O que é Planejamento Empresarial, tipos de planejamento e como fazer

Como está o seu planejamento empresarial?

Ou vai dizer que não tem um?

Talvez só não tenha utilizado essa nomenclatura, mas certamente possui ao menos um objetivo delimitado para o seu negócio.

A questão agora é o que fazer para alcançá-lo.

É sobre isso que iremos falar neste artigo.

A verdade é que todos querem que seu negócio chegue a um certo lugar, mas nem todos sabem se estão no caminho certo para tanto.

Nesse contexto, o planejamento empresarial é utilizado para antecipar quais os passos necessários para guiar a empresa pelo melhor caminho até que seus objetivos sejam alcançados.

Então, ao longo da leitura, você vai descobrir o que é planejamento empresarial, quais são as suas vantagens e como fazer na prática.

Vamos falar dos tipos e etapas do planejamento empresarial.

E, como não poderia deixar de ser, iremos destacar a importância do planejamento empresarial para o seu negócio.

Interessado em obter melhores resultados e ver seu faturamento decolar?

Boa leitura!

O que é planejamento empresarial?

Planejamento empresarial é o processo de antecipar os objetivos e metas que a sua empresa deseja e, principalmente, as estratégias que serão utilizadas para que eles sejam alcançados.

Em linhas gerais, significa projetar o futuro que se deseja, definir o que é preciso para chegar lá e identificar o que se deve mudar para isso.

Por todas as suas características, o planejamento empresarial é indispensável em qualquer negócio, não importa o seu porte, nem sua atividade, tampouco o seu tempo de fundação.

Por isso, ele precisa estar sob execução constante em todos os departamentos da empresa.

Afinal de contas, seu negócio só consegue sobreviver se cada departamento funcionar de forma integrada com os demais.

É a velha figura de linguagem que aponta para a engrenagem que contribui para a harmonia de toda uma máquina.

A importância do planejamento empresarial

Fazer um planejamento completo e com regularidade é essencial para manter o crescimento do seu negócio e evitar perda de tempo, esforço e investimento.

Por isso, vamos mostrar agora três vantagens proporcionadas por um bom planejamento para reforçar a sua importância.

Fique ligado!

Sua empresa pronta para o que der e vier

Dado o atual contexto econômico, o planejamento empresarial serve para ajudar a manter seu negócio saudável e preparado para contornar qualquer adversidade.

Não dá para sobreviver a possíveis instabilidades sem estar preparado para elas.

Da mesma forma, quando o cenário é positivo, é necessário estar pronto para tirar o maior proveito possível da situação.

Mas, para começar, é preciso ter em mente que todos os departamentos da empresa, seja o financeiro, o administrativo, o operacional, entre outros, são de suma importância para mantê-la funcionando – e funcionando bem.

Um mínimo problema em algum setor pode afetar drasticamente todos os outros.

Por isso, o planejamento deve fazer parte da rotina de cada um deles.

Para ajudar você nessa jornada, uma ótima ferramenta de diagnóstico de mercado é a chamada Análise SWOT.

Esse método possibilita ter insights tanto sobre os seus pontos fortes e fracos (ambiente interno) quanto a respeito de oportunidades e ameaças (ambiente externo).

Iremos falar mais sobre ele ainda neste artigo.

Evita perda de tempo e investimento

Um bom planejamento empresarial ajuda a sua equipe a identificar falhas nos processos e se antecipar a possíveis problemas.

Seguindo seu planejamento, você evita retrabalho por parte dos seus colaboradores e direciona os esforços deles para questões que realmente merecem sua atenção.

Isso tudo ainda ajuda a economizar tempo e ganhar dinheiro.

Afinal, diminui um período precioso que seria gasto na resolução de problemas, aumentando assim a capacidade de produção.

Lembrando que o ideal é que cada profissional da equipe exerça uma função que esteja de acordo com suas habilidades.

Isso é fundamental para otimizar o funcionamento do negócio de forma geral.

Gestão eficaz

Com o planejamento empresarial, a gestão do negócio funciona de forma mais assertiva e eficaz.

Porém, mais importante ainda que traçar suas metas e objetivos, é planejar os caminhos que você irá seguir para chegar aonde deseja.

Por isso, estabelecer planos de ações é de suma importância para que os gestores consigam acompanhar de perto o funcionamento do negócio.

