Pixel do Facebook: o que é e por que não dá para fazer anúncios sem isso

Pixel do Facebook: o que é e como configurar

É o seguinte: se você quer anunciar no Facebook, não dá para fazer campanha sem saber como instalar o pixel.

Até é possível criar o anúncio, mas o fato é que ele vai ficar inviável.

Porque é através do pixel que o Facebook consegue entender melhor o objetivo das suas campanhas e otimizá-las.

Se a plataforma de anúncio não tem acesso às informações sobre as suas conversões (uma das coisas que o pixel possibilita), seus anúncios ficam tão ineficientes que é inviável você ter um resultado expressivo e com escala.

É que nem quando você pede um Uber.

Para o motorista te deixar exatamente onde você quer chegar e pegar a rota mais rápida, você precisa informar qual é o seu destino corretamente.

É com essa informação que ele consegue estabelecer o melhor trajeto e entregar um resultado satisfatório que, neste caso, é te deixar no local certo o mais rápido possível.

A mesma coisa acontece no Facebook.

Para ele otimizar as suas campanhas, ele precisa saber qual é a conversão que você deseja, qual é o resultado que você espera.

E a forma que você tem de informar isso é por meio do pixel.

Não adianta nada você saber fazer um criativo bom, segmentar o seu público da melhor forma, se preocupar com todas as outras partes de criar uma campanha, se você deixar o pixel fora disso.

Porque o Facebook não vai saber o que ele precisa fazer para distribuir o seu anúncio da melhor forma, para fazer ele chegar em quem de fato tem potencial para se tornar seu cliente.

Sério, você pode colocar a perder todo o esforço, tempo e energia de criar uma campanha, por causa desse detalhe (que não é tão detalhe assim).

Então, se você sempre teve dúvida sobre como instalar um pixel, está travado nesse ponto da sua campanha, não tem certeza se está fazendo da forma correta ou é a primeira vez que ouve falar sobre esse assunto, continua comigo.

Porque nas próximas linhas eu vou te falar:

  • o que é o pixel do Facebook;

  • por que ele é importante para seus anúncios;

  • como mensurar suas conversões com o pixel;

  • como criar e configurar o seu pixel;

  • e como saber se ele está funcionando corretamente.

Vamos lá?

O que é o pixel do Facebook?

O que é o pixel do Facebook?

O pixel do Facebook é um recurso que você pode instalar nas páginas do seu site, por meio de um trecho de código, para coletar dados sobre os seus visitantes e monitorar a eficácia dos seus anúncios.

Ele funciona da seguinte forma: quando alguém entra em uma das suas páginas, o pixel colhe as informações desse acesso, o que o usuário fez, se clicou em algum botão, comprou um produto…  e envia tudo para o Facebook.

A partir daí, é possível mensurar com mais precisão quais conversões ocorreram a partir de uma campanha exibida na rede social, na qual os usuários clicaram, descobrir oportunidades de otimização para seus anúncios e também criar públicos.

E é sobre esses 3 benefícios que eu vou te falar agora.

Por que o pixel do Facebook é importante para seus anúncios?

Por que o pixel do Facebook é importante para seus anúncios?

As chances são que a principal razão pela qual você faz anúncios é para aumentar as suas vendas ou gerar mais leads (potenciais clientes que você vai nutrir e educar para que futuramente façam uma compra).

O fato é que quanto mais informações você tiver sobre a jornada desses consumidores, o perfil demográfico e psicográfico deles e como eles se comportam nas suas páginas, mais fácil fica vender para eles.

Porque você vai saber com quem está conversando e qual tipo de cliente tem uma probabilidade maior de comprar seu produto ou serviço.

E é justamente nesses pontos que o pixel te ajuda. Com ele você pode tornar seus anúncios mais efetivos, pois ele vai te ajudar a:

Mensurar melhor seus resultados

Como você sabe com precisão que as pessoas que clicaram nos seus anúncios dentro do Facebook ou do Instagram de fato realizaram uma compra ou se converteram em lead?

Com o pixel do Facebook.

Pois ele é capaz de registrar a quantidade de conversões que ocorreram e também outros resultados, como a quantidade de visualizações de uma página.

