Mídias Sociais: o segredo para fazer do jeito certo

Se você acha que as mídias sociais se limitam ao Facebook, Twitter e Instagram, está na hora de rever a sua estratégia.

Há uma série de ótimas plataformas que podem ser utilizadas para impulsionar o seu negócio.

Inclusive, é preciso atenção para não confundir os conceitos de mídias sociais e redes sociais, pois isso pode restringir seus resultados.

Achava que era tudo igual? Não se preocupe.

Neste artigo, vamos tornar as coisas mais claras para você.

Além de entender melhor os significados, você vai conhecer os tipos de mídias sociais, sua importância e como construir campanhas que exploram cada canal disponível.

O objetivo é que você possa chegar ao final da leitura mais bem preparado para elaborar um plano de marketing em mídias sociais.

Afinal, você vai ver que há uma série de vantagens nessa estratégia, a ponto de torná-la indispensável para seu crescimento.

Interessado?

Então, acompanhe o texto e saiba tudo sobre o uso das mídias sociais nas empresas.

O que é mídia social?

Mídias sociais são ferramentas de comunicação baseadas na web, as quais permitem que as pessoas interajam entre si, compartilhando e consumindo informações em tempo real.

O conceito é claro, mas nem sempre é de fácil entendimento.

Reside aí parte de sua confusão com as redes sociais, hoje muito utilizadas na internet, com objetivos variados, incluindo marketing.

Mas quer ver como tudo pode se tornar mais fácil?

Talvez a forma mais adequada de obter uma compreensão sobre a expressão mídias sociais é analisar cada uma de suas palavras individualmente.

A parte "mídia" se refere a um instrumento de comunicação, como a internet.

Também a televisão, o rádio e os jornais são exemplos de mídia mais tradicionais.

Já a parte "social está relacionada à interação com outras pessoas, compartilhando informações com elas em via dupla – fluxo que vai e volta.

Perceba, então, que o Facebook é uma rede social e que utiliza a internet como mídia.

Com esse exemplo, tudo fica mais claro, não é mesmo?

Mais à frente, vamos abordar com mais detalhes as diferenças entre os conceitos.

Agora, é chegado o momento de entender a importância das mídias sociais para a sua empresa.

Qual a importância das mídias sociais

Houve um tempo em que as mídias sociais foram consideradas como moda passageira.

Em uma análise precipitada, muitos acharam que elas não vingariam.

Hoje, sabemos que esse diagnóstico foi totalmente equivocada.

Afinal, existem mais de 3 bilhões de usuários de internet, sendo que mais de 2 bilhões deles possuem contas de redes sociais ativas.

As plataformas mais populares se tornaram verdadeiras gigantes de marketing.

Com isso, oferecem às empresas dados valiosos sobre seus clientes e uma forma por vezes gratuita de alcançá-los.

Assim, fica claro que as mídias sociais para qualquer negócio não são mais opcionais, mas obrigatórias.

Se você está se perguntando como elas podem beneficiar seu negócio, está no lugar certo.

Vamos relacionar agora as principais vantagens. Confira!

Construir relacionamentos

A mídia social é um canal de comunicação de mão dupla, no qual você tem a oportunidade de enriquecer o relacionamento com seus clientes.

Quer um exemplo?

As mídias sociais permitem que as agências de turismo criem um diálogo com os clientes, estabelecendo com eles um vínculo antes, durante e depois de terem reservado uma viagem.

Esse tipo de diálogo entre marcas e clientes é algo que a publicidade tradicional não pode alcançar.

Aumentar o conhecimento da marca

Quando você tem presença nas mídias sociais, facilita a busca e a conexão com sua empresa e sua marca.

E ao se conectar com seus clientes, é mais provável que estreite o relacionamento entre vocês, além de reter e fidelizar mais consumidores.

Elevar o tráfego no seu site

Um dos maiores benefícios das mídias sociais para as empresas é usá-las para aumentar o tráfego dos sites.

Elas não só ajudam a direcionar pessoas para o canal, mas quanto mais compartilhamento você receber, melhor será a sua classificação no ranking de resultados de pesquisa.

