Como usar o Marketing Reverso para atrair clientes

Como usar o Marketing Reverso para atrair clientes

Usar o Marketing Reverso no seu negócio é a melhor maneira para deixar o seu cliente mal acostumado. 

E quando eu digo mal acostumado é no bom sentido.

Isso significa deixar o comprador tão encantado pela sua marca que é ele quem, literalmente, passa a correr atrás do que você tem para vender. 

Só que esse tipo de resultado não acontece do nada, você precisa usar as estratégias certas se quiser chegar lá.

Você precisa garantir uma experiência incrível, desde o primeiro momento, para quem entra em contato com a sua empresa. 

Por que é essa excelência que vai deixar a pessoa mal acostumada e vai estimulá-la a te procurar novamente. 

Para descobrir como é possível atrair clientes usando o marketing reverso, você só precisa continuar comigo até o final deste artigo porque eu vou te mostrar:

  • O que é marketing reverso;

  • Qual é a diferença para a antipropaganda e a engenharia reversa;

  • Como o marketing reverso funciona;

  • Principais benefícios;

  • Exemplos de campanhas; e

  • 6 Dicas para usar o marketing reverso no seu negócio. 

Vamos começar?!

O que é marketing reverso?

O que é marketing reverso

O marketing reverso é o conjunto de estratégias que visa atrair o consumidor até o seu negócio. 

Também conhecido como publicidade reversa, a ideia desse conceito não é correr atrás do cliente, mas despertar o interesse dele pelo que você vende de forma mais natural.

Sem tentar forçar uma venda. 

Em vez disso você apresenta a solução para um determinado problema ou uma maneira para que o seu público-alvo chegue mais perto de realizar um sonho.

A grande sacada é ser sutil e demonstrar os benefícios do seu produto ou serviço, bem como aguçar a curiosidade e o desejo.

Assim, você permite que as pessoas descubram por conta própria que precisam do que você tem a oferecer. 

Embora o objetivo deste artigo seja te mostrar como o seu negócio pode atrair compradores usando as táticas certas.

Vale lembrar que o marketing reverso também é utilizado nos mercados B2B, sigla para business to business. Isso quer dizer empresas que vendem para empresas. 

Nesse caso, a sua empresa enquanto compradora pode tomar a iniciativa de procurar um fornecedor capaz de atender às suas necessidades

Isso pode te ajudar a diminuir os custos ou encontrar uma parceria para desenvolver um produto ou serviço sob medida.   

Além de saber o que é marketing reverso, também é importante que você entenda como ele é diferente de outras estratégias. 

Qual é a diferença entre marketing reverso e antipropaganda?

Qual é a diferença entre marketing reverso e antipropaganda

Para aplicar corretamente o marketing reverso na sua empresa, primeiro você precisa saber o que separa essa estratégia da antipropaganda. 

Enquanto esse marketing utiliza uma abordagem diferente para destacar os benefícios e vantagens do que você vende para o consumidor. 

A antipropaganda ressalta os malefícios ou defeitos de um produto ou serviço por meio de uma campanha ou anúncio

A ideia é desestimular a compra ou consumo de um item específico. Um dos exemplos mais famosos é o do tabaco. 

Todos os anos, tanto no Brasil quanto redor do mundo, milhares de propagandas de conscientização são veiculadas nas mais diversas mídias

Como esse comercial feito pela Organização Mundial de Saúde em 2018. 

O objetivo é diminuir o consumo de cigarro ao mostrar como o uso pode ser prejudicial e arriscado. 

Mas a antipropaganda não é a única estratégia que você precisa conseguir distinguir.   

O que diferencia o marketing reverso e a engenharia reversa?

O que diferencia o marketing reverso e a engenharia reversa

Agora que você já viu por que o marketing reverso e a antipropaganda não são a mesma coisa, vale ressaltar quais são as diferenças entre ele e a engenharia reversa. 

Como eu te falei antes, o objetivo deste tipo de marketing é fazer com que o cliente procure o seu negócio por meio da aplicação de estratégias de atração.

