Palavras-chave: o que são e tudo para escolher a palavra certa

Você ainda não entrou mesmo no jogo se não definiu as palavras-chave do seu negócio digital.

Acha que eu estou exagerando?

Então seja muito sincero comigo. Qual foi a última vez que você clicou para ver a segunda página de uma busca no Google?

Se a resposta foi “ eu quase nunca vou lá”, você é igual a 95% das pessoas que usam internet.

E digo mais, um terço dos usuários só clicam nos três primeiros resultados.

Estar na primeira página é questão de sobrevivência para um negócio digital.

Digamos que a segunda página é um buraco negro. Já ouvi alguns colegas brincando que o melhor lugar para você esconder um corpo é na segunda página, pois ninguém nunca vai lá.

E único jeito de fugir desse pesadelo é escolher muito bem as suas palavras-chave. Elas que determinam os sortudos que terão a glória e a honra de figurar na primeira página.

Não é por acaso que as palavras-chave são as queridinhas dos profissionais de marketing e motivo de obsessão para blogueiros e profissionais de SEO.

Definir as palavras-chave certas colocam a sua página no topo das ferramentas de busca.

Ao definir as palavras-chave corretas, você pode aumentar o seu número de acessos. Até para múltiplos do que você tem hoje.

Com mais audiência, você estará pronto para decolar suas conversões e vendas.

Então, abra o olho. Você agora está diante de uma grande oportunidade de alavancar o seu negócio.

Porque nesse texto você vai aprender tudo que precisa para ser o primeiro lugar nas pesquisas do Google.

É isso que você precisa? Então eu tenho uma notícia melhor ainda.

Vou detalhar cada técnica de como escolher as melhores palavras-chave que vão te colocar no topo das pesquisas.

Você vai aprender com um método simples e fácil de escolher palavras-chaves.

E vou contar para você agora os segredos da estratégia que uso com o blog do Klickpages e em todos os meus negócios digitais, que movimentam milhões de reais por ano.

Com esse método você vai escolher as melhores palavras-chaves para o seu negócio, sem precisar ser um especialista em marketing.

Leia esse artigo até o fim e saiba:

  • Posicionar a sua página em primeiro lugar nos mecanismos de busca

  • Escolher as melhores palavras-chave que vão te colocar no topo das pesquisas

  • Perceber o que ninguém vê no ranking do Google

  • Os principais erros que um empreendedor comete ao pesquisar palavras-chave

  • Como que palavras-chave em excesso podem afundar toda a sua estratégia

Você pode ler esse conteúdo inteiro em pouco mais de vinte minutos. Esse será o melhor investimento que você vai fazer nessa semana.

Pode ser o ponto de virada para o seu site ou blog começar a ser visto por uma multidão.

Vou te mostrar cada detalhe, os atalhos e os riscos desse caminho.

Boa leitura!

O que são Palavras-Chave?

Antes de dar uma definição de dicionário, vou dar um exemplo para você entender melhor.

Imagine que você mora em Manaus e quer fazer uma festa de aniversário diferente para a sua filha de 14 anos.

A menina adora carros, então você teve a ideia de alugar um kart para a comemoração.

Você abre o buscador e digita:
“Kart em Manaus” ou “Kart em Manaus para crianças”

Essas são as palavras-chave (Keywords, em inglês).

Palavras ou frases que um usuário escreve com a intenção de receber respostas e solucionar um problema na internet.

Veja a definição de dois dicionários que sintetizam bem essa ideia.

De acordo com o dicionário Aurélio, palavra-chave é um “Termo que sintetiza as ideias ou temas centrais de um texto”

Na mesma direção, o dicionário Michaelis também ajuda a esclarecer:

“Palavra que expressa o sentido geral de um contexto ou que o clarifica e o identifica.”

Se você ainda ficou com dúvida, eu vou repetir e explicar de outra forma para ficar mais claro, ok?

Ao procurar por um assunto no Google (ou qualquer outro buscador), você escolhe as palavras principais desse tema.

Essas palavras que você destacou vão te ajudar a encontrar o que você precisa.

Se você for dono de um site, provavelmente quer que as palavras-chave da sua página sejam relevantes.

Assim, as pessoas que estão procurando por um serviço têm uma chance maior de encontrar seu conteúdo entre os resultados.

Agora que você já sabe o que são palavras-chave, está na hora de aprofundar ainda mais no assunto.

Mais à frente vou te mostrar a importância delas e como escolher as palavras certas para o seu negócio.

Palavras-chave ou palavras-chaves

Antes de sair estudando tudo sobre palavras-chave, é fundamental saber como escrever corretamente o termo.

A gente sabe que palavras compostas podem ter uma pegadinha na hora de escrever no plural. Por isso, vamos esclarecer essa dúvida logo no início para esse erro não ocorrer.

Porque um erro de português pode acabar com toda a sua credibilidade em alguns segundos.

Qual a forma correta de escrever o termo no plural?

A resposta certa é: palavras-chave.

Para quem gosta de gramática, a explicação é a seguinte:

Nos casos que a palavra tem dois substantivos e o primeiro elemento é determinante do segundo, só vai para o plural a primeira palavra.

Por que as palavras-chave são importantes?

Imagine a cena. Uma pessoa busca por uma solução de um problema. Pode ser uma prestação de serviço, um restaurante, um veterinário. Qualquer coisa.

