O que é CEO: o que você pode aprender com uma estrela do esporte

O que é CEO: o que faz, características importantes e exemplos

Para você entender o que é CEO na prática, no sentido mais literal da palavra, eu vou voltar um pouco no tempo.

O ano é 1964, não há internet nem smartphone, os Beatles estavam nas paradas de sucesso, a Guerra Fria botava medo no mundo, o regime militar começava no Brasil.  

E foi nesse exato ano que uma cidade no estado de Ohio, EUA, ganhou pela última vez o título de vencedora na liga de futebol.

Bom, ganhar um título esportivo pode parecer pequeno em meio a tanta coisa que estava rolando no mundo, mas o fato é que a cultura do esporte é bem forte lá para as bandas dos EUA.

Principalmente quando o assunto é baseball, futebol americano e basquete. Assim como o futebol é importante aqui no Brasil.

Se esporte não é o seu forte, não tem problema. Continua comigo que tudo vai fazer sentido e vai valer a pena, prometo.  

O fato é que, desde 1964, essa cidade não ganhou mais nada. Nadinha. Nem de brincadeira.

Foram, ao todo, 52 anos de derrota atrás de derrota. Gente, isso é mais do que eu tenho de vida hoje.

Mas um homem mudou o jogo. Literalmente.

Talvez você já tenha ouvido falar nele, talvez seja um fã apaixonado, talvez não: LeBron James.

Não vou entrar em detalhes da história do LeBron, mas só para você entender.

Ele nasceu em Ohio e começou a carreira no time de basquete da cidade de Cleveland, o Cleveland Cavaliers (Cavs, para os íntimos).

Um tempo depois mudou de time e fez seu nome no esporte. Ganhou prêmios e tudo o mais.

Alguns anos mais tarde, retornou ao Cavs com a promessa de fazê-lo campeão da liga de basquete pela primeira vez na história do time.

Foi em 2016 que ele conquistou esse objetivo.

Mas a parada é que ele não só conseguiu fazer o Cavs vencedor.

Ele deu o primeiro título de vitória para a cidade de Cleveland depois de 52 anos de fracassos.

Ele interrompeu o jejum esportivo pelo qual a cidade estava passando.

Não estou dizendo que ele é o único responsável por esse feito, mas o fato é que ele cumpriu a promessa. 

Um homem liderou o time pelo caminho certo e ergueu a moral de uma cidade inteira.

Por que eu estou te falando isso?

Eu te contei essa história porque o que o LeBron James fez pelo esporte de Cleveland é exatamente o que um bom CEO faz pela empresa.

Como você vai ver nas próximas linhas, o CEO é o guia da empresa, quem mantém a equipe na direção certa. É o cara que tem sangue no olho.

Se você quer saber mais detalhes sobre o que é CEO, leia esse artigo até o final.

Eu também vou te mostrar qual é o trabalho de um CEO, quanto ele ganha, quais as características de um bom CEO e exemplos de CEOs conhecidos.

Se você quer saber qual é o caminho para ser o LeBron James da sua empresa, é só ficar comigo até o final desse texto.

Vamos?

O que é CEO?

O que é CEO

CEO é o Chief Executive Officer de uma empresa. Em português, é traduzido como Diretor Executivo ou Presidente.

Esse termo está ficando cada vez mais comum no mercado brasileiro. E as chances são que você já tenha ouvido alguma coisa a respeito e, por isso, consegue responder essa pergunta.

Qual é a primeira coisa que vem na sua cabeça quando você escuta a palavra CEO?

Para muitos, CEO carrega um significado de dinheiro, prestígio, influência, poder.

Fonte da imagem

Brincadeiras a parte, não é por acaso que as pessoas associam esse cargo a sucesso.

O termo é traduzido como Diretor Executivo ou Presidente, como eu disse. E quando a gente pensa em alguém nesses cargos, já imagina os cifrões.

Mas só para deixar claro nesse início de conversa sobre o que é o CEO: ele não é nem o presidente, nem o dono da empresa, nem o porta voz da marca.

Não é o presidente porque presidentes muitas vezes herdam o cargo, enquanto CEOs o alcançam por mérito e desempenho.

Não é necessariamente o dono da empresa. Pode ser, mas uma coisa não depende da outra.

Não é sempre o porta voz da marca, mas às vezes se coloca nessa posição para falar com a imprensa ou fechar parcerias.

Ou seja, ele pode ser tudo isso e, ao mesmo tempo, estar acima de todos esses cargos.

Como assim?