Já a engenharia reversa é um processo para descobrir a composição e o funcionamento de um produto ou sistema.

Funciona assim: Você analisa a estrutura e operação de um dispositivo para verificar do que é feito e como funciona.

Com os dados em mãos é possível não apenas replicar o produto, mas desenvolver uma versão nova e melhorada dele. 

Essa é uma prática comum entre empresas que querem descobrir os segredos da concorrência sem precisar investir muito em pesquisa

Embora, na maioria dos casos, essa ação não seja considerada ilegal, existem opiniões controversas do ponto de vista ético. 

Agora, que você já pode distinguir o marketing reverso de outras estratégias, está na hora de saber  como ele opera. 

Como o marketing reverso funciona?

Como o marketing reverso funciona

Para colocar o marketing reverso em prática, você precisa chamar a atenção do seu cliente para ter a chance de desenvolver um relacionamento com ele.

Uma das maneiras mais eficiente para alcançar esse objetivo é a criação de conteúdos especialmente pensados para o seu público. 

O mais importante é que os assuntos que você aborde sejam capazes de amenizar as dores ou ajudar sua persona (uma espécie de cliente ideal) a alcançar um objetivo.

Assim, aos poucos você aumenta a consciência dessas pessoas sobre as vantagens do que você vende e desperta um sentimento de reciprocidade.

Isso quer dizer que a pessoa se sente agradecida pelo que recebeu e com vontade de retribuir. 

O que aumenta as chances de ela voltar a consumir o que você produz e, quando chegar o momento certo, comprar o seu produto ou serviço. 

Principais benefícios do marketing reverso

Principais benefícios do marketing reverso

Depois de saber sobre o funcionamento do marketing reverso, chegou o momento de você conhecer as vantagens que ele pode oferecer para o seu negócio. 

1. Fortalece a sua marca

Quando você desenvolve, corretamente, estratégias capazes de atrair o público, um dos efeitos gerados é o aumento do alcance da sua marca.

Ou seja, mais pessoas vão ter a oportunidade de encontrar o conteúdo que você produz sobre assuntos que interessem a elas.

Seja porque você vai colocar as suas produções onde elas possam ser encontradas, seja porque as pessoas podem compartilhar algo que foi útil para elas com amigos e familiares. 

Além de aumentar as chances do seu negócio ser descoberto por mais potenciais clientes, você também passa a ser reconhecido como especialista.

Alguém que é referência no seu nicho de mercado, confiável e que realmente sabe do que está falando.

Por isso, essa é uma forma eficiente de fortalecer a sua marca.  

2. Melhora o relacionamento com o cliente 

Ao aplicar o marketing de referência, a sua empresa deixa de ser vista como um negócio cujo objetivo é apenas vender.

Quando você oferece conteúdo de valor que realmente ajuda as pessoas, o seu negócio passa a ser reconhecido como útil e importante. 

Assim, você cria uma relação mais próxima com o consumidor, que é capaz de perceber que você está de fato tentando ajudá-lo a solucionar um problema.

Isso promove a melhoria no relacionamento que o seu negócio tem com os clientes, o que contribui para fidelizar o comprador, aumentar o lifetime value e o ticket médio.   

3. É mais amigável 

Como o objetivo do marketing reverso não é forçar uma venda a qualquer custo, mas ajudar o potencial cliente, também existe o benefício de ser menos invasivo.

Uma vez que o consumidor não se sente pressionado como tende a acontecer nos anúncios tradicionais.

Pelo contrário, investindo nas ações certas é possível que o seu negócio faça parte da rotina de uma pessoa de forma mais espontânea e natural.

Isso aumenta a probabilidade do seu negócio ser escolhido quando ela for realizar uma compra. 

Para você ter uma ideia mais realista de como isso funciona na prática, agora eu vou te mostrar exemplos de empresas que usam o marketing reverso. 

Exemplos de campanhas de marketing reverso

Exemplos de campanhas de marketing reverso

Nem sempre é fácil imaginar como uma estratégia funciona, por isso eu separei 3 exemplos de empresas que apostaram em campanhas de marketing reverso. 

