O que é Email Marketing, como funciona, como fazer e exemplos

O que é Email Marketing, como funciona, como fazer e exemplos

Há quem diga que o email marketing morreu, mas é difícil concordar com tal afirmação.

No ano passado, o número de usuários do famoso correio eletrônico chegou à incrível marca de 2,6 bilhões de pessoas.

Mas não é apenas isso.

O email se mantém com força como um dos principais canais de comunicação, ainda que suas funções possam ser realizadas por aplicativos diversos.

O que explica tamanha adesão e longevidade?

Seja qual for a justificativa, o que interessa é que a sua estratégia digital ainda precisa – e vai continuar precisando – do email marketing.

Essa é uma alternativa menos invasiva e mais assertiva para o contato com clientes, tanto ativos quanto potenciais.

E se você vê tudo isso ainda com desconfiança, talvez por medo do spam e da aversão que ele provoca, está convidado a seguir a leitura e tirar todas as suas dúvidas.

Vamos falar neste artigo sobre o que é email marketing e como funciona, apresentar seus diferentes tipos e formas de abordagem, além de trazer exemplos práticos.

Tudo isso vai ajudá-lo a construir peças capazes de otimizar os resultados do seu plano de marketing.

É exatamente isso que interessa?

Então, boa leitura!

O que é email marketing?

O que é email marketing?

O email marketing é um tipo de estratégia em que o correio eletrônico é utilizado como canal de comunicação direta entre empresas e clientes.

O foco é criar um relacionamento duradouro de forma progressiva, o que se dá através de um conjunto de táticas e boas práticas.

Além disso, graças às ferramentas de email marketing disponíveis no mercado, os resultados são facilmente mensurados, o que permite ajustes e otimização para os disparos das próximas campanhas.

Como funciona

Como funciona

O funcionamento do email marketing é bastante simples.

Basicamente, você precisa de uma lista de contatos, que também é chamada de mailing.

Ali, vão estar os endereços eletrônicos do público que você pretende atingir, talvez divididos por categorias, conforme o estágio do funil de vendas nos quais se encontram.

Para colocar a estratégia em prática, você precisa de uma ferramenta de disparo, como um software que automatize a tarefa.

Assim, o próximo passo é construir a peça que pretende apresentar ao público selecionado.

Feito isso, a plataforma utilizada irá cuidar da entrega da mensagem na caixa de entrada do usuário.

Depois disso, você terá acesso a métricas que permitem mensurar os resultados da ação.

Pode ver, por exemplo, quem recebeu a mensagem, quem a abriu, quem interagiu e quem a rejeitou, inclusive a marcando como spam.

Para que serve?

Para que serve?

Muitos ainda pensam que, com o tráfego intenso nas redes sociais, o email tenha se tornado um canal obsoleto.

Esse é um grande equívoco.

A metodologia do inbound marketing está aí para provar o contrário.

Através dessa estratégia, o email se mantém como um canal utilizado em larga escala e é de suma importância para a interação com a audiência.

Veja só quantas funções ele possui:

Engajar leads

De acordo com a pesquisa Content Trends 2017, cerca de 64,7% das empresas apontam que o principal objetivo do marketing de conteúdo é gerar leads.

E o email marketing acaba sendo uma arma poderosa para manter esses leads engajados após esse primeiro momento de interesse.

Afinal, ele possibilita uma comunicação de forma direta e objetiva, quando bem planejada.

Promover conteúdos

O conteúdo virou a moeda de troca do marketing digital. E ele vale ouro.

Mas de nada adianta produzir conteúdo de qualidade se ninguém tiver acesso a ele, certo?

Apostar no email marketing para divulgar seu conteúdo, suas novidades e ofertas é uma estratégia inteligente.

Com as listas de segmentação, fica ainda mais fácil atingir o público certo, que são as suas personas.

Nutrir e educar os leads

A nutrição dos leads é uma etapa essencial para conduzir esses possíveis clientes em suas jornadas de compra até o momento da tomada de decisão.

O trabalho envolve uma série de emails disparados regularmente, agregando valor para o lead.

Esse é o caminho natural para transformá-lo em um lead qualificado para a venda.

