana Amorim

Jornalista de formação e redatora de coração. Apaixonada por livros, revistas e jornais, meu único caminho era escrever. Já trabalhei como repórter, editora e apresentadora (de rádio, gente, não de TV) e, agora, faço parte do time de conteúdo do Klickpages. Adoro aprender e escrever sobre o universo do Marketing Digital e do Empreendedorismo. Tenho dois gatos lindos, adoro projetos de “do it yourself” e sou daquelas que viram a noite maratonando séries. Não dispenso uma boa conversa e simplesmente consigo transformar qualquer acontecimento bobo do meu dia em uma grande história.

Se você quiser ler outros conteúdos meus é só clicar aqui ;)