Otimizar seus anúncios

Uma vez que você sabe com precisão quais são os resultados que os seus anúncios estão gerando, você pode otimizá-los para conseguir mais conversões.

Por exemplo, se um determinado público ou perfil de clientes tem uma tendência maior a fechar a compra, você sabe que pode investir mais nessas pessoas ou em grupos semelhantes.

Criar público

Além disso, você pode utilizar as informações coletadas com o pixel para criar públicos de remarketing e lookalike.

O remarketing é uma forma de recuperar as pessoas que acessaram o seu site, demonstraram interesse no que você tinha a oferecer, mas no final das contas não compraram ou não fizeram a conversão esperada.

Você pode configurar uma campanha de anúncios no Facebook e no Instagram com uma oferta especial para pessoas que chegaram até a sua página de vendas, por exemplo, mas não concluíram o pagamento, a partir dos dados coletados pelo pixel.

Já o lookalike, também chamado de público semelhante, é falar para o Facebook criar um público a partir de pessoas semelhantes àquelas que realizaram uma conversão no seu site.

Dessa forma, você vai em busca de clientes que se encaixam no perfil das pessoas que tendem a comprar o seu produto. O que é uma forma inteligente de investir o seu orçamento de marketing.

Provavelmente, agora você deve estar curioso para saber como configurar e instalar o pixel do Facebook nas suas páginas.

Mas antes de te explicar passo a passo como fazer isso, tem duas coisas que eu preciso esclarecer antes: quem pode usar o pixel e como mensurar as conversões.

Vamos lá…

Quem pode usar o pixel do Facebook?

Quem pode usar o pixel do Facebook?

O pixel serve para monitorar páginas e sites externos. Isso quer dizer que você não pode instalar um pixel na sua fanpage do Facebook.

Você precisa ter um site, blog ou páginas de captura (landing pages) para conseguir usá-lo.

Fora isso, não existe nenhuma outra restrição além de que é necessário você ter uma conta no Gerenciador de Anúncios do Facebook.

Como mensurar as conversões com o pixel?

Como mensurar as conversões com o pixel?

Uma conversão pode significar coisas diferentes dependendo do seu objetivo com um anúncio.

Por exemplo, se você quer que as pessoas visitem o seu blog e leiam seus artigos, uma visualização de página pode ser considerada uma conversão.

Mas se o seu objetivo é vender ou gerar leads, a visualização é só uma parte do processo e não é de fato considerada uma conversão.

Então, como o Facebook sabe que o objetivo daquele anúncio foi alcançado?

Existem duas opções para você informar o Facebook qual é o tipo de conversão que você está buscando:

Eventos padrões

Quando você vai configurar o seu pixel, existe uma lista padrão de eventos que ele é capaz de monitorar.

Alguns deles são: visualizar conteúdo, fazer uma pesquisa no seu site ou aplicativo, adicionar um item à lista de desejos, adicionar um item ao carrinho de compras e finalizar uma compra.

Durante a configuração do pixel, você pode adicionar parâmetros aos eventos padrões para indicar o quanto aquela conversão vale para você.

Conversões personalizadas

Apesar de existir uma lista considerável de eventos padrões, pode ser que o que você está buscando não se encaixe em nenhum deles ou que você precisa criar uma regra específica como, por exemplo, pessoas que chegaram a página X, mas não avançaram para a página Y.

Ou queira monitorar a compra de produtos acima de um determinado valor.

Para esses casos, o Facebook dá a opção de criar conversões personalizadas de acordo com o seu objetivo.

Você pode ter até 100 conversões personalizadas por conta de anúncio e pode excluir as que não usa mais para criar outras novas.

Como criar e configurar o seu pixel do Facebook: passo a passo

Como criar e configurar o seu pixel do Facebook: passo a passo

Pode até parecer algo complicado por envolver um trecho de código. Mas a verdade é que criar, configurar e instalar um pixel é fácil.

Você não precisa entender nada de programação nem exatamente o que cada linha de código quer dizer, basta saber onde colar o trecho que o Facebook vai gerar para você.

E nas próximas linhas eu vou te mostrar como fazer isso com um passo a passo simples.

