6 modelos de email marketing para criar relacionamentos duradouros com clientes

6 modelos de email marketing para criar um relacionamento duradouro com os seus clientes

Conhecer bem os modelos de email marketing pode ser a peça que faltava para você criar um relacionamento duradouro com os seus clientes.

Eu explico.

Se você já esteve em um relacionamento amoroso, sabe que não é só chegar e falar qualquer coisa e você vai conquistar a outra pessoa.

Na verdade, o processo de paquera é composto de algumas etapas. E o que você fala e como você fala em cada uma delas é muito importante.

Tanto que isso pode fazer a diferença entre você conseguir iniciar um relacionamento ou não.

No relacionamento com o seu cliente, através do email marketing, é do mesmo jeito.

Então, não basta você saber que essa é uma ferramenta essencial para a sua estratégia de marketing digital.

Você precisa entender qual tipo de email mandar para cada pessoa, em cada etapa do funil de vendas, para conseguir converter uma lead em cliente fiel.

E cada uma dessas etapas precisa ser bem feita. Porque quanto mais pessoas você reter ao longo desse processo, maiores são as suas chances de vendas no final.

O grande pulo do gato aqui é não é só saber como falar, mas o que falar e quando falar.

Mas, calma. A partir de agora, isso não será mais um problema para você.

Porque eu vou te explicar neste artigo quais são os 6 modelos de email marketing, o objetivo de cada um e como eles estão relacionados com as etapas do funil de vendas.

Vou te dar exemplos de emails reais e mostrar como você pode organizar a estrutura do seu.

No final, você vai saber o que você precisa para conversar com a sua lead da forma certa e criar um relacionamento duradouro com seus clientes.

Vamos nessa?

O que é email marketing?

O que é email marketing?

Email marketing é uma estratégia poderosa e essencial para o seu negócio. Porque é um canal de comunicação real entre a sua marca e o cliente.

Por meio dessa estratégia você pode:

  • engajar, nutrir e educar leads;

  • promover conteúdo;

  • vender produtos;

  • e desenvolver relacionamento.

Tudo isso tendo total controle do processo de criação e distribuição da campanha.

Diferente das redes sociais que, por meio de algoritmos, determinam para quais seguidores o seu conteúdo é relevante e será, de fato, entregue.

Isso significa que, com email marketing, você consegue alcançar praticamente todos os contatos da sua lista.

Se você está começando agora e quer entender mais sobre o assunto, eu recomendo fortemente que você leia o artigo que eu escrevi: O que é Email Marketing, como funciona, como fazer e exemplos.

Bom, agora que você sabe o que é email marketing, eu vou te mostrar quais os 6 modelos de email marketing e quando usar cada um deles no seu negócio.

6 modelos de email marketing que você precisa conhecer

6 modelos de email marketing que você precisa conhecer

Se você está namorando ou já namorou algum dia, você vai entender bem essa situação.

A primeira vez que você vai na casa dos pais da sua namorada ou do seu namorado, você tenta causar a melhor impressão possível. Você vai bem arrumado, o papo é bem mais formal, chega até ser um pouco desconfortável.

Mas depois de algum tempo de namoro, você vai ganhando a confiança deles, o relacionamento com os pais vai evoluindo e provavelmente ficando cada vez mais informal.

Dá até para dizer que o objetivo da comunicação entre vocês mudou. Se no começo era só causar uma boa impressão e provar que você é bom o bastante para o filho ou filha deles…

Depois de algum tempo pode passar a um relacionamento mais amigável e familiar entre vocês.

A mesma coisa acontece com a sua lista de contatos. Conforme as leads vão movendo do topo do funil de vendas para o fundo, o objetivo da comunicação também vai mudando.

No começo o seu objetivo é nutrir, engajar e educar as leads, mas depois de algum tempo passa a ser de fato a venda de um produto ou serviço.

Entender qual é o seu objetivo com email marketing é muito importante, porque é ele que vai te ajudar a determinar qual modelo utilizar.