Ela pega o celular e pesquisa o termo desejado.

Logo na primeira página está o nome da sua empresa.

A pessoa nem perde tempo procurando por outros sites. Clica na sua página, conhece o seu trabalho e você já pode ganhar um cliente ali mesmo.

Eu sei, também me emociono e arrepio só de imaginar. Já sonhei acordado imaginando essa cena muitas vezes, e imagino que isso deve ocorrer com você em algum momento.

As palavras-chaves são importantes porque uma ferramenta de busca como o Google trabalha com critérios de relevância.

Ele analisa o SEO do artigo e define se o texto está digno de ser escolhido para as primeiras posições.

Portanto, as implicações para um negócio de escolher as palavras-chave corretas são enormes.

Se o site estiver relevante para os mecanismos de busca, abrem-se as portas para uma multidão conhecer o seu trabalho.

Sem palavras-chave, você não estará nas primeiras páginas dos buscadores. Ficará condenado a viver no calabouço da internet, esquecido e sem muitos visitantes.

Acha que é brincadeira? Entenda que a busca do Google é responsável por 61% do tráfego online via smartphones. Enquanto o Facebook, segundo colocado, tem 16% do tráfego.

É um número muito grande para você ignorar.

Estar visível nos buscadores da internet é estar ao alcance de milhões e milhões de pessoas que podem ser seus potenciais clientes.

Resolva meu problema

Cerca de 3,3 bilhões de buscas são realizadas diariamente apenas no Google. Isso para um mundo em que a população recém chegou aos 7 bilhões de pessoas.

São 3,3 bilhões de pedidos de ajuda por dia. Todos os dias, 3,3 bilhões de consultas, de dúvidas, de pessoas querendo resolver problemas.

E sabe quem pode resolver uma parte desses problemas?

A sua empresa. Você pode estar lá para ser a fonte que vai resolver os apertos dessas pessoas.

Use as palavras-chave não só para descobrir como ganhar dinheiro ou como alavancar as suas vendas.

Utilize também essa estratégia para descobrir os anseios e o que tira o sono das pessoas. E como você pode ajudar.

A dica que eu te dou agora não é só pelo lado humanista do negócio. Mas naturalmente seu desempenho será melhor se você ajudar as pessoas em vez de só buscar o dinheiro delas.

Com as técnicas que vamos ensinar a seguir, você terá a faca e o queijo na mão para saber os temas mais pesquisados no seu mercado.

E como você pode ser uma parte da solução.

Como fazer a lista de palavras-chave perfeitas?

Vamos começar com algumas dicas que o próprio Google dá para quem deseja começar uma lista das melhores palavras-chave para um negócio.

O ideal é que as suas palavras-chave tenham relação com os termos que seus futuros clientes usariam para encontrar seus produtos ou serviços.

Lembrando que falamos tanto do Google aqui porque ele é usado em mais de 94% das buscas na internet.

Se coloque no lugar do cliente

Pegue um papel e anote as principais categorias e serviços do seu negócio. Em seguida, veja os termos relacionados com essas categorias. O segredo é pensar: “O que os meus clientes usariam para descrever meus serviços?”

Se você vende chocolates, comece com categorias como “chocolates amargos” e “chocolate branco importado”, por exemplo.

Vá sempre ampliando a lista com o nome da sua marca e dos seus produtos.

Cave mais fundo: organize palavras-chave mais específicas para impactar mais clientes

Ao escolher uma palavra-chave muito específica, você atinge um número menor de pessoas.

Por outro lado, as pessoas que você impactar terão muito interesse no seu produto. Pois elas estavam procurando justamente aquele tipo específico de serviço que você oferece.

Essa prática nós vamos aplicar mais à frente, quando falarmos da aplicação da Cauda Longa.

Mas vamos continuar no exemplo dos chocolates.

A palavra-chave “chocolate branco” tem uma concorrência considerável no rankeamento. Muitas pessoas podem gostar e procurar por esse termo.

Diferente de “chocolate branco caseiro de panela”. Quem buscou por esse termo está mais propenso a realizar uma compra.

Olhar a grama do vizinho: palavras-chave dos concorrentes

O sucesso deixa rastros. Essa é uma verdade incontestável no marketing digital.

Fazer uma pesquisa de mercado vale para qualquer área que você queira estudar. Com as palavras-chave não é diferente.

Compare suas palavras com as dos concorrentes, veja o que está dando certo com eles e se inspire na estratégia.

Importante deixar claro que não é para copiar o seu concorrente. Ir para o mesmo caminho dele só vai ser prejudicial a você.

Ele estará com essa palavra há mais tempo e é provável que você não consiga competir de igual para igual.

Mas sempre fique de olho nas táticas que ele está adotando e quais as palavras-chave estão rankeando bem nos mecanismos de busca.

Ficar atento aos movimentos da concorrência é uma ótima forma de não ficar desatualizado.

Uma grande ajuda: Google AdWords

Uma unanimidade. Desconfie de quem falar sobre palavras-chave e não citar essa ferramenta.

Nesse texto nós teremos um tópico exclusivo para falar das melhores ferramentas para criar palavras-chave. Mas o AdWords é tão importante que merecia um tópico separado.

Ele é popular porque além de oferecer ótimas funcionalidades, também é gratuito.

Eu vou te explicar um passo a passo para você já usar essa ferramenta agora.

