8 tendências de marketing digital para você não ficar parado no tempo

Se você espera o início do ano para saber quais são as tendências do marketing digital, as chances são que você já ficou pra trás há muito tempo e nem percebeu.

Isso porque o marketing digital é uma área que evolui o tempo todo e se você é produtor de conteúdo online ou usa a internet para divulgar seus produtos ou serviços, precisa ficar atento às novidades constantemente.

Para isso, é importante consumir diferentes tipos de conteúdo da área. Seja por meio de livros, vídeos, artigos, palestras

O importante é não parar de aprender e de se atualizar.

Além disso, é fundamental colocar em prática o que você aprendeu e avaliar os resultados gerados na sua empresa.

E como você precisa se adequar ao avanço da tecnologia, da internet e das redes sociais, já que isso reflete diretamente nas estratégias de marketing

Eu resolvi te dar uma mãozinha. 

Separei neste artigo 8 tendências de marketing digital que você pode começar a colocar em prática o quanto antes no seu negócio.

Então, se você não quer ficar parado no tempo, vem comigo!

1. Otimização para busca por voz 

Mais de 3,5 bilhões de pesquisas são feitas todos os dias no Google

Desse total, ⅓ são feitas usando comandos de voz, como Siri (Apple), Alexa (Amazon) e Bixby (Samsung).

Por serem mais simples e fáceis de usar, esses assistentes de voz conquistaram as pessoas: basta falar em voz alta o que está procurando e surgem os resultados.

No caso do Google Now, por exemplo, assistente virtual do Google, basta dizer a frase “Ok, Google”, que o aplicativo já é acionado. 

Você pega o celular e diz (sem apertar nada): “Ei, Google, quais são os pontos turísticos de Buenos Aires?” e ele dará os resultados. 

A expectativa é que, até 2020, o número de pesquisas feitas com comando de voz chegue a 50% das buscas feitas na internet.

Então, se o seu site não está otimizado para as pesquisas por voz, você está perdendo um enorme fluxo de usuários.

Acontece que as buscas por voz têm uma estrutura semântica bem diferente das pesquisas digitadas em computadores e celulares.

Ao digitar, as pessoas tendem a ser mais objetivas. Já nas buscas por voz, os usuários, normalmente, falam a frase toda.

Se você quer a receita de um cupcake, dá para escrever apenas “cupcake” na barra do Google.

Mas se for uma pesquisa por voz, a tendência do usuário é falar a frase inteira: “receitas de cupcakes”.

Por isso é necessário adaptar a sua estratégia de SEO para este tipo de pesquisa, para não perder este tráfego da internet.

Se você quer que o seu conteúdo apareça nos resultados das pesquisas com voz, escolha palavras-chaves mais parecidas com as expressões faladas do que escritas

Pense em como a pessoa faria aquela pesquisa se estivesse falando, e não escrevendo.

Falando em SEO…

2. SEO ganha cada vez mais destaque nas estratégias

Pensando em clientes que realmente buscam pelo seu produto ou serviço, as empresas têm investido cada vez mais em SEO para conquistar tráfego orgânico para seus sites e páginas na internet.

SEO é a sigla para Search Engine Optimization (otimização para mecanismos de busca).

É um conjunto de técnicas aplicadas a uma página com o objetivo de melhor posicioná-la nos resultados de buscadores como o Google.

Na prática, isso significa configurar seu site e seu conteúdo para ser exibido nos primeiros resultados de uma pesquisa online.

Pra você ter uma noção do quanto isso é importante, 75% dos usuários nunca clicam em resultados após a primeira página dos resultados de pesquisa.

Ou seja: se você não estiver na primeira página, ninguém vai te encontrar através da busca orgânica.

E a ideia do SEO é que o público vá até a empresa, e não o contrário.

Além de redução de custos com mídias pagas, o tráfego de busca orgânica é extremamente qualificado.

Afinal de contas, as pessoas chegaram até a sua página porque estavam buscando por algo que você tem a oferecer.

As técnicas de SEO são aprimoradas rapidamente e adaptadas aos novos hábitos dos consumidores e às novas tecnologias que vão surgindo a cada dia.