Vender

Vender

As campanhas de email marketing são fortes aliadas das vendas no meio online.

O conteúdo do email pode ser utilizado para anunciar o lançamento de novos produtos ou um novo recurso, promoções, catálogos, entre outros.

Uma boa tática é estar sempre apresentando ofertas exclusivas para o cliente.

Se relacionar com consumidores e clientes

Nada de esquecer o cliente após a compra, certo?

O email marketing é uma boa maneira de estreitar o relacionamento com seu público e criar um sentimento de empatia através de uma comunicação altamente personalizável.

Emails que têm o primeiro nome do destinatário no assunto, por exemplo, possuem mais chances de serem abertos.

Por que utilizar email marketing?

Por que utilizar email marketing?

Talvez você esteja se perguntando se não poderia utilizar as redes sociais para fazer tudo aquilo que acabamos de citar de uma forma muito mais prática.

Ambas as ferramentas podem ser de grande eficácia para o crescimento do seu negócio e facilitar a interação entre os consumidores e sua marca.

Isso é inegável.

Porém, a comunicação em cada uma deve ser pensada de acordo com o tipo de conversa a que se propõe ter com o público.

Com o alto poder de personalização das ferramentas de email marketing nessa estratégia, ele se tornou essencial para manter um bom relacionamento com os clientes.

Uma pesquisa realizada pela Ascend2 mostrou que 50% dos profissionais apontam que a personalização é a tática mais eficaz para aumentar a taxa de abertura dos emails.

E não para por aí!

Além de criar essa sensação de comunicação mais exclusiva, o email marketing possui outras vantagens sobre as quais vamos falar agora.

Grande alcance

Grande alcance

Estima-se que haverá cerca de 3 bilhões de usuários de emails até o ano de 2020.

Outra expectativa é de que, até o final deste ano, a média do número de emails enviados e recebidos será de 269 bilhões de emails por dia.

Tudo isso está na mesma pesquisa que citamos na abertura deste artigo, a Email Statistics Report, 2016-2020, do The Radicati Group.

Ou seja, é um grande volume de mensagens circulando.

Tendo em mãos o seu endereço de email, praticamente, qualquer pessoa é facilmente encontrada.

Consegue perceber o poder de alcance do email marketing?

Formato flexível

Outro aspecto positivo é que o profissional tem bastante liberdade no momento da criação de um email marketing.

O layout fica a critério dele, por exemplo.

Podem ser inseridas imagens e vídeos que sigam a mesma linha do seu público, textos com linguagem mais adequada e até mesmo GIFs para captar a atenção do destinatário.

Vale lembrar que, como vários emails são abertos em dispositivos móveis, muitas empresas optam por enviar mensagens mais curtas.

É comum a introdução de links no corpo da mensagem a fim de levar o usuário a outros assuntos que sejam relevantes para ele.

ROI alto

Além de ser bastante versátil, o email marketing é uma das estratégias que apresentam melhor retorno sobre investimento (ROI).

Isso ocorre porque a sua execução exige um gasto mínimo, se comparado às ações de marketing tradicional, por exemplo.

Basicamente, você precisa de três coisas para colocar suas campanhas em prática:

  • Um domínio próprio
  • Um profissional que entenda de marketing
  • Uma boa ferramenta de email marketing para que a estratégia seja executada.

Como o custo do investimento é baixo, o email marketing acaba entregando um resultado melhor que o esperado em muitas situações.

E que empresa não quer gastar menos para ganhar mais?

Tipos de email marketing

Tipos de email marketing

O objetivo do conteúdo de um email marketing também pode ser bastante flexível e ter variados formatos.

Você pode decidir utilizá-lo para divulgar novos posts em seu blog ou alguma promoção da sua loja virtual, por exemplo.

Vale ressaltar que o interessante é utilizar o formato que melhor combina com a mensagem que você deseja transmitir.

Newsletter

Se alguém se inscreveu na sua newsletter é porque, com certeza, achou que o conteúdo que você produz é relevante e de qualidade.

Por isso, esse formato é excelente para educar e nutrir aqueles leads que talvez ainda não estejam prontos para a compra.

