Como usar o Marketing Verde para ter um negócio altamente lucrativo

Marketing Verde: o que é e como usar para lucrar mais

Se você acha que o Marketing Verde se resume à preocupação com o meio ambiente, você não poderia estar mais enganado. 

Porque a real é que, além de promover a sustentabilidade, essa estratégia pode te ajudar a ganhar muito dinheiro.

Com ela, é possível ter um negócio altamente lucrativo, escalável e de baixo custo (tanto ambiental quanto financeiro). 

Eu sei que até pode parecer bom demais…

Mas a verdade é que, no meio de tudo que eu vou te falar a seguir sobre essa estratégia, existe um tipo de produto que você pode vender quantas unidades quiser sem ter que aumentar as suas despesas.

Que te dá a chance de ter lucros muito altos e ainda é extremamente amigável ao meio ambiente.

É um tipo de produto que você não precisa se preocupar com matéria prima, armazenamento e muito menos envio. 

Quer descobrir que produto é esse? É só continuar aqui comigo até o final deste artigo, que eu te mostro.

E ainda: 

  • O que é marketing verde;

  • Princípios do marketing verde;

  • O que é greenwashing e por que não fazer;

  • Certificações;

  • 7 ações para deixar o seu negócio mais verde; e

  • 7 empresas que utilizam o marketing verde. 

Vamos lá? 

O que é marketing verde? 

O que é marketing verde

O marketing verde também é conhecido como marketing ambiental ou ecomarketing. Isso quer dizer adotar uma estratégia de marketing com apelo ecológico e ambientalmente amigável.

Essa postura deve direcionar as ações da empresa para minimizar o impacto ambiental, inclusive nos métodos de processamento, embalagem, distribuição e etc. 

A estratégia de marketing verde pode se enquadrar em critérios ambientais, sociais e de governança, além de envolver condutas práticas como a reciclagem de água, o uso de energia renovável ou redução das emissões de dióxido de carbono.

Outra possibilidade é a venda de produtos considerando seus fatores pró-ambientais. 

O que pode incluir o uso de materiais reciclados ou renováveis, fabricação e distribuição de produtos duráveis e não descartáveis, além de embalagens que evitem o desperdício. 

Contudo, para usar o marketing verde corretamente no seu negócio, você precisa conhecer os conceitos que regem essa estratégia

Princípios do marketing verde

Princípios do marketing verde

Para que você compreenda melhor do que se trata o marketing verde, eu vou te mostrar  os princípios que podem te ajudar a aplicá-lo no seu negócio.  

O seu empreendimento precisa ser: 

  • Ecologicamente correto 

  • Economicamente viável 

  • Socialmente justo 

  • Culturalmente aceito

Na prática, isso implica uma responsabilidade não apenas ambiental, mas econômica, social e cultural.

O seu negócio também precisa estar atento para as três letras R: 

  • Reduzir

  • Reutilizar

  • Reciclar

Se você concentrar seus investimentos nesses aspectos, a sua empresa tende a economizar recursos e dinheiro.

Além de colaborar para a preservação do meio ambiente e, de quebra, aumentar a lucratividade do seu negócio. 

Para você ter uma ideia, 74% dos brasileiros estão dispostos a comprar de empresas que possuem programas de sustentabilidade

Por isso, é fundamental que o marketing verde seja traduzido em atitudes concretas, e não apenas em um “discurso verde”.

O que poderia ser considerado um caso de greenwashing. 

Falando nisso…

O que é greenwashing e por que não fazer?

O que é greenwashing e por que não fazer

Greenwashing pode ser traduzido como uma “lavagem verde”, isso significa enganar os consumidores promovendo uma empresa como amiga do meio ambiente, enquanto as suas ações práticas contradizem o discurso. 

Imagine uma empresa que diz aplicar o marketing verde, mas é flagrada despejando resíduos tóxicos em um rio ou utilizando mão de obra escrava.

Essa atitude seria um tiro no pé, pois o público-alvo se sentiria enganado e as chances são que deixaria de comprar dessa marca.

Até porque, para ter resultado, você precisa ser um empreendedor em quem as pessoas podem confiar.

E o primeiro passo para construir uma relação de confiança é falar a verdade e cumprir os seus compromissos. 

Por isso, não vale a pena vender uma imagem ecofriendly se a sua empresa não pratica o marketing verde.

E, para provar que a sua empresa realmente pratica o que prega, você pode buscar certificações que realmente comprovem o seu compromisso com o meio ambiente. 

Certificações importantes no marketing verde

Se você quer ganhar a confiança do público e evitar que as pessoas pensem que o seu negócio pratica o greenwashing, uma certificação pode te ajudar.