Primeiro, entre no Keyword Planner, o planejador de palavras-chave do AdWords.

Ao fazer o login com a sua conta Google, você vai entrar nessa página:

É bem intuitivo. Basta colocar palavras, frases, termos, tudo que se relacionar com o seu mercado.

Depois, só apertar em “obter ideias”.

Esses são os resultados da pesquisa para “chocolate branco”, ainda usando o exemplo da pessoa que quer vender bombons.

Perceba que o Google já te entrega de bandeja uma quantidade enorme de palavras-chave. Que você pode usar para a sua produção de conteúdo.

Esses termos são sugeridos de acordo com as pesquisas realizadas por usuários no próprio Google e tem relação com o seu o perfil do seu público.

Perceba também que a ferramenta mostra um volume de buscas, a “média de pesquisas mensais”. É um ótimo indicativo para você priorizar as palavras no seu planejamento.

Ideias de palavras-chave matadoras em um segundo com Ubersuggest

Além do Keyword Planner, vou citar o Ubersuggest à parte do tópico de ferramentas que estará mais abaixo.

Porque o Ubersuggest é gratuito e tem um ótimo desempenho para fornecer palavras-chave.

Ele também é simples de usar, e funciona de maneira parecida com o Google.

Sabe quando você pesquisa um termo no Google e logo em seguida aparecem várias sugestões abaixo.

O Ubersuggest funciona da mesma forma.

Ele sugere uma boa quantidade de palavras-chave que você pode utilizar na sua estratégia.

Perceba que nem todas as palavras devem se adequar ao seu planejamento. Eles oferecem um leque grande de opções para você analisar.

Mas com essas duas ferramentas gratuitas que eu citei, você já consegue fazer um ótimo planejamento de palavras-chave e começar a estruturar seu conteúdo.

Como julgar o valor das palavras-chave?

Ok, você escolheu uma lista grande de palavras-chave. Mas dentre essas dezenas, talvez centenas de termos que você listou, quais são prioridades?

No passo anterior você montou uma lista de palavras-chave em estado bruto.

Agora, você precisa saber como dar prioridade nessa lista, para que o seu site seja encontrado mais rápido pelo seu público e fique nas primeiras posições do Google.

  • Volume de busca;

  • Dificuldade de ranqueamento;

  • Intenção de compra;

  • Posição atual para a keyword.

  • CPC

  • Head Tail x Long Tail

Volume de pesquisa

O volume de pesquisa por palavra-chave é uma métrica crucial que muitas vezes é ignorada em favor de outras avaliações.

Mas ignorar esses números podem definir o fracasso de uma estratégia.

Porque seus visitantes vão procurar uma palavra-chave mais do que a outra. É natural.

Os clientes do empreendedor que vende chocolates, por exemplo. Eles procurar mais por “chocolate preto” ou “chocolate branco”?

O volume de pesquisa é a quantidade de vezes que os usuários pesquisaram uma palavra-chave em determinado período de tempo.

O período do ano em que você se encontra também altera – e muito – o volume de pesquisa de uma palavra-chave. É o que chamamos de sazonalidade.

Claro que sempre terá aquela sua tia super preparada que compra presentes de Natal em maio. Mas a busca por promoções de Natal vai crescer mais em outubro ou novembro.

Com algumas ferramentas simples você pode medir esse volume de pesquisa, como o próprio Keyword Planner, que já citamos acima.

Ao escolher palavras-chave com maior volume de pesquisa, você vai gerar mais tráfego. Fique atento para esse ponto!

Dificuldade de ranqueamento

Eu não vou me contradizer agora. Volume de pesquisa é sim muito importante.

Mas sua estratégia vai naufragar se você olhar apenas para o volume.

Para escolher palavras-chaves existem várias métricas, e elas têm de ser usadas em conjunto. A dificuldade de ranqueamento é uma das principais.

Optar por palavras-chave que tem um grande volume de pesquisa pode ser um “tiro no pé”.

Porque quanto maior o volume de pesquisa, maior a concorrência para liderar os rankings dessa palavra.

Se você segmentar palavras-chave com volume de pesquisa extremamente alto, será difícil competir com sites maiores e obter o seu ranking de conteúdo.

Às vezes a concorrência é tão grande que você vai gastar tempo e dinheiro para rankear seu site e não terá resultados.

E a lógica contrária também vale. Palavras-chave com menor concorrência são mais fáceis de ranquear e vão trazer resultados mais rápidos.

Em geral, se o seu site é novo, pode ser melhor segmentar palavras-chave de baixo volume e baixa concorrência como ponto de partida para estabelecer uma autoridade.

E se o seu site já tem muito engajamento orgânico, você tem a opção de se aventurar no território mais competitivo.

Intenção de compra

A maioria das ações que você faz dentro do marketing digital tem como objetivo o retorno de clientes.

Você está investindo seu tempo e dinheiro para converter em cada vez mais vendas. É justo.

Então, você pode até achar uma palavra-chave com alto volume de pesquisa e baixa concorrência.

Mas se ela não retorna em vendas para você, ou não representa muito o que você vende, talvez não seja uma boa opção investir nessa palavra.

Se uma palavra-chave não tem muito volume mas retornar em lucros e manter seus clientes fidelizados, não hesite em investir seu tempo para se tornar referência com esse termo.

Competição

Não importa o seu mercado de atuação. A concorrência é sempre alta e existe uma disputa grande para liderar, não importa em qual área.