Cada modelo que eu vou te explicar aqui tem uma conexão especial com uma etapa do funil de vendas. Se você nunca ouviu falar disso, não se preocupe, eu escrevi um artigo bem completo sobre o assunto aqui no blog do KP e você pode ler clicando nesse link.

Para dar uma relembrada rápida nas etapas do funil de vendas, eu separei essa imagem que eu acho que resume bem o que acontece em cada uma delas.

Funil de vendas

Uma vez que você sabe a importância de entender onde os contatos da sua lista se encontram no funil de vendas, vamos lá para os 6 modelos de email marketing:

1. Email de boas-vindas

Você pode começar a sua relação com a sua lead com o pé direito enviando um email de boas-vindas sensacional.

Esse modelo de email funciona mais ou menos como se você conseguisse o telefone de uma pessoa que você está interessado.

Você manda uma mensagem despretensiosa puxando assunto, como quem não quer nada, mas no fundo você quer que essa conversa não termine por aqui.

O seu objetivo é manter a pessoa interagindo com você, mas sem parecer que está desesperado para continuar conversando.

Olha só como esses dois emails de boas-vindas fazem isso muito bem:

Email de boas-vindas Airbnb

Email de boas-vindas Hotmart

O primeiro, da Airbnb, é bem simples quanto à mensagem de boas-vindas, mas logo em seguida dá algumas opções de coisas que a pessoa pode fazer.

Note como são ações simples: adicionar uma foto ao perfil, verificar as informações pessoais… Coisas que vão atrair a pessoa de volta para o site da empresa. No entanto, sem pedir para que ela faça uma reserva de hospedagem imediatamente.

A meta final da Airbnb claramente é a reserva, mas esse primeiro email provavelmente não era o momento ideal para fazer essa chamada para ação.

Por isso eles dão outras opções de forma a manter a pessoa em contato com a marca, mas sem ser de forma agressiva.

Já o segundo, da Hotmart, além das boas-vindas, traz informações sobre o Hotmart Club, como acessar o curso e no final tem uma CTA para ativar a conta.

Além dos motivos de segurança, a ativação da conta leva a pessoa de volta para o site, ou seja, de uma forma despretensiosa cria uma oportunidade para que a lead ou cliente passe mais tempo em contato com a marca.

Você também pode usar o email de boas vindas para se apresentar brevemente à lead e passar informações relevantes como, por exemplo, a frequência com que ela vai receber emails no caso de uma newsletter.

O mais importante é que você não envie esse email só para dizer “seja bem-vindo” ou “obrigado por se inscrever”.

Aproveite esse momento para criar uma oportunidade de estreitar seu relacionamento com a lead por meio de uma chamada para ação que leve para seu site, blog, canal no YouTube ou perfil nas redes sociais.

A estrutura desse modelo de email geralmente segue esse padrão:

  1. Boas vindas ou obrigado por se inscrever;

  2. Informações sobre a empresa ou o serviço no qual ela se cadastrou;

  3. O que a pessoa deve fazer em seguida;

  4. E um botão de CTA.

2. Email relacional ou informativo

Depois de enviar a primeira mensagem para a pessoa que você está interessado e estabelecer um contato, o próximo passo é fazer a pessoa se interessar por você também.

Se fizer esse processo bem feito, quando você a chamar para ir num encontro, ela não vai pensar duas vezes antes de aceitar.

Da mesma forma, você precisa engajar, nutrir e educar as suas leads. Para que, quando você fizer a oferta, elas não tenham nenhuma objeção e aceitem logo de cara.

Os emails relacionais ou informativos têm esse objetivo. Eles servem para gerar conteúdo de valor e com isso gerar interesse na lead. Ou seja, geralmente, eles estão focados no topo do funil de vendas.

Provavelmente o tipo mais comum desse modelo são as newsletters. Mas você também pode educar as suas leads sobre o seu produto.

Dá uma olhada nesses 3 exemplos:

Email relacional ou informativo Google

Email relacional ou informativo Pay Pal

O primeiro, do Think with Google, é bem simples. Ele traz em destaque o começo de um artigo que é relevante para o destinatário e um botão para ler mais.