O CEO é a autoridade máxima na hierarquia da empresa. Ele está à frente do negócio como um todo, desde produção, colaboradores, investidores, comercialização, enfim.

Ele é o líder, quem mantém a equipe inteira junta e focada em alcançar a missão e respeitar a visão da empresa.

É quem está no topo das decisões estratégicas e operacionais e cuida para que os negócios continuem na direção certa e que a equipe siga a cultura e os valores da organização.

Mais do que isso, o CEO é a cara, a identidade da empresa. Quer ver?

Que nome surge na sua cabeça quando você ouve falar sobre… Facebook? Apple? Pois é.

É a imagem do CEO que fica impressa na cabeça das pessoas quando elas pensam naquela empresa.

Ele não apenas guia uma empresa, ele vive a empresa. Por isso muitas vezes ele é a empresa.

Mas ele não é o único responsável pelos negócios.

Outros cargos executivos de uma empresa

Mesmo com tanto poder e influência nas mãos, uma andorinha só não faz verão. À medida que a empresa cresce, fica mais difícil cuidar de tudo sozinho.

Por isso é importante dividir essa função com outras pessoas de confiança, os diretores subordinados ao Diretor Executivo.

O CEO é "fiscalizado" por esses diretores e eles o ajudam na gestão do negócio.  

Os outros diretores são importantes não só para fazer a empresa funcionar, mas também porque na maioria das vezes o CEO não é especialista em todas as funções.

Às vezes ele é um ótimo estrategista, mas não sabe lidar com dinheiro. Ou é criativo até dizer chega, mas se embanana com burocracia.

É aquela máxima do Steve Jobs: "Concentre-se no que você é bom, delegue todo o resto".

Aqui estão alguns desses diretores:

  • COO – Chief Operating Officer

O Diretor de Operações é o braço direito do CEO. Ele que cuida das operações do dia a dia e garante que tudo funcione.

  • CFO – Chief Financial Officer

O Diretor Financeiro cuida da administração do dinheiro da empresa e faz o planejamento financeiro.

  • CMO – Chief Marketing Officer

O Diretor de Marketing é o responsável por administrar as ações de Marketing da empresa.

  • CIO – Chief Information Officer

O Diretor de Tecnologia é o responsável pela parte tecnológica da empresa.

O CEO lida mais diretamente com os diretores, e estes lidam com o restante da equipe, sempre seguindo as orientações do Diretor Executivo.

Ah, mas que fique claro.

Pode haver um Conselho de Administração, no qual o CEO é o Presidente do Conselho e se junta a esses diretores para tomar decisões. Porém, quem é responsável por colocar essas decisões em prática é o CEO.

Ok, você já sabe o que é um CEO… mas o que exatamente ele faz?

Qual o trabalho de um CEO?

Qual o trabalho de um CEO?

Esse não é um cargo como qualquer outro na empresa. Tanto que nem existe em todas as organizações.

Ele talvez seja o mais cobiçado, mas também é o mais desafiador.

Apesar de o trabalho de um CEO ser simples, não é nada fácil. Ser CEO exige bastante da pessoa.

Porque, em uma frase, o CEO é responsável pelo sucesso ou pelo fracasso da empresa.

É uma afirmação bem forte, mas ao longo das linhas você vai entender por que ela faz sentido.

O CEO é o responsável por tomar as decisões estratégicas do negócio e também por cuidar do desenvolvimento e da produção.

Porém, ter todo esse poder dentro da empresa não significa que o CEO pode fazer absolutamente tudo o que ele quiser. É por isso que existe o Conselho de Administração que eu falei no tópico anterior.

O Diretor Executivo precisa lidar com todo o espectro do negócio: produto ou serviço, funcionários, clientes, investidores, a lei, o governo, a imprensa.

Ele é o responsável por guiar a empresa, desde a produção até o comercial. Por isso, precisa ter uma excelente visão do macro, do todo.

A descrição de cargo de um CEO inclui definir as estratégias que a empresa vai seguir e quais são as políticas de gestão adequadas para a organização. Isso significa cuidar para que os objetivos e metas da empresa sejam alcançados.

Como falei no tópico anterior, ele conta com a ajuda de outros diretores, mas existem algumas funções intrínsecas ao CEO. Ou seja, coisas que ele não pode delegar:

Definir a visão, missão e direção estratégica do negócio

Se você não sabe para onde está indo, qualquer caminho vai te levar até lá.

Visão é para onde você quer direcionar seu negócio, para onde ele está indo. Missão é o propósito de vida da empresa, o motivo pelo qual ela está de pé.