Se a sua empresa quer estar à frente dos concorrentes também no marketing digital, é importante ficar de olho nas palavras-chave que os rivais estão usando.

A competição de palavras-chave é a medida para avaliar o quão difícil será classificar para uma palavra-chave.

Essa competição depende da popularidade da palavra-chave e da disputa entre as empresas.

Especialistas em marketing de pesquisa afirmam que esse é um dos fatores mais importantes a ser avaliado na estratégia de palavras-chave.

Lembre-se: olhar para o seu vizinho é uma ótima maneira de se inspirar e de não ser pego desprevinido.

Cauda Longa

Se você está começando agora, conseguir um ótimo rankeamento é muito mais difícil comparado a quem já está no mercado há mais tempo.

Se você quer fazer o seu tráfego decolar e aumentar as conversões rapidamente com menos esforço, as palavras-chave de cauda longa (Long Tail, em inglês) são o melhor caminho.

A diferença entre as palavras-chave de cauda longa são mais específicas, trazem mais detalhes. E como o próprio nome diz, são mais longas, com mais de duas palavras.

Quanto maior, mais detalhada e específica for a palavra, é a uma cauda longa.

Quer entender melhor? Vou te dar um exemplo:

Usando o caso dos chocolates (acho que vou comer um chocolate depois de terminar esse texto, a vontade está batendo).

A palavra-chave “chocolate” é muito curta e genérica, pois tem apenas uma palavra. A concorrência para ficar entre os primeiros colocados nesse termo é muito grande.

Agora “chocolate branco caseiro são paulo” é uma cauda longa. O cliente especifica o tipo de chocolate, a fabricação e até a cidade.

As palavras-chave de cauda longa tem algumas características especiais:

  • Recebem menos tráfego de pesquisa;

  • Taxa de conversão mais alta, tanto de vendas como de cliques, pois o cliente já sabe o que quer e possui um desejo muito específico

  • Construção de autoridade da marca em nichos muito específicos, que você não chegaria se usasse apenas as palavras de calda curta

  • Menor concorrência, sendo mais fácil para colocar o site nas primeiras posições;

  • Mais de 2 palavras

Observe mais alguns exemplos simples da diferença entre palavras-chave de cauda longa e cauda curta.

Cauda curta: suco

Cauda longa: suco detox emagrecedor maracujá

Cauda curta: advogado

Cauda longa: advogado trabalhista em São Paulo

Aqui no blog do Klickpages nós temos um excelente artigo sobre Cauda Longa e como usá-la em diferentes estratégias de marketing.

A imagem que abre o artigo é esta logo abaixo. Esse gráfico resume a teoria da cauda longa:

O termo cauda longa surgiu em 2004 após o trabalho de Chris Anderson, autor do livro “Cauda longa – do mercado de massa para o mercado de nicho”.

No livro, Anderson encontrou uma maneira de descrever a estratégia de direcionar as ações para várias coisas com uma demanda menor, no lugar de investir em poucas coisas com muita demanda.

As palavras na parte verde do gráfico são pesquisadas ​​com freqüência, mas tem maior concorrência, são as cauda curta.

E as palavras-chave na parte vermelha tem uma procura do público menor, mas a concorrência também é menos elevada.

Funil de Vendas

Chegamos a uma técnica que poucos empreendedores aplicam, porque dá trabalho pensar em cada etapa.

E você sabe, quando começa a dar trabalho, a maioria das pessoas abandona a tarefa.

Então, é justamente aqui que você tem que dar uma atenção especial.

A mesma palavra-chave pode impactar de maneira completamente diferente duas pessoas do seu público.

Digamos que a palavra-chave “aprender violão” pode funcionar muito bem com as pessoas que estão começando a tocar violão agora ou têm interesse em aprender.

Mas não agiria da mesma forma com pessoas que já estão avançadas e querem aprender técnicas mais avançadas.

Usar as mesmas palavras-chaves para todos os tipos de clientes é um dos maiores erros que você pode cometer.

O ideal é que você determina palavras-chave para cada etapa do Funil de Vendas.

Esse funil é composto por quatro níveis:

  • Público-geral/visitantes: incluem todos aqueles que fazem parte do seu público-alvo, que podem vir a ter interesse na sua empresa e naquilo que ela oferece;

  • Leads: são os contatos qualificados, que já demonstraram um problema e a quem você se posicionou como solução;

  • Oportunidades: são os leads qualificados, ou seja, já receberam propostas e estão em estágio avançado para a concretização da venda;

  • Clientes: dispensando apresentações, representam o fechamento de um negócio, completando o ciclo do funil de venda.

Entenda por que é tão importante estudar cada etapa do Funil de Vendas. O visitante tem um conhecimento muito menor do seu produto do que aquele que já é um cliente antigo.

As palavras-chave e o tipo de comunicação que você vai fazer para as pessoas de cada estágio do funil vão variar bastante.

6 erros comuns em palavras-chave que podem custar muito tráfego e dinheiro

Exagerar nas palavras-chave

Para o seu site conseguir uma boa posição na primeira página dos mecanismos de busca, a palavra-chave tem que estar por todo lugar no texto.

Mas também não abuse. Já foi o tempo em que repetir a todo o momento e incessantemente a palavra-chave significava um bom ranking.

