Instant Articles: a ferramenta para alcançar seu público 10 vezes mais rápido

Instant Articles: a ferramenta para alcançar seu público 10 vezes mais rápido

Não é pegadinha, não é história de pescador. Com os Instant Articles, seu conteúdo chega até seu público tão rápido quanto um foguete.

Tão rápido que o público nem tem tempo de piscar ou pensar em fechar a página.

O que se traduz em um conteúdo com 70% mais chances de ser lido até o final.

E conseguir que o conteúdo seja entregue rápido e lido da primeira até a última linha é fundamental para o tráfego da sua página.

Porque ninguém tem paciência para esperar uma página carregar.

Pense na sua própria experiência, por exemplo.

Quantas vezes você já desistiu de consumir algum conteúdo só porque o site não abriu na hora?

Eu já fiz isso tantas vezes que já perdi as contas. Posso ter perdido conteúdos incríveis por conta disso, mas sei que não estou sozinho.

Quem está dizendo isso não sou eu, é o Google.

Ele percebeu que uma página que demora mais de 10 segundos para carregar tem 120% mais rejeição.

As pessoas simplesmente abandonam a página.

Daí o Facebook criou uma ferramenta para resolver esse problema dentro da própria rede social.

E foi aí que os Instant Articles ou Artigos Instantâneos entraram em cena.

Quando você está no Facebook e clica em algum link que usa essa ferramenta, o conteúdo carrega automaticamente. Na mesma hora.

Aí não corre o risco de ninguém sair correndo porque o site não abre.

Se você tem interesse em entregar conteúdo 10 vezes mais rápido para o público, aumentando o tráfego da sua página e o consumo do que você produz…

Hoje é seu dia de sorte.

Porque nas próximas linhas, você vai ver:

  • Como os Instant Articles funcionam;

  • Quais as vantagens dela para o seu negócio;

  • Será que é bom demais para ser verdade?

  • Usar ou não usar, eis a questão

  • Os passos para aplicar os Instant Articles no seu negócio.

Depois desse artigo, você terá todas as informações que precisa para colher os frutos de usar essa ferramenta no seu negócio.

É só continuar aqui comigo. 😉

Como os Instant Articles funcionam

Como os Instant Articles funcionam

A primeira coisa que eu pensei quando descobri sobre o Instant Article foi: como esse negócio funciona? Qual é o mistério por trás?

O ‘truque’ é bem simples, na verdade. O que acontece é que os artigos são pré-carregados enquanto você navega pelo Facebook.

Aí, quando clica em um, ele já está prontinho para ser lido.

Se isso já é bom para você como leitor, imagine o que isso significa para o seu negócio.

Como tudo já é pré-carregado, você não precisa se preocupar se a imagem que colocou no artigo vai abrir, se o vídeo vai travar.

Porque você tem a garantia dos Artigos Instantâneos de que vai dar tudo certo.

Aí você tem mais liberdade para usar outros recursos no seu conteúdo

Além do texto, como imagens de alta qualidade, vídeos, mapas interativos. Ou seja, você pode tornar seu conteúdo muito mais completo, interessante e atraente para o usuário, com:

  • Vídeos que iniciam automaticamente;

  • Imagens que ampliam quando você clica nelas;

  • Imagens que você pode arrastar para ver detalhes;

  • Mapas interativos que carregam sem dificuldade.

É bom lembrar que os Instant Articles não fazem milagres. Se a internet do usuário for ruim, pode ser que trave ou demore um pouco para carregar.

Nesse vídeo, dá para ver na prática como tudo o que eu falei funciona.

Mas não é só isso. A grande sacada dos artigos instantâneos não é só que eles são, obviamente, instantâneos.

É também que o usuário nunca deixa o Facebook quando abre uma publicação que usa essa ferramenta

Porque quando ele clica no conteúdo, a página carrega dentro do aplicativo Facebook. Não é direcionada para o navegador.

Claro que isso ajuda na velocidade que o site carrega.

Mas também é muito interessante para a rede social, porque ela não perde tráfego. Ou seja, ela não perde os visitantes dela para outro site.