Só assim eles poderão fazer ajustes sempre que necessário para aumentar os lucros da empresa.

Estrutura do planejamento empresarial

Você já viu que precisa de um bom planejamento.

Mas por onde começar? O que não pode ficar de fora?

Para ajudar você a entender a estrutura do planejamento empresarial, é preciso levar em consideração dois fatores principais: dimensões e benefícios.

Lembrando que o planejamento serve para organizar suas ideias e facilitar a tomada de decisões importantes, escolhendo o melhor caminho para que as metas sejam cumpridas com o menor custo possível.

Dimensões do planejamento empresarial

Antes de tudo, é preciso ter em mente que nem todo o planejamento é igual.

E é natural que seja assim, já que as empresas também são diferentes.

Logo, precisam ter suas particularidades respeitadas e atendidas na construção da estratégia.

O tamanho físico, a quantidade de colaboradores, o portfólio da empresa, o nicho de mercado, entre outros pontos, são dimensões que variam de negócio para negócio.

Assim, seu planejamento também muda de acordo com essas características e a necessidade de estratégias de curto, médio e longo prazo.

Além disso, ele deve ser estruturado levando em conta o número de etapas para que os objetivos sejam realizados.

Também é preciso considerar os departamentos e pessoas envolvidos em cada tarefa, as ações que mais valem a pena investir, como executá-las e fazer com que funcionem bem.

Imagine um planejamento de marketing.

Geralmente, costumam ter etapas bem definidas de início, meio e fim, correto?

O lançamento de um novo produto ou serviço, por exemplo, poderia ser uma etapa de início.

Já a verificação do desempenho desse novo produto no mercado pode envolver as etapas do meio.

Por fim, a elaboração de um relatório com dados precisos para verificar se os objetivos estão sendo alcançados pode ser um bom exemplo para se referir às últimas etapas desse planejamento.

Ficou claro para você?

Benefícios do planejamento empresarial

Você viu no tópico anterior como o planejamento empresarial é importante.

Ele ajuda a empresa a se manter no caminho certo para chegar aonde deseja com o menor custo possível.

Por isso, ao estruturar seu planejamento, é preciso pensar nos benefícios que ele irá trazer para seu negócio.

Algumas possibilidades são:

  • Solução de problemas

  • Eliminação de retrabalhos e esforços gastos em tarefas que não trazem retorno

  • Economia de recursos

  • Melhor distribuição desses recursos e tarefas entre cada departamento.

Além disso, vale ressaltar que um bom planejamento empresarial ajuda a integrar os colaboradores na cultura da empresa.

E não esqueça que isso contribui para melhorar o controle sobre os processos internos.

Dá para perceber que um benefício acaba levando a outro, não é mesmo?

Planejamento empresarial e objetivos

Já percebeu como ter um objetivo claro sobre onde você quer chegar é essencial para manter o foco nas suas ações?

Isso se reflete constantemente na nossa vida pessoal. E, no mercado, não seria diferente.

De nada adianta você gastar tempo estudando as dimensões do seu negócio e as possíveis vantagens para estruturar seu planejamento se os seus objetivos não estiverem claros.

Mais do que isso: também compreendidos por todos os envolvidos nos processos da empresa.

Lembrando que o ideal é que os objetivos e as metas traçadas sejam realistas.

Eles precisam refletir a realidade do seu negócio, tanto do ambiente interno quanto do externo.

Principalmente, devem ser mensuráveis, pois isso fornece as informações sobre o desempenho das estratégias.

É por isso que a adoção de estratégias de marketing digital tem aumentado bastante no mercado, pois, através de ferramentas de web analytics, é possível ter dados precisos sobre os resultados da sua campanha.

Tipos de planejamento empresarial

Até aqui, você já deve ter percebido que não se chega a nenhum lugar sem um bom planejamento para guiar o caminho até lá.

Ninguém se arrisca a escalar o Monte Everest sem planejamento.

Uma navegação ou viagem aérea depende disso para se realizada.

Da mesma forma, um negócio exige organização e estratégia para sobreviver e crescer.

Então, para ajudar você a não se perder na sua jornada, vamos explicar agora as categorias existentes dentro do planejamento empresarial.

