O que é Long Tail e como escolher as melhores palavras-chave

O que é Long Tail e como escolher as melhores palavras-chave

Se a sua estratégia de marketing de conteúdo não vem dando os resultados esperados, talvez falte explorar as vantagens de uma long tail.

Como você deve saber, a escolha das melhores palavras-chave é o que gera tráfego ao site e atrai visitantes qualificados, que são aqueles realmente interessados no que você tem a oferecer.

O problema é que tem muita gente desejando o mesmo que você, produzindo conteúdo com objetivos idênticos aos seus.

Diante de tamanha concorrência, surge a necessidade de ser cada vez mais pontual, solucionando uma demanda específica do usuário.

E é disso que se trata o uso da long tail no marketing.

Mas se você não entende bem o conceito, não se preocupe.

Este é o artigo mais completo que você vai encontrar sobre o tema.

A partir de agora, vamos explicar o que são as palavras-chave long tail e head tail, como se dá a aplicação de long tail em SEO, seus benefícios e critérios para escolher os termos a utilizar nos conteúdos que produz.

Vamos começar?

O que é long tail?

O que é long tail?

Long tail é uma palavra-chave de cauda longa, ou seja, uma expressão de busca realizada pelo usuário em mecanismos como o Google que conta com quatro ou mais termos.

Por suas características, ela revela uma pesquisa muito mais específica do que seria ao usar apenas uma palavra.

Por exemplo, ao digitar “marketing” na caixa de buscas do Google, o usuário recebe resultados bastante genéricos.

Eles podem estar relacionados a variáveis diversas, como ao conceito de marketing, tipos de marketing, técnicas de marketing, entre outras possibilidades.

Já ao buscar por “como fazer marketing digital”, ele obtém um retorno muito mais específico, concorda?

Na prática, é a forma de ir direto ao ponto.

Embora estejamos explicando o conceito pelo ponto de vista do usuário, ele é de total interesse de marcas e empresas em suas estratégias de marketing de conteúdo.

Afinal, é através de long tails que se pode encontrar palavras-chave o mais específicas possíveis de acordo com o seu nicho de mercado, soluções que oferece e interesses do público-alvo.

Isso fica mais claro ao entendermos as diferenças para os demais formatos de palavra-chave, que é o assunto do próximo tópico.

Qual a diferença entre long, mid e head tail?

Qual a diferença entre long, mid e head tail?

Como você pode ver, estamos falando de termos em inglês, mas que são facilmente compreendidos e adaptados às estratégias de empresas brasileiras.

Long tail, como já explicado, são as palavras-chave mais extensas, com pelo menos quatro termos.

Desse modo, mid tail, que também pode ser chamada de short tail, são as palavras-chave curtas ou médias, que têm entre dois e três termos no máximo.

Já as head tails são formadas por uma única palavra.

Vamos a exemplos?

  • Head tails: “marketing”, “gestão”, “planejamento

  • Mid tails: “o que é marketing”, “gestão empresarial”, “planejamento estratégico

  • Long tails: “como fazer marketing em empresas”, “melhores ferramentas de gestão para empresas”, “dicas para fazer planejamento estratégico”.

Ficou claro?

Contudo, a diferença entre elas não é apenas conceitual, mas principalmente de abordagem.

Como características, uma head tail possui um volume de buscas no Google e em outros mecanismos muito maior do que outras.

E isso leva a outra de suas particularidades, que é a alta concorrência.

Ou seja, como é uma palavra-chave com milhares ou até milhões de buscas mensais, ser encontrado a partir dela significa atrair muitos visitantes para o seu site ou blog.

Por outro lado, há muito mais competidores para esse tipo de termo.

Volume de buscas e concorrência são parâmetros que vão caindo à medida que a palavra-chave se torna maior.

Isso significa dizer que as mid tails têm menos buscas e concorrências que as head tails, porém mais que as long tails.

Depois de entender tudo isso, vem a dúvida: por que é importante saber tudo isso e de que forma isso se aplica na prática?

Vamos compreender melhor no tópico a seguir.