Além disso, as páginas que usam essa ferramenta ficam com um formato pré-definido (que você pode personalizar, como vou te falar daqui a pouco).

E esse formato é otimizado para mobile

O que significa que é completamente adaptado para a tela do celular ou do tablet.

Porque aí está outra característica fundamental dos Instant Articles: eles só funcionam em celulares ou tablets. Para quem usa computador, a experiência continua a mesma de sempre.

Mas por que o Facebook resolveu criar uma ferramenta que só funciona em dispositivos móveis?

Vou te responder com outra pergunta: você acessa mais a internet pelo celular ou pelo computador (fora do trabalho)?

Eu arrisco dizer que é pelo celular. Porque essa é a opção favorita de 52% das pessoas na hora de entrar na internet.

O próprio Facebook é uma prova disso: 95% (!!!) dos usuários entram nessa rede social pelo celular ou tablet. É muita gente.

Então faz todo o sentido que eles invistam em formas de tornar a experiência do usuário no celular cada vez mais atraente.

Essa foi uma grande sacada do time do Mark Zuckerberg.

Porque, se o Facebook fica mais interessante, as pessoas continuam usando a rede social. Tanto as empresas têm interesse em divulgar conteúdo lá quanto o público tem interesse de ler.

Mas não é AMP

Se você acompanha o blog, talvez tenha um deja vu.

Porque o que eu estou falando parece muito esse outro artigo aqui, sobre a AMP do Google. Mas não são a mesma coisa.

A AMP foi pensada para melhorar o ranqueamento das páginas que usam esse recurso e, por consequência, aumentar o tráfego orgânico.

Já os Instant Articles são uma jogada do Mark Zuckerberg, dono do Facebook, para que os usuários realmente leiam os artigos publicados na rede.

O que aumenta o tráfego no Facebook e incentiva que as empresas continuem usando a rede social.

Como eu sei quando é um Artigo Instantâneo?

Simples. Conteúdos que usam essa ferramenta estão sinalizados com um símbolo de raio acima do título, como nesse exemplo do BuzzFeed.

Instant Articles Buzzfeed

Dito isso, está na hora de ver as vantagens dessa ferramenta.

Vantagens dos Instant Articles

Essa ferramenta funciona naquele esquema de todos ganham. É bom para os empreendedores, para o público e para o próprio Facebook.

Nas próximas linhas você vai ver os motivos.

Para a sua marca

Quando você se preocupa com entrega instantânea, num formato mais fácil e agradável de ler, seu conteúdo se torna mais atraente para o público.

Isso é ótimo para as empresas.

Só que, quem precisa alcançar o público certo organicamente sem investir grana em campanhas, tem um grande desafio.

Esse desafio é… alcançar o público organicamente sem investir grana em campanhas.

Sim, por mais óbvio que pareça.

Se não faz sentido ainda, pensa comigo. São mais de 2 bilhões (!!!) de usuários no Facebook.

Imagine chegar até seu público sem uma ajudinha de campanhas pagas (que têm opções de segmentação, por exemplo).

É tipo encontrar uma agulha no palheiro.

Mas os Instant Articles podem ajudar nesse processo. Não é que eles vão procurar seu público por você. Não é isso.

O lance é o conteúdo de quem usa essa ferramenta tem 30% mais compartilhamentos do que quem não usa.

Isso aumenta o seu alcance. Mais pessoas verão seu conteúdo. O que significa mais visibilidade para sua marca.

Mas não é só isso.

O Facebook usa a URL (link) original da sua página para carregar o conteúdo e isso permite que o Google reconheça o tráfego dos artigos lidos pelo Instant Articles.

Além disso, a ferramenta entende como as pessoas interagem com seu conteúdo.

Ou seja, ela faz análise de dados para você saber quais publicações o público aceitou melhor, quais não foram muito boas, se as pessoas abandonaram no início ou leram até o final.

Para qual tema você deveria dar mais atenção, qual é melhor deixar um pouco de lado.

Você pode coletar esses dados na própria rede social.

Tudo para te incentivar a publicar mais artigos com melhor desempenho (engajamento, aumento nos acessos e compartilhamentos).

