Negócios lucrativos: 10 ideias de negócios com pouco dinheiro

Negócios lucrativos: 10 ideias de negócios com pouco dinheiro

Quem não gostaria de ser dono de um dos negócios lucrativos e em alta no momento?

Para essa meta se realizar, muitas vezes, só falta saber por onde começar.

Se esse é o seu caso, a busca acaba agora, neste artigo.

Além de dicas sobre como abrir o próprio negócio, vamos listar algumas das melhores oportunidades para empreender atualmente.

Quem procura ideias de negócios com pouco dinheiro, vai encontrar valiosas recomendações ao longo do texto.

Quem deseja negócios lucrativos na internet, também.

Portanto, se é de inspiração que você precisa, está no lugar certo.

Boa leitura!

5 dicas antes de começar seu negócio lucrativo

5 dicas antes de começar seu negócio lucrativo

Afinal, o que é preciso fazer para começar um negócio de sucesso?

Para irmos direto ao ponto, separamos cinco dicas que funcionam bem na hora de dar o start no seu projeto empreendedor.

Em complemento a elas, porém, precisamos dizer que, se você deseja ter êxito realmente com o seu negócio, é preciso parar de procrastinar e pôr a mão na massa.

Vamos lá?

Realize uma pesquisa de mercado

Começar um negócio, seja ele online ou físico, sempre representa um risco.

Assim como você pode lucrar bastante, também pode ter perdas que comprometam até mesmo as suas finanças pessoais.

Em boa parte, seus resultados dependem da aceitação do que você vende pelos consumidores.

Por isso, realizar uma pesquisa de mercado é vital para minimizar o risco de perdas, pois esse é um instrumento permite uma maior compreensão sobre e tudo o que envolve o seu nicho de atuação, assim como os desejos dos clientes.

Como o comportamento do consumidor afeta o crescimento e a rentabilidade de um negócio, é bom saber o que eles gostam e querem, assim como os produtos que evitam.

Afinal, anunciar a solução errada para o cliente errado no momento errado não ajuda em nada, não é?

Com boas informações em mãos, você consegue identificar quais produtos podem atender às necessidades atuais dos consumidores e agregar valor para seu negócio.

Além disso, fatalmente, você encontrará concorrentes.

Nesse sentido, a pesquisa abre a oportunidade de conhecer bem quem são eles e entender seus pontos fortes e fracos.

A partir daí, você pode construir uma estratégia para sair na frente e se diferenciar no mercado.

Defina o seu público-alvo

Defina o seu público-alvo

De nada adianta ter o melhor produto do mercado se você não o anunciar para as pessoas que realmente precisam e vêem valor nele.

Então, após pesquisar seu mercado, o próximo passo é definir bem que é o seu público-alvo. Você pode começar criando as suas buyer personas.

Para tanto, é preciso ir além de dados demográficos, como sexo, idade e localização, para focar mais em dados qualitativos e, assim, entender o comportamento do seu consumidor, suas necessidades, objetivos, hobbies, interesses, entre outros fatores.

Com a audiência bem definida, fica mais fácil alinhar suas estratégias de marketing com os interesses dos clientes.

Estabeleça estratégias de promoção

Agora que você já conhece seu mercado e definiu seu público, é hora de estabelecer as estratégias para divulgar seu produto ou serviço e atrair a atenção dos consumidores.

Obviamente, você precisa escolher os canais onde seu público está presente para garantir um bom alcance.

Por exemplo, se ele for mais jovem, as redes sociais podem ser a melhor opção.

Já para um público mais sério e maduro, campanhas de e-mail marketing podem atender bem ao desafio.

É preciso levar em consideração também a linguagem que você irá utilizar.

Busque entregar a mensagem da forma mais personalizada o possível, pois isso cria a sensação no cliente de que seu negócio realmente se preocupa com as suas necessidades.

Realize a gestão financeira do negócio

Realize a gestão financeira do negócio

Sem um controle financeiro eficiente, uma empresa corre o risco de gastar mais dinheiro do que ganha, ou não gastar dinheiro suficiente para fazer crescer o negócio e mantê-lo competitivo.

É preciso considerar todos os gastos necessários para iniciar e operar o negócio, dentre eles, a localização, aluguel, suprimentos, despesas com funcionários, marketing e muito mais.