Agora, os mecanismos de busca até punem as páginas que exageram – de propósito – na colocação das palavras só para subir posições no ranking de SEO.

Mas calma, existem fórmulas simples para verificar se o seu texto está dentro da regra.

Uma ferramenta muito útil é o Yoast SEO. Ele é um plugin para o WordPress e eu também uso aqui para o blog do Klickpages.

O Yoast recomenda que as palavras-chave representem de 0,5% 2,5% de todo o texto.

Essa porcentagem existe para o seu texto não ficar desagradável para os leitores.

Porque de nada adianta seu texto ficar nas primeiras posições mas o usuário não gostar da experiência, com a leitura interrompida a todo momento com a palavra-chave escolhida.

Ignorar a Cauda Longa

A tendência do empreendedor que está começando é ir direto nas palavras de cauda curta. Afinal, elas têm maior volume de pesquisa e poderiam gerar mais tráfego.

Como conversamos ao longo do texto, isso é um grande erro.

A cauda curta tem mais concorrência. E principalmente se você estiver começando, vai encontrar dificuldades de figurar nas primeiras páginas.

Quando o seu site estiver com mais força, você terá mais condições de concentrar esforços nas palavras de cauda curta.

Canibalismo de SEO

Um erro muito comum, principalmente entre os iniciantes.

Se você está começando agora, tome cuidado para não acabar destruindo suas próprias chances de conseguir um bom ranking nos mecanismos de busca.

Imagine que uma pessoa fez a lista das palavras-chaves ideais para o seu negócio. Aplicou cada passo que conversamos aqui no texto.

Essa pessoa está empolgada e sente que agora é a hora de colocar suas páginas no topo da primeira página dos buscadores.

E o que ela faz agora? Coloca essas palavras-chave em cada bendito texto que ela escreve.

Não espalhe todas as palavras-chave em parte do seu site. Concentre uma palavra-chave em uma determinada página, para que ela ganhe força suficiente para vencer as concorrentes.

Se você utiliza dezenas de palavras-chave na mesma página, vai estar tirando da própria carne, e fazendo as suas páginas competirem entre si.

Se existir esse conflito internamente, é muito difícil que você tenha forças para brigar com os seus concorrentes.

Palavras-chave irrelevantes

Muito cuidado com os sinônimos. Procure usar as mesmas palavras que os seus clientes mais usam.

Se você tem uma loja de equipamentos de refrigeração, é melhor usar geladeira ou refrigerador como palavra-chave?

Viu? Uma simples dúvida dessa pode matar os seus anúncios. Uma palavra pode ter um volume de busca muito maior e ser mais próxima dos seus clientes.

Que tal um exemplo bem brasileiro para você entender melhor?

Vamos supor que você tem uma plantação de mandioca e quer enviar para outros estados. Mandioca é a palavra certa para se usar?

O Google tem uma ótima ferramenta que mostra os mais populares termos buscados em um passado recente. É o Google Trends.

Veja como essa ferramenta pode ajudar:

Ela mostra que mandioca é o termo mais buscado. Mas se você quiser vender em estados do Nordeste, é melhor usar a palavra-chave macaxeira.

E você conseguiria mais clientes gaúchos usando a palavra-chave aipim, termo mais buscado no Rio Grande do Sul.

Nós falaremos mais do Google Trends no tópico Ferramentas, mas é importante você ficar atento para não usar a palavra-chave mais irrelevante para o seu negócio.

Não avaliar os resultados das pesquisas

Tudo no marketing digital muda muito rápido. Uma palavra-chave que está bem cotada nas primeiras páginas agora pode cair rapidamente.

O período do ano, acontecimentos importantes, tudo pode fazer uma palavra-chave aumentar ou cair no volume de buscas.

Atualize sempre sua lista de palavras-chave, verifique as palavras-chave dos seus concorrentes e se possível, refaça essas tarefas periodicamente.

Não dá para se acomodar quando o assunto são palavras-chave. Qualquer descuido e todo o esforço que você teve pode não valer muita coisa no futuro.

Não considerar o valor do Adwords

O Adwords já fornece uma boa pista sobre o tanto que uma palavra-chave é competitiva.

Se os concorrentes estão gastando muito dinheiro em uma palavra-chave, então é mais provável que elas estejam convertendo em clientes.

E quanto mais os concorrentes estão dispostos a pagar por uma palavra-chave, mais valioso é.

Fica a dica: leve alguns minutos para pesquisar o valor do Adwords antes de tentar classificar seu conteúdo para uma frase-chave.

SEO: qual a relação com palavras-chave?

Os mecanismos de busca levam em conta todas as palavras na web.

Quando você digita a palavra “chocolate” no campo de busca, o mecanismo procura esse termo na internet inteira.

Aí ele o buscador te mostra os resultados mais importantes sobre essa palavra.

O que eu digo por “mais importantes” são os sites que seguem e se adequam ao maior número de regras possíveis do mecanismo de busca

Como se tornar mais relevante aos olhos do mecanismo de busca? Esse é o trabalho do SEO.

As táticas de SEO são importantes porque te ajudam a se destacar na multidão de concorrentes, aumentar o número de cliques e visualizações na sua página.

E a palavra-chave é simplesmente o termo que guia toda essa busca.

Por isso é um elemento fundamental em qualquer estratégia de marketing.

Vou contar agora as principais dicas de SEO que você pode aplicar em conjunto com as técnicas de palavras-chave.