O que é bom para sua marca, mas também bom para o Facebook, porque aumenta o tráfego dentro da plataforma.

Para o público

Quando eu penso em Instant Articles, já imagino uma cena mais ou menos assim.

Instant Articles Para o Público

Essa ferramenta torna o conteúdo atraente para o usuário, assim como o cheirinho de comida fresquinha e gostosa.

A leitura é mais rápida, agradável, imersiva e com formato otimizado para mobile.

Os artigos, fotos, vídeos e mapas abrem instantaneamente.

E o melhor: sem nem sair do aplicativo do Facebook, o que não prejudica a navegação na rede social.

Isso se traduz em uma experiência do usuário muito positiva. Quem abre o artigo sente vontade de continuar lá, de ler até o final.

Por isso é tão bom para o público.

Para o Facebook

Bom para as empresas, bom para os usuários… e também bom para o Facebook.

Acredite, o Facebook não faria nada que não trouxesse retorno positivo. E o maior retorno dos Instant Articles para a plataforma é o aumento do tráfego.

O que significa mais gente consumindo as publicações da rede social. Publicações como as suas.  

Se o empreendedor tem resultado com o Facebook, não pensa em abandonar a plataforma tão cedo.

Por isso o time do Mark Zuckerberg não para de pensar em maneiras para fazer do Facebook uma excelente plataforma comercial.

Bom demais para ser verdade?

Bom demais para ser verdade?

Você tem que conhecer fulano, ele é perfeito para você! Sério, vocês seriam incríveis juntos!

Se você já saiu com alguém porque seu amigo achou que era seu par perfeito, essa frase talvez seja familiar.

E pode ser que você tenha se metido em uma furada, simplesmente porque seu amigo esqueceu de mencionar uma característica da pessoa.

O tipo de detalhe que faria com que você nem aparecesse no encontro (como tem mau hálito, arrota em público ou se veste mal).

Você gostaria que ele tivesse te falado sobre esse detalhe – teria poupado um encontro desagradável.

Hoje, eu estou aqui fazendo o papel de cupido e te falando maravilhas sobre os Instant Articles.

Mas, diferente do seu amigo, vou te falar qual é o ponto fraco deles.

É o seguinte.

O Facebook é ciumento. Ele criou os Instant Articles para te oferecer um monte de vantagens e fazer você se apaixonar.

Mas prefere que você só tenha olhos para eles.

E esse é um dos motivos para os artigos abrirem dentro do próprio Facebook (além do fator velocidade, que eu te falei lá em cima).

As publicações têm um formato pré-definido para se adequarem ao formato da rede social. O que significa que aparecem versões diferentes do seu conteúdo, se você abrir direto na sua página ou usando os Instant Articles.

Você pode personalizar esse formato pré-definido para que ele fique mais parecido com sua página, mas o fato é que não tem como ficar igual.

A grande diferença é que, com a ferramenta do Facebook, a publicação não mostra opções como menu e barra do final da página.

Isso dificulta que o usuário vá para outros conteúdos dentro do seu site (até porque o Facebook quer que o usuário volte logo para o feed de notícias dele).

Ele também é ciumento na hora de compartilhar: não mostra muitas opções de botões de compartilhamento, principalmente para outras redes sociais.

Você pode observar alguns dos pontos que acabei de falar nesse exemplo do BuzzFeed, que começamos a ver no início do texto.

No meu celular, eu abri o mesmo artigo de duas formas: pelo Facebook, com Instant Articles, e pelo navegador normal.

Aqui é como ele aparece no Facebook:

Instant Articles Buzzfeed Instantâneo

Observe que não tem botões de compartilhamento para outras redes sociais e nenhum direcionamento para outros artigos do BuzzFeed. É só isso e pronto.

Agora veja como ele fica no navegador normal:

Instant Articles Buzzfeed Navegador

Perceba os botões bem no topo da página que direcionam para outros conteúdos, além dos botões de compartilhamento no final.

A diferença é nítida.

