Monetização no Youtube: como ganhar dinheiro com algo que você já faz de graça (ou, pelo menos, deveria)

Como ganhar dinheiro com algo que você já faz de graça (ou, pelo menos, deveria)

Não, você não leu errado. É possível sim ganhar dinheiro com algo que você já faz de graça. Basta ativar a monetização no Youtube para o seu canal.

Pensa comigo.

Você já produz conteúdo de relevância para a sua audiência, certo?

Bom, pelo menos deveria estar produzindo. 

Afinal, é oferecendo conteúdo gratuito que você consegue alcançar e atrair a atenção do público certo, gerar valor e desenvolver um relacionamento de confiança com ele.

Investindo na produção de conteúdo em vídeo, então… Aí é que você consegue aumentar mesmo o seu engajamento e as suas chances de viralizar.

Bom demais, né?

Agora imagina só, além de todas essas vantagens, ainda fazer uma renda extra com seus vídeos que já estão lá prontinhos, sem precisar gastar mais energia com isso?

Monetização no Youtube

Pois é justamente disso que eu estou falando aqui.

Você já passou por todo o processo, já investiu seu tempo e energia nesse material rico para o público.

Já planejou, gravou, editou e disponibilizou esse material.

O conteúdo já está lá.

Por que parar por aí, se você pode trazer mais grana para o seu negócio sem fazer nenhum esforço a mais?

Se isso te interessa, sugiro que você fique comigo até o final, pois eu vou te mostrar:

  • O que é a monetização no Youtube;

  • Como funciona;

  • 5 maneiras de ganhar dinheiro na plataforma;

  • Os critérios de análise do Youtube;

  • E como ativar a monetização.

Então, vamos lá!

O que é a monetização no YouTube?

O que é a monetização no YouTube?

Monetizar significa transformar algo em dinheiro

Logo, a monetização no Youtube é justamente transformar o seu conteúdo em mais uma fonte de renda para o seu negócio.

É mais uma estratégia para ganhar dinheiro online de uma maneira simples.

Se você já produz conteúdo em vídeo para a sua audiência, basta seguir os critérios da plataforma e ativar a opção de começar a gerar receita com o seu canal.

Beleza, Suse. Mas como é esse processo? 

É o que eu vou te falar agora.

Como funciona a monetização no YouTube?

Como funciona a monetização no YouTube?

O Youtube oferece aos produtores de conteúdo na plataforma a chance de se cadastrarem gratuitamente no Youtube Partner Program (YPP), ou Programa de Parcerias do Youtube.

E é lá que a mágica acontece.

Funciona assim: desde que você obedeça aos critérios determinados pelo Youtube (que eu já já vou falar quais são), você pode entrar para o programa e começar a ganhar dinheiro por lá.

Seja veiculando anúncios nos seus vídeos, seja através das assinaturas dos clubes dos canais ou mesmo através de compras de super chat. 

(Calma, eu também vou aprofundar nas formas de monetização mais para frente.)

Enfim, basta seguir as regras e ativar essa opção para começar a ter mais dinheiro no bolso.

Entre essas regras, estão:

Mas o principal é a mudança mais recente implementada pela plataforma. Que é ter 1 mil inscritos e, no mínimo, 4 mil horas de conteúdo assistido pelos usuários nos últimos 12 meses (do dia da análise).

Para saber quem se enquadra nos requisitos exigidos, o Youtube analisa cada canal que solicita a ativação no programa de parcerias.

Nessa hora, eles olham não só os números que eu acabei de mencionar, mas também o tipo de conteúdo publicado, o engajamento dos seguidores, entre outros critérios que você vai ver com mais detalhes.

O lance é que, para chegar nesse formato, a monetização no Youtube passou por uma…

Mudança

Acontece que o Youtube também é uma empresa e também quer lucrar. Esse é o jogo que ele joga.

Por isso, ele precisou passar por um processo de mudanças para não perder o interesse das grandes empresas na sua plataforma de anúncios.

Digo isso porque, até 2018, o processo era muito mais simples e permitia que muito mais canais pudessem gerar renda através desse programa.