Depois de ter uma compreensão de todas as suas despesas, é hora de planejar seu orçamento para ter uma gestão financeira que gere lucros.

Existem várias maneiras de criar esse planejamento, como revisar o orçamento periodicamente e procurar melhores condições de negociações com fornecedores e serviços.

Embora muitas empresas elaborem um orçamento anual, é interessante que as pequenas empresas pensem em um espaço de tempo mais curto, como a cada trimestre, por exemplo.

Além disso, quanto mais você se comporta de modo proativo ao verificar suas finanças, mas fácil é para se recuperar de despesas inesperadas.

Faça algo que te dê prazer

Talvez esse seja um dos ingredientes mais importantes para ter um dos negócios lucrativos: paixão pelo que você faz.

Independente do ramo no qual atuar, ter uma paixão consistente, gostar e ver valor naquilo que está fazendo é o que impulsiona o crescimento da empresa.

Mas vale lembrar que, nem sempre, tomar as decisões com base nisso pode ser a melhor opção. É preciso encontrar um equilíbrio.

Pense da mesma maneira que é dirigir um carro.

Deixe sua paixão pisar no acelerador, mas permita que a sua mente controle o volante.

Dessa forma, você pode confiar no rumo que está seguindo e manter o ritmo necessário para chegar lá.

10 Ideias de negócios lucrativos de baixo investimento para você aplicar

10 Ideias de negócios lucrativos de baixo investimento para você aplicar

Talvez você esteja se perguntando sobre qual ideia de negócio com baixo investimento é a mais adequada para você.

Isso é completamente normal, pois negócios lucrativos assumem muitas formas e tamanhos diferentes, o que pode deixá-lo bastante confuso sobre qual seria o melhor caminho.

Por isso, vamos ao que interessa.

Listamos 10 ideias de negócios lucrativos para investir seu dinheiro em 2018.

1. Criação de um blog

Um blog pode ser um negócio lucrativo, pois abrange duas características atualmente relevantes: a mudança do comportamento do consumidor devido à internet e a tendência crescente por trabalho remoto.

Os consumidores estão cada vez mais usando mecanismos de buscas ou redes sociais para fazer consumir conteúdo e buscar informações sobre produtos e serviços.

Assim, você pode trabalhar de casa no seu blog, ser encontrado facilmente pelo clientes quando eles estiverem fazendo uma pesquisa e, então, lucrar com isso.

Outro ponto positivo é que você não precisa de um alto investimento para começar um blog.

Basta ter um computador, acesso à internet, um domínio, um template e um serviço de e-mail marketing para newsletter.

Tendo isso à disposição, é só escolher um nicho de mercado específico, como moda, beleza e fitness.

Escolha algo no qual você tem conhecimento ou interesse em aprender para começar a produzir conteúdo.

Seja qual for o nicho, a chave do sucesso é manter o conteúdo alinhado com os interesses do seu público-alvo e ter uma frequência de postagens constante para gerar mais tráfego.

2. Afiliação a produtos

Afiliação a produtos

Basicamente, afiliar-se consiste em divulgar um produto ou serviço em seu website, rede social ou qualquer outro espaço, através de um link ou cupom específico, e ganhar uma comissão sobre cada venda originada através daquele link.

Novamente, é um negócio que não demanda um alto custo de investimento e ainda é escalável, já que, na medida que sua divulgação alcança mais pessoas, mais chances de lucrar você tem.

Para começar, o primeiro passo é ter um espaço para divulgação e influência no seu nicho.

Então, você deve procurar um programa de afiliados e identificar aquelas marcas e produtos que mais ressoam ao seu público para gerar o interesse.

Quer um exemplo? Vamos supor que você trabalhe no segmento de condicionamento físico.

Você pode colocar um link no seu blog divulgando um e-book sobre as melhores dietas para ganhar massa ou ainda indicar suplementos de uma marca específica utilizando seu perfil no Instagram, por exemplo.

3. Produção digital

Lembra o que falamos sobre ter paixão pelo que você faz para ter sucesso?

Então, que tal investir em algo que você goste muito de fazer e transformá-lo em um dos negócios lucrativos de 2018?

Os produtos digitais estão aí para monetizar a sua paixão ou o seu hobby através de diferentes formatos na internet.

Claro, tudo irá depender da possibilidade e rentabilidade de produzir conteúdo sobre aquilo que gosta.

