O que é push notification, como funciona e 5 dicas de como usar

O que é push notification, como funciona e 4 dicas de como usar

Push notification. O que será que isso significa?

Trata-se mais uma forma de se comunicar com o seu público em seu site ou aplicativo para smartphones.

Mais do que isso: é uma tema que pode ter tudo a ver com a sua estratégia digital.

Se observarmos o avanço das tecnologias de comunicação online, vamos notar que ela evolui sempre no sentido de ficar mais prática para o usuário.

Ou seja, garantir que ele receba a informação com o menor esforço possível.

E as push notifications entram na história entregando essa informação sem que exista uma requisição do usuário.

Elas fazem sentido dentro da ideia de que a atenção do público é um bem valiosíssimo.

Afinal, qualquer empresa que possui um app enfrenta dezenas de outros concorrentes, entre eles os gigantes WhatsApp, Facebook e Instagram.

Nesse cenário, ter apenas uma atitude passiva e esperar que o usuário ativamente busque pelas novidades da marca não é uma boa ideia.

Se você concorda, não deixe de conferir este artigo até o final.

A partir de agora, você vai descobrir tudo sobre o serviço de push notification: como funciona, o que é e quais suas as vantagens – além de conferir dicas para fazer o melhor uso possível dessa ferramenta, é claro.

Boa leitura!

O que é push notification?

O que é push notification?

Push notification é uma notificação que o usuário recebe em um aplicativo de smartphone, tablet ou em um navegador sem requisitá-la.

Ao analisar o seu significado, fica mais fácil compreender.

Enquanto notification é, obviamente, "notificação" em inglês, push é um falso cognato, pois soa parecido com "puxar", mas na realidade significa "empurrar".

A tradução sugere, então, que a push notification é uma notificação que é empurrada ao usuário. Mas na prática não é bem assim.

Isso porque ela só é enviada se o usuário, em algum momento, demonstrar interesse no conteúdo veiculado pela marca.

No caso dos tablets e smartphones, esse interesse é o download do aplicativo que envia as push notifications.

E no navegador? É quando o usuário acessa um site que abre uma espécie de popup com uma pergunta como "Você deseja receber notificações?".

Então, as push notifications só vão aparecer para quem permitir.

Além disso, quem fica incomodado pode, geralmente, ficar com o aplicativo e desativar as notificações nas configurações do app.

No navegador, isso também pode ser feito na seção de configurações.

Por tudo isso, a push notification é muito menos invasiva que o SMS (Short Message Service), por exemplo.

Também conhecido como torpedo, o SMS é a velha mensagem de texto enviada para o celular.

Muitas empresas ainda utilizam essa forma de se comunicar com os clientes, às vezes, sem que eles tenham manifestado o interesse em receber as informações enviadas.

Como o push notification funciona?

Como o push notification funciona?

Todo smartphone e tablet tem uma seção que lista as notificações recebidas.

Isso porque os desenvolvedores dos principais sistemas operacionais (Apple, Google, Windows e Blackberry) possuem um serviço OSPNS, que permite o envio das mensagens.

Nos smartphones com sistema Android, por exemplo, elas aparecem na tela bloqueada ou, quando desbloqueada, ao puxar o menu de opções da barra na parte de cima da tela.

São essas as notificações que chamamos de push notifications. Quando chega uma nova, surge um popup na tela, que pode vir acompanhado de um som e de uma rápida vibração para chamar a atenção do usuário.

Quando o usuário toca na push notification, ele é levado ao aplicativo que a enviou.

Para uma marca se comunicar dessa maneira com um usuário, além de desenvolver um aplicativo, precisa de um servidor e de um software de envio de push notification, caso a empresa não possua tecnologia própria para isso.

No caso das notificações que aparecem no navegador, a mensagem surge em um dos cantos da tela, com a opção de fechá-la (clicando no X) ou de clicar na mensagem e acessar o site do conteúdo que despertou o interesse.

Quais são as possibilidades de uso?

Quais são as possibilidades de uso?

Os conteúdos das mensagens enviadas via push notification podem ser dos mais variados.