Dove

Já faz algum tempo que a Dove tenta inovar e lança vídeos que apelam para a emoção do espectador. 

Na campanha “retratos da real beleza”, por exemplo, a empresa mostra mulheres que se descrevem para um retrato falado.

Em seguida, o especialista cria uma imagem da mesma mulher, a partir da percepção de alguém próximo a ela, depois os dois desenhos são comparados.

A ideia é mostrar que a maioria das mulheres não consegue enxergar a própria beleza e melhorar a autoestima delas, não vender um produto específico.  

Nike

Para reforçar a conexão com a população brasileira, a Nike criou um vídeo que mostra brasileiros jogando futebol em vários contextos. 

Onde a mensagem principal não é incentivar uma compra, mas sim a frase “ouse ser brasileiro”. 

Walmart

Produzido pelo Walmart Canadá, o filme mostra os desafios diários enfrentados por mães, ao invés de uma abordagem agressiva para mostrar o que é vendido na loja ou anunciar uma promoção.

O foco é a experiência o consumidor.

A marca aparece apenas nos momentos finais, quando a mãe vai fazer compras para a festa de aniversário da filha.

 

6 dicas para usar o marketing reverso no seu negócio

6 dicas para usar o marketing reverso no seu negócio

Depois de conhecer empresas que empregam o marketing reverso como estratégia, chegou a hora de ver como é possível colocá-lo em prática. 

Agora é o momento de você conferir 5 dicas para atrair cada vez mais clientes. 

1. Avalie o seu negócio

Antes de colocar a mão na massa, é preciso saber em que tipo de terreno você está pisando.

Por isso, faça uma ampla avaliação interna e uma pesquisa externa para descobrir como a sua empresa, produto ou serviço são percebidos pelo público.

Assim, você fica sabendo o que está dando certo e o que pode ser melhorado. Não adianta atrair um monte de potenciais clientes se eles não encontrarem aquilo que precisam. 

Também é muito importante conhecer as dores e sonhos do seu público-alvo para estabelecer uma comunicação eficiente.  

E como em qualquer estratégia de marketing digital, você precisa definir metas e objetivos para avaliar seus resultados de forma prática. 

Essa também é uma ótima oportunidade para ajustar o posicionamento da sua marca aos valores que você deseja transmitir. 

Se quiser saber mais sobre esse assunto, confira o artigo posicionamento de marca: como fazer a sua ser o centro das atenções para o público, que eu fiz aqui pro blog do KP. 

2. Conheça bem o seu público-alvo 

Em seguida, é hora de conhecer a fundo o seu público-alvo, ou seja, aqueles consumidores que você quer impactar. 

Assim, você pode otimizar a sua estratégia para atender aos desejos e demandas, além de oferecer soluções para os problemas enfrentados por ele. 

Para ter sucesso, é necessário que o seu produto ou serviço proporcione valor e satisfação ao comprador. 

Se quiser se aprofundar no assunto, confira o artigo público-alvo: o que é, tipos, como definir seu público e exemplos, escrito pelo Hugo

3. Peça permissão para entrar em contato

Como a ideia do marketing reverso é ser o menos invasivo possível, é fundamental que estar em contato com o seu negócio seja uma escolha do cliente.

Por isso, peça permissão para cadastrá-lo na sua lista de emails e facilite a saída, caso esse seja o desejo dele.

Além de fazer anúncios mais sutis, você também pode criar uma publicidade “pulável” no YouTube, por exemplo. 

4. Invista em conteúdo 

Invista em conteúdo

Se você acompanha o blog do KP há algum tempo, já deve ter percebido que a gente sempre fala sobre a importância de produzir um bom conteúdo. 

Isso porque esta é uma das maneiras mais eficientes para atrair uma audiência interessada no que você tem a oferecer.

O fato é que se você publicar os tipos certos de conteúdo, na frequência adequada, você pode ao mesmo tempo ampliar o seu público e aprofundar a sua relação com ele. 

