SEO para landing page: como perder menos clientes no seu funil de vendas

SEO para landing page: como fazer e checklist completo

No jogo do marketing digital você só perde, não tem como fugir disso. Mas você pode minimizar suas perdas fazendo SEO para landing page.

É o seguinte… Imagina que você queira que seus potenciais clientes tomem uma ação, como por exemplo, se inscrever, através de uma landing page, em um webinar que você está organizando.

Para divulgar o webinar e fazer o convite das inscrições, você pede para o copywriter da sua equipe escrever uma campanha de e-mail marketing (ou faz isso você mesmo caso não tenha colaboradores ainda).

No momento em que você dispara a campanha através da sua ferramenta de e-mail, você começa a perder.

Porque não é 100% dos e-mails enviados que serão entregues. Alguns vão se perder no caminho por causa de erros permanentes ou temporários, conhecidos como bounce.

Quando a mensagem chega na caixa de entrada, mais uma vez você vai perder, porque nem todo mundo vai abrir e alguns ainda serão enviados para a caixa de spam.

E, mesmo entre aqueles que vão abrir, apenas algumas pessoas vão clicar no link para serem redirecionadas para a sua landing page.

A matemática funciona da mesma forma se você pretende divulgar sua landing page em um artigo do blog do seu negócio, por exemplo.

Porque nem todo mundo que chegar no texto vai ler até o final ou até onde está a chamada para ação que leva para a landing page.

Só uma parte das pessoas que verem a CTA vão realmente clicar. 

E, por último, ainda tem a taxa de conversão. Apenas uma porcentagem das pessoas que chegam na landing page, realmente realizam a ação que você espera delas.

É o que eu disse no começo: não tem como fugir, no jogo do marketing digital você vai perder. 

E está tudo bem. Não tem como converter todos os seus visitantes em clientes.

O lance é que quanto maior é o caminho entre uma pessoa e a sua landing page, maiores são as chances de ela se perder em alguma etapa.

Por isso o SEO para landing page é uma ótima estratégia para minimizar as suas perdas. 

Ela tem o objetivo de mostrar a sua landing page quando alguém está fazendo uma busca relacionada.

Assim, ao invés de a pessoa ter que passar por todas as outras etapas do funil, ela vai diretamente para o ponto principal da conversão. 

O caminho fica bem mais curto e as suas chances de alcançar o seu objetivo com a sua landing page aumentam.

Detalhe: eu não estou falando aqui para você deixar de lado as estratégias que você usa e estão dando certo, cada cliente tem a sua própria jornada e para alguns passar pelo e-mail ou pelo blog vai ser a melhor opção.

Mas você também não pode ignorar que está perdendo (ainda mais) quando deixa de otimizar suas landing pages para SEO.

Por isso, hoje eu vou te mostrar:

  • o que são landing pages;

  • o que é SEO;

  • por que é importante otimizar suas landing pages;

  • quando aplicar SEO para landing page;

  • e como fazer SEO para landing page.

Bora lá!

O que são landing pages?

O que são landing pages?

Landing pages são páginas totalmente otimizadas para uma conversão específica. Elas são comumente utilizadas para gerar leads.

É diferente da home (página inicial) do seu site, por exemplo, que contém menus de navegação para outros conteúdos e geralmente não tem uma chamada para ação específica.

A landing page tem como objetivo levar o visitante a fazer algo. Pode ser deixar o e-mail em troca de um e-book gratuito, se cadastrar para participar de um webinar ou até mesmo comprar um produto.

O que são landing pages?

O fato é que independente da conversão que você deseja, todos os elementos que estão nessa página servem para direcionar o visitante para essa determinada ação.

Por isso, as landing pages geralmente não têm menus de navegação e limitam as opções do usuário.

Para saber mais sobre o que é e como criar suas landing pages, eu recomendo que você veja outros artigos aqui do blog do KP que falam sobre esse assunto com mais detalhes:

Já o foco deste artigo é mostrar como você pode otimizar suas landing pages para SEO. Falando nisso…

O que é SEO?

O que é SEO?

A sigla SEO significa Search Engine Optimization, que em português quer dizer Otimização para Ferramentas de Busca.

Essa é uma técnica que serve para deixar as páginas da internet mais atraentes para o Google e outras ferramentas de busca.

Caso você não saiba, ao fazer uma pesquisa na internet, o Google consulta o index dele, uma espécie de biblioteca onde ficam armazenadas trilhões de páginas, em busca de resultados que vão satisfazer a sua busca.

O lance é que dentro do index do Google as páginas são organizadas de acordo com alguns critérios que o algoritmo da ferramenta considera importantes.