Como a long tail se aplica no SEO?

Como a long tail se aplica no SEO?

SEO significa Search Engine Optimization, expressão que pode ser traduzida como otimização para mecanismos de busca.

Resumidamente, é um trabalho que envolve o desenvolvimento de um site ou blog e a produção de conteúdo para ele com técnicas para melhor posicioná-lo no Google e ferramentas do tipo.

Ou seja, quando um usuário pesquisa por determinada palavra-chave relacionada ao seu negócio, uma estratégia de SEO bem feita pode garantir que ele dê de cara com o seu conteúdo.

E por estratégia bem feita, devemos entender se colocar nas primeiras posições do Google, de maneira imprescindível na primeira página de resultados oferecida pelo buscador.

Entendido esse ponto, qual a relação entre SEO e long tail?

Como já dito, as palavras-chave de cauda longa tem um menor volume de buscas.

Logo, oferecem um potencial limitado de atração de visitantes para o seu site.

Por outro lado, como possuem menor concorrência, a sua missão de alcançar o topo do Google se torna menos inglória.

Em bom português: é muito mais fácil ficar nas primeiras posições para determinada busca que usa long tails do que em mid e, especialmente, em head tails.

Isso sem contar que a chance de captar a essência do que o usuário deseja e alcançar conversões com seu conteúdo é muito maior.

Basta imaginar que tipo de informação de valor você entregaria para a pesquisa “planejamento” na comparação com “dicas para fazer planejamento estratégico”.

O mesmo conteúdo, ainda que com grande qualidade e relevância, encontraria muito mais dificuldade para posicionar bem a primeira palavra-chave em uma estratégia de SEO.

Isso ocorre porque o sucesso junto ao Google implica em entregar a melhor resposta possível a uma busca determinada.

E, considerando o exemplo apresentado, provavelmente, quem pesquisa por “planejamento” deseja saber muito mais do que dicas para fazer planejamento estratégico.

Faz sentido, não?

Sua preocupação, então, deve ser encontrar as melhores palavras-chave long tail para se posicionar bem nas buscas e, assim, atrair tráfego qualificado para o seu site.

Se conseguir isso, os resultados da sua estratégia de SEO serão muito melhores.

No próximo tópico, vamos explicar justamente como você pode escolher os termos ideais para trabalhar no conteúdo que oferece.

Como descobrir os termos que o usuário utiliza?

Como descobrir os termos que o usuário utiliza?

Seja para usar head, mid ou long tail em seções do site ou em artigos no blog, o sucesso da estratégia depende de encontrar as palavras-chave certas.

São os termos relacionados à sua marca, empresa ou soluções que ela oferece que os usuários buscam em uma pesquisa na web.

Isso significa localizar potenciais interessados no seu negócio, aqueles que estão utilizando a internet justamente para ter a resposta que consideram ideal para as suas necessidades.

Felizmente, a tecnologia é grande aliada da sua estratégia neste momento.

Há ferramentas que monitoram as pesquisas feitas pelos usuários e podem apresentar o número mais próximo do real quanto ao total de vezes que uma determinada palavra-chave é buscada em um mês.

Dedicar-se a essa tarefa é fundamental, especialmente para determinar com exatidão a melhor long tail a utilizar.

Para sua melhor compreensão, vamos voltar ao exemplo já apresentado, que considera a palavra-chave “dicas para fazer planejamento estratégico”.

Será que esse é um bom termo para você utilizar?

OK, talvez seja.

Mas será que é o melhor?

Vale ir a fundo na sua pesquisa para escolher a palavra-chave long tail ideal, mais apropriada para os seus interesses e com maior número de buscas.

Veja só alguns exemplos de termos relacionados possíveis:

  • quais são as etapas do planejamento estratégico

  • exemplo de planejamento estratégico de uma empresa

  • como elaborar um planejamento estratégico

  • como montar um planejamento estratégico

  • como fazer um planejamento estratégico passo a passo

Ainda que o conteúdo oferecido seja o mesmo, acertar na palavra-chave a utilizar é o que faz toda a diferença para se posicionar bem ou mal no Google.