Eu estou falando de conteúdo raiz e conteúdo nutella.Se você ainda não conhece esses termos, calma que eu explico. 

Conteúdo raiz é um conteúdo denso, de mais de 30 minutos e por isso mesmo mais difícil de ser consumido que te ajuda a aumentar a sua autoridade.

Já o conteúdo nutella é mais curto, atraente para uma audiência que ainda não te conhece tão bem e fácil de digerir, ou seja, mais fácil de ser compreendido. 

Além disso, o nutella deve ser um trecho de um dos seus conteúdos raízes, isso empresta mais credibilidade para o conteúdo e deixa a pessoa com gostinho de quero mais. 

A grande sacada é que quando a sua audiência precisar de uma refeição mais nutritiva, o que significa uma informação mais completa, ela vai recorrer ao seu conteúdo raiz. 

O ideal é que você publique pelo menos dois raízes e sete nutellas por semana. 

Assim você atrai novos públicos constantemente e mantém contato diário com a sua audiência.

Para te ajudar a desenvolver conteúdos realmente capazes de atrair novos clientes para o seu negócio, eu separei 3 artigos que podem ser úteis nessa hora: 

5. Tenha uma estratégia de SEO

Se você ainda não está familiarizado com esse termo, SEO significa Search Engine Optimization ou otimização para motores de busca.

O principal objetivo é aparecer na primeira página dos buscadores, como o Google, por exemplo. 

Assim você consegue atrair tráfego orgânico para o seu site ou blog e ampliar o seu número de potenciais clientes. 

Por isso, eu separei 3 artigos que podem ser úteis na hora de colocar a sua estratégia de SEO em ação:

6. Tenha uma landing page

Landing page é um tipo de página focada em conversão e a maneira mais eficiente para captar leads na internet. 

Leads são potenciais clientes que te deram uma forma de contato, como o email, em troca de uma recompensa de alto valor como um ebook, whitepaper ou webinário

A partir daí, você pode construir um relacionamento com essas pessoas para que, futuramente, elas se tornem clientes efetivos. 

Agora, se você não sabe como criar uma landing page de alta performance, o Klickpages é o seu melhor aliado. 

Com o KP, você consegue criar as suas páginas em apenas 3 passos simples:

  • Escolha seu modelo: conheça opções de alta conversão comprovadas por testes.

  • Divirta-se customizando a sua página: edite textos, cores e imagens, além de ocultar os elementos que você não queira.

  • Publique: com tudo pronto, é só publicar no seu próprio domínio, sem custos adicionais de hospedagem. 

Viu como é fácil?!

Conclusão

Conclusão marketing reverso

Neste artigo eu te mostrei que o marketing reverso é a melhor maneira para deixar o seu cliente mal acostumado. 

Ou seja, tão encantado pela sua marca que é ele quem corre atrás do seu negócio. Isso porque você viu o que é e como o marketing reverso funciona.

Eu te mostrei também o que diferencia esse tipo de marketing da antipropaganda e da engenharia reversa. 

Você conferiu ainda quais são as vantagens que ele pode trazer para o seu negócio, como o fortalecimento da sua marca.

Eu ainda te apresentei 3 exemplos de marketing reverso, como a campanha “retratos da real beleza” feita pela Dove. 

Além de 6 dicas para colocar em prática no seu negócio, como o investimento em conteúdo de alto valor. 

Você já usa o marketing reverso no seu negócio?

Me conta o que achou do artigo nos comentários! 😉   

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS!

Sobre o Autor

Adriana Carvalho

Apesar de ter os dois pés bem plantados na realidade, adoro me transportar para os universos da fantasia como Nárnia, Terra Média e Hogwarts. Sou apaixonada por viagens, livros, filmes e pessoas, não necessariamente nessa ordem (hahahaha). No time de conteúdo do Klickpages, escrevo sobre empreendedorismo e marketing digital porque acredito no poder das histórias.

Se você quiser ler outros conteúdos meus é só clicar aqui ;)