Passo 1 – Acesse o Gerenciador de Anúncios do Facebook

O Gerenciador de Anúncios é uma ferramenta da própria rede social que serve para criar e acompanhar suas campanhas de tráfego pago no Facebook e no Instagram.

Para criar o seu pixel, você precisará ter uma conta nele e acessá-lo.

Passo 2 – Acesse o Gerenciador de Eventos

O Gerenciador de Eventos faz parte do Gerenciador de Anúncios e dependendo de qual versão do Gerenciador de Anúncios está disponível para você, o menu para acessá-lo está em lugares diferentes.

Nova versão

Clique no menu Ferramentas para Empresas e depois em Gerenciador de Eventos.

Nova versão

Versão anterior

Clique no ícone que fica no topo, ao lado do nome Gerenciador de Anúncios, e selecione o Gerenciador de Eventos.

Versão anterior

Passo 3 – Selecione a fonte de dados e comece a criar o seu pixel

Quando você acessar o Gerenciador de Eventos pela primeira vez, vai aparecer na tela principal 3 fontes de dados diferentes: Pixel do Facebook, Eventos Offline e Eventos do Aplicativo.

Selecione a fonte de dados e comece a criar o seu pixel

Para criar o seu pixel, clique em Começar.

Passo 4 – Dê um nome e insira a URL do seu site

Uma pop up vai abrir na sua tela com um campo para preencher o nome do pixel e inserir a URL do seu site (que é opcional).

 Dê um nome e insira a URL do seu site

Complete as informações e clique em Continuar.

Passo 5 – Instale o pixel nas suas páginas

Pronto! O seu pixel está criado. Agora você só precisa adicionar o código nas páginas que você quer rastrear e configurar os eventos que vai acompanhar.

O Facebook oferece 3 opções: adicionar código usando uma integração de parceiros, adicionar manualmente o código do pixel ao site e enviar as instruções por email para um desenvolvedor.

 Instale o pixel nas suas páginas

Como eu te prometi, a parte da instalação é muito simples, você só precisa saber exatamente onde colar o código que o Facebook vai gerar.

Por isso, eu vou te mostrar como você pode adicionar manualmente o código do pixel ao site

Selecione essa opção para visualizar o código.

Passo 6 – Colocando o código nas suas páginas

O código das suas páginas é composto por duas partes: o cabeçalho ou head e o corpo ou body.

Segundo as instruções do Facebook, o pixel deve ser inserido no final do cabeçalho. Você pode fazer isso manualmente identificando a tag </head> e colando o código antes dela.

Agora se você é cliente do KP, você pode usar a funcionalidade de Scripts.

É só abrir a página que você quer inserir o pixel, ir em Configurações avançadas e selecionar Scripts

 Colocando o código nas suas páginas

Como eu te falei, o pixel deve ficar dentro do cabeçalho. Então selecione a opção head e clique em + Adicionar script no head.

Colocando o código nas suas páginas

Aí é só dar um nome para você conseguir identificar os scripts que estão instalados na sua página e colar o código que o Facebook gerou para você.

Colocando o código nas suas páginas

E se você ainda não é cliente do Klickpages, mas gostaria de aproveitar essa e outras funcionalidades na hora de editar suas páginas, clique aqui para conhecer a ferramenta de criação de páginas simples e intuitiva de usar

Passo 7 – Configurar os eventos

Como eu te falei no tópico anterior, existem duas formas de o Facebook medir se a conversão esperada está acontecendo: através dos eventos padrões e das conversões personalizadas.

Você pode usar a Ferramenta de Configurações de Eventos para fazer isso ou adicionar manualmente.

Ferramenta de Configurações de Eventos do Facebook

Com ela, basta inserir a URL da página que você quer rastrear um evento e clicar em Abrir site.

Ferramenta de Configurações de Eventos do Facebook

Automaticamente vai abrir a página que você indicou com um assistente no canto superior esquerdo para você criar os seus eventos.

Ferramenta de Configurações de Eventos do Facebook

Selecione rastrear novo botão ou rastrear uma URL para configurar o evento que você quer acompanhar.

Manualmente

Para adicionar um evento manualmente, você precisa clicar no link azul em baixo do botão da Ferramenta de Configuração.

Manualmente

O Facebook então vai te dar uma lista de eventos organizados por categorias que você pode editar e parametrizar para incluir nas suas páginas.

