Principais métricas do Facebook: como saber se seus anúncios estão dando resultados

Principais métricas do Facebook: quais são e como analisá-las

Se você não conhece as principais métricas do Facebook, as chances são que você está desperdiçando tempo e dinheiro e ainda não está alcançando os resultados que gostaria.

Para te explicar por que isso acontece, vou te contar uma situação que aconteceu comigo.

É o seguinte, ano passado eu decidi que queria cuidar melhor da minha saúde e consequentemente da minha alimentação.

Então, eu comecei um acompanhamento com uma nutricionista e na primeira consulta ela fez alguns testes físicos e pediu uma infinidade de exames de laboratório para saber como estava a minha saúde no geral.

Quando eu voltei com os resultados, ela analisou as informações e nós definimos alguns objetivos, algumas taxas que gostaríamos de abaixar ou aumentar, e, com base nisso, ela montou meu plano alimentar.

O fato é que depois que determinamos as metas para os próximos meses, todas as vezes que eu voltei nas consultas seguintes, ela fazia apenas testes e exames específicos para saber se a minha alimentação estava alcançando os objetivos esperados.

Não fazia sentido repetir TODA a bateria de exames de laboratório sempre que eu fosse na consulta.

Pensa comigo: saber se a minha quantidade de vitamina D (que já era boa) tinha aumentado, teria impacto nenhum ou irrelevante na minha taxa de colesterol, por exemplo, que eu tinha como objetivo diminuir.

Seria um desperdício de tempo e dinheiro se ela pedisse para eu repetir o exame da vitamina D recorrentemente.

Fora que se ela ficasse tentando melhorar a quantidade de cada vitamina e nutriente, mesmo os que já estavam bons, corria o risco de perder de vista os objetivos que eu queria alcançar naquele momento.

Eu te contei esse exemplo porque quando você tem uma fanpage no Facebook, ou seja, uma página do seu negócio, a rede social te dá uma infinidade de métricas sobre as suas publicações orgânicas e anúncios.

São informações que mostram como anda a saúde da sua estratégia na plataforma. E tem tantos dados ali quanto um exame de sangue completíssimo.

Só que, assim como na nutricionista, se você tentar acompanhar e otimizar tudo, provavelmente você vai gastar um tempão focando em coisas que não impactam diretamente no resultado que você espera alcançar.

Enquanto isso aquilo que indica se, de fato, você está caminhando na direção do seu objetivo pode passar despercebido.

Nesse processo você pode perder até mesmo dinheiro, por prejudicar uma métrica que impacta diretamente no seu retorno financeiro ao tentar otimizar uma outra irrelevante para as suas metas.

Então, para você não correr esses riscos, hoje eu vou te explicar quais são:

  • as 3 principais métricas do Facebook que você não deve perder de vista;

  • e as métricas secundárias;

Tudo o que você precisa fazer é continuar comigo até o final para saber exatamente onde focar os seus esforços para alcançar os resultados que você espera.

Então, bora lá!

As 3 principais métricas do Facebook que você não deve perder de vista

As 3 principais métricas do Facebook que você não deve perder de vista

Se você é um empreendedor (ou aspirante) e está investindo tempo, dinheiro e energia em anúncios do Facebook com o objetivo de conquistar novos clientes, fidelizar os antigos e fechar mais vendas, você precisa se ligar nessas 3 métricas aqui:

1. Quantidade de resultados

O resultado é a ação que você deseja que os usuários do Facebook executem ao visualizar o seu conteúdo.

Pode ser uma conversão, como, por exemplo, realizar uma compra,  acessar a sua landing page e fazer o cadastro em um formulário para se tornar uma lead, ou assistir a um vídeo até o final…

Tudo isso depende do objetivo que você tem e espera alcançar com a sua campanha de anúncios.

Por isso antes mesmo de começar a anunciar no Facebook você precisa definir metas com clareza.

É que nem fazer uma viagem, você precisa saber exatamente onde quer chegar para poder calcular se está perto ou longe e se está indo na direção certa.

Enfim… Existem alguns tipos principais de resultados e eu vou te explicar cada um deles agora para que você possa escolher aquele que se encaixa melhor com os seus objetivos.

Número de leads/dia

As leads são potenciais clientes que te passaram uma forma de contato, preferencialmente o endereço de e-mail.

Ao te dar uma forma de contato mais direto, essa pessoa indica que tem algum interesse no que o seu negócio tem a oferecer.

E você tem a oportunidade de educá-la e nutri-la com conteúdos de valor sobre a necessidade de adquirir o seu produto ou serviço.