Vamos supor que você seja bom na cozinha, com todos sempre elogiando a sua comida.

Nesse caso, você pode criar um e-book com as suas melhores receitas ou até mesmo fazer um curso online ensinando a sua especialidade.

Com o conteúdo produzido em mãos, é só divulgá-los nas redes sociais, no seu blog, website ou qualquer outra plataforma.

O bom de tudo é que, graças à internet, seu conteúdo pode chegar a qualquer lugar, aumentando as chances de você lucrar com isso.

4. Infoprodutos

Infoprodutos

Essa ideia é bastante semelhante com a anterior.

Como o nome sugere, infoprodutos são informações compiladas e transformadas em produtos que são disponibilizadas na internet em diversos formatos.

Assim como um produto tangível, o objetivo é resolver o problema da pessoa que está adquirindo aquele material.

Por isso, se você tem bastante conhecimento e autoridade sobre um assunto, nada mais justo do que criar um infoproduto e tentar comercializá-lo no ambiente digital.

Dentre os formatos mais comuns, temos o e-book, vídeo aulas, podcasts, webinários, kits, entre outros.

5. Importe e revenda produtos

Atualmente, você conta com vários sites, dentre eles o Ebay, AliExpress e Wish, para comprar produtos da China ou EUA e revendê-los aqui no Brasil.

Mas isso não significa que você deva sair comprando tudo o que ver pela frente.

É preciso parar e analisar quais produtos seus consumidores precisam e quais deles são difíceis de encontrar no Brasil.

Assim, pode tornar aquilo que você está vendendo mais atrativo para o público.

Como o valor do dólar anda nas alturas, tenha muito cuidado. Investir em itens que o público já encontra por aqui tende a não ser tão lucrativo.

Além disso, você precisará de um investimento inicial para criação de um site e para a divulgação do seu negócio.

Quanto ao estoque, é possível revender produtos importados sem comprar um, em modalidade chamada de dropshipping.

6. Invista em ações na bolsa de valores

Engana-se quem pensa que é preciso ter uma grande quantia em dinheiro para investir na bolsa de valores.

Por outro lado, um erro comum é achar que qualquer um pode lucrar com ações só porque outros estão tendo sucesso nessa jornada.

O importante é ter um objetivo fixo para investir o dinheiro conscientemente e não levar prejuízo.

Além disso, é preciso estipular se o retorno precisa ser a curto, médio e longo prazo para investir na bolsa.

Dependendo da sua prioridade, existem algumas opções melhores que as outras.

O segredo do sucesso está no aprendizado, que deve ser contínuo.

Para começar, entenda mais sobre o processo em si e como investir na bolsa com pouco dinheiro com a leitura deste artigo.

7. Crie uma loja virtual

Crie uma loja virtual

O comportamento do consumidor mudou rapidamente.

Mesmo em um cenário de crise, 43% preferem fazer compras pela internet, abandonando as compras em lojas físicas tradicionais.

Ou seja, uma loja virtual pode ser a sua mina de ouro.

Uma das grandes vantagens desse negócio é que as pessoas têm a percepção de que, na internet, o preço é mais baixo, o que não deixa de ser verdade na maioria dos casos, e isso aumenta as chances da compra ocorrer nesse universo digital.

Além disso, a comodidade de poder comprar direto do sofá de casa é outro fator importante para o aumento das vendas online.

Mas ao contrário de outras ideias, criar uma loja virtual requer um investimento considerável.

Você precisa desenvolver um site, contratar serviços de segurança e certificação digital, planejar a logística de entrega dos produtos, montar um estoque de mercadorias, entre outras necessidades, o que pode acabar demandando um investimento inicial maior.

Até é possível criar uma loja virtual com pouco dinheiro, como ao recorrer a marketplaces, mas nada vem sem esforço e dedicação.

8. Compre e venda de roupas usadas

Além de ser um negócio lucrativo com pouco investimento inicial, a compra e venda de roupas usadas tem uma pegada de consumo consciente que é bastante interessante.

A ideia é simples: você compra roupas usadas – em boas condições – e vende com um preço mais elevado – porém justo – para outras pessoas.

É preciso ter boas técnicas de negociação e flexibilidade para conseguir fazer com que o cliente veja valor nas peças.

Se tiver habilidades para isso, pode até fazer customizações para chamar mais atenção e agregar valor.