Já o segundo exemplo, a newsletter da Hubspot, tem um pequeno cumprimento e depois segue com uma lista de posts selecionados. Para cada conteúdo, há um título, uma pequena descrição e uma chamada para ler mais.

E por último, o email do PayPal explica sobre uma função do aplicativo que o destinatário pode não conhecer. Observe como o botão de CTA não é para baixar o aplicativo e sim aprender mais sobre como você pode receber e enviar dinheiro pelo aplicativo.

Isso demonstra como o objetivo no momento é educar a lead sobre o produto.

Esses exemplos, apesar de serem diferentes, têm três coisas em comum:

  • educa o leitor com conteúdo de qualidade;

  • tem um botão de CTA;

  • não faz uma oferta.

Diferente do modelo de boas-vindas, o email relacional não tem uma estrutura mais definida. O importante é que você esteja atento para que o seu email contenha esses três pontos que eu acabei de falar.

3. Email especial

Você provavelmente já recebeu pelo menos um email de alguma empresa no dia do seu aniversário.

Pode ser que tenha sido apenas uma mensagem te parabenizando ou, então, um cupom de desconto ou uma oferta especial.

O fato é que vários negócios aproveitam as datas comemorativas como aniversário, Natal, dia das mães… para estreitar os laços com suas leads e até mesmo convertê-las em clientes.

Isso pode ser feito através de uma simples mensagem como essa da cervejaria americana Harpoon:

Email especial Harpoon

Ou de uma oferta mais elaborada como esse exemplo da Chanel:

Email especial Chanel

Independentemente do seu objetivo com um email, ele sempre vai seguir uma estrutura bem parecida:

  1. Título com referência a data comemorativa;

  2. Uma mensagem de felicitação;

  3. E uma chamada para ação, caso você faça uma oferta.

4. Email promocional

Email promocional

Se eu te pedisse um exemplo de email marketing, é bem possível que a primeira coisa que viria a sua cabeça seria um email promocional.

Porque provavelmente você, assim como todo mundo, recebe vários emails com ofertas, produtos e promoções todos os dias.

Eu sei porque a minha caixa de entrada também vive cheia de email promocional.

O objetivo principal desse modelo é te fazer uma oferta. Pode ser a venda de um produto ou também o download de um ebook de graça, um convite para um webinário, um período de teste gratuito de um produto…

Esse é o momento de converter toda a troca de mensagens com as suas leads num relacionamento.

É a hora de fazer o pedido: você aceita ser meu cliente?

Por isso é essencial que você tenha uma CTA muito clara e também atraente.

Pode ser interessante até mesmo fugir do óbvio “compre agora” ou “saiba mais”.

Eu separei dois exemplos que, na minha opinião, fizeram isso muito bem:

Email promocional Empiricus

Email promocional

Você também pode usar a criatividade na hora de criar o seu botão de CTA.

Outro exemplo de email promocional que eu gosto muito é essa da Bonobos, uma loja de roupas masculina.

Email promocional Bonobos

Quando você clica no tamanho do seu short, você é direcionado para uma landing page com diversos modelos de short do seu tamanho para você comprar com 25% de desconto.

A estrutura desse modelo de email é composta por dois elementos indispensáveis: uma oferta e uma chamada para ação.

A sua oferta pode ser mais bem detalhada como o exemplo da Empiricus que explica que haverá um reajuste no preço, mas você ainda pode assinar pelo preço antigo.

Ou mais direta como os exemplos da Cativa e da Bonobos.

Independente da forma como você optar fazer, tenha apenas um foco: a sua oferta. Qualquer coisa que não esteja relacionada a ela deve ser cortada.

5. Email transacionais

Esse modelo de email, geralmente, já é esperado pelo destinatário.

Porque é o tipo de email que a gente recebe quando compra alguma coisa, quando a encomenda é despachada ou quando você esquece a senha, por exemplo.

Ele serve para notificar sobre uma transação.