As páginas que saem melhor nos critérios tendem a ter classificações melhores e, quando elas se encaixam com o tema de uma pesquisa, elas aparecem entre os primeiros resultados.

O que é muito importante hoje em dia, já que 95% das buscas terminam na primeira página

Inclusive, existe até uma piada de que a segunda página de resultados do Google é o melhor lugar para se esconder um corpo morto. Afinal de contas, praticamente ninguém vai lá.

SEO é uma parada tão importante dentro do marketing digital que o blog do KP já publicou vários artigos sobre esse tema e você pode se aprofundar clicando nos links abaixo:

Com tudo o que eu te falei sobre SEO, já dá para ter uma ideia de por que essa técnica pode fazer a diferença nos resultados das suas landing pages. E é isso que eu te mostro agora.

Por que é importante otimizar landing pages para SEO?

Por que é importante otimizar landing pages para SEO?

Como eu te falei no começo deste artigo, no jogo do marketing você só perde. Mas você pode perder menos aplicando SEO nas suas landing pages.

Isso acontece da seguinte forma: quando você otimiza as suas páginas elas tendem a ranquear melhor.

Ou seja, têm mais chances de aparecer entre os primeiros resultados de uma busca.

Quanto melhor é o ranqueamento, mais tráfego orgânico (mais visitantes) suas páginas tendem a ter.

E geralmente é um tráfego mais qualificado, porque são pessoas que estão procurando por um determinado problema ou solução específica.

Por exemplo, uma pessoa que está pesquisando “como aprender inglês mais rápido” já identificou um problema (aprender inglês) e está tentando encontrar uma solução.

Você tem mais chances de converter essa pessoa em lead ou cliente do que alguém que viu um anúncio para a sua landing page no Instagram.

Isso porque a primeira está intencionalmente em busca de algo para resolver o problema dela, enquanto a segunda talvez nem saiba ainda que tem um problema e está num ambiente que é mais voltado para a distração e construção de relacionamentos.

Além disso, uma landing page otimizada para SEO é boa também para quem pretende investir em tráfego pago.

Pois as plataformas de anúncio Google Ads e Facebook Ads têm métricas (índice de qualidade da página e pontuação de relevância) que podem ser influenciadas pela qualidade da sua landing page.

Páginas otimizadas tendem a ter resultados melhores nos critérios observados pelas plataformas de anúncio, o que pode levar a melhores taxas de conversão e um custo mais baixo.

Apesar de os benefícios serem excelentes, não é em todo caso que vale investir em SEO para landing pages.

Quando aplicar SEO para landing pages?

Quando aplicar SEO para landing pages?

Otimizar o SEO da sua landing page não é algo que você faz rapidinho em apenas 10 minutos. 

Na verdade, exige um pouco mais de tempo. É necessário que alguém pare e considere as 17 melhorias que eu vou te falar no próximo tópico.

Mas no final das contas é um trabalho que vale a pena se você está pensando a longo prazo.

Por isso, se você está considerando usar a sua landing page apenas para uma campanha de curto prazo e que não servirá para captar leads depois, não é uma boa ideia investir em SEO.

Isso porque os resultados geralmente não aparecem da noite para o dia, demora algum tempo até que a ferramenta de busca comece a distribuir autoridade para sua landing page e ela ranqueie entre os primeiros lugares.

Ou seja, até que você obtenha resultados visíveis pode ser que a campanha nem esteja mais rodando.

Além disso, se você está focando numa oferta para um público muito específico e privado, ou seja, se não é interessante para você que qualquer pessoa na internet possa encontrar sua página… Nesse caso, investir em SEO também não é para você.

Afinal de contas, o objetivo de otimizar a sua página é fazer com que ela se torne visível para o maior número de pessoas.

Mas se a sua landing page não se encaixa em nenhum desses dois casos, a resposta para “quando aplicar SEO?” é: agora!

Como fazer SEO para landing pages?

Como fazer SEO para landing pages?

Eu separei aqui 17 ações para você implementar e otimizar suas landing pages para SEO.

Inclusive, se você já aplica SEO no seu site e páginas, provavelmente já está familiarizado com algumas das coisas que eu vou te explicar aqui.

Ah, e no final tem um checklist que eu criei para ajudar você (e a sua equipe) a colocar esses 17 passos em prática na hora de criar suas landing pages.

Olha só:

#1 Escolha bem as palavras-chave

A palavra-chave é o termo ou termos que o usuário coloca na barra de pesquisa quando está buscando por algo no Google.