Outro ponto positivo é que, hoje em dia, você não precisa de um espaço físico para vender suas roupas, o que reduz bastante os custos iniciais.

Existem inúmeros brechós online.

Você pode vender através de perfil nas redes sociais ou em sites específicos do nicho, como o Enjoei.

9. Aluguel de quartos

Aluguel de quartos

Se você tem um quarto desocupado na sua casa ou apartamento, pode estar perdendo uma oportunidade de fazer um dinheiro extra.

O aluguel de quartos é um negócio lucrativo e bem simples.

Para começar, você só precisa que o quarto disponível esteja em boas condições, isto é, com uma cama confortável, alguns móveis, luz e tomadas ok, entre outros fatores.

Se tiver um banheiro exclusivo, melhor ainda, pois você pode cobrar um pouco mais.

É importante que você tenha boa capacidade de lidar com pessoas e culturas diferentes, pois, geralmente, o aluguel acaba sendo para estudantes que vêm de outra cidade ou até mesmo intercambistas, para pessoas em viagem a trabalho ou para turistas, caso more em uma cidade turística.

Com o quarto pronto para alugar, é só divulgá-lo nas redes sociais ou em plataformas específicas, como o Airbnb, Roomgo e Dada Room.

Certifique-se de estabelecer critérios para aprovação e desaprovação de candidatos para sua segurança, é claro.

10. Venda de doces gourmet

Uma coisa é certa: comida boa sempre vende.

Afinal, a alimentação é uma das nossas necessidades básicas e, vamos combinar, quem resiste a uma sobremesa deliciosa?

A venda de doces gourmet vem aumentando exponencialmente e tem se tornado um dos principais negócios lucrativos com pouco investimento.

Você pode começar na sua cozinha mesmo, desde que tenha itens básicos para a produção dos doces, como fogão, forno, geladeira e alguns eletrodomésticos.

Conforme a ideia vingar, é possível aumentar o espaço ou até abrir uma loja física.

Além do talento na cozinha, claro, você precisa ter um bom senso de organização – para conseguir manter a produção dos pedidos em dia – e boas técnicas de marketing de relacionamento.

Construir uma base de consumidores fiéis é essencial para conseguir indicações e aumentar a quantidade de pedidos.

Crie landing pages para capturar leads com o Klickpages

Crie landing pages para capturar leads com o Klickpages

Seu negócio será digital? Então, não deixe de conferir esta última dica.

Seja no seu site, blog ou redes sociais, você precisa capturar leads, que são seus potenciais clientes.

Para tanto, crie uma isca digital, como um e-book ou infográfico, ofereça o material para download e obtenha o contato do visitante.

A partir daí, poderá promover abordagens mais direcionadas, como o envio de uma newsletter ou campanhas de e-mail marketing.

Seja qual for a ação, caprichar na landing page aumenta muito a chance de confirmar as conversões desejadas.

Para isso, o Klickpages é a ferramenta ideal.

Veja os três passos básicos para criar a sua:

  1. Escolha o modelo: conheça opções de alta conversão comprovada por testes.

  2. Customize a página: feita a escolha, edite os textos, as cores e as imagens, além de ocultar elementos que pouco agregam.

  3. Publique: com tudo pronto, é só publicar no seu próprio domínio, sem custos adicionais de hospedagem.

Conclusão

Negócios lucrativos Conclusão

Você viu neste artigo ideias de negócios lucrativos nos mais variados nichos.

Esse é um ponto de partida para o seu projeto empreendedor, quem sabe dando início a uma empresa de sucesso mesmo com pouco investimento inicial.

O próximo passo é com você. Avalie as opções, os recursos à sua disposição e boa sorte.

Se quer saber mais sobre como fazer planejamento estratégico para sua empresa, sugerimos a leitura deste artigo.

E para gerar leads, qualificando os resultados da sua estratégia digital, conheça o que o Klickpages pode fazer por você.

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS!

Sobre o Autor

Hugo Rocha é co-fundador da Ignição Digital e do Klickpages. Já atuou diretamente nos bastidores dos maiores lançamentos digitais do Brasil. Atualmente está a frente da equipe de tráfego e crescimento da Ignição Digital e Klickpages liderando pessoalmente mais de R$ 4 milhões de reais em investimento em tráfego nos últimos 12 meses com ROI acima de 300%.