Conduzir a gestão de uma empresa e postura de mercado

O CEO, como é o topo da hierarquia, é encarregado de orientar e gerir os negócios desde o dedão do pé até o último fio de cabelo da empresa.

Daqui a pouco, você vai ver em mais detalhes que ele não precisa botar a mão na massa em tudo, mas sim entender como as coisas funcionam para ser um bom gestor.

Definir a cultura e valores da empresa e cuidar para que todos os sigam

É fundamental ter a cultura da empresa bem definida, porque é assim que o CEO vai atrair colaboradores que têm afinidade com esses valores. É dessa forma que ele cria um ambiente no qual as pessoas vão gostar de trabalhar.

Nem preciso dizer que o CEO não só define os valores, como deve ser o maior exemplo de como eles funcionam na prática.

Liderar a equipe

De modo geral, ele lidera desde os diretores até os funcionários mais juniores. É ele também que constrói a equipe de gerência sênior (os diretores).

Aprovar como o dinheiro da empresa é gasto

Claro, o CFO é o Diretor Financeiro, mas os gastos precisam passar pela aprovação do CEO, porque suas decisões impactam diretamente na direção que a empresa está indo.

Essas são as atribuições intrínsecas do CEO. Mas isso não significa que ele precisa decidir tudo sozinho. Porém, é responsabilidade dele executar essas funções e garantir que elas corram bem.

O CEO também precisa estar ligado tanto na parte burocrática e estratégica, quanto na parte criativa. Não significa que ele tem que saber fazer tudo, mas precisa saber liderar todos os setores da empresa.

Fora esses pontos enraizados na função, muitas vezes o CEO também é o responsável por manter as relações com a imprensa, fazer anúncios de lançamentos de produtos ou serviço e contatos com parceiros de negócios.

Enfim, lidar com o mundo do lado de fora das paredes do escritório.

Ele também é responsável por motivar a equipe e manter a empresa na direção certa.

O que os CEOs fazem todo dia?

O que os CEOs fazem todo dia?

O que eu te falei até agora são as responsabilidades intrínsecas do CEO, mas ele não se ocupa apenas disso todos os dias.

Ele não precisa definir a missão, a visão e os valores da empresa toda manhã, por exemplo.

Mesmo assim, essa é uma pergunta complexa, tão complexa quanto guiar uma empresa como CEOs fazem.

A resposta depende de fatores como: tamanho, tipo da empresa, número de funcionários…

A tendência é que, quanto menor a empresa, menos funcionários. Logo, menos mãos para fazer tudo o que precisa ser feito.

Em uma empresa de uma só pessoa ou com no máximo um sócio, o CEO tende a botar a mão na massa desde o suporte ao cliente até o financeiro.

Quanto maior a empresa, mais funcionários, ou seja, mais pessoas para quem delegar.

Mas só para te dar um norte do dia a dia de um CEO…

Eu vi essa pesquisa feita com 27 CEOs de grandes empresas que revelou que 72% do tempo de um Diretor Executivo é ocupado com reuniões.

E que o e-mail consome cerca de 1/4 do cotidiano.

Isso sem mencionar as responsabilidades externas: negociações com parceiros e viagens a trabalho, por exemplo.

A mesma pesquisa concluiu que 79% dos CEOs trabalham cerca de 4 horas aos finais de semana.

Mas como eu disse, essa rotina varia de empresa para empresa.

Nesse ponto, talvez você esteja se questionando: com tanta responsabilidade nas costas, quanto ganha um CEO?

Qual o salário de um CEO?

Qual o salário de um CEO?

Não existe uma resposta pronta para essa pergunta porque ela depende de fatores parecidos com os que interferem na rotina, como tamanho, tipo de empresa e faturamento.

A tendência é que CEOs de empresas menores recebam menos que CEOs de gigantes do mercado.

Mas só para você ter uma ideia…

Peguei como base essa pesquisa que revelou que, em empresas nacionais, os CEOs ganham salários que vão de 44 mil a 105 mil reais, fora o bônus anual de até 9% do salário.

Só que Diretores Executivos fora da curva podem tirar até 300 mil mensais, além de bônus e incentivos.

Mas que fique claro: esse número é altamente variável e depende da situação de cada empresa.

Características de um CEO

Características de um CEO

Como você viu até agora, o CEO assume a responsabilidade de vida ou morte da empresa. E a verdade é que nem todo mundo está preparado para lidar com essa pressão.

Não é todo dono de empresa, fundador, que serve para o cargo.

No seu negócio, talvez você seja sim a pessoa mais indicada para assumir a função, ou talvez seja interessante ter um sócio com mais preparo para isso.