Planejamento estratégico

Como o próprio nome sugere, esse tipo de planejamento envolve a definição das estratégias a longo prazo para que se alcance os resultados desejados.

Fazendo uma analogia com viagens, esse é o momento de definir para onde quer ir e como fazer para chegar lá.

Vale lembrar que, mesmo sendo pensado a longo prazo, esse planejamento precisa ser flexível.

Ou seja, os gestores devem acompanhar o mercado constantemente e fazer ajustes nas estratégias quando necessário for.

Técnicas de planejamento estratégico

Novamente, um diagnóstico de mercado, como a Análise SWOT, pode ser uma boa opção para essa fase.

Assim, você consegue reunir informações, descobrir a força da sua empresa e avaliar caminhos antes de escolher o melhor deles para chegar ao seu destino.

Além disso, esse estudo dos cenários internos e externos é de suma importância para manter a equipe engajada e focada.

A sigla SWOT é formada pelas iniciais de palavras em inglês.

A tradução de cada termo ajuda a compreender essa divisão de cenários em que a análise se baseia.

Veja só:

  • S (Strenght/Força): os pontos positivos da sua empresa em relação aos concorrentes

  • W (Weakness/Fraqueza): os pontos negativos

  • O (Opportunities/Oportunidades): oportunidades ou possíveis negócios

  • T (Threats/Ameaças): ameaças externas que variam de acordo com cada segmento.

Viu como o método é relativamente simples?

Não é à toa que ele é bastante utilizado por várias empresas há muito tempo.

Lembrando que, ao identificar os pontos negativos do seu negócio em relação à concorrência, isso possibilita a otimização nos processos.

Planejamento tático

Este é o momento de distribuir as tarefas entre cada um.

Ou seja, após estudado o planejamento como um todo, é hora de definir o que cada departamento da empresa precisa fazer e como fazer.

Sempre com o objetivo de entregar o resultado final planejado, é claro.

O planejamento tático possibilita que cada área compreenda seu papel no funcionamento da empresa como um todo.

A partir daí, se busca otimizar os resultados a médio prazo.

Por isso, dizemos que ele faz a ponte entre os planejamentos estratégico e operacional, que é sobre o qual falaremos agora.

Planejamento operacional

Seguindo essa mesma lógica, o planejamento operacional é focado nas ações a curto prazo, que geralmente variam entre 3 a 6 meses.

Mas nem por isso ele deixa de maximizar os resultados da empresa.

Para ajudar nessa fase, adotar a gestão de pessoas por competências pode ser uma boa opção para avaliar três elementos principais:

  1. Métodos utilizados

  2. Pessoas envolvidas em cada tarefa

  3. Recursos necessários para que a tarefa seja cumprida.

Ou seja, basicamente, no planejamento operacional, você precisa definir quem é o responsável por cada tarefa, qual o prazo para que ela seja executada, como vai ser executada e quais recursos necessários para isso.

Quer um exemplo?

Vamos imaginar que, no planejamento estratégico, tenha sido definida a meta de aumentar as vendas em 20%.

Nesse contexto, uma boa estratégia de planejamento operacional pode ser investir no relacionamento pós-vendas, visando a fidelização dos clientes.

Para isso, você vai definir quem será o responsável pelo pós-vendas, como o diretor de marketing, por exemplo.

Além disso, deve estipular o prazo ideal para a interação e como você irá abordá-lo.

Pode ser através da automação de e-mail marketing, por exemplo.

Assim, é só escolher a melhor ferramenta disponível para ajudar você a alcançar os objetivos.

Como fazer o planejamento empresarial?

Agora que você conhece os tipos de planejamento empresarial e sua importância, talvez esteja se perguntando: afinal, como fazer na prática?

Basicamente, para construir um bom planejamento empresarial, é preciso seguir cinco passos principais.

Vamos a eles!

1. Ciclo PDCA

Você já ouviu falar no Ciclo PDCA?

Assim como a Análise SWOT, ele também é uma sigla. Nesse caso, representa as seguintes palavras:

  • Plan (Planejar)

  • Do (Fazer)

  • Check (Controlar)

  • Act (Agir).

Ou seja, todo o processo deve envolver um planejamento, sua execução, ter os resultados monitorados e controlados para que sejam feitos as devidas modificações quando necessário for.

Para isso, o pontapé inicial é ter um plano de negócios completo.