Ter esses termos presente de forma estratégica na sua landing page vai ajudar o Google e outras ferramentas de busca a entender melhor sobre o que é o seu conteúdo e a mostrá-lo para pessoas potencialmente interessadas.

Na hora de escolher a palavra-chave para usar na sua landing page, o ideal é escolher uma de cauda longa, ou seja, mais específica.

Isso porque geralmente a competição é menor, o que aumenta as chances de sua página aparecer entre os primeiros resultados e também de você entregar algo que corresponda a busca do usuário.

Para descobrir como escolher a palavra-chave ideal para sua landing page, confira estes artigos aqui do blog do KP:

#2 Otimize o conteúdo

Apesar de a landing page não ser conhecida por ter um conteúdo muito extenso, até mesmo porque o objetivo é levar o usuário a tomar uma ação, isso não quer dizer que você deva deixar esse elemento de lado.

Muito pelo contrário, você deve aproveitar cada linha de conteúdo para educar seu visitante sobre os benefícios e importância de acessar a recompensa que você está oferecendo. E também para dar informações para a ferramenta de busca sobre o que é sua página.

Use a palavra-chave escolhida com moderação e de forma natural (keyword stuffing, o uso exagerado de um termo, pode ser considerado spam e penalizar o ranqueamento da página).

Além disso, a forma de organizar o conteúdo pode fazer toda a diferença, por isso…

#3 Use cabeçalhos hierarquicamente

Você talvez esteja familiarizado com a estrutura de cabeçalhos ou títulos H1, H2, H3… no universo dos blogs.

Mas essa estrutura é, na verdade, aplicada em todas as páginas da internet e serve não só para organizar melhor o conteúdo na página, como também para destacar para as ferramentas de busca sobre o que é sua página.

Por isso é importante prestar atenção para usar os cabeçalhos hierarquicamente e de forma correta. 

Isso quer dizer que a sua página deve ter apenas um H1 e que você deve evitar saltos fora de ordem, por exemplo, ir de um H2 para um H4 sem um H3 no meio.

Além disso, outra boa prática é usar a palavra-chave nos cabeçalhos de forma natural, caso seja possível.

#4 Otimize suas imagens

Ainda falando sobre o conteúdo da sua página, as imagens e outros elementos visuais podem ser otimizados.

Tanto para que possam criar uma identidade visual da landing page que remeta ao seu negócio e estimule a conversão…

Como também devem ser otimizado para as ferramentas de busca. E isso inclui 3 pontos principais:

  1. Nome do arquivo: o nome do arquivo da imagem preferencialmente deve conter a palavra-chave;

  2. Atributo alt: o texto alternativo é uma espécie de descrição da imagem que ajuda as ferramentas de buscas entender o que é, já que elas ainda não conseguem “ler” imagens. Preferencialmente deve conter a palavra-chave;

  3. Comprimir as imagens: como eu vou te explicar melhor mais para frente, quanto mais rápido for o tempo de carregamento da sua página, melhor. Por isso o ideal é comprimir as imagens usando ferramentas como JPEGmini e TinyPNG.

Aplicando esses 3 pontos, as ferramentas de buscas vão entender melhor o contexto e o conteúdo dos elementos visuais da sua página.

#5 Faça link building

Um dos principais fatores de ranqueamento para as ferramentas de busca é a quantidade de sites e páginas confiáveis que linkam para um determinado conteúdo.

É como se cada link para a sua página fosse uma espécie de voto que diz para o Google que aquele conteúdo é bom e ele deve ser mostrado para outras pessoas.

Você pode começar a fazer link building com links internos do seu próprio site e páginas para a sua landing page e, depois, aplicar as outras 14 táticas para gerar mais links do artigo Link building: por que não dá para jogar o jogo de ranqueamento do Google sem ele.

#6 Estimule o compartilhamento nas redes sociais

Para ganhar mais links e autoridade para as suas landing pages, você pode estimular o compartilhamento nas principais redes sociais.

O ideal é que sua landing page ou página de obrigado tenha botões que facilitem o compartilhamento. 

Assim, o usuário não precisa executar várias ações para que o seu conteúdo seja divulgado para outras pessoas.

#7 Crie um bom snippet

O snippet é um pequeno recorte da sua página que aparece no resultado de uma busca.

Crie um bom snippet

Ele deve ser otimizado tanto para gerar mais atrair mais visitante quanto para que a ferramenta de busca entenda melhor o conteúdo da sua página e possa mostrá-la como resultado em pesquisas relevantes.

O snippet é composto de 3 elementos que devem ser otimizados:

  • Page title;

  • URL;

  • e meta description.

#8 Não se esqueça do Page Title

O page title ou título da página é a primeira informação que compõe o snippet.