Ou, quem sabe, se comunicar de forma mais próxima com aqueles que já são seus clientes.

Geralmente, a newsletter é utilizada para a divulgação de notícias, dicas e artigos sobre os assuntos de interesse do usuário.

Email promocional

Ao contrário da newsletter, o objetivo final desse tipo de email é a promoção de alguma oferta a fim de gerar conversão.

Pode ser a compra de um produto, como no caso do e-commerce ou o download de um infoproduto, como ebooks, por exemplo.

Para conseguir uma alta taxa de conversão, é preciso trabalhar muito bem a segmentação desse email e, assim,  oferecer o produto certo na hora certa.

Email sazonal

Como o próprio nome supõe, esse tipo de email é utilizado para certas ocasiões ou períodos específicos.

Seu conteúdo está mais focado em parabenizar o lead ou cliente por alguma razão ou em datas comemorativas, por exemplo.

Atualizações do blog

Atualizações do blog

Se a sua empresa trabalha com marketing de conteúdo, esse tipo de email deve ser uma prática constante na sua estratégia.

Obviamente, ele serve para avisar aos destinatários que tem conteúdo fresquinho esperando por eles no seu blog.

Uma dica: segmente seus contatos por interesse, pois isso facilita o envio de conteúdo relevante.

Convites para eventos

Lembra do poder de alcance dos emails?

Por esse motivo, eles são bastante utilizados para a divulgação de eventos.

Se os endereços de email estiverem corretos e não houver nenhum problema técnico, o alcance é praticamente de 100%.

Capriche no assunto para despertar o interesse de quem vai receber.

Nutrição de leads

Na maioria das vezes, esse processo está ligado a uma automação de marketing e seu foco é alimentar o lead com uma série de conteúdos relacionados com aquele que despertou seu interesse no primeiro contato.

Esse tipo de email é essencial para conduzir os leads até o final do funil de vendas e deixá-los prontos para a abordagem do vendedor.

Como fazer uma campanha de email marketing

Como fazer uma campanha de email marketing

Agora que você conhece os tipos mais comuns de email marketing, é hora de saber, na prática, como montar as suas campanhas.

Vamos lá?

Planejamento de público

Se você quer ter sucesso em qualquer estratégia de marketing, precisa entender seu público.

E com o email marketing, não é diferente.

Por isso, primeiramente, você precisa identificar sua persona compradora.

Ou seja, deve conhecer bem seus clientes, seus objetivos e desafios.

Só depois irá traçar metas claras e escolher o melhor tipo de email para alcançá-las.

Lembre-se de falar a mesma língua do seu público.

Adequar a forma de linguagem é crucial para criar um sentimento de afinidade por email.

Sua empresa tem um tom formal ou mais informal?

Criação/escolha de um template

Após pesquisar sobre a sua audiência e definir os objetivos e as ferramentas necessárias, é hora de seguir em frente e dar uma cara para seu email.

A parte visual também demanda um certo planejamento, a começar pelos objetivos.

Seu email precisa transmitir de forma clara e rápida o que você quer dizer.

Por isso, convém escolher um objetivo por email para não saturar o destinatário.

Se for uma conversão, certifique-se que os call-to-actions estejam destacados e bem posicionados.

A parte superior do email é sempre um bom lugar para inseri-los.

É de bom tom também manter a mesma unidade de estilo, tanto na parte textual quanto na visual.

É útil para que os leitores assimilem melhor a marca.

Uma imagem fala mais que mil palavras, porém, evite saturar o email.

Elas podem interferir no tempo de carregamento da mensagem.

Por consequência, o usuário acaba por abandonar a leitura do email.

Planejamento de frequência

Segundo uma pesquisa realizada pela Hubspot, 78% dos usuários de emails se descadastraram porque a marca estava enviando mensagens demais.

Essa estatística serve para reforçar a importância de planejar a frequência com que você enviará seus emails.

Tudo vai depender do seu tipo de negócio, mas o interessante é começar com um disparo por semana e ir adequando a quantidade com base nos resultados desses primeiros emails.

Independentemente disso, o ideal é manter os envios sempre constantes para conservar o engajamento.