Então, deve ser feito um estudo do mercado em que você atua, do seu produto, dos clientes e dos recursos exigidos para o presente e o futuro.

Com essas informações em mãos, é possível identificar falhas que podem ter passado despercebidas.

A partir daí, ajuste esses pontos antes que seja tarde demais.

2. Dando forma para o seu negócio

O segundo momento serve para você moldar seu negócio.

Essa é a hora de definir as características básicas dele, seu posicionamento e, principalmente, a missão, visão e valores da sua empresa.

  • Missão: é a razão de ser da empresa, seu objetivo: por que ela existe?

  • Visão: onde sua empresa quer chegar, não necessariamente na questão financeira

  • Valores: o conjunto de princípios que ajudam a guiar o seu negócio. Devem se refletir no comportamentos de todos na empresa

3. Análise SWOT

O terceiro passo compreende fazer a Análise SWOT e descobrir os pontos fortes e fracos da sua empresa, assim como possíveis oportunidades e ameaças externas.

Lembre que, para o ambiente interno, é interessante olhar como uma pessoa de fora da empresa.

É preciso pensar nos diferenciais em relação ao seus concorrentes e em como explorar no seu negócio algo que falta neles.

Além disso, é bacana listar todas os pontos negativos da empresa e descobrir como contorná-los.

Já para o ambiente externo, é essencial que você conheça sua persona, que corresponde ao perfil ideal de cliente.

Assim, poderá identificar novidades e tendências do mercado a serem exploradas por você também.

Novamente, é hora de destacar seus pontos fortes para enfrentar as ameaças e vencer a concorrência.

4. Utilizando matrizes

Com o diagnóstico feito, é chegada a hora de qualificar seu planejamento com duas matrizes bastante utilizada pelas empresas.

Veja quais são elas:

  • Matriz BCG: serve para analisar o desempenho dos seus produtos e sua participação no mercado, além de identificar quais deles geram mais receita com menos custo

  • Matriz GE: serve para identificar quais os melhores produtos ou serviços para se investir dentro do cenário previsto

5. Marketing

Por fim, mas não menos importante, o planejamento de marketing deve estar atrelado ao planejamento empresarial.

Ou seja, é preciso desenvolver estratégias de marketing e identificar os melhores canais para atingir seu público-alvo.

E não se esqueça de mensurar os resultados quando possível para saber se está no caminho certo.

Se não estiver, corrija.

Comece a capturar leads hoje mesmo com o Klickpages

Todo negócio precisa saber conversar com seu público.

No meio digital, isso é imprescindível para atrair visitantes, convertê-los em leads e, depois, conduzi-los pela jornada de compra com sucesso.

Seja qual for a ação que deseja colocar em prática, caprichar na landing page aumenta muito a chance de realizar conversões.

E, para isso, o Klickpages é a ferramenta ideal.

São só três passos básicos para criar a sua:

  1. Escolha seu modelo: conheça as opções de alta conversão comprovada através de testes.

  2. Customize a página: é só editar os textos, as cores e as imagens, além de ocultar elementos que pouco agregam.

  3. Publique: publique no seu próprio domínio, sem custos adicionais de hospedagem.

Conclusão

O planejamento empresarial é como um mapa para guiar os passos do negócio rumo aos seus objetivos.

Como vimos neste artigo, ele se destina a preparar a empresa para todo o tipo de cenário.

Seja em meio à fartura de clientes ou na turbulência do mercado, esse instrumento permite manter o foco naquilo que ficou definido como algo a ser buscado.

O planejamento empresarial mostra que técnicas administrativas não precisam ser complexas para serem eficazes.

Então, para fazer dar certo, depende muito da sua dedicação.

É hora de levar a sério o desafio e se debruçar sobre a missão.

Construa sua estratégia e conquiste subsídios importantes para a tomada de decisão na empresa

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS!

Sobre o Autor

Hugo Rocha é co-fundador da Ignição Digital e do Klickpages. Já atuou diretamente nos bastidores dos maiores lançamentos digitais do Brasil. Atualmente está a frente da equipe de tráfego e crescimento da Ignição Digital e Klickpages liderando pessoalmente mais de R$ 4 milhões de reais em investimento em tráfego nos últimos 12 meses com ROI acima de 300%.