Não se esqueça do Page Title

Além de aparecer no resultado da busca, ele também aparece no título da aba em que a página está aberta.

Não se esqueça do Page Title

O page title deve destacar os principais benefícios da sua página, ser atrativo (os usuários devem querer clicar para saber mais) e não deve ultrapassar o limite de 60 caracteres.

Pois acima disso o texto ficará cortado.

Ah, e não se esqueça de utilizar a palavra-chave no título, preferencialmente logo no início.

#9 Tenha uma URL amigável

O segundo elemento do snippet que deve ser otimizado e, inclusive, é um fator que impacta diretamente no ranqueamento é a URL da sua página.

Existem boas práticas que devem ser seguidas, como utilizar a palavra-chave, não criar links muito longos, dentre outras que você pode conferir no artigo URL amigável: transforme seus links em verdadeiros imãs de cliques.

#10 Adicione uma meta description

A meta description é a última parte do snippet.

Adicione uma meta description

Ela serve para descrever o conteúdo da página tanto para o usuário como para a ferramenta de busca.

Por isso ela deve ser atraente, informar os principais pontos da landing page e despertar o interesse do usuário para que ele decida clicar.

Além disso, você não deve esquecer de utilizar a palavra-chave na sua meta description.

#11 Crie páginas mobile friendly

Mais da metade das buscas na internet hoje em dia são feitas através de dispositivos mobile.

Por causa dessa tendência mundial, o Google atualizou seu algoritmo de ranqueamento para privilegiar páginas que são mobile friendly.

Se a sua landing page não é otimizada para dispositivos como smartphones, você pode estar perdendo pontos valiosos com as ferramentas de busca.

Para saber mais sobre uma opção para tornar sua página mobile friendly, dá uma conferida no artigo Site responsivo: 10 motivos para oferecer uma boa experiência de verdade para seu público.

#12 Reduza o tempo de carregamento da página

Reduza o tempo de carregamento da página

Se você tenta acessar um link, principalmente no seu celular, e ele demora demais para carregar, o que você faz?

Uma grande parte das pessoas fecham a página e desistem do acesso.

O lance é que hoje em dia dizer que uma página demora demais para carregar, na maioria das vezes, significa que ela leva mais que 3 segundos para abrir.

E cada segundo a mais depois do terceiro aumenta consideravelmente as chances de uma pessoa desistir de acessar um link.

Por isso o tempo de carregamento não poderia ficar de fora dos fatores que o Google usa para ranquear páginas.

Se você quer que seu conteúdo saia na frente, é importante testar e alterar ou eliminar elementos que deixam a sua página mais lenta.

#13 Tome cuidado com a taxa de rejeição 

A taxa de rejeição é a proporção de pessoas que, assim que acessaram a sua página, saíram dela.

Quanto mais alta é a taxa de rejeição, maior é o sinal de alerta para o Google e outras ferramentas de busca de que os usuários não estão satisfeitos com o que encontraram na página.

Seja porque ela não cumpre a promessa feita no título e na meta description, seja porque é algo que não corresponde com o que o usuário estava pesquisando ou porque a página demorou demais para carregar.

Por isso, você deve ficar de olho na taxa de rejeição da sua página e também nos fatores que podem causar um aumento.

Como, por exemplo, criar um page title que é um clickbait com o intuito de viralizar, mas o conteúdo da landing page não consegue cumprir a promessa feita no título.

#14 Mantenha a página no ar

O jogar o jogo do SEO é bom no longo prazo, porque os resultados não tendem a aparecer de uma hora para a outra.

Quanto mais tempo a sua landing page permanece ativa, mais chances ela tem de ganhar autoridade e subir posições no ranqueamento.

O ideal é que você não tire a sua página do ar, mas faça alterações quando for necessário para mantê-la atualizada.

Por exemplo, se você utilizou uma landing page para as inscrições de um webinar específico que já aconteceu, você pode atualizá-la para que os visitantes se cadastrem para receber informações sobre o próximo que vai acontecer. 

#15 Faça uso de canonical tags se necessário

O Google pode punir páginas com conteúdo duplicado abaixando a posição delas no ranqueamento.

Ou então distribuir a autoridade de duas páginas com conteúdo semelhante, dificultando o ranqueamento entre os primeiros resultados. 

O lance é que isso pode acontecer com a sua landing page, mesmo sem você ter duplicado um conteúdo de propósito ou com más intenções.

Por exemplo, ao executar um teste A/B, você vai colocar duas páginas diferentes na internet com conteúdo praticamente igual.