Aqui no blog, temos vários artigos sobre SEO que podem ajudar seu site ou sua página a aparecer na primeira página do Google.

Separei aqui dois conteúdos para você colocar começar a colocar a mão na massa:

3. Os chatbots vieram para ficar

Entre as tendência do marketing digital não poderiam faltar os chatbots, que continuam fazendo sucesso.

Chatbot é um programa de computador que utiliza inteligência artificial cada vez mais aperfeiçoada para imitar conversas com usuários de várias plataformas e aplicativos, como no Facebook e em sites de e-commerce, por exemplo.

Sabe quando você entra na página de uma empresa no Facebook e automaticamente abre uma conversa perguntando se você tem alguma dúvida?

É um chatbot. Ele é uma espécie de assistente que se comunica e interage com as pessoas através de mensagens de texto automatizadas.

Esses robôs servem para interagir com o público de uma maneira mais rápida, ampliando o alcance e a comunicação com seu público.

Quando bem programados, eles atendem os consumidores de maneira pessoal, alguns até com senso de humor e personalidades próprias.

Talvez você ainda se pergunte…

Por que usar chatbots?

Bom, para começo de conversa, hoje 45% dos usuários finais preferem usá-los como um modo primário de comunicação no atendimento ao cliente.

Além disso, os chatbots:

Conseguem processar um grande volume de solicitações

O seu negócio recebe muitas solicitações ao mesmo tempo? Seja no Facebook, Whatsapp ou site…

Você pode dar respostas de maneira mais eficiente sem precisar aumentar o modelo ou a capacidade da equipe para atender a toda essa demanda.

Um chatbot bem construído permite que a empresa consiga dar retorno a várias pessoas de forma simultânea.

São flexíveis

Os chatbots podem ser facilmente usados em qualquer setor.

É preciso apenas “treinar” o bot, dando a estrutura e o fluxo de mensagens corretos para alternar o seu campo ou setor atual.

Automatizam processos repetitivos

Os chatbots ajudam a automatizar tarefas que devem ser realizadas com frequência, economizando tempo e aumentando a produtividade da sua equipe.

Se você tem um curso online e todo dia alguém envia uma mensagem perguntando quando abre a próxima turma, dá para programar o robô para responder automaticamente essa pergunta.

Melhora a geração e nutrição de leads

Os bots podem coletar informações importantes da sua audiência, como localização, gênero, hábitos de consumo e muito mais.

Isso significa uma economia de tempo reunindo todas as informações necessárias para entender quem é o seu público-alvo.

Melhora as vendas

Com o avanço dos e-commerces, ninguém precisa ir até a uma loja física para comprar alguma coisa. Isso pode ser feito pela internet.

E é nisso que os chatbots se mostram uma poderosa arma para vender mais.

Afinal, eles estão ali disponíveis para atender aos clientes e vender 24 horas por dia, sete dias por semana.

Além disso, ao lembrar as perguntas de um cliente e adaptar as suas respostas, eles criam um nível pessoal de serviço que reflete de perto a interação humana, influenciando bastante na tomada de decisão de compra.

Destaquei aqui só alguns benefícios dos chatbots para o seu negócio, mas se você quer conhecer mais sobre essa tecnologia leia nosso artigo que explica o que é, para que serve, como funciona e como criar o seu

4. Conteúdos e estratégias pensados para os micro-momentos

Os celulares e a conexão permanente com a internet mudaram o comportamento das pessoas, principalmente na hora de comprar alguma coisa.

Agora, o consumidor consegue buscar de maneira bem rápida as informações sobre o produto ou serviço que ele precisa.

Se você quer comprar um tênis, dá para fazer uma pesquisa completa de modelos, tamanhos, cores, preços, onde comprar…

Bem, com essa mudança de comportamento, surgiram os micro-momentos, um termo criado pelo Google.

Micro-momentos são situações extremamente específicas dentro da jornada de compra do consumidor, nas quais ele busca por informações na internet.

Para o Google, existem 4 micro-momentos:

  • eu quero saber;

  • eu quero ir;

  • eu quero fazer;

  • eu quero comprar

Cada pessoa passa, em média, por 150 micro-momentos durante o dia. 