Tanto o processo de aprovação era mais tranquilo, quanto o lucro dependia apenas da quantidade de cliques nos anúncios ou no tempo de publicidade assistido pelo público.

Só que, por ser tão simples, era difícil para o Youtube controlar quem entrava no programa de parceria e para os anunciantes saber em quais vídeos suas propagandas estavam aparecendo (o que era determinado por um algoritmo).

Resultado: muitos anúncios foram veiculados em vídeos de conteúdos inadequados e ofensivos. E os donos desses canais ainda recebiam por isso.

E por que eu falei que essa mudança foi pensando em não perder o apoio das grandes empresas patrocinadoras?

Porque esse acontecimento fez com que grandes marcas, como a Starbucks,  por exemplo, decidissem sair da plataforma de anúncios.

E dá para entender. Afinal de contas, dependendo de onde a propaganda apareça, tais marcas poderiam ser associadas com conteúdos impróprios.

Ter maior controle sobre quem entra no programa de monetização faz com que o Youtube consiga ser mais transparente com as empresas, dando informações mais precisas sobre onde seus anúncios estão sendo veiculados.

A boa notícia das regras terem mudado e ficado do jeito que ficou é que esse novo sistema recompensa conteúdos de valor (como deve ser o seu).

Mas antes de aprofundar nos critérios de análise utilizados pelo Youtube atualmente, eu vou te mostrar quais são as 5 possibilidades que você tem de ganhar dinheiro na plataforma.

5 maneiras de ganhar dinheiro no Youtube

5 maneiras de ganhar dinheiro no Youtube

Não importa qual tipo de conteúdo você produza no Youtube, a parada é que dá para ganhar dinheiro por lá, desde que você preencha os requisitos.

Para que você não fique perdido nas possibilidades que a plataforma oferece, eu separei aqui 5 maneiras de fazer seu pé de meia por lá.

Anota aí:

1. Receita de anúncios

Essa talvez seja a forma mais famosa de monetizar no Youtube e também uma das mais eficazes. 

Nada mais é do que você receber dinheiro pelos anúncios exibidos no seu espaço, seja na página do canal ou sobreposto ao seu vídeo (antes ou durante a exibição).

2. Clube dos canais

O clube dos canais é uma espécie de patrocínio feito pelos seguidores.

Nessa modalidade, os membros inscritos no seu canal pagam uma quantia de dinheiro mensalmente e, em troca, ganham benefícios exclusivos oferecidos por você (que ficam a seu critério).

3. Super Chat

Aqui, os usuários pagam para que as suas mensagens tenham destaque na área bate-papo durante as transmissões ao vivo.

O tempo de destaque varia de acordo com a quantia investida.

O detalhe para esse recurso é que, mesmo pagando, a pessoa precisa respeitar as diretrizes da plataforma e também está sujeita a moderação, como qualquer outro usuário.

4. Estante de produtos

A estante de produtos é mais uma maneira de levar o seu público até um espaço de compras.

Nessa modalidade, o parceiro do Youtube pode linkar para uma página de divulgação dos seus produtos e serviços, e também para projetos de financiamento coletivo (crowdfunding).

A única condição é que os links sejam aprovados pela plataforma.

5. Receita do Youtube Premium

Por fim, você também tem a chance de receber parte do valor de assinatura de um usuário do Youtube Premium, desde que ele assista o seu conteúdo.

Logo, o seu material precisa ser atrativo para conquistar até mesmo os pagantes em um espaço que é majoritariamente gratuito. 

Critérios de análise do YouTube

Critérios de análise do YouTube

Como responsável pelos pagamentos, o Youtube tem os seus critérios para analisar quem pode ou não fazer parte do Programa de Parcerias e, assim, gerar receita com os conteúdos disponíveis por lá.

Até porque eles precisam ter um cuidado maior com as pessoas que entram no esquema, para que as grandes empresas se sintam seguras e confortáveis de continuar na plataforma de anúncios.

Afinal, são eles que patrocinam todo esse processo.