Se o seu objetivo com anúncios no Facebook é conquistar novas leads para a sua lista de contatos, você precisa ficar de olho na quantidade de leads que a sua campanha está gerando por dia.

Pois é esse número que vai te mostrar se você tem chances reais de alcançar a sua meta ou se você precisa fazer ajustes da sua campanha.

Por exemplo, se você tem como objetivo ao final de uma campanha de 15 dias ter mil novas leads, isso significa que em média você deveria conseguir 66 leads por dia (1000/15).

Se a sua média diária está abaixo disso é um sinal em neon piscando de que ao final da campanha o seu objetivo provavelmente não será atingido.

Você pode mudar esse cenário fazendo alguns ajustes na sua campanha para aumentar a sua média diária de conversões.

Número de visualizações/dia

Se você está considerando impulsionar os vídeos da sua página no Facebook para crescer a sua audiência ou fortalecer o reconhecimento da sua marca, o número de visualizações é o tipo de resultado que você deve acompanhar.

O pulo do gato aqui é que focar na quantidade de visualizações que chegaram a 75% e 95% do vídeo. Por que?

Porque alguém que viu apenas os primeiro segundos provavelmente não foi impactado pela sua mensagem.

Enquanto isso quem assiste até o final demonstra interesse no que você tem a dizer.

Quantidade de vendas/dia

Se o seu objetivo com uma campanha é gerar vendas de um produto ou serviço, a métrica que você deve estar atento é a quantidade de vendas por dia que estão sendo efetuadas.

Esqueça coisas como quantidade de curtidas ou compartilhamentos, por exemplo, porque esses não são números que fazem o dinheiro entrar no seu bolso.

O fato de alguém curtir, por exemplo, o seu anúncio por achá-lo legal, não significa que ela tenha o interesse em comprar seu produto ou serviço.

E não necessariamente pessoas que se tornaram clientes vão curtir ou compartilhar a sua publicação.

Você deve focar em fazer criativos (o conjunto de imagem ou vídeo e texto que compõem o anúncio) que persuadam a sua audiência a comprar. E as curtidas e compartilhamentos virão como uma consequência disso, mas não o que dita se a sua campanha é um sucesso.

Número de cliques/dia

Imagina que você queira lembrar as suas leads de participarem de um curso para o qual elas já se inscreveram e para isso você crie um anúncio segmentado especificamente para essas pessoas.

Esses são potenciais clientes que você já tem o email, já estão na sua lista de contatos, você só quer que elas acessem a sua página para consumir conteúdo de valor.

Neste caso (e em outros semelhantes), a melhor métrica que você pode acompanhar é o número de cliques.

Ela indica a quantidade de vezes que alguém viu o seu anúncio, clicou e foi levado para a página que você gostaria que ela acessasse.

2. Custo por resultado

2. Custo por resultado

Para ter um negócio saudável e sustentável, você precisa faturar mais do que você investe para conquistar novos clientes.

Esse assunto já foi tema de artigos aqui no blog do KP, como:

O fato é que para você controlar o quanto investe e manter esse número inferior ao quanto você fatura, você precisa ter um orçamento bem definido e acompanhar como ele está sendo gasto.

E isso vale também para o seu orçamento com anúncios nas redes sociais, inclusive o Facebook.

Por isso a segunda métrica principal que você não deve perder de vista é o quanto você está investindo para conquistar cada resultado

Para cada um dos tipos de resultado que eu te expliquei existe um custo equivalente para você acompanhar:

  • Custo por lead

  • Custo por visualização 75% e 95%

  • Custo por venda

  • Custo por clique

Dentro do Gerenciador de Anúncios do Facebook, todos esses custos (exceto visualização 75% e 95%) recebem o nome de custo por resultado, que é calculado de acordo com o objetivo que você definiu quando criou a campanha.

(Para saber mais sobre como criar uma campanha no Gerenciador de Anúncios do Facebook e definir objetivos de campanha leia este artigo).

Você pode acessar o custo por resultado de cada campanha clicando no menu hambúrguer no canto superior esquerdo (menu hamburguer) e depois em Gerenciador de anúncios.

Mas, se você mesmo quiser fazer o cálculo, a fórmula do custo por resultado é a seguinte:

Custo por resultado - formula

Por exemplo, se você investiu R$5 mil e capturou mil leads, o seu custo por leads, ou seja, o seu custo por resultado é R$5.

Custo por resultado - exemplo

Uma outra opção que você tem para acompanhar o seu custo por resultado e calcular automaticamente o custo de visualização 75% e 95% é utilizar a planilha com as principais métricas do Facebook criada pelo time de tráfego aqui do KP.