Descobrir o que os concorrentes estão fazendo

Com o monitoramento das mídias sociais, você pode obter informações importantes sobre a concorrência.

É uma excelente forma de fazer benchmarking.

Esse tipo de informação permite tomar decisões comerciais estratégicas para se manter à frente dos concorrentes.

Além disso, com base nessa pesquisa, você pode melhorar sua empresa para oferecer mais, seja na forma de novos serviços e produtos ou mesmo agregando valor às atuais soluções.

Compartilhar conteúdo de forma rápida e fácil

No passado, os profissionais de marketing enfrentavam o desafio de garantir que seu conteúdo chegasse aos clientes no menor tempo possível.

Com a ajuda das mídias sociais, especificamente quando se trata de compartilhar conteúdos sobre sua empresa, tudo o que você precisa fazer é criá-los e publicá-los nas contas das redes sociais da sua marca, por exemplo.

Qual a diferença entre mídias sociais e redes sociais?

Como já dito, muitas pessoas utilizam os dois termos como se quisessem dizer exatamente a mesma coisa.

Entretanto, embora a diferença seja sutil, estamos falando de expressões com significados específicos.

As redes sociais são, na verdade, uma subcategoria das mídias sociais.

A maneira mais fácil de entender essa diferença é pensar nos termos "mídia" e "rede" separadamente.

Dessa forma, a mídia se refere às informações que você realmente está compartilhando.

Pode ser um link para um artigo, um vídeo, um documento PDF, uma atualização de status simples ou qualquer outra coisa.

Já a rede, por outro lado, tem a ver com quem é seu público e os relacionamentos que você possui com ele.

Sua rede pode incluir pessoas como amigos, familiares, colegas, clientes atuais e até mesmo completos estranhos.

Eles certamente se sobrepõem, e é por isso que fica confuso.

Porém, no tópico a seguir, vamos explicar melhor sobre os tipos de mídia social e isso irá esclarecer qualquer dúvida que tenha restado.

Tipos de mídia social

Como mencionamos acima, as redes sociais são uma subcategoria das mídias sociais.

Porém, elas não estão sozinhas.

Existem outros tipo de mídia social que também são bastantes usados pelas empresas.

Veja só:

Blogs

Com a evolução e a popularização das redes sociais, muitos afirmaram que o blog seria uma mídia com o tempo de vida contado.

Entretanto, a realidade é outra.

As empresas que produzem conteúdo e alimentam seu blog constantemente tendem a gerar mais leads e atrair maior tráfego orgânico.

E isso acontece graças ao uso de técnicas de SEO, que otimizam os artigos e, assim, possibilitam o melhor posicionamento em mecanismos de buscas, como o Google.

As plataformas disponíveis no mercado oferecem ferramentas para pessoas e marcas para publicar conteúdo online em formatos que incentivem a descoberta, compartilhamento e comentários.

Essas redes variam de plataformas de blogging mais tradicionais, como o WordPress e o Blogger, para serviços, como o Tumblr e o Medium.

Por isso, se o marketing de conteúdo faz parte da sua estratégia, sua empresa pode obter visibilidade mantendo um blog atualizado, com conteúdo original e relevante.

Essa estratégia não apenas ajuda a aumentar a conscientização sobre o seu negócio e gerar conteúdo mais envolvente para suas redes sociais, como o Facebook.

Ela também pode contribuir com a marca para ela se firmar como autoridade e líder no seu mercado de atuação.

Microblogs

O próprio nome já dá uma noção sobre o que esse tipo de mídia social se trata.

Microblogs são sites que permitem que os usuários enviem mensagens de texto curtas, geralmente com número limitado de caracteres.

Elas podem incluir links para sites de produtos e serviços, ou mesmo para outras redes sociais.

As mensagens são postadas nos “murais” de todos os que se inscreveram na conta de um determinado usuário.

E tudo isso acontece em tempo real.

Atualmente, o site de microblogging mais utilizado é o Twitter.