Para evitar que o Google rebaixe o ranqueamento de uma landing page ou que ele mostre primeiro a página que não é da sua preferência, você deve utilizar a canonical tag.

Ela é uma forma de mostrar para o Google qual é a página que deve ser incluída no index e receber autoridade.

#16 Acompanhe sua landing page no Google Search Console

Nada melhor para saber como o Google enxerga a sua landing page e quais melhorias você pode fazer nela do que utilizar a ferramenta criada especificamente para isso.

O Google Search Console faz um verdadeiro check up na sua landing page e aponta o que pode ser melhorado na sua landing page para que ela tenha um desempenho melhor de SEO.

Para conhecer melhor essa ferramenta, leia Google Search Console: descubra como anda a saúde das suas páginas.

#17 Crie uma landing page otimizada para pessoas

No final das contas, você não deve esquecer que está criando landing pages para pessoas se converterem, e não máquinas ou algoritmos.

Tão importante quanto se preocupar se as suas suas páginas estão otimizadas para SEO, é pensar na experiência que o usuário vai ter ao acessá-las.

Lembre-se de testar sua landing page tanto no desktop quanto no smartphone para ter certeza de que tudo está funcionando bem e que você cumpre a promessa feita no título e na descrição da página.

Pode até parecer contraintuitivo, mas focar no usuário pode melhorar o SEO. 

Pois uma taxa de rejeição baixa é um sinal positivo para o Google de que aquela página responde bem a uma busca e deve aparecer numa posição privilegiada.

E para você não esquecer de implementar nenhuma dessas melhorias, você pode usar o Checklist de SEO para landing page.

É só clicar aqui para baixar o checklist totalmente gratuito criado pela equipe do KP. 😉

A melhor ferramenta para criar suas landing pages

A melhor ferramenta para criar suas landing pages

Antes de encerrar esse artigo, eu queria te dar uma dica final. Nas últimas linhas, você viu tudo o que precisa fazer para ter uma landing page otimizada para SEO.

Mas tudo isso não adianta nada se você não tem uma ferramenta de criação de landing pages capaz de fornecer todos os recursos que você vai precisar.

Ou tem uma ferramenta tão complicada de mexer que você sozinho não consegue implementar as 17 melhorias que eu te mostrei aqui e precisa contar com a ajuda e disponibilidade de um desenvolvedor.

Por isso, eu vou deixar aqui minha última dica para você.

Na hora de criar sua landing page personalizada e de alta conversão, o Klickpages é o seu melhor aliado.

Basta seguir esses 3 passos simples:

  1. Escolha seu modelo: conheça opções de alta conversão comprovada por testes.

  2. Customize a página: feita a escolha, edite textos, cores e imagens, além de ocultar elementos que pouco agregam.

  3. Publique: ao final, é só publicar no seu próprio domínio, sem custos adicionais de hospedagem.

Conclusão

SEO para landing page - Conclusão

Nas últimas linhas você viu como o SEO para landing page é uma estratégia eficiente para minimizar as suas perdas no jogo do marketing digital.

Isso porque ela te ajuda a reduzir o funil na hora de gerar leads e a alcançar potenciais clientes no momento em que eles estão buscando por uma solução.

Além disso, eu te expliquei o que são landing pages e o que é SEO e quando você deve usar essas duas coisas ao mesmo tempo.

Lembre-se de que só vale a pena investir em SEO para landing page se você está pensando a longo prazo.

Pois os resultados não aparecem do dia para a noite.

Você também viu 17 melhorias que você pode fazer nas suas landing pages para torná-las otimizadas para as ferramentas de busca, como escolher bem as palavras-chave, criar um bom snippet e ser mobile friendly.

E aí, você já aplicava SEO nas suas landing pages? Me conta aqui nos comentários! =)

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS!

Sobre o Autor

Angela de Oliveira

Meu nome é Angela, mas algumas pessoas me chamam de Angel. Faço parte do time de conteúdo do Klickpages e sou apaixonada por tecnologia e marketing. Uma das minhas coisas favoritas é falar sobre redes sociais e anúncios. Além disso, sou especialista em informações aleatórias (você sabia que o Alaska está mais perto da Rússia do que Brasília de Goiânia? Pois é...), fã de country americano e louca em esportes. Acompanho de tudo, mas meus favoritos são Fórmula 1 e futebol, inclusive assisto a jogos mesmo quando o meu time (Palmeiras <3) não está em campo. Ah, eu acredito que música de natal deveria tocar o ano inteiro e Christmas Peaceful Piano está entre as 3 playlists mais tocadas no meu Spotify.

Se você quiser ler outros conteúdos meus é só clicar aqui ;)