Existem algumas características que são importantes que a pessoa tenha se ela quiser ser um CEO de sucesso.

Eu separei 10 delas para te mostrar.

Olha só:

1 – Ser resiliente

Isso significa que o CEO tem inteligência emocional para lidar com todas as atribuições do cargo, as pressões que vêm de todos os lados, de dentro e de fora da empresa.

Se você é resiliente, significa que fica cara a cara com a realidade, é grato pelo que tem e mantém o foco em encontrar soluções.

2 – Ter segurança de suas decisões

O Diretor Executivo não é a pessoa que fica em cima do muro, muito menos a que pergunta a opinião alheia para escolher até a cor do post-it que vai usar no quadro de reuniões.

Para ser um bom CEO, você precisa ser capaz de tomar boas decisões de forma rápida.

O seu negócio não vai esperar que você consulte o oráculo para decidir o que é melhor, sacou?

3 – Ser íntegro

Aquela máxima "faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço" é o contrário da postura de um bom CEO.

Ele é o primeiro a seguir os valores da empresa, é consistente no seu comportamento como gestor.

Cumpre o que fala e incentiva a equipe a fazer o mesmo.

Em uma analogia, um CEO íntegro não é o marido que trai a mulher e chega em casa com flores.

Integridade gera admiração. Bons CEOs conquistam seguidores fiéis dentro da própria empresa.

Sem integridade, nem sua equipe nem o mercado confiam em você e nas suas decisões. E as chances são que, sem confiança, eles darão as costas para você.

4 – Enxergar o macro

O Diretor Executivo é a pessoa que sabe guiar a empresa em todos os aspectos. Ele entende o funcionamento total da engrenagem e, assim, é capaz de direcionar os negócios para os ventos certos.

Pensa comigo, não faz sentido cobrar o financeiro de alguma coisa que você nem sabe o que é.

O que significa que bons CEOs precisam ter conhecimento técnico do mercado no qual a empresa atua.

Alguns até botam a mão na massa, embora o cargo seja mais focado na gestão e não no operacional da coisa.

O ponto é que a empresa não anda para a frente se o CEO só olhar para o próprio umbigo.

5 – Ser humilde

Ser humilde

Sim, você está no topo da empresa e deve mesmo ter segurança das suas decisões.

Mas isso não significa que você vai acertar o tempo todo. Você não é um mágico e não tem todo o conhecimento do mundo armazenado na sua cabeça.

Ser humilde tem a ver com reconhecer que há muito o que aprender e estar disposto a admitir seus erros.

Bons CEOs levantam a mão quando precisam de ajuda.

6 – Olhar fora da caixinha

Se você só procurar por soluções óbvias para resolver os problemas que surgem na empresa, as chances são que uma hora vai empacar.

Porque você fica limitado ao se basear apenas no repertório de soluções que você já tem na sua cabeça.

Uma das formas mais eficientes de encher e renovar esse repertório é com a experiência. É importante que o CEO já tenha passado por várias áreas da empresa para aumentar as chances de encontrar soluções criativas.

Um bom CEO é aquele que procura além do óbvio.

7 – Ter visão de futuro

Você já deve ter ouvido aquela de "quem vive de passado é museu". Bom, quem vive só do presente é, pelo perdão da palavra, limitado.

Quem só vive do agora não consegue dar o próximo passo, não consegue planejar as próximas ações porque está preocupado demais com os minutos seguintes.

O CEO tem que enxergar lá na frente para determinar as ações de agora e antecipar crises e problemas.

É com a visão de futuro que o Diretor Executivo enxerga para que direção deve guiar os negócios e a equipe.

8 – Ser apaixonado

Só alguém com paixão pelo que faz consegue realmente fazer bem. Exagero ou não, um CEO apaixonado é o que tem a empresa correndo nas veias.

Ser apaixonado pela missão, visão e valores da empresa é essencial para manter seu foco nos negócios.

Quem está desmotivado ou só "batendo ponto" não tem gás para ir para frente.

9 – Priorizar atividades

O cara é responsável pela gestão da empresa como um todo.

Se você já empreende, entende a dimensão que isso pode tomar. Se não empreende ainda, talvez consiga imaginar.

Priorizar atividades tem a ver com manter o foco.

Busque o que te leva um passo mais perto de alcançar os objetivos da empresa. Se algo te distrai ou te desvia do caminho, repense.

10 – Prezar pela comunicação

Comunicação com sua equipe, com os clientes, com a imprensa, com os investidores e com os parceiros de negócios.

Prezar pela comunicação tem tudo a ver com aquele lance da integridade.