Ainda tem mais uma coisa. O Google Analytics não consegue coletar os dados de cliques em Artigos Instantâneos, a não ser que você configure.

O que prejudica sua coleta de dados fora do Facebook.

TUTORIAL RÁPIDO: Se quer que o Analytics diferencie quando do seu tráfego veio dos Instant Articles, faça o seguinte. Vá na sua página -> Aquisição -> Todo o tráfego -> Origem/mídia -> Instant Article. Clique aí e depois vá em Página de Destino. Pronto, veja os resultados.

Tudo bem, agora você sabe quais são as manias irritantes dos Instant Articles. O que leva ao seguinte….

Instant Articles: usar ou não usar, eis a questão

Instant Articles: usar ou não usar, eis a questão

É mais um daqueles momentos que eu não tenho uma resposta definitiva. Porque tudo depende dos seus objetivos.

Como assim?

Se você quer aumentar o tráfego orgânico da sua página…

… Ou educar seu público, os artigos instantâneos caem como uma luva.

Porque, como você já sabe, eles diminuem em 70% as chances da pessoa abandonar o conteúdo e têm 30% mais compartilhamentos e engajamento na rede que artigos padrão.

Além de que o recurso funciona no Google e ajuda no ranqueamento do seu conteúdo – o que é o ponto chave do tráfego orgânico.

Agora, se a sua prioridade é aumentar as taxas de conversão ou capturar leads…

Então talvez essa não seja a melhor opção no momento.

Primeiro porque o Instant Article não envia os visitantes direto para sua página (já que o artigo abre dentro do próprio Facebook).

Segundo pelo lance do ciúmes do Facebook que eu falei, que tira alguns elementos da sua página, como as chamadas para ação ou CTAs que normalmente apareceriam no seu site (uma solução é criar CTAs em forma de texto, em vez de banners, por exemplo).

E terceiro porque a tela do celular ou do tablet é limitada, não dá para encher com CTAs. Aí é uma questão de prioridade e de escolha que você faz.

DICA 1: Os Instant Articles têm 3 tipos de CTAs próprios: para curtir a página, para baixar alguma coisa, ou para cadastrar o e-mail.

É uma forma de usar o recurso para que os leitores tenham uma experiência muito melhor e ainda converter, como aconteceria se eles fossem direto para sua página.

DICA 2: Você não precisa usar Instant Articles em todos os artigos. Você pode fazer testes em alguns conteúdos e ver o que funciona melhor para sua estratégia (artigos com ou sem esse recurso).

Ok, dito tudo isso, agora é a hora de ver como usar esse trem.

Como usar os Instant Articles

Como usar os Instant Articles

A primeira coisa que eu preciso te dizer é que existem dois caminhos para usar os Artigos Instantâneos: o mais fácil e rápido e o mais difícil e demorado.

Eu sugiro que você vá pelo primeiro, é claro.

A melhor forma de fazer isso é usar um sistema de CMS (sistema de gerenciamento de conteúdo), como o WordPress ou Drupal.

Porque aí é só instalar um plugin (um programa) no seu sistema de CMS. O plugin é o que vai integrar o seu site à ferramenta do Instant Article.

Você aperta um botão e está feito.

Se optar pelo caminho difícil, espero que saiba de programação ou conheça alguém que saiba.

Porque aí você precisa fazer a integração manualmente, o que dá muito mais trabalho e exige conhecimento técnico avançado.

Como eu sugiro o caminho mais fácil e rápido, os passos que eu vou mostrar agora são para aqueles que escolheram essa opção.

1 – Cadastre sua página

Qualquer página de qualquer tamanho pode se cadastrar na ferramenta. Mas tem que ser uma página, perfil pessoal não vale. Para se cadastrar, é só clicar aqui.

2 – Configure a página

Você precisa passar por 3 etapas para autorizar seu site a usar a ferramenta.

O que significa integrar seu site aos Instant Articles. É nessa hora que entra o plugin do CMS, como WordPress ou Drupal.  

Você pode baixar esse plugin aqui.

3 – Personalize o formato

Lembra que eu falei que as publicações têm um formato pré-definido?