Essas técnicas de SEO potencializam seus resultados e são usadas por todas as grandes empresas e líderes de mercado no mundo.

A fórmula é a mesma para todos, e eu te mostro agora:

Escolha um ótimo título

Digamos que o título da página é como se fosse o nome de uma pessoa. Ele é o que traduz o conteúdo e adianta para o mecanismo de busca o que tem dentro da página.

Ele aparece destacado em azul, em letras maiores. É nele que você clica para entrar na página.

Parece algo simples, né? Só uma linha, até parece que vai fazer alguma diferença.

Acredite, isso é determinante para o rankeamento do seu site nas primeiras posições.

Então, ele precisa ter a palavra-chave. Sim, é obrigatório. Se você puder colocá-la logo no início do título é ainda melhor.

Perceba que no artigo com a palavra-chave “marketing de conteúdo”, nós do Klickpages colocamos o termo logo no início do título.

Como te falei no início, eu explico para você aqui com as mesmas técnicas que uso no dia a dia das minhas empresas.

Outras dicas também ajudam muito a fazer um título matador que vai te ajudar a ficar nos primeiros lugares nas páginas de busca:

  • Evite repetir o termo principal no título, uma vez é o suficiente.

  • Seja direto e objetivo. O título não deve passar de 68 caracteres. Caso contrário ele aparece cortado na página de busca, com reticências.

  • Coloque o nome do seu site no fim do título. Isso ajuda o usuário a te achar mais fácil entre os resultados.

Meta Description

Sabe aquele resumo que vem logo abaixo do título nas pesquisas? É a meta description.

Ela também é fundamental no rankeamento. Serve para ajudar os usuários a terem uma ideia do que vão encontrar no site.

Ele dá uma força, um incentivo a mais para a pessoa clicar no link. O poder de persuasão das suas palavras ali tem que ser muito alto.

Ter uma meta description interessante e direta é importante para chamar a atenção de quem está procurando por soluções para os problemas.

URL

URL é o endereço do seu site. O segredo aqui é a simplicidade.

Quanto mais simples, os mecanismos de busca encontram mais rapidamente.

É fundamental que tenha também a sua palavra-chave definida.

Palavras-chave negativas

Assim como definir as palavras-chave é fundamental para a sua estratégia digital, as palavras-chave negativas tem um papel tão importante quanto.

Elas são o oposto das palavras-chave normais. Se estas são os termos que você quer ser encontrado, as negativas determinam as palavras que você não quer ser associado.

Como o próprio Google explica: “Esse tipo de palavra-chave impede que o seu anúncio seja acionado por uma determinada palavra ou frase”

Vamos para um exemplo que esse conceito vai ficar mais claro.

Se você tem uma empresa de roupas masculinas, você pode evitar que o seu nome apareça em pesquisas de roupas femininas.

Todas as pessoas que pesquisarem por roupas femininas não vão encontrar o seu site nos resultados. Evita que esses usuários fiquem frustrados por não encontrar o que queriam.

Além disso, ajuda a segmentar melhor a sua audiência e atrair apenas o público interessado nos seus produtos.

Como montar a lista de palavras-chave negativas?

Aqui serve o mesmo procedimento de busca das palavras-chaves normais.

Use as ferramentas que listamos para procurar todas as palavras-chave do seu nicho.

Claro que nem todas se adequam ao seu negócio. Use-as para filtrar as pesquisas que chegam até o seu site.

Se você vende carros usados, pessoas que procuram por carros novos não terão interesse na sua página. Use isso para qualquer ramo de mercado que você esteja atuando.

Google Analytics: análise de desempenho gratuita de palavras-chave

Ok, você escolheu as palavras-chave que acreditou que poderiam te aproximar da primeira página dos mecanismos de busca.

Mas como saber se elas estão te aproximando desse objetivo?

O Google Analytics é uma ótima ferramenta que te mostra se você está no caminho certo e se a sua estratégia está funcionando. E o melhor, ela é gratuita.

Vamos listar alguns dos principais indicativos que o Analytics oferece para avaliar o desempenho das suas palavras-chave.

  • Posição

  • CTR

  • Cliques

Posição

Mostra qual a sua posição no ranking do Google.

Se o seu site aparece em quinto colocado na palavra-chave “chocolate”, você está no 5º lugar no ranking.

CTR

Uma das métricas principais das palavras-chave. Ela indica a taxa de cliques.

A CTR é o número de cliques recebidos dividido pelo número de vezes em que ele foi exibido.

Cliques dividido por impressões = CTR. Por exemplo, se você teve 5 cliques e 100 impressões, sua CTR é de 5%.

Palavras-chave muito genéricas e geram uma CTR menor que 1% na Rede de Pesquisa geralmente podem ser melhoradas.

Remova ou refine as palavras-chave de baixo desempenho e adicione palavras-chave mais específicas e segmentadas.

Cliques

Esse é auto-explicativo. O número de cliques que você teve na sua página.

Nessa imagem o blog do Neil Patel mostra como o Google Analytics apresenta as quatro imagens:

Como montar palavras-chave para Google adwords

O Google Adwords é a maior ferramenta de links patrocinados da internet.

É uma poderosa ferramenta que pode turbinar as receitas da sua empresa. Eles fazem isso utilizando links patrocinados.