Tudo o que você precisa fazer é preencher as informações sobre as quantidades de resultados e o quanto você investiu na sua campanha que a tabela já faz o cálculo automaticamente e organiza as principais métricas para você, facilitando a sua análise.

Para baixar a planilha com as principais métricas do Facebook é só clicar aqui.

3. ROAS

ROAS é a abreviação de Return on Ad Spend que em português quer dizer Retorno sobre Investimento em Anúncios.

Ou seja, é a métrica que mostra o quanto você faturou em cima de cada real investido na sua campanha.

Com essa informação você consegue saber se você está tendo lucro (faturando mais do que investindo) ou o contrário.

O ROAS é um fator determinante para identificar quais campanhas você deve otimizar para aumentar o seu retorno e quais você deve parar antes que elas causem um prejuízo considerável para o seu negócio.

Além disso, pode ser usado para comparar seus anúncios do Facebook com os de outros canais de marketing (como Google, Instagram, YouTube) e descobrir qual é mais eficiente para o seu negócio.

O Gerenciador de Anúncios do Facebook não disponibiliza essa métrica, mas você pode calculá-la usando a seguinte fórmula:

ROAS - formula

Por exemplo, se você faturou R$12 mil em vendas por meio de uma campanha no Facebook na qual você investiu R$3 mil, o ROAS foi de 400%.

ROAS - exemplo

Métricas secundárias

Métricas secundárias

Agora que você já conhece as principais métricas, aquelas que você deve usar para medir se você está alcançando os objetivos do seu negócio com anúncios do Facebook, eu vou te mostrar quais são as métricas secundárias.

Mas, antes disso, eu preciso esclarecer que elas não são fatores para determinar se a sua estratégia é um sucesso ou não.

Os números que de fato importam são as 3 métricas que eu te mostrei no tópico anterior.

No entanto, as métricas secundárias servem para te dar insights que podem melhorar a quantidade de resultados que as suas campanhas geram e diminuir os custos, fazendo com que o retorno sobre o seu investimento seja maior.

Mas fica a dica aqui: se a sua estratégia no Facebook está alcançando os resultados que você espera, você não deve ficar preocupado em otimizar as suas métricas secundárias.

Mexer em time que está dando certo pode trazer problemas para a sua campanha se, por exemplo, ao tentar melhorar uma das métricas abaixo você acabar elevando o seu custo por resultado e consequentemente diminuir o seu retorno.

Então, tenha cautela na hora de analisar e tomar decisões para melhorar as seguintes métricas:

1. Taxa de cliques – CTR

A taxa de cliques é o percentual de pessoas que viram o seu anúncio e clicaram nele.

Por exemplo, se a sua é de 30%, isso quer dizer que de cada 10 pessoas que viram a sua campanha 3 clicaram nela e foram redirecionadas para o seu site ou landing page.

Uma taxa de cliques muito baixa pode indicar que a segmentação do seu público ou o seu criativo não estão bons.

2. Frequência

A frequência é uma estimativa de quantas vezes em média os usuários do Facebook veem seu anúncio.

Essa métrica é calculada pela rede social dividindo o total de impressões (a quantidade de vezes que seu anúncio foi exibido) pelo alcance (o número de pessoas que viram o anúncio).

Uma frequência muito alta pode ser nociva a sua campanha.

Afinal de contas, as pessoas provavelmente vão achar ruim serem interrompidas várias vezes pelo mesmo anúncio que elas já viram anteriormente e decidiram não clicar.

Por outro lado, uma frequência extremamente baixa pode tornar a sua campanha ineficiente, porque as pessoas não vão entrar em contato o suficiente com a sua marca para se sentirem intrigadas a conhecer mais.

A solução para balancear a frequência é ter uma variedade de criativos diferentes rodando. Isso faz com que as pessoas sejam alcançadas pela sua marca de formas diferentes.

3. Engajamento

O engajamento é o quanto as pessoas estão curtindo, comentando e compartilhando os seus conteúdos.

É possível você ter um anúncio que esteja convertendo bem, mas que tenha um engajamento baixo.

E isso não é um problema, porque o mais importante que é o resultado, você está obtendo.

Por isso que o engajamento (que é importante para aumentar seu alcance orgânico no Facebook) está entre as métricas secundárias quando se trata de anúncios.

Se você estiver interessado em descobrir como aumentar o engajamento das suas páginas, tem dois artigos aqui no blog do KP que podem te ajudar nessa missão:

4. Alcance potencial

O alcance potencial mostra em média quantos usuários ativos no Facebook se encaixam dentro do público-alvo de um conjunto de anúncios.