Então, para aproveitar essa tendência, você precisa compreender quais micro-momentos podem ser supridos pela sua empresa e, assim, criar estratégias de comunicação adequados.

E aqui entram dois pontos importantes:

1 – Você precisa estar na internet e, se possível, ter um site e estar presente em mais de uma rede social. 

Isso porque as pessoas precisam encontrar informações sobre o seu trabalho.

2 – Para ser encontrado pelos sites de buscas, você precisa investir em mídia paga ou em técnicas de SEO.

Não basta apenas ter um site e alimentá-lo com conteúdo. Para aparecer entre os primeiros resultados do Google, precisa ralar um pouquinho mais. 

E, como eu falei ali em cima, se você não é ranqueado na primeira página, dificilmente as pessoas te encontrarão.

Por isso, pense em formas de otimizar o seu site (aproveita que eu deixei dois artigos completinhos sobre SEO) ou em como fazer tráfego pago para suas páginas.

5. Uso ainda maior de influenciadores digitais

O uso de influenciadores nas estratégias de marketing digital segue com força. 

Essa forma de marketing significa basicamente contratar influenciadores digitais para promoverem a sua marca, principalmente pelas redes sociais.

Mas o que são influenciadores digitais? 

De maneira bem simplória: são pessoas que, através de seu conteúdo, influenciam seus seguidores a pensar de determinada forma e até mesmo a comprarem produtos ou serviços.

Existem influenciadores que trabalham no Instagram, Facebook, Twitter, YouTube, LinkedIn, etc.

Sem contar que os influenciadores estão cada vez mais especializados por nichos. Você encontra influenciadores de tecnologia, filmes e séries, fitness, finanças, gastronomia, moda, maquiagem, cabelo…

Eu te dou um exemplo: com mais de 3,3 milhões de seguidores no Instagram, Niina Secrets é influenciadora de moda e beleza. 

Ela faz campanhas publicitárias para marcas de maquiagem, produtos para o cabelo e para pele, além de roupas e sapatos. 

Normalmente, os grandes influenciadores digitais têm muitos seguidores em suas redes sociais. Mas esse número já não é mais tão importante assim. 

Atualmente, o que mais importa na hora de fechar parcerias é a taxa de engajamento com a audiência.

Não adianta ter milhares de seguidores e poucas curtidas e comentários nas fotos, né?

Então, selecione bem os influenciadores com quem quer trabalhar. 

Também é legal prestar atenção em pequenos influenciadores, sem muitos seguidores, mas que alcançam o nicho do seu produto.

Faça uma lista desses influenciadores digitais e entre em contato para fechar parceria. Eles podem fazer postagens sobre o seu produto e influenciar as pessoas a comprá-lo.

É possível fazer postagens no feed, nos stories, na IGTV, YouTube… Enfim, são muitas possibilidades.

6. Adaptação para as novidades das redes sociais

Todo ano surgem novidades nas redes sociais e as marcas, claro, precisam se adaptar.

O Facebook, por exemplo, alterou o algoritmo e, agora, favorece mais os posts de familiares e amigos para a timeline das pessoas, desfavorecendo os conteúdos de páginas e marcas.

Isso, claro, diminuiu o alcance orgânico de muitas empresas.

A solução é reformular sua estratégia de conteúdo com maior foco em engajar o público, o que aumenta seu alcance orgânico na rede social ou investir em uma boa estratégia de tráfego pago. 

Já o Instagram lançou recentemente o IGTV, uma plataforma interna de vídeos.

A ideia é que os usuários postem vídeos com até 1 hora, em formato vertical, que ficarão armazenados para sempre. Diferente dos stories, em que as postagens somem após 24h.

Isso muda a estratégia de marketing no Instagram para as empresas, que agora ganham a possibilidade de fazer vídeos mais completos e duradouros para alcançar seu público.

7. Confirmação das lives em redes sociais e conteúdo em vídeo

O conteúdo em vídeo no marketing digital não é mais uma simples “tendência”, mas uma realidade.

Isso porque em 2019, o consumo global de vídeos corresponderá a 80% de todo o tráfego da internet.