Com certeza ao fazer uma pesquisa você já viu um exemplo de link patrocinado. Eles são os primeiros a aparecerem, identificados no topo da página.

Perceba o tanto que montar palavras-chave para o Adwords é importante. Quando a pessoa pesquisar um termo que você definiu, a sua página será a primeira a saltar na tela.

O Google tem um ótimo tutorial de como montar uma lista de palavras-chave para a ferramenta.

A regra para as palavras-chave do Adwords seguem todas as observações que já fizemos ao longo desse artigo, ok?

#Palavras-chave

Após tanto esforço para colocar suas palavras-chave nos mecanismos de busca, porque não inserí-las nas redes sociais também?

As redes sociais são as maiores vitrines para qualquer negócio. O Facebook, por exemplo, tem mais de 2 bilhões de usuários.

Se você quer ser notado, deve marcar uma forte presença nas redes sociais.

Assim como não importa o cliente que você queira impactar, ele estará usando alguma rede social.

E as redes sociais tem os próprios mecanismos de palavras-chaves. O mais utilizado são as hashtags.

Hashtag é uma palavra-chave antecedida de uma cerquilha (#) ou jogo-da-velha, para os mais íntimos.

Ela associa a sua postagem a um tema ou discussão que está ocorrendo.

Como explica o Canal Tech:

Geralmente essas hashtags tornam-se links indexáveis pelos mecanismos de busca. Isso permite que os demais usuários possam clicar nelas ou procurá-las e visualizarem todas as informações, imagens, vídeos etc relacionados a elas.

O Twitter faz uma lista em tempo real das hashtags mais utilizadas. São os chamados Trending Topics. Ele mostra as hashtags mais populares por cidade ou no mundo inteiro.

As hashtags permitem que você alcance uma audiência maior e chegue exatamente ao público-alvo que está interagindo com aquele tema.

Se uma escola de dança fizer um post no Facebook com a hashtag #dançar, todas as pessoas que procurarem por essa palavra vão encontrar a publicação.

Por isso é um excelente jeito de se aproximar do público que pode se tornar um potencial cliente.

Ferramentas

Selecionar as palavras-chave certas podem fazer toda diferença para o sucesso do seu negócio digital.

Palavras-chave de cauda longa, por exemplo, são importantes para atingir um público que está mais propenso ao processo de compra.

Existem palavras-chave mais óbvias, que em poucos minutos você consegue elaborar.

Mas a diferença entre um negócio digital de sucesso é fisgar as palavras-chave que os concorrentes ainda não pensaram em trabalhar.

Não faltam ferramentas disponíveis na internet que podem te ajudar a obter sucesso no planejamento de palavras-chave.

Já citamos acima o Google Adwords e o Ubersuggest como ótimas alternativas gratuitas que ajudam na elaboração da lista de palavras.

Vou listar as principais ferramentas do mercado. Todas são utilizadas pelos grandes líderes de mercado para realizar essa função.

Dê atenção para cada uma delas e veja qual pode se encaixar melhor no seu planejamento.

Wordtracker

Revela até mil palavras-chave de cauda longa para o Google. Dá para salvar as listas de palavras-chave, filtrar os termos desejados, tudo dentro da mesma ferramenta.

Autocomplete do Google

Sabe quando você vai fazer uma busca e o Google dá umas opções para preencher o resultado?

Pode acreditar, aquilo é um ótimo gerador de palavras-chaves que pode ajudar a impulsionar seus resultados.

Coloque o início de uma palavra-chave que identifica muito bem o seu negócio, e espere para ver quais termos o Google completa.

É um indicativo das expressões mais procuradas com base na palavra-chave que você digitou.

Google Trends

Como o nome indica, o Google Trends aponta tendências entre os usuários.

Ele mostra os termos mais populares buscados em um passado recente, em diversas regiões do mundo.

Você pode conferir os termos mais buscados no Rio de Janeiro recentemente. Ou escolher um tema e ver quais palavras estão mais associadas a ele nas pesquisas do Google.

Ele também permite, por exemplo, avaliar as principais palavras-chave que os usuários têm usado para responder todas as suas dúvidas.

E principalmente no caso das palavras-chave, ele aponta os termos mais populares dentro de cada nicho.

Vamos supor que você tem uma loja de eletrodomésticos e quer descobrir se é melhor colocar geladeira ou refrigerador como palavra-chave.

Veja que geladeira (em azul) é muito mais utilizada que refrigerador pelos usuários. Logo, optando por essa palavra, você terá melhores resultados nos mecanismos de busca.

Keyword Eye

Reúne dados de palavras-chave do Google e Youtube, para ajudar você a encontrar suas palavras-chave.

Ele também dá pistas de como encontrar as palavras-chave dos concorrentes, além de conteúdo de tendências do seu ramo de negócios.

Keyword Spy

Ferramenta de palavras-chave que ajuda você a identificar as palavras-chave dos concorrentes e encontrar termos relacionados que você pode usar para inspirar o seu conteúdo.

SEMrush

Uma das mais completas do mercado e uma das minhas favoritas aqui para o blog.

Um sistema completo que fornece dados para montar sua lista de palavras-chave e ajuda você a encontrar os termos dos seus principais concorrentes que estão com bom desempenho.

A versão paga dessa ferramenta tem muitos outros recursos, mas você pode experimentar uma pesquisa por palavra-chave gratuita nesta página.