E vamos combinar que de nada adianta criar um conteúdo matador se ninguém encontrá-lo, não é mesmo?

Vamos conhecer, então, algumas ferramentas que podem ajudá-lo a encontrar as melhores long tails.

Google Keyword Planner

Google Keyword Planner

O planejador de palavras-chave do Google é uma ferramenta básica, mas que serve muito bem como ponto de partida para a sua estratégia.

Oferecida gratuitamente pelo buscador, pode ser utilizada tanto para esforços de SEO e marketing de conteúdo, quanto para atrair tráfego pago, já que funciona como um recurso do Google Adwords.

Além de identificar o volume de buscas para uma palavra-chave, você encontra ali sugestões de outros termos a utilizar e o interesse dos usuários sobre eles.

Para usar, você precisa acessar este site e, com uma conta Google, iniciar a sua pesquisa pelos termos mais interessantes.

O Keyword Planner retorna com uma média de buscas mensais não tão precisa.

Em geral, posiciona os resultados entre mil e 10 mil, entre 10 mil e 100 mil e entre 100 mil e 1 milhão, por exemplo.

Ainda assim, como já dito, serve como uma primeira ferramenta para usuários menos avançados, que estão iniciando a sua estratégia.

SEMRush

O SEMRush faz o mesmo que o Google Keyword Planner, mas de forma melhor e mais completa.

Não por acaso, ele não é gratuito, mas é um investimento que pode valer a pena se você souber explorar todo o potencial da ferramenta.

Nela, o volume de buscas é mostrado com um maior grau de precisão, assim como há melhores sugestões de palavras-chave relacionadas.

Outro ponto a destacar é que o SEMRush tem recursos adicionais para a gestão de seu site ou blog.

Ele monitora o desempenho de suas publicações e permite fazer o mesmo com o conteúdo de sites concorrentes, que são aqueles que disputam posições no Google para as mesmas palavras-chaves.

Para utilizar a ferramenta, você pode acessar este site e experimentar.

AnswerThePublic.com

Esta é uma ferramenta bastante simples, mas não menos eficaz.

Basta digitar o termo que você pretende trabalhar para ela retornar com as dúvidas mais comuns dos usuários relacionadas a eles.

Para encontrar sugestões de long tails, é uma plataforma realmente poderosa.

Mesmo que você digite apenas uma head tail na pesquisa, vai receber como resultado uma série de possibilidades de uso de palavras-chave cauda longa.

Você pode utilizar gratuitamente, mas há recursos adicionais liberados apenas para assinantes.

Só mesmo usando na prática para entender como ela pode ajudar em sua estratégia.

Para isso, acesse o site.

Benefícios da long tail

Benefícios da long tail

Você talvez já tenha compreendido que vale a pena apostar em long tails para qualificar a sua estratégia.

Mas para que não restem dúvidas, vamos relacionar agora os principais benefícios que elas agregam.

Custo-benefício atraente

Como há menor concorrência, investir em long tails para direcionar tráfego pago para o seu site custa menos e ainda traz resultados mais efetivos.

Basta lembrar que os anúncios exibidos no alto do Google, por exemplo, podem ser cobrados conforme o número de cliques que recebem.

E como são exibidos para um menor número de usuários, acabam sendo menos clicados.

Por outro lado, a chance de interesse real no usuário que clica no anúncio é bem maior.

E isso nos leva ao próximo benefício.

Maior taxa de conversão

Seja através de tráfego pago ou gratuito, ao usar long tails, você eleva as chances de entregar ao usuário o conteúdo exato que ele procura.

É a melhor forma de casar a sua oferta com o interesse do público.

Já quando trabalha exclusivamente com head tails, pode acabar atraindo muita gente que não está exatamente procurando o conteúdo ou as soluções que você oferece.

Nesse caso, em vez da conversão, ocorre uma rejeição.

É importante ter essa consciência, pois pode parecer um erro preferir utilizar um termo com mil buscas a outro com 10 mil, por exemplo.