Falar sobre as práticas verdes da sua empresa nas suas redes sociais ou no seu site de vendas podem não ser o suficiente.

Nesse caso, quanto mais provas você apresentar melhor. 

Por isso, eu separei três certificações que podem atestar o seu comprometimento com ações ecológicas. 

Tenha em mente que esse tipo de investimento vale a pena, já que  66% dos  consumidores estão dispostos até a pagar mais por produtos amigáveis ao meio ambiente.

ISO 14000

Os selos ISO, sigla para da International Organization for Standardization, ou Organização Internacional de Normatização em português, são sinônimo de confiabilidade.

 A ISO 14000 é o conjunto de normas da instituição que tratam sobre as regulamentações ambientais. 

O objetivo é ajudar a sua empresa a gerenciar os processos internos e externos para minimizar condutas que possam prejudicar o meio ambiente.

Um certificação ISO 14000 também pode ajudar a reduzir os custos do seu negócio, já que exige o uso eficiente dos recursos e limita o desperdício.

LEED

LEED são as iniciais para Leadership in Energy and Environmental Design, que pode ser traduzido como Liderança em Energia e Design Ambiental.

Esse selo ecológico possui reconhecimento internacional e foi desenvolvido pela Green Building Council para certificar edifícios amigáveis ao meio ambiente. 

Então esse selo só faz sentido se o seu negócio possui uma sede física. 

A pontuação mínima para receber o selo é de 40 pontos e ela se baseia em critérios como a escolha de materiais menos poluentes e a redução do uso de recursos, como água e energia elétrica. 

PROCEL Edifica

Criado em 2003, o PROCEL Edifica é um selo ambiental criado pela ELETROBRAS/PROCEL, com o objetivo de promover a eficiência energética.

A ideia desse selo é combater o desperdício, reduzir os custos por meio do reconhecimento de projetos que estimulem e aproveitem a iluminação e a ventilação natural dos edifícios.

Nos prédios comerciais são avaliados a taxa de calor emitida pelas paredes, a iluminação e o condicionamento de ar. 

7 ações para deixar o seu negócio mais verde

7 ações para deixar o seu negócio mais verde

Agora que você já viu como obter certificações capazes de atestar que a sua empresa está comprometida com o marketing verde, está na hora de partir para a parte prática. 

De forma geral, a ideia é diminuir o impacto negativo que a sua empresa pode causar ao meio ambiente, enquanto promove ações que contribuam para a preservação ecológica.

Além de melhorar a imagem da sua empresa e atrair clientes com consciência ambiental, você ainda pode economizar.

Só para você saber 3 a cada 4 consumidores com menos de 34 anos estão dispostos a pagar mais por produtos sustentáveis. 

Mesmo que a sua persona seja caracterizada por pessoas de idade cima dos 35 anos, ainda assim esse é um ótimo investimento, já que essas pessoas vão envelhecer e podem ser tornar seus clientes no futuro. 

Então, anota aí:

1. Economize água 

Tente reduzir o consumo de água da sua empresa, tanto no processo produtivo quanto na rotina do seu negócio.

Imagine que atualmente a sua conta de água custa R$ 500,00. Você pode estabelecer uma meta para reduzir esse valor para R$ 300,00 nos próximos meses.

Uma ideia é procurar vazamentos, instalar descargas que utilizam menos água e incentivar ações como fechar a torneira enquanto ensaboa as mãos ou lava a louça do escritório, se for o caso. 

Além de economizar dinheiro, você minimiza o desperdício.

2. Diversifique as fontes de energia

Procure reduzir o consumo de eletricidade com ações simples, como apagar as luzes que não estão sendo utilizadas.

Substitua as lâmpadas comuns por opções mais eficientes, que gastam menos energia e duram mais. 

Você ainda pode optar por fontes alternativas de eletricidade, como os painéis solares que exigem um investimento inicial mais elevado, mas podem te dar independência energética e gerar economia a longo prazo. 

3. Cuide do lixo

Independente do tamanho do seu negócio, você pode adotar atitudes simples como separar o lixo orgânico (aquele tipo de lixo que não pode ser reciclado, como restos de comida) do lixo reciclável.

A ideia é dar uma destinação correta para esses materiais. Isso quer dizer reciclar ou garantir que eles sejam reciclados.

4. Reaproveite

Reaproveite

Antes de mandar qualquer coisa para o lixo, pense em todas as possibilidades de uso para o ítem em questão.

Você pode transformar o verso de folhas de papel usado em blocos de rascunho, por exemplo. 

Outra ideia é consertar ou atualizar objetos antigos ou com defeito, ao invés de comprar itens novos.  