Vai depender muito do que a empresa faz ou do que aplicativo oferece, além da criatividade do desenvolvedor, é claro.

O mais evidente é para informar sobre promoções em lojas virtuais.

Por exemplo, você tem um aplicativo com e-commerce que vende sapatos e faz um dia promocional com frete grátis para compras acima de R$ 150.

A melhor maneira de comunicar essa novidade aos clientes é enviando um push notification.

A chegada de novos produtos e coleções também é um bom motivo para enviar notificações.

E também há mensagens personalizadas, com base na própria atividade do usuário.

Por exemplo, se ele fez uma compra via aplicativo, ele pode receber uma push notification informando que o produto foi enviado.

Em aplicativos que fazem a mediação entre duas pontas na compra de produtos ou serviços, as notificações servem para avisar ao vendedor quando há uma venda ou interesse de um possível comprador, e ao comprador quando o vendedor respondeu sua dúvida.

Se você anuncia um imóvel para alugar no Airbnb, por exemplo, o aplicativo do serviço lhe envia um push notification quando um usuário realiza uma reserva.

Enfim, poderíamos listar infinitas outras possibilidades.

Mas é mais prático recomendar que você identifique o público-alvo e pense nas mensagens de acordo com o seu interesse.

Que tipo de novidade o usuário que baixou seu aplicativo gostaria de ver?

Quais são as vantagens das push notifications?

Quais são as vantagens das push notifications?

O grande desafio de quem se comunica com seu público via aplicativo ou site não é fazer o usuário baixá-lo ou visitá-lo pela primeira vez.

A dificuldade é dar um motivo para que as pessoas voltem a acessar o canal de vendas ou de relacionamento com a marca.

Essa é uma meta muito importante para qualquer empresa, porque é sabido que é muito mais caro e trabalhoso atrair um cliente novo do que fidelizar um antigo.

Aí está a utilidade da push notification. Se usada com criatividade e bom senso (mais adiante, daremos dicas), é uma maneira de manter o usuário sempre interessado em seu produto ou serviço.

E apenas disponibilizar as novidades (notícias, funcionalidades e seções novas, produtos, promoções) sem esse tipo de notificação não é a mesma coisa.

Porque, sem as push notifications, a marca precisa do interesse proativo do usuário em acessar o aplicativo ou o site para ver se tem alguma coisa nova.

Quem depende disso está muito atrás, já que vai disputar a atenção do usuário aplicativos que utilizam a comunicação não requisitada e têm, portanto, suas novidades sempre em maior evidência.

Estatísticas de desempenho de notificações push

Estatísticas de desempenho de notificações push

Neste ano, o PushCrew, principal serviço de envio de push notifications, divulgou o relatório The State Of Web Push Notifications.

O estudo apresentou dados sobre percepções e preferências nas push notifications de navegadores, colhidos em 2017 e 2018, de três fontes: usuários da própria ferramenta, consumidores (internautas em geral, do mundo todo) e análise do uso da ferramenta em mais de mil sites.

Os principais insights obtidos e destacados no estudo foram:

  • Mais de 22% das push notifications são enviadas de e-commerces

  • As principais empresas que usam o recurso preferem mandar as notificações entre 14h e 19h, em dias de semana

  • 53,1% dos internautas preferem notificações com grandes imagens em vez de notificações normais

  • 100% dos profissionais de marketing consideram importantes as rich push notifications (notificações em que, além de texto, é possível incluir imagem, vídeo, áudio ou algum elemento interativo)

  • A maioria das pessoas acredita que as marcas deveriam enviar notificações mais personalizadas e relevantes, e em menor frequência

  • 50,42% da audiência em geral afirmou que as push notifications são vantajosas quando o usuário pode escolher antes se aceita que elas sejam enviadas

  • Mais de 74% da audiência pensa que receber mais de cinco notificações em um dia é demais

  • 39,8% dos internautas querem notificações mais relevantes e personalizadas

  • Usuários do PushCrew não consideram que o envio de notificações em horários alternativos incomoda. Internautas, porém, acreditam enfaticamente no contrário.