Isso não quer dizer que você não possa dar um toque pessoal. Vá em Editor de Estilos e escolha um dos modelos oferecidos pela ferramenta.

4 – Envie artigos para análise

O Facebook precisa analisar seu conteúdo antes de autorizar a publicação.

Você tem que mandar 10 artigos para ele analisar, ver se está tudo certinho, com todas as especificações necessárias (como logo ou legendas nas imagens).

5 – Publique!

Depois de aprovados, você já pode começar a publicar. Se não forem aprovados, faça as alterações e envie de novo.

Aqui tem um Guia de Início Rápido feito pelo próprio Facebook com todos os detalhes e especificações que você tem que cumprir para publicar conteúdos com os Instant Articles.

Se você quiser acompanhar as novidades sobre Instant Articles, eu recomendo este blog.

Dica: A ferramenta funciona tanto para posts novos quanto para posts antigos que foram atualizados. Posts antigos sem atualização não viram Instant Articles automaticamente.

Comece a capturar leads hoje mesmo com Klickpages

Instant Articles Comece a capturar leads hoje mesmo com Klickpages

Quer extrair o melhor da sua estratégia de marketing digital?

Se você ainda não utiliza seu site, blog ou redes sociais para capturar leads, está perdendo uma oportunidade.

Conforme conversa com o consumidor em artigos ou ao apresentar promoções, não perca a chance de obter seu contato para, depois, promover abordagens mais direcionadas.

Pode ser um convite para assinar uma newsletter, receber novidades por e-mail, baixar um e-book ou se inscrever em um curso gratuito.

Seja qual for a ação, caprichar na landing page aumenta muito a chance de confirmar as conversões desejadas.

Para isso, o Klickpages é a ferramenta ideal.

Confira os três passos básicos para criar a sua:

  1. Escolha seu modelo: veja as opções de alta conversão comprovada por testes.

  2. Customize a página: feita a escolha, edite os textos, as cores e as imagens, além de ocultar elementos que pouco agregam.

  3. Publique: tudo pronto? Por fim, é só publicar no seu próprio domínio, sem custos adicionais de hospedagem.

Conclusão

Instant Articles Conclusão

Nas últimas linhas, você viu como uma ferramenta é capaz de fazer seu conteúdo chegar até o público 10 vezes mais rápido.

E diminuir em 70% as chances das pessoas abandonarem sua publicação no meio do caminho.

Eu te mostrei que a ferramenta só funciona no aplicativo do Facebook e que o conteúdo carrega dentro da própria rede social – por isso é tão rápido!

O que te dá liberdade para usar recursos como imagens em alta qualidade, vídeos, mapas interativos, sem se preocupar se vai demorar para abrir.

É fácil identificar um artigo que usa essa funcionalidade. Só bater o olho acima do título, se tiver um sinal de raio, então é um Instant Article.

Você também viu que a ferramenta traz benefícios tanto para as empresas, quanto o público e o próprio Facebook: todo mundo sai ganhando.

Por outro lado, o Facebook faz bem o estilo ciumento, quer atenção só para ele. Por isso os conteúdos têm formato pré-definido e abrem na própria rede social, o que pode prejudicar as suas chamadas para ação.

Agora você sabe: se quer aumentar o tráfego orgânico da sua página, vá de Instant Articles… mas, se o objetivo é converter mais, então talvez não seja o melhor momento para usar a ferramenta.

Ainda te dei os passos básicos para usar os Artigos Instantâneos: desde cadastrar sua página até publicar conteúdos.

Depois desse artigo, você tem todas as informações na mão para decidir se essa ferramenta é a ideal para o seu negócio.

Não deixa de me contar nos comentários se você gostou do conteúdo.

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS!

Sobre o Autor

Hugo Rocha é co-fundador da Ignição Digital e do Klickpages. Já atuou diretamente nos bastidores dos maiores lançamentos digitais do Brasil. Atualmente está a frente da equipe de tráfego e crescimento da Ignição Digital e Klickpages liderando pessoalmente mais de R$ 4 milhões de reais em investimento em tráfego nos últimos 12 meses com ROI acima de 300%.