Isso não significa que o seu anúncio irá aparecer para todas essas pessoas.

Mas é uma estimativa que pode te ajudar a determinar se você está segmentando demais o seu público.

Por exemplo, imagina que você tenha uma meta de gerar 5 mil novas leads. No entanto, o alcance potencial do público que você criou no Facebook é de 2 mil usuários.

Nesse caso, independente dos seus esforços para otimizar a sua conversão, é impossível você bater a sua meta dentro do público que você definiu.

5. Número de impressões

O número de impressões é a quantidade de vezes que o seu anúncio foi exibido no total. Isso quer dizer que inclui também todas as vezes que ele apareceu para um mesmo usuário.

Essa é uma métrica que não demonstra se a sua campanha está gerando resultados.

Porém o número de impressões serve para você saber se os seus anúncios estão rodando normalmente.

Por exemplo, um número de impressões muito baixo pode ser sinal de que o seu público não está configurado devidamente e por isso o Facebook não está conseguindo distribuir o seu anúncio.

6.  Pontuação de relevância

Essa é uma nota que o Facebook dá de 1 a 10 para o seu anúncio para indicar o quão mais ou menos “relevante do que outros anúncios que estão direcionados ao mesmo público” ele é.

O próprio Facebook recomenda não tentar elevar essa métrica se o seu anúncio já estiver gerando os resultados esperados.

Pois é totalmente possível que anúncio com índice de relevância baixo seja eficiente.

Ações como melhorar o criativo ou a segmentação do público para otimizar os seus resultados podem como consequência elevar a pontuação de relevância.

O próximo passo para você ter anúncios que convertem

O próximo passo para você ter anúncios que convertem

O que acontece quando um usuário clica em um anúncio seu?

Não adianta muito investir em fazer criativos espetaculares, caprichar na copy (o texto que usado para persuadir o leitor a tomar a ação desejada), se quando alguém clicar na sua chamada para ação ele for redirecionado para uma página que não está bem preparada para recebê-lo.

E o melhor lugar para levar o seu público quando ele clicar no seu anúncio é uma landing page totalmente otimizada para a conversão que você deseja.

Não sabe como criar uma? nessas horas o Klickpages é o seu melhor aliado.

Com ele, você cria a sua landing page personalizada em apenas três passos:

  1. Escolha seu modelo: veja opções de alta conversão comprovada através de testes.

  2. Customize a página: edite os textos, as cores e as imagens, além de ocultar elementos que pouco agregam.

  3. Publique: por fim, é só publicar no seu próprio domínio, sem custos adicionais de hospedagem.

Conclusão

Principais Métricas do Facebook Conclusão

Neste artigo, você viu que tentar acompanhar e otimizar todas as métricas que o Facebook disponibiliza pode ser uma perda de tempo, dinheiro e energia.

Isso porque nem todas elas mostram de fato se os resultados das suas campanhas são bons ou não.

Por isso eu te mostrei quais são as 3 principais métricas do Facebook que você deve acompanhar: quantidade de resultados por dia, custo por resultado e ROAS.

Lembre-se de que um resultado pode significar algo diferente dependendo do seu objetivo, por exemplo, pode ser um visitante se transformar em lead, um seguidor realizar uma compra ou até mesmo o seu público assistir a um vídeo até o final.

Você também viu as métricas secundárias que servem para te dar insights de pontos que podem ser melhorados caso você note que as suas campanhas não estejam dando o retorno esperado.

Entre as métricas secundárias estão a taxa de cliques, o engajamento e o alcance potencial.

E aí, o que você achou deste artigo? Me conta aqui nos comentários! 😉

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS!

Sobre o Autor

Angela de Oliveira

Meu nome é Angela, mas algumas pessoas me chamam de Angel. Faço parte do time de conteúdo do Klickpages e sou apaixonada por tecnologia e marketing. Uma das minhas coisas favoritas é falar sobre redes sociais e anúncios. Além disso, sou especialista em informações aleatórias (você sabia que o Alaska está mais perto da Rússia do que Brasília de Goiânia? Pois é...), fã de country americano e louca em esportes. Acompanho de tudo, mas meus favoritos são Fórmula 1 e futebol, inclusive assisto a jogos mesmo quando o meu time (Palmeiras <3) não está em campo. Ah, eu acredito que música de natal deveria tocar o ano inteiro e Christmas Peaceful Piano está entre as 3 playlists mais tocadas no meu Spotify.

Se você quiser ler outros conteúdos meus é só clicar aqui ;)