Então, se liga nos critérios usados pelo Youtube para que seu canal seja aprovado para começar a monetizar.

Você precisa:

  • Seguir todas as regras e diretrizes de conteúdo da plataforma;

  • Ter pelo menos 1 mil inscritos;

  • Ter, no mínimo, 4 mil horas de conteúdo assistido nos últimos 12 meses;

  • Ter bom engajamento no canal – curtidas nos vídeos, comentários e compartilhamentos.

  • Ter um conteúdo adequado (não ofensivo) para os anunciantes; 

  • Possuir os direitos autorais do conteúdo postado;

  • E ter uma conta do Google AdSense vinculada.

E, ó, não adianta trapacear. 

O Google é muito esperto e consegue identificar tentativas de gerar números fakes de visualizações e interações.

As análises são feitas manualmente para garantir que está tudo certo. E, no caso de deslizes, a plataforma pode desativar a geração de receita a qualquer momento.

Além disso, para cada tipo de modalidade de monetização no Youtube, existem alguns…

Requisitos mínimos de qualificação

Conferiu se atende a todos os critérios que citei acima? Então olha só os requisitos mínimos de qualificação de cada uma das maneiras de gerar renda na plataforma.

Receita de anúncios

Ter pelo menos 18 anos de idade ou, pelo menos, um responsável legal para gerenciar seus pagamentos por meio do Google AdSense;

Conteúdos adequados às publicidades das empresas parceiras.

Clubes dos canais

Ter pelo menos 18 anos;

Ter mais de 30 mil inscritos;

Não ter nenhum Aviso (espécie de advertência) sobre as diretrizes da comunidade. 

Super Chat

Ter pelo menos 18 anos;

Ser residente em uma das regiões onde o Super Chat está disponível.

Estante de produtos

Ter pelo menos 18 anos;

Ter mais de 10 mil inscritos;

Não ter nenhuma advertência a respeito das regras do Youtube.

Receita do YouTube Premium

Criar conteúdo relevante e atrativo, que seja assistido por usuários assinantes do YouTube Premium.

Massa! Sabendo disso tudo, você está pronto para saber…

Como ativar a monetização no YouTube em apenas 3 passos

Como ativar a monetização no YouTube em apenas 3 passos

Depois que você se assegurar de seguir todos os requisitos, hora de saber o passo a passo para ativar a sua monetização no Youtube.

Bom. Partindo do princípio de que você já tem o canal da sua empresa ativo na plataforma, o primeiro passo é…

1) Ler e aceitar os termos do Programa de Parcerias do YouTube

Depois de fazer login, selecione o ícone "Estúdio de Criação", no canto superior direito.

Vá em "Canal", e selecione "Status e recursos" no menu que fica à esquerda da tela.

Procure por Monetização e clique em "ativar". Neste momento, vai aparecer para você os termos do Programa de Parcerias. 

Certifique-se de que você leu com atenção e, estando de acordo, aceite e siga adiante.

2) Criar (ou vincular) sua conta do Google AdSense

Para ser parceiro de negócios do Youtube, você precisa se inscrever na plataforma de anúncios do Google.

Então, se você já tiver uma conta no Google AdSense, é só vincular ao seu canal. Com isso, você consegue gerar receita com seus vídeos e receber seus pagamentos.

Agora, se você ainda não tem uma conta, está na hora de criar. O bom é que é bem tranquilo.

Você vai saber como criar a sua lendo o artigo: O que é Google AdSense e por que você deveria ser grato por essa ferramenta existir.

Feito isso, o próximo passo é garantir que não tem mais nenhuma retenção de pagamento.

3) Configurar suas preferências de monetização

Nesta última etapa, o que você precisa fazer é definir de que maneira você quer fazer seus vídeos gerarem renda. Você tem aquelas 5 opções que eu te contei lá em cima.

Depois, configure para ativar automaticamente esse tipo de receita para todo os vídeos do seu canal. 

Se você mudar de ideia ou quiser partir para outra opção futuramente, não tem problema. Dá para alterar essas configurações a qualquer momento.