Keyword Tool

Ferramenta gratuita que gera até 750 sugestões de palavras-chave de cauda longa para cada termo de pesquisa.

A keyword tool ajuda você a analisar tendências de pesquisa no Google, encontrar termos de pesquisa relacionados ao seu negócio e a personalizar o conteúdo do site para atender as necessidades dos seus clientes.

Long Tail Pro

Inclui uma série de recursos de pesquisa de palavras-chave. Além de encontrar as palavras-chave, você pode avaliar a dificuldade de classificação, a competitividade e pode filtrar os resultados de várias maneiras, como por a busca local.

LSIGraph

Ótima ferramenta que fornece rapidamente palavras-chave com potencial de integrar a lista de autocompletar do Google.

Moz Keyword Explorer

Permite duas pesquisas gratuitas por dia.

Você pode procurar por palavras-chave e filtrar resultados de acordo com o volume e alcance de usuários.

Eles têm um blog com uma quantidade muito grande de informações úteis sobre palavras-chave e dicas para deixar seu site nas primeiras posições. Recomendo.

SpyFu

Fornece todas as palavras-chave lucrativas que os seus concorrentes já utilizaram nos últimos 11 anos.

E consegue descobrir as palavras-chaves que eles ainda não utilizaram e que podem ser rentáveis para você.

Wordword Keyword Tool

Esta ferramenta usa históricos de pesquisas do navegador, informações de provedores de serviços de internet e dados de pesquisa para manter um banco de dados de palavras-chave.

Você pode fazer até 10 pesquisas gratuitas.

Yoast Google Suggest Expander

Você pode ter idéias sobre novas palavras-chave de longa cauda com essa ferramenta.

Basta inserir uma palavra-chave inicial e o Yoast mostra centenas de palavras-chave que você pode acrescentar ao seu planejamento.

Comece a capturar leads hoje mesmo com o Klickpages

Como você viu até aqui, palavras-chave são essenciais para atrair visitantes para o seu site e gerar uma audiência qualificada para comprar o seu produto.

Palavras-chave de cauda longa são mais efetivas ainda para atrair o tipo de cliente certo e com altos índices de conversão.

E quando os clientes chegarem no seu site, você sabe como reter a atenção dele e manter esse relacionamento para o futuro?

De nada adianta ele chegar na sua página se for embora sem deixar um contato de e-mail ou uma forma de vocês continuarem esse relacionamento.

Esse é um desafio que você pode vencer.

A dica é utilizar seu site ou blog para capturar leads.

Conforme conversa com o usuário em artigos ou ao apresentar promoções, não perca a chance de obter seu contato para, depois, promover abordagens mais direcionadas.

Faça isso a partir de um convite para assinar uma newsletter, receber novidades por e-mail, baixar um e-book ou mesmo se inscrever em um curso gratuito.

Não importa qual seja a ação: caprichar na landing page aumenta as chances de confirmar as conversões que tanto deseja.

Nessa hora, o Klickpages é a ferramenta ideal.

Veja os três passos básicos para criar a sua:

  1. Escolha seu modelo: veja opções de alta conversão comprovada através de testes.

  2. Customize a página: agora, é só editar os textos, as cores e as imagens, além de ocultar elementos que pouco agregam.

  3. Publique: com tudo pronto, publique no seu próprio domínio, sem custos adicionais de hospedagem.

Viu como é fácil e rápido? Além disso, é muito eficaz!

Conclusão

Só as palavras-chave certas podem te colocar na sonhada primeira página do Google.

Definindo as palavras-chave certas, você consegue chegar no topo das ferramentas de busca.

Estar nas primeiras posições dos sites de busca é questão de sobrevivência. Quando mais distante das primeiras colocações, menos audiência você terá.

Com mais audiência, você estará pronto para decolar suas conversões e vendas.

Aqui você aprendeu as melhores técnicas para montar sua lista de palavras-chave, e até a lista de palavras-chave negativas, aquelas que você não quer ser associado.

Não esqueça de contar na sua estratégia com palavras-chave de cauda longa, que geram menos volume de tráfego, mas atraem clientes mais propensos à compra.

Listamos mais de 16 ferramentas que podem te ajudar a montar suas palavras-chaves e monitorar o que os seus concorrentes estão fazendo.

Lembre que observar as palavras-chave da concorrência que estão com bom desempenho é essencial para não ser passado para trás.

Aproveite e guarde esse artigo para consultar sempre que tiver dúvidas.

Quando atrair os visitantes para o seu site, conte com o Klickpages para gerar leads e estreitar os relacionamentos com os clientes.

Não deixe que ele saia do seu site sem deixar um e-mail para contato. Ele pode nunca mais voltar e o seu esforço até ali será em vão.

Tenha sempre em mente que palavras-chave são essenciais para o sucesso de qualquer negócio digital.

Ignorar essa verdade só vai te deixar mais longe dos seus objetivos.

Se você usar alguma das nossas dicas, conte aqui nos comentários depois.

Até a próxima!

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS!

Sobre o Autor

Hugo Rocha é co-fundador da Ignição Digital e do Klickpages. Já atuou diretamente nos bastidores dos maiores lançamentos digitais do Brasil. Atualmente está a frente da equipe de tráfego e crescimento da Ignição Digital e Klickpages liderando pessoalmente mais de R$ 4 milhões de reais em investimento em tráfego nos últimos 12 meses com ROI acima de 300%.