Mas você precisa levar em conta que, nesse caso, uma taxa de conversão de 20% para a long tail gera mais conversões do que uma taxa de 1% para outra palavra-chave.

Qualifica a pesquisa por voz

Outro fator importante a considerar é que, cada vez mais, a pesquisa por voz vai substituindo a sua versão digitada.

Isso acontece especialmente a partir das facilidades de busca com smartphones, nos quais o usuário mais rapidamente obtém respostas falando com o aparelho do que digitando no Google.

E há uma característica importante da pesquisa por voz que é o uso preferencial de long tails.

Afinal, o usuário se comporta como se estivesse fazendo um questionamento a uma pessoa real.

Ele não falar ao aparelho apenas “marketing”, por exemplo.

Obviamente, vai perguntar algo como “quais são os tipos de marketing”.

É aí que a sua estratégia voltada ao uso de long tails só tem a ganhar.

Maior facilidade para aparecer como featured snippets

Featured snippets são os textos destacados em uma caixa no alto da primeira página do Google, o que aparece para eventuais pesquisas.

Em linhas gerais, são mostrados pelo buscador sempre que o usuário faz uma pesquisa na forma de pergunta.

Ou seja, “o que é”, “como fazer” e por aí vai.

Para determinar o que merece estar naquele espaço destacado, que não por acaso recebe o nome de posição zero, o Google avalia a melhor resposta, o que quase sempre depende do uso de uma long tail.

Comece a capturar leads hoje mesmo com o Klickpages

Comece a capturar leads hoje mesmo com o Klickpages

Depois que o usuário chega ao seu site ou blog a partir do Google, o que você faz para iniciar um relacionamento com ele?

Essa é uma oportunidade e tanto para fazer do visitante um lead, que é um potencial cliente, alguém que inicia a sua jornada para mais à frente efetivar uma compra.

Não sabe como?

Conforme conversa com ele em artigos ou ao apresentar promoções, você não pode perder a chance de obter seu contato para, depois, promover abordagens mais direcionadas.

É possível fazer isso a partir de um convite para assinar uma newsletter, para receber novidades por e-mail, para baixar um e-book ou mesmo se inscrever em um curso gratuito.

Um link ou banner no artigo serve para esse objetivo.

Seja qual for a ação, caprichar na landing page aumenta muito a chance de confirmar as conversões desejadas.

Para tanto, o Klickpages é a ferramenta ideal.

Confira agora os três passos básicos para criar a sua:

  1. Escolha seu modelo: veja opções de alta conversão comprovada por testes.

  2. Customize a página: feita a escolha, edite os textos, as cores e as imagens, além de ocultar elementos que pouco agregam.

  3. Publique: ao final, é só publicar no seu próprio domínio, sem custos adicionais de hospedagem.

Conclusão

Long Tail Conclusão

Você conheceu neste artigo o que é long tail, suas características e diferenças para mid e head tails, vantagens e aplicações em estratégias de marketing de conteúdo e SEO.

Esse é um conhecimento importante para você alcançar resultados melhores com as suas publicações, especialmente através de artigos em blogs.

Se você quer aproveitar o tráfego gerado a partir de buscas no Google, seja ele pago ou gratuito, não dá para deixar de considerar o uso de long tails.

Isso vale para projetos de conteúdo novos ou mesmo que já contam com uma grande quantidade de textos publicados.

Sempre há oportunidades geradas a partir de novas long tails.

Então, siga monitorando o que a audiência deseja para caprichar na oferta que entrega a ela.

E não esqueça que, para fazer do visitante do seu site um lead, a melhor ferramenta é o Klickpages e suas poderosas landing pages.

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS!

Sobre o Autor

Hugo Rocha é co-fundador da Ignição Digital e do Klickpages. Já atuou diretamente nos bastidores dos maiores lançamentos digitais do Brasil. Atualmente está a frente da equipe de tráfego e crescimento da Ignição Digital e Klickpages liderando pessoalmente mais de R$ 4 milhões de reais em investimento em tráfego nos últimos 12 meses com ROI acima de 300%.