Geralmente, esses emails são mais diretos ao ponto. Mas dependendo do assunto do email, você pode aproveitar para recomendar outros produtos para o seu cliente.

É comum comum que algumas lojas como a Amazon façam isso. Como você pode ver nesse exemplo:

Email transacionais Amazon

Nesse modelo é importante que a informação de transação esteja logo no início do email e em destaque. E, se você quiser incluir recomendações, elas devem vir por último, depois que as informações mais importantes já foram repassadas.

6. Email de retenção

Email de retenção

Sabe quando você fez o possível para conquistar a pessoa em que você está interessado, parece que vai dar tudo certo e no final das contas não dá?

Às vezes também acontece isso no processo de venda. A lead chega a colocar produtos no carrinho, mas, na hora de fechar a compra, ela desaparece.

É aí que entra o email de retenção.

Ele é usado para reconquistar clientes que, depois de um tempo, decidiram parar de usar um serviço ou cancelaram uma assinatura, por exemplo.

Esse modelo pode ser usado para relembrar as leads frias do benefício de um serviço, como a Netflix e a Dropbox fizeram.

Email de retenção Netflix

Email de retenção Dropbox

Ou então oferecer uma vantagem extra para que o cliente finalize o processo de compra. Como a loja Chico Rei fez nesse email:

Email de retenção Chico Rei

A estrutura desse modelo de email é dívida em 3 passos, dependendo se você vai oferecer um benefício extra ou não.

Primeiro, você começa com uma frase indicando que tem interesse no retorno do usuário. Depois você destaca as vantagens do serviço. E, por último, você coloca a CTA (onde você pode oferecer um benefício adicional ou não).

Bom, esses são os 6 modelos de email marketing que você pode usar para preparar a sua próxima campanha.

Mas antes de você começar a escrever o seu próximo email, eu quero te dar uma dica para aumentar o número de leads na sua lista de emails.

Afinal de contas, não adianta nada criar uma campanha sensacional se você não tem para quem enviar os seus emails.

Capture leads e aumente sua lista de emails com o Klickpages

Capture leads e aumente sua lista de emails com o Klickpages

Ter uma boa lista de emails é essencial para a sua estratégia de email marketing funcionar.

Com ela você pode atrair potenciais clientes e conduzir as leads atuais pelo funil de vendas usando os modelos que eu te apresentei nesse artigo.

Na hora de capturar mais leads, ter uma landing page poderosa faz toda a diferença.

Ainda não tem uma? O Klickpages é a ferramenta ideal para te auxiliar na elaboração.

Você só precisa seguir esses três passos para criar uma landing page e já começar a capturar mais leads e aumentar sua lista de emails:

  1. Escolha seu modelo: há opções de alta conversão comprovada através de testes.

  2. Customize a página: depois, edite os textos, as cores e as imagens, além de ocultar elementos que pouco agregam.

  3. Publique: por fim, é só publicar no seu próprio domínio, sem custos adicionais de hospedagem.

Viu como é fácil?

Conclusão

Conclusão Modelos de Email Marketing

Agora você já sabe como criar um relacionamento duradouro com os seus clientes usando o email marketing.

Não basta ter uma boa ideia ou fazer uma oferta irresistível. Para ter sucesso você precisa entender em que etapa do funil de vendas a sua lista se encontra.

Neste artigo, você aprendeu 6 modelos de email marketing, quais os objetivos de cada um deles e quando usá-los.

Você também viu alguns exemplos para se inspirar.

Então, chegou a hora de colocar a mão na massa e começar a elaborar suas campanhas de email marketing.

E não se esqueça de me contar nos comentários o resultado das suas campanhas! 😉

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS!

Sobre o Autor

Hugo Rocha é co-fundador da Ignição Digital e do Klickpages. Já atuou diretamente nos bastidores dos maiores lançamentos digitais do Brasil. Atualmente está a frente da equipe de tráfego e crescimento da Ignição Digital e Klickpages liderando pessoalmente mais de R$ 4 milhões de reais em investimento em tráfego nos últimos 12 meses com ROI acima de 300%.