Também tem como escolher vídeos específicos para gerar outros tipos de receita.

(Ou seja, com o tempo, dá para testar e ver qual a melhor opção para manter no seu canal).

Feito isso, é só esperar que o seu canal atinja (se ainda não tiver atingido) o chamado “limite mínimo do programa” (que são aqueles critérios que eu acabei de falar: pelo menos 1 mil assinantes e 4 mil horas de conteúdo assistido nos últimos 12 meses).

Caso esteja tudo certo com esses critérios, o YouTube vai analisar manualmente as atividades e interações do canal, e aprovar (ou não).

Se, por acaso, a sua inscrição no programa for recusada, você pode se candidatar novamente depois de 30 dias. 

Aí é bom dar uma olhada no seu conteúdo para identificar se existe algum gargalo que você não tenha percebido da última vez.

Diversifique suas formas de ganhar dinheiro online

Diversifique suas formas de ganhar dinheiro online

A monetização no Youtube é apenas mais uma das várias estratégias que sua empresa tem de ganhar dinheiro.

Você não precisa parar por aí.

Outra maneira poderosa de conseguir mais clientes para o seu negócio é direcionando a sua audiência para uma landing page caprichada.

Por lá, você tem a possibilidade de oferecer um conteúdo rico para atrair aquelas pessoas que realmente se interessam pelo seu produto ou serviço e que estão dispostas a ouvir o que você tem a dizer.

Pode ser um webinário, um ebook, uma planilha ou até mesmo um podcast. Desde que tenha informações valiosas para a sua audiência, tá valendo.

E, em troca, você pede o contato do seu potencial cliente (eu recomendo que seja o email).

A partir daí, essa pessoa passa a ser uma lead na sua lista. Assim, você pode fazer uma abordagem mais direcionada e nutrir até que ela esteja pronta para comprar.

Para que você tenha sucesso nessa missão, o Klickpages é o seu melhor aliado! 

Com ele, dá para criar landing pages otimizadas para conversão de uma maneira bem simples. São apenas 3 passos:

  • Escolha o modelo: veja opções de alta conversão comprovada por testes.

  • Customize a página: feita a escolha, edite os textos, as cores e as imagens, além de ocultar elementos que pouco agregam.

  • Publique: ao final, publique no próprio domínio, sem custos adicionais de hospedagem.

Conclusão

Conclusão Monetização no Youtube

Agora você já sabe que dá para ganhar dinheiro com algo que você já faz de graça: oferecer conteúdo de qualidade para a sua audiência.

Porque eu te mostrei aqui como funciona a monetização no Youtube, como fazer parte do programa de parcerias da plataforma e começar a gerar renda com os seus vídeos.

Você viu quais são as 5 maneiras de ganhar dinheiro nessa poderosa mídia social, como por exemplo, o clube dos canais, o super chat e a receita do Youtube Premium.

E ainda o passo a passo para ativar essa opção aí no seu canal.

Agora é hora de colocar em prática tudo o que você viu e ter uma renda complementar com o seu conteúdo que já está lá, prontinho.

E aí? Você já sabia que tinha essa possibilidade de renda para o seu negócio? Me conta aqui nos comentários!

Abraços. =)

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS!

Sobre o Autor

Susanne Melo

Meu nome é Susanne, mas pode me chamar de Suse. Faço parte do time de conteúdo do Klickpages e amo aprender coisas novas, principalmente relacionadas a tecnologia e marketing. Sou brasiliense, mãe de gato, curto muito cultura pop, ler nas horas vagas e gosto de escrever ouvindo rock ou música clássica ou funk (ou...), enfim, sou bem eclética. Tudo depende do meu humor no dia. Me comunico basicamente usando gifs e memes, e gosto de conversar com pessoas que entendem as referências (pelo menos as principais, né? QUEM É QUE AINDA NÃO VIU FRIENDS?!). Ah, também sou uma pessoa muito intensa, como podem perceber. :D

Se você quiser ler outros conteúdos meus é só clicar aqui ;)