O processo é o mesmo do pixel, a única diferença é que o código do evento vai no corpo da página, ou seja, ela deve ficar logo após a tag <body>.

No KP, é só você selecionar a opção body na funcionalidade de Scripts e adicionar o código.

Passo 8 – Crie conversões personalizadas

Para medir atividades bem específicas que um evento padrão não daria conta, você pode criar uma conversão personalizada.

Essa opção está disponível na página inicial do Gerenciador de Eventos, logo abaixo da opção Fontes de dados.

A conversão personalizada é criada com base em regras de eventos padrões que você inseriu no seu site.

Por exemplo, você quer contar como uma conversão apenas quem visualizou páginas sobre o seu produto.

Então você pode selecionar o evento de visualização e combinar com uma regra que a URL deve conter o nome do seu produto.

Crie conversões personalizadas

Como saber se o pixel está instalado corretamente?

Como saber se o pixel está instalado corretamente

Agora que o seu pixel já está instalado e os eventos configurados, você precisa testar para saber se está tudo funcionando direitinho antes de mandar tráfego para o seu site e coletar resultados.

Existem 4 recursos que você pode usar para testar se está tudo operando corretamente.

1. Testar código de base

Na página onde você pega o código do pixel, tem uma opção de enviar tráfego de teste para verificar se tudo foi adicionado corretamente.

É só preencher com o endereço da página que você quer testar e clicar no botão verde para confirmar se o pixel está ativo.

Testar código de base

2. Eventos de teste

Depois que o seu pixel é configurado e instalado, na página de Detalhes do pixel no Gerenciador de Eventos, aparece a opção Eventos de teste.

Eventos de teste

Ela serve para enviar tráfego de teste para a sua página e verificar se os eventos que você configurou estão ativos e funcionando.

3. Diagnóstico

A funcionalidade de diagnóstico fica logo abaixo de Eventos de teste na página de detalhes do pixel.

Caso haja algum problema com seu pixel ou recomendações para melhorar seus eventos, elas vão aparecer nessa aba.

4. Facebook Pixel Helper

O Facebook Pixel Helper é uma extensão que você pode instalar no Chrome e ela mostra os pixels e os eventos que estão ativos na página que você está acessando.

Ele funciona mesmo para pixels que você não tem acesso ao Gerenciador de Anúncios ou Eventos deles.

Conclusão

Pixel do Facebook Conclusão

Neste artigo, você viu que é inviável fazer uma campanha no Facebook se você não souber como instalar o pixel.

Porque esse trecho de código é responsável por enviar informações sobre os acessos nas suas página para a rede social.

De forma que com esses dados você consiga mensurar melhor seus resultados, otimizar seus anúncios e criar públicos de remarketing e lookalike.

Além disso, eu te expliquei que o pixel tem duas formas de medir suas conversões: por meio dos eventos padrões e das conversões personalizadas, que você pode criar aplicando regras em cima dos eventos padrões.

Depois, você viu o exato passo a passo de como configurar e instalar o pixel nas suas páginas.

E também o que você pode fazer para ter certeza de que ele está funcionando corretamente.

Agora chegou a hora de você me contar aqui nos comentários se você já conhecia esse recurso e se ficou mais fácil fazer a instalação depois de ler esse artigo. 😉

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS!

Sobre o Autor

Angela de Oliveira

Meu nome é Angela, mas algumas pessoas me chamam de Angel. Faço parte do time de conteúdo do Klickpages e sou apaixonada por tecnologia e marketing. Uma das minhas coisas favoritas é falar sobre redes sociais e anúncios. Além disso, sou especialista em informações aleatórias (você sabia que o Alaska está mais perto da Rússia do que Brasília de Goiânia? Pois é...), fã de country americano e louca em esportes. Acompanho de tudo, mas meus favoritos são Fórmula 1 e futebol, inclusive assisto a jogos mesmo quando o meu time (Palmeiras <3) não está em campo. Ah, eu acredito que música de natal deveria tocar o ano inteiro e Christmas Peaceful Piano está entre as 3 playlists mais tocadas no meu Spotify.

Se você quiser ler outros conteúdos meus é só clicar aqui ;)