5 boas práticas para o envio de push notification

5 boas práticas para o envio de push notification

Você já possui um aplicativo que despertou o interesse do público-alvo e tem um bom serviço de envio de push notification?

Ótimo!

Mas esses são apenas os pré-requisitos para ações de sucesso envolvendo esse tipo de comunicação.

O passo seguinte é pensar em uma estratégia de marketing.

Qual é o objetivo de enviar mensagens para os usuários? Isso tem que ficar muito claro.

É vender produtos? Levá-los até o site? Reforçar a marca? Fazê-los recomendar o aplicativo aos amigos?

Entendendo o objetivo e também o perfil do público, pense muito bem no tom e no conteúdo das mensagens.

Ser descuidado e enviar qualquer coisa para tentar chamar a atenção do usuário pode acabar sendo um tiro no pé.

Caso ele se sinta incomodado, pode acabar desinstalando o aplicativo. E aí não tem volta, mesmo que você corrija o problema com a prática.

Dificilmente o usuário vai fazer o download novamente do app se não teve uma boa experiência, porque a primeira impressão é a que fica.

Para não correr esse risco, siga as dicas de boas práticas que listamos abaixo e aproveite todas as vantagens que uma boa estratégia de push notification oportuniza.

1. Cuidado com a frequência

Você viu que, segundo a pesquisa da PushCrew, 74% dos internautas entrevistados acham um exagero receber mais de cinco notificações em um dia.

Nossa dica, então, é ser ainda mais comedido.

Mas o estudo fala sobre push notifications no navegador.

E o que isso significa? Em um aplicativo, é provável que mais do que uma mensagem por dia já seja o suficiente para aborrecer o usuário.

Não entram na conta, claro, as notificações personalizadas, que são sempre do interesse da pessoa (como a confirmação de envio de um pedido, por exemplo).

São as mensagens genéricas que não devem ser enviadas mais do que uma vez no mesmo dia.

2. Não seja agressivo

Como já argumentamos antes, apesar de as mensagens de push notification não serem requisitadas, não são tão invasivas quanto outros recursos, como o SMS.

A comunicação, portanto, deve respeitar a confiança do usuário que baixou o aplicativo ou manifestou interesse de receber as notificações no navegador.

Nada de agressividade, portanto. Não abuse do imperativo ("Clique aqui", "Não perca"), não use ponto de exclamação e muito menos caixa alta.

Em vez de forçar uma situação, tente despertar genuinamente a curiosidade do usuário, com mensagens instigantes que deixem claro que algo bom aguarda quem tocar na notificação.

3. Faça um corte no público-alvo

Faça um corte no público-alvo

Uma das coisas mais legais das push notifications é que elas permitem segmentar mensagens para grupos específicos dentro do conjunto de pessoas que baixou o app.

Por exemplo, você tem uma loja virtual que atende clientes de todo o Brasil, mas resolve fazer uma promoção de frete grátis apenas para a região Sudeste.

É possível programar para que a push notification seja enviada apenas nessa área que abrange os estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Espírito Santo.

Estude outros filtros, lembrando sempre que, quanto mais personalizada for a mensagem, maiores as chances de ela ter uma boa performance.

4. Cuidado com o horário

Outro dado importante da pesquisa da PushCrew é que os usuários não gostam de receber as mensagens em qualquer hora.

Privilegie o horário comercial, portanto.

Ou, melhor ainda, faça isso a partir do meio-dia (poupando aqueles que dormem até mais tarde ou que têm as manhãs ocupadas) até por volta das 18h.

Evite mandar notificações nos fins de semana e nas segundas-feiras. De terça a sexta são os dias em que a abertura é maior.

Mas é claro que, caso seu público-alvo ou o conteúdo de seu aplicativo tenha alguma particularidade que indique outros dias e horários, tudo isso pode mudar.

Por exemplo, para um aplicativo que funciona como agenda de eventos de uma cidade. pode ser interessante enviar notificações no fim de semana, quando a disponibilidade e a procura do público por lazer e diversão são maiores.

5. Mensure a estratégia

Lembra quando falamos que é preciso criar uma estratégia de comunicação e ter um objetivo?