Além disso, 72% das empresas que começaram a usar material em vídeo na sua estratégia digital registraram aumento nas suas taxas de conversão.

Agora, dentro deste formato, a grande tendência são as transmissões ao vivo.

Essas transmissões, chamadas também de lives, consistem em transmissões de vídeo ao vivo via ferramentas como o YouTube Live, Facebook Live, Instagram Live ou plataformas como o Twitch, LiveStreaming e outras.

Mas como usar lives na sua estratégia de marketing digital?

Essas transmissões ao vivo têm um poder enorme de aproximar marcas e clientes e fortalecer a relação entre eles.

Portanto, as lives são ferramentas essenciais no trabalho de reforço de marca e de fidelização dos consumidores.

Você pode fazer live mostrando um pouco do dia a dia da empresa, para dar uma aula especial, para transmitir uma apresentação, para responder perguntas e fazer apresentação de produtos.

Quer saber mais como fazer uma live? Separei aqui três artigos para tirar suas dúvidas sobre essa tendência:

8. Links patrocinados com novas opções

Uma das principais tendências do marketing digital é o surgimento de novas opções na área dos links patrocinados, principalmente no Google Ads.

Ainda em 2018, o Google anunciou várias mudanças em sua plataforma de anúncios, até mesmo o nome: o Google AdWords passou a se chamar Google Ads. 

O Google Ads vem disponibilizando gradativamente novas ferramentas para a criação de anúncios, principalmente voltadas para os pequenos e médios anunciantes, baseadas em inteligência artificial. 

São formas mais fáceis de criar e gerenciar anúncios como as Campanhas Inteligentes.

Clicando aqui você confere todas as novidades sobre o Google Ads.

Outra plataforma que vem crescendo é o LinkedIn Ads. Agora, a plataforma conta com 7 formas de anunciar

Como o LinkedIn é uma rede social que vem crescendo a cada ano (atualmente tem mais de 500 milhões de usuários), vale a pena investir no público que está lá dentro.

Você pode usar esses links patrocinados para redirecionar as pessoas para uma landing page específica, por exemplo.

Estou te dando essa dica, pois a partir daí você pode nutrir e educar a sua lead para criar uma relação de confiança e, assim, aumentar a chance de torná-las clientes.

Mas para isso você vai precisar de uma boa landing page de alta conversão.

E nessas horas o Klickpages é o seu melhor aliado.

Com ele, você cria a sua landing page personalizada em apenas três passos:

  • Escolha seu modelo: veja opções de alta conversão comprovada através de testes.

  • Customize a página: edite os textos, as cores e as imagens, além de ocultar elementos que pouco agregam.

  • Publique: por fim, é só publicar no seu próprio domínio, sem custos adicionais de hospedagem.

Conclusão

Nesse artigo eu te mostrei que você não precisa esperar o começo do ano para pensar nas tendência do marketing digital. 

Afinal de contas, marketing digital está em constante atualização. Logo, se você usa a internet para divulgar seu produto ou serviço, é essencial ficar atento às novidades e tendências da área.

Pensando nisso, trouxe aqui  8 tendências de marketing digital para você começar a colocar em prática o quanto antes e não ficar parado no tempo.

Entre elas, a otimização por voz, os chatbots, os links patrocinados e o uso de influenciadores digitais para divulgar a sua marca.

E você? Já aplicou alguma dessas tendências no seu negócio? Me conta aqui nos comentários!

 

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS!

Sobre o Autor

Juliana Amorim

Jornalista de formação e redatora de coração. Apaixonada por livros, revistas e jornais, meu único caminho era escrever. Já trabalhei como repórter, editora e apresentadora (de rádio, gente, não de TV) e, agora, faço parte do time de conteúdo do Klickpages. Adoro aprender e escrever sobre o universo do Marketing Digital e do Empreendedorismo. Tenho dois gatos lindos, adoro projetos de “do it yourself” e sou daquelas que viram a noite maratonando séries. Não dispenso uma boa conversa e simplesmente consigo transformar qualquer acontecimento bobo do meu dia em uma grande história.

Se você quiser ler outros conteúdos meus é só clicar aqui ;)