Redes sociais

As redes sociais, às vezes chamadas de "redes de relacionamento", ajudam pessoas e organizações a se conectarem de forma online para compartilhar informações e ideias.

Embora não sejam o tipo de mídia social mais antigo, certamente é o que define esse termo agora.

Afinal de contas, hoje em dia, Facebook é sinônimo de rede social.

Esses canais começaram como serviços relativamente simples.

Por exemplo, o Twitter foi o lugar para responder à pergunta: "O que você está fazendo?".

Agora, e especialmente em razão do avanço da internet móvel, essas redes se tornaram centros que transformam quase todos os aspectos da vida moderna em uma experiência social.

E isso vai desde ler notícias, compartilhar fotos de férias e até encontrar um novo emprego.

Em resumo, podemos dizer que as redes sociais incentivam os usuários a:

  • Postar, compartilhar e comentar conteúdo relevante.

Lembrando que qualquer forma de conteúdo é bem-vinda, de postagens de blog, imagens até infográficos.

  • Conectar-se diretamente com os outros.

Seja como amigos ou fãs, uma base de seguidores engajados indica que a marca tem influência.

  • Formar comunidades e discutir notícias relevantes nesses espaços.

Vale lembrar de algo que marca as empresas com campanhas bem sucedidas no YouTube ou no Instagram, por exemplo.

O que elas têm em comum?

Um bom planejamento de marketing digital por trás de cada ação.

Por isso, antes de iniciar ou avançar na sua presença online, garanta que a sua empresa tenha os recursos necessários para produzir conteúdo nesses canais.

Sem isso, a estratégia já nasce fadada ao fracasso.

Dicas para sua estratégia de mídias sociais

Agora que você tem uma noção sobre o conceito de mídia social, sua importância para as empresas e os principais tipos, pode se deparar com uma dúvida comum.

“Afinal, como eu posso adotar as mídias sociais de forma eficaz no meu negócio?”

Para responder, selecionamos dicas preciosas para ajudar os marinheiros de primeira viagem nessa jornada pelo mar das mídias sociais.

Vamos ao que interessa!

Saiba quem você quer conquistar

De nada adianta você criar um conteúdo de qualidade se não o direcionar para o público certo e que vai se interessar por ele.

Por isso, o primeiro passo é fazer uma pesquisa (com sua base de contatos, por exemplo) e tentar identificar suas buyers personas, isto é, o perfil de usuário que você julga ser o cliente ideal para sua empresa.

Esse exercício parte de uma análise do seu público, na busca pela identificação de pontos em comum, como aqueles envolvendo faixa etária, renda, hábitos e interesses.

A partir do momento que você sabe com quem está dialogando, conhece seus objetivos e necessidades, criar um conteúdo que gere engajamento fica muito mais fácil.

Crie conteúdo de qualidade

Pronto, agora que você conhece o seu perfil de cliente ideal, suas metas e desafios, é a hora de pôr a mão na massa.

Estamos falando da necessidade de criar conteúdo de qualidade e atender à demanda e aos objetivos da sua audiência.

Por isso, o ideal é alinhar o conteúdo de acordo com cada etapa do funil de vendas do seu negócio e de acordo com cada estágio da jornada de compras do seu cliente.

Eduque seus clientes

Com o conteúdo certo em mãos, nada mais justo que compartilhar com quem já faz parte do seu público e educá-lo sobre aquele assunto específico.

Dessa forma, consequentemente, você vai acabar atraindo novos clientes também.

Vale lembrar que o público não está apenas esperando conteúdo de qualidade.

Ele também deseja que as empresas o reconheçam, valorizem o vínculo e façam isso fornecendo conteúdo personalizado.

Diante do desafio, invista em ferramentas que são capazes de produzir algo valioso e que gere identificação pelo público.

É bem mais indicado do que criar conteúdos genéricos apenas para manter um número de publicações constantes.

Seja útil e ajude sua audiência

Um dos objetivos das mídias sociais é ajudar seu público.

E não há melhor maneira de fazê-lo do que criar conteúdo que agregue valor para e ajude o usuário com seus problemas do dia a dia.