Como computadores, cadeiras e eletroeletrônicos do seu escritório. 

5. Substitua

Faça um levantamento de todos os produtos e serviços que a sua empresa usa e, se for necessário, troque por alternativas ecologicamente amigáveis. 

Você pode substituir o papel branco comum por uma versão reciclada ou encontrar um provedor de internet que também aplique o marketing verde. 

6. Reduza o uso de plástico

Os plásticos são derivados do petróleo, uma das indústrias mais poluentes do mundo. Além disso, eles demoram em média 200 anos para se decompor

O que representa um impacto muito grande para o meio ambiente. Por isso, na medida do possível, diminua o uso desse material.

Você pode trocar as suas sacolas plásticas por embalagens de papel ou tecido, por exemplo.

Outra opção é utilizar plástico reciclado, quando for necessário

7. Aposte em infoprodutos

Como prometido no começo deste artigo, eu vou te mostrar o tipo de produto que não prejudica o meio ambiente e de quebra pode encher o seu bolso de dinheiro. 

Eu estou falando do infoproduto, um dos produtos mais rentáveis do mundo

Isso porque os infoprodutos, como o próprio nome já diz, são produtos digitais distribuídos através da internet.

Na maioria das vezes, o objetivo é oferecer ensinamentos sobre uma área específica, auxiliar na resolução de um problema ou facilitar a execução de tarefas.

Essa opção oferece comodidade para os clientes já que o processo de compra é totalmente virtual.

Imagine que você tem uma imobiliária. Você pode criar um curso online para ensinar estratégias de venda para corretores, por exemplo. 

Assim você faz o produto uma única vez e vende para quantas pessoas quiser. Uma tremenda oportunidade para escalar o seu negócio.

Além de economizar no investimento que a produção e distribuição de um produto físico exigiria, você preserva o meio ambiente e aumenta a sua margem de lucro. 

Um verdadeiro ganha-ganha. 

Agora, dá só uma olhada nas empresas que já apostaram na estratégia do marketing verde. 

7 Empresas que utilizam o marketing verde

7 Empresas que utilizam o marketing verde

Para colocar as ações que eu te falei em prática, você pode se inspirar em empresas que já aplicam o marketing verde. 

Eu listei aqui embaixo 7 exemplos de diversos nichos de mercado. Olha só.

Natura

A Natura é a 15ª empresa mais sustentável do mundo e possui um forte comprometimento com o meio ambiente.

A marca cosmética utiliza ingredientes de origem comprovadamente ecológica e justa para todos os envolvidos, além de não testar em animais. 

A Natura também foi a primeira organização do setor a oferecer refis de seus produtos para promover a economia de plástico.

Outro aposta da empresa são as embalagens sustentáveis e a promoção da diversidade. Desde 2007, a empresa possui emissão de carbono neutra.   

Ben e Jerry's 

Ben e Jerry's

A Ben e Jerry’s baseia seu funcionamento em três valores. O primeiro é a busca pelo crescimento financeiro sustentável e o segundo é usar a empresa para tornar o mundo um lugar melhor.

O último é criar sorvetes de alta qualidade feitos com ingredientes naturais e saudáveis sem agredir o meio ambiente. 

Inclusive, as embalagens do sorvete são de papel.

A empresa também defende causas como o combate às mudanças climáticas, o respeito à diversidade e a busca por uma sociedade mais pacífica. 

Starbucks

Com mais de 30 mil lojas ao redor do mundo, a Starbucks aposta no marketing verde dentro da sua estratégia.

Algumas iniciativas são obter o LEED (aquele certificado ambiental destinado a edifícios que eu te falei antes) para todas as suas lojas novas, desde de 2010. 

Outros compromissos são ajudar as comunidades fornecedoras de café a diminuir o impacto ambiental, reduzir e reciclar o lixo que gera. 

Além do uso de fontes de energia renováveis e a redução do uso de água. 

Johnson & Johnson

A Johnson & Johnson, fabricante de produtos de higiene e cuidado pessoal que multiplicou o seu lucro em 12 vezes só em 2018, começou a adotar uma postura verde a partir de 1990.

Entre as iniciativas atuais estão um viveiro permanente com 3 mil mudas destinadas à comunidade e uma estação de tratamento de resíduos com potencial equivalente ao necessário para tratar o esgoto de uma cidade de 22 mil habitantes.

Além de reciclar 80% das sobras de produção, a Johnson e Johnson destinou aproximadamente US$ 13,9 milhões para ações sociais nos últimos 10 anos.

Timberland

Timberland

A Timberland tem o compromisso de reduzir o próprio impacto ambiental para ajudar a proteger e restaurar a natureza nas próximas gerações. 