Então, depois de colocá-la em prática, é necessário averiguar se o plano está tendo sucesso.

Monitore as taxas de clique, de conversão e todos os outros números e métricas que possam fornecer insights sobre o comportamento do usuário em relação às mensagens.

Ideias de push notification

Ideias de push notification

Existem infinitas maneiras de chamar a atenção de um usuário em uma push notification, muito além dos tradicionais avisos de promoção de que falamos até agora.

Quer conhecer alguns exemplos de ideias criativas que podem gerar boas mensagens?

Veja só!

Factual

Será que, entre as principais notícias do dia, não há nada relacionado ao produto ou serviço que você vende?

Se surge uma nova temporada de uma série de sucesso na Netflix ou está prestes a começar a Copa do Mundo, por exemplo, uma loja que vende televisores pode mandar uma notificação citando esse fato e ofertando um aparelho.

Existem possibilidades ainda mais legais. Aumentou o preço da gasolina? Grande oportunidade para ofertar bicicletas, não é?

Exercite a sua criatividade e se mantenha antenado no que está acontecendo.

Clima

É possível filtrar onde se encontra o usuário e quais as condições climáticas do seu local.

Uma onda de ar polar é ótima oportunidade para ofertar casacos, por exemplo.

Carrinho de compras

Outra possibilidade interessante é filtrar os usuários e criar um público composto apenas por aqueles que adicionaram determinado item no carrinho de compras e o abandonaram.

Quando fazem isso, muitas vezes, é porque o preço estava acima do que podiam pagar.

Nesse caso, garanta que esses usuários recebam uma notificação quando o valor cair.

Crie landing pages para capturar leads com o Klickpages

Crie landing pages para capturar leads com o Klickpages

Ter uma boa estratégia de push notification no seu site, loja virtual ou blog é ótimo.

Mas você precisa ir além e aproveitar todas as possibilidades para melhorar o seu relacionamento com o público-alvo.

Enxergue cada visitante do site como uma oportunidade de obter um lead. Ou seja, faça com que ele se inscreva ativamente para receber as novidades por e-mail.

Conseguindo isso, os resultados serão melhores do que com as push notifications.

Para atrair um lead, convide-o para baixar um e-book, assistir um vídeo especial, inscrever-se em um curso gratuito, receber uma newsletter… Enfim, o que você julgar que poderá atraí-lo.

O conteúdo é com você!

Mas e depois, como gerenciar o lead e se organizar para manter uma comunicação efetiva com o público?

A resposta está no Klickpages, uma ferramenta muito simples que permite customizar a página, editar os textos, cores e imagens, deixando as landing pages de atração de leads com a sua cara.

Tudo muito simples e eficiente!

Conclusão

Conclusão Push Notification

A push notification é um recurso muito importante para marcas que possuem um aplicativo para tablets e smartphones, um site, e-commerce ou blog.

Ela permite uma comunicação instantânea com os usuários que já demonstraram algum interesse no produto ou serviço da empresa.

Apesar de não ser um recurso tão invasivo quanto SMS ou telemarketing, é preciso tomar cuidado na forma e no conteúdo da comunicação.

Caso contrário, o interesse antes demonstrado vai por água abaixo e a pessoa deleta o aplicativo ou bloqueia as notificações e não volta a acessar o site.

Então, leve em consideração todas as dicas que ensinamos neste artigo para realizar uma comunicação efetiva com seu público, personalizando as mensagens sempre que possível.

E busque soluções criativas, além do tradicional feijão com arroz das mensagens genéricas que não trazem grande novidade.

Se você tiver dúvidas ou considerações sobre estratégias de push notification, deixe um comentário abaixo. E não esqueça de compartilhar o texto nas redes sociais

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS!

Sobre o Autor

Hugo Rocha é co-fundador da Ignição Digital e do Klickpages. Já atuou diretamente nos bastidores dos maiores lançamentos digitais do Brasil. Atualmente está a frente da equipe de tráfego e crescimento da Ignição Digital e Klickpages liderando pessoalmente mais de R$ 4 milhões de reais em investimento em tráfego nos últimos 12 meses com ROI acima de 300%.