Para facilitar essa etapa, monte um calendário com o cronograma dos conteúdos e o dia e horário em que as mensagens são disparadas.

Aliás, descobrir o horário em que seus clientes preferem abrir o email também pode influenciar bastante na taxa de abertura.

Segmentação

Depois de todas as etapas anteriores, é o momento de escolher quem, de fato, irá receber os emails.

Com sua base de dados atualizadas em mãos, crie listas e tente segmentar seus contatos com os critérios relevantes para você.

Você pode criar uma lista só com contatos de gestores comerciais ou uma lista só com o pessoal do marketing, por exemplo.

Mas como conseguir as informações necessárias para montar um bom banco de dados?

Uma landing page bem estruturada e um formulário conciso, o qual requer somente as perguntas que mais relevantes para o negócio, são uma boa solução para esse problema.

Uma dica: evite muitas perguntas, pois isso pode afugentar um possível cliente.

Por último, escolha o conteúdo certo para cada lista e dispare sua campanha.

Templates

Templates

Como mencionamos ao longo do artigo, a criação de um email marketing é bem flexível e a maioria das ferramentas de email marketing já fornecem modelos de templates prontos e personalizáveis.

Apenas tenha a certeza de utilizar um modelo que seja responsivo.

Afinal, a tendência das pessoas em lerem emails pelos smartphones só aumenta.

O bacana é intercalar imagens com blocos de textos de forma sútil e que facilite a leitura.

Selecionamos alguns exemplos de email marketing para você ver na prática:

Email de e-commerce com uma oferta exclusiva para o destinatário.

Email de e-commerce com uma oferta exclusiva para o destinatário.

O objetivo é incentivá-lo a realizar outra compra.

Exemplo de template de inscrição em newsletter.

Ele incentiva o usuário a ir além e clicar em links de novos assuntos.

Um exemplo de email para promoções.

Template para email de convite de evento.

Certifique-se de inserir dados importantes como dia e horário, além de um link ou CTA para comprar o ingresso ou se inscrever no evento.

Comece a capturar leads hoje mesmo com o Klickpages

Comece a capturar leads hoje mesmo com o Klickpages

Como já destacamos, um dos segredos da estratégia de email marketing está na construção de um bom banco de dados.

Na prática, significa capturar leads com interesse na sua marca ou naquilo que ela oferece.

Se você ainda não usa seu site para capturar leads, é provável que esteja perdendo uma bela oportunidade.

Conforme dialoga com seu público em artigos ou ao apresentar promoções, não perca a chance de obter seu contato para, depois, promover abordagens mais direcionadas.

Seja qual for a ação, caprichar na landing page aumenta muito a chance de confirmar as conversões desejadas.

Para isso, o Klickpages é a ferramenta ideal.

Confira os três passos básicos para criar a sua:

  1. Escolha seu modelo: veja opções de alta conversão comprovada através de testes.
  2. Customize a página: edite os textos, as cores e as imagens, além de ocultar elementos que pouco agregam.
  3. Publique: agora, é só publicar no seu próprio domínio, sem custos adicionais de hospedagem.

Conclusão

Conclusão

Com as informações que você obteve neste artigo, não resta dúvidas de que precisa de uma boa estratégia de email marketing para nutrir seus leads, estimular o engajamento e vender mais.

Agora, é só colocar em prática tudo o que aprendeu.

Não esqueça da dica sobre segmentar seu público e ajustar o conteúdo a ele, o que se reflete em uma melhor taxa de abertura das mensagens.

E na hora de construir essa base de dados, conte com o Klickpages e suas landing pages poderosas.

Deixe a sua campanha ainda mais com a sua cara.

Os resultados vão encantar você.

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS!

Sobre o Autor

Hugo Rocha é co-fundador da Ignição Digital e do Klickpages. Já atuou diretamente nos bastidores dos maiores lançamentos digitais do Brasil. Atualmente está a frente da equipe de tráfego e crescimento da Ignição Digital e Klickpages liderando pessoalmente mais de R$ 4 milhões de reais em investimento em tráfego nos últimos 12 meses com ROI acima de 300%.