A partir do momento em que você consegue responder às dúvidas do seu público ou resolver algum dos seus problemas, a chance de ele estar sempre retornando ao seu site à procura de informações é alta.

A razão para isso é clara: ele passa a ver a sua empresa como uma autoridade no assunto.

Por consequência, as chances de se tornar um cliente fiel e de divulgar sua empresa para pessoas conhecidas também aumentam.

E tudo isso atua de forma a garantir um ROI (Retorno sobre o Investimento) muito mais satisfatório.

Use a regra 80-20

Você com certeza já ouviu falar sobre a regra dos 80-20, não é mesmo?

Ela parte da premissa de que 80% dos resultados são provenientes de apenas 20% das ações.

No mundo do marketing digital, ela pode ser aplicada da seguinte maneira: 80% do conteúdo que sua marca produz deve ser voltado para o entretenimento e educação da sua audiência, enquanto apenas 20% deve ser direcionado para a venda propriamente dita.

Além de tudo isso, fica mais uma dica.

Se o conteúdo produzido estiver alinhado com a jornada de compra daquela pessoa, a chance de essa interação se converter em uma venda aumenta.  

Diferença entre mídia social e mídia tradicional

Mídias sociais e tradicionais são a mesma coisa?

Claro que não!

Uma das principais diferenças é que as mídias sociais não apenas dão informações, mas interagem com você enquanto fazem isso.

Essa interação pode ser tão simples quanto pedir comentários ou permitir que você vote em um artigo.

Por outro lado, pode ser tão complexa quanto o Flixster recomendando filmes para você com base nas classificações de outras pessoas com interesses semelhantes.

Já as mídias tradicionais são como uma rua de sentido único.

Nela, você até pode ler um jornal ou assistir a um comercial na televisão, mas não é capaz de dar sua opinião sobre o assunto de forma direta para o anunciante.

As mídias sociais, por outro lado, são uma via de mão dupla, a qual possibilita que o público se manifeste e exponha sua opinião.

De fato, é uma diferença oceânica.

Comece a capturar leads hoje mesmo com o Klickpages

Você sabia que as mídias sociais são excelentes canais para capturar leads?

É isso mesmo!

A chave para isso pode estar na entrega de conteúdo personalizado ao seu público por esses canais.

Pode ser uma espécie de convite para assinar uma newsletter, para receber novidades por e-mail, para baixar um e-book ou para se inscrever em um curso gratuito.

Seja qual for a ação, caprichar na landing page faz toda a diferença para confirmar as conversões desejadas.

E, nessa hora, o Klickpages é a ferramenta ideal.

Confira os três passos para criar a sua:

  1. Escolha seu modelo: há opções de alta conversão comprovada por testes.

  2. Customize a página: edite textos, cores e imagens, além de ocultar elementos que pouco agregam.

  3. Publique: com tudo pronto, publique no seu próprio domínio, sem custos adicionais de hospedagem.

Conclusão

As mídias sociais oferecem uma série de benefícios para ajudar a sua empresa a ter um crescimento sustentável.

Ao usá-las para aprender mais sobre os seus clientes, envolver-se com seu público e ampliar o alcance da sua marca, você tem maiores chances de converter um visitante em lead ou mesmo em cliente já no primeiro contato.

Como vimos neste artigo, essa é uma oportunidade que não pode passar em branco.

Então, comece agora mesmo!

Inclua as mídias sociais no seu planejamento estratégico e aproveite o potencial delas para fazer o seu negócio decolar.

E não esqueça de contar com o Klickpages e suas belas landing pages para isso.

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS!

Sobre o Autor

Hugo Rocha é co-fundador da Ignição Digital e do Klickpages. Já atuou diretamente nos bastidores dos maiores lançamentos digitais do Brasil. Atualmente está a frente da equipe de tráfego e crescimento da Ignição Digital e Klickpages liderando pessoalmente mais de R$ 4 milhões de reais em investimento em tráfego nos últimos 12 meses com ROI acima de 300%.