Só nos últimos 5 anos, a fabricante de calçados plantou mais de 50 milhões de árvores ao redor do mundo, a ideia é dobrar esse número até 2020.

Além disso, a empresa pretende usar algodão 100% sustentável em toda a sua linha de produção até 2020. 

Microsoft

A empresa fundada por Bill Gates foi eleita a mais sustentável do mundo pela ONG Just Capital. 

Entre os compromissos da Microsoft estão capacitar o desenvolvimento sustentável e garantir que todos tenham acesso aos benefícios que a tecnologia oferece e às oportunidades que ela cria.

A última inovação da empresa foi a criação de um sistema de inteligência artificial para combater o aquecimento global em 2017.

Outra medida a favor do meio ambiente é o serviço de nuvem Azure, alimentado com diversas informações governamentais sobre o clima, a base de dados pode ajudar pesquisadores a encontrar soluções ecológicas. 

A Microsoft também pretende diminuir a emissão de carbono por meio da cobrança de uma “taxa” de US$ 15 por cada tonelada emitida pelas empresas que trabalham com ela.

ZARA

De olho na mudança de comportamento do consumidor, a rede de lojas de departamento ZARA se comprometeu a ser totalmente sustentável até 2025.

A gigante do fast fashion pretende se livrar do rótulo de empresa nociva ao meio ambiente. Para você ter uma ideia, a indústria da moda é uma das poluentes do mundo.

O objetivo é usar apenas tecidos reciclados ou orgânicos e tornar todos os seus escritórios e lojas eco-eficientes. 

Outro compromisso é que 80% das todas as atividades da companhia, incluindo lojas, centros logísticos e escritórios usem energia renovável.

Como usar o marketing verde para vender mais

Como usar o marketing verde para vender mais

Agora que você viu exemplos de empresas que aplicam o marketing verde nas suas estratégias de negócio, chegou o momento de falar sobre como transformar essa iniciativa em mais dinheiro no seu bolso.

Não adianta apenas atrair mais clientes preocupados com as questões ambientais, para fechar mais vendas na internet você também precisa de uma landing page.

Um tipo de página desenvolvida especialmente para levar o visitante a realizar uma determinada ação de acordo com o seu planejamento.

Com ela você pode oferecer uma recompensa de extremo valor, como um e-book com dicas de sustentabilidade focado para o seu segmento de atuação, em troca do contato do usuário. 

A ideia é educar esse público sobre os benefícios do seu infoproduto para quando chegar o momento certo você concretizar a venda.

Mas se você não sabe como criar uma landing page, não precisa se preocupar. Nessas horas o Klickpages é o seu maior aliado.

Com o KP, você pode fazer suas páginas  de um jeito muito fácil e intuitivo, seguindo apenas 3 passos simples. 

Olha só:

  1. Escolha seu modelo: existem muitas opções de alta conversão que já foram testadas e aprovadas pelo mercado;

  2. Divirta-se deixando a página com a sua cara: edite os textos, as cores e as imagens, além de ocultar os elementos que você não precisa;

  3. Publique: com tudo pronto, é só publicar no seu próprio domínio, sem custos adicionais de hospedagem.

Conclusão

Conclusão marketing verde

Depois de conferir esse artigo, as chances são que você está preparado para integrar o marketing verde na sua empresa e, de quebra, desenvolver um produto lucrativo, escalável e com baixo impacto ambiental.  

Isso porque eu te contei o que é marketing verde e quais são os princípios que regem essa estratégia. 

Além disso, você viu por que não usar o greenwashing e três exemplos de certificação que podem comprovar que o seu negócio está comprometido com a preservação do meio ambiente, como o ISO 14000. 

Eu também te mostrei 7 ações para você colocar em prática na sua empresa para deixá-la mais ecofriendly, como a redução do uso de plástico. 

Você também conferiu 7 exemplos de empresas que aplicam o marketing verde, como é o caso da Microsoft, considerada a empresa mais sustentável do mundo. 

E aí? Pronto para começar a aplicar o marketing verde no seu negócio? 

Me conta aqui nos comentários. 🙂

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS!

Sobre o Autor

Adriana Carvalho

Apesar de ter os dois pés bem plantados na realidade, adoro me transportar para os universos da fantasia como Nárnia, Terra Média e Hogwarts. Sou apaixonada por viagens, livros, filmes e pessoas, não necessariamente nessa ordem (hahahaha). No time de conteúdo do Klickpages, escrevo sobre empreendedorismo e marketing digital porque acredito no poder das histórias.

Se você quiser ler outros conteúdos meus é só clicar aqui ;)