Manter a transparência, colocar os pingos no is, falar de forma clara o que você quer são pontos que fazem parte dessa característica tão importante para CEOs.

Agora que você já está por dentro de o que é CEO, qual o trabalho de um e características de Diretores Executivos de sucesso, deixa eu te mostrar alguns exemplos famosos.

Exemplos de CEOs conhecidos

Exemplos de CEOs conhecidos

As chances são que você já conhece pelo menos um nome dessa lista, o que endossa o que eu falei mais cedo: o CEO é a cara da empresa, é o rosto que fica gravado na cabeça das pessoas.

Olha só os exemplos famosos que eu separei para você.

Steve Jobs

Jobs morreu em 2011 mas ainda é um dos nomes mais lembrados quando o assunto é tecnologia e inovação.

Ele foi fundador e CEO da Apple e, depois de adquirir a Pixar em 1986, também se tornou CEO da empresa.

Na Apple, foi um dos responsáveis pelo lançamento e divulgação de sucessos do mercado como o iMac, iPod, iPhone e iPad.

Mark Zuckerberg

Zuckerberg é um dos fundadores e o CEO do Facebook, a maior rede social do mundo.

Desde 2010 está na lista da revista Time das 100 pessoas mais influentes do mundo.

Ele é um filantropo. Depois que sua filha nasceu em 2015, ele declarou que pelo resto da vida doará para a caridade 99% do valor das ações do Facebook.

Jeff Bezos

Fundador e CEO da gigante Amazon.

A Amazon começou em 1994 na garagem de Bezos e hoje é a maior empresa online de vendas pela internet do mundo.

Ele já trabalhou para um banco antes de fundar sua empresa.

Assim como Zuckerberg, é um filantropo e já doou 33 milhões de dólares para um fundo de bolsas de estudos para imigrantes.

Todo CEO precisa de clientes

Todo CEO precisa de clientes

Agora você já sabe o que é, qual o trabalho, as características de um bom CEO e viu exemplos conhecidos.

Mas de nada adianta ter tudo isso se te falta uma coisa essencial: clientes.

Todo CEO precisa de clientes. Sem clientes, sem vendas. Sem vendas, sem lucro e aí já deu para entender o estrago.

No digital, uma das melhores formas de conquistar clientes é educando e nutrindo seus clientes em potencial com abordagens mais direcionadas.

Para isso, você necessita conseguir o contato deles, geralmente o e-mail. Aqui, você vai precisar de uma landing page caprichada para ter sucesso na missão.

Nessas horas, o Klickpages é o seu maior aliado.

Veja como é simples criar a sua landing page em apenas 3 passos:

  • Escolha seu modelo: veja as opções de alta conversão comprovada por testes.

  • Customize a página: feita a escolha, edite os textos, as cores e as imagens, além de ocultar elementos que pouco agregam.

  • Publique: tudo pronto? Por fim, é só publicar no seu próprio domínio, sem custos adicionais de hospedagem.

Conclusão

Conclusão o que é CEO

Nas últimas linhas, você viu que o CEO é a maior autoridade na hierarquia de uma empresa e que o sucesso ou o fracasso da companhia dependem muito de suas decisões.

Mas que existem outros diretores, como Diretor de Marketing e o Diretor Financeiro, que ajudam o CEO a colocar as decisões em prática e botar ordem na casa.

Também te mostrei que o trabalho de um Diretor Executivo vai desde definir a visão, a missão e os valores da empresa…

Até aprovar gastos, liderar a equipe e guiar a empresa na direção certa.

Como depende do tamanho da empresa, número de funcionários e faturamento, não existe uma resposta pronta para determinar o salário e as tarefas diárias de um CEO. Ainda assim, te mostrei pesquisas que dão um norte nessas questões.

Você também viu 10 características importantes para um CEO, como ser resiliente e íntegro.

Por fim, te mostrei 3 exemplos de CEOs famosos.

E aí, gostou do artigo? Não deixa de me contar nos comentários qual das características de um CEO você considera mais importante. Abraço!

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS!

Sobre o Autor

Hugo Rocha

Hugo Rocha é co-fundador da Ignição Digital e do Klickpages. Já atuou diretamente nos bastidores dos maiores lançamentos digitais do Brasil. Atualmente está a frente da equipe de tráfego e crescimento da Ignição Digital e Klickpages liderando pessoalmente mais de R$ 4 milhões de reais em investimento em tráfego nos últimos 12 meses com ROI acima de 300%.

Se você quiser ler outros conteúdos meus é só clicar aqui ;)