Como usar Google Adwords, a mina de ouro da publicidade na internet

O que é o Google Adwords, como funciona, vantagens e como anunciar

Publicidade na internet é quase um sinônimo de Google Adwords.

Todo aquele que deseja colocar sua marca em destaque nas pesquisas do buscador, pode investir em mídia paga.

Não é o mesmo que SEO, cujas técnicas não envolvem custo direto, mas sem garantia de resultados.

No Adwords, ao investir pequenos valores, você pode ser apresentado ao usuário como a solução para a sua busca.

Interessante, não é mesmo?

Não por acaso, o Google Adwords se aplica a estratégias de marketing com objetivos diversos, sejam eles empresariais ou pessoais.

Se uma marca precisa estar no topo, esse é um caminho óbvio.

Não conhece a ferramenta?

Tem dúvidas sobre como funciona?

Quer descobrir detalhes sobre o gerenciamento do Google Adwords?

Este é o artigo que vai apresentar todas as respostas que procura.

Então, siga a leitura e descubra como os anúncios no Google podem impulsionar a sua marca a um novo patamar.

O que é Google Adwords?

O que é Google Adwords?

Google Adwords é um serviço de publicidade online do principal mecanismo de buscas na internet.

Trata-se de uma plataforma que posiciona um anúncio como link patrocinado em resposta a uma busca na internet, seja ela realizada por computadores ou smartphones.

Funciona a partir da pesquisa de palavras-chave, da mesma forma que uma estratégia de SEO – Search Engine Optimization.

Mas, ao contrário dele, figurar entre as sugestões apresentadas no topo do buscador ocorre através de mídia paga.

Ou seja, você precisa investir no Adwords para se destacar no Google.

Por outro lado, tem a certeza de que isso vai ocorrer para as palavras-chave que você determinar.

É uma garantia com a qual não conta no trabalho orgânico, por exemplo.

Mas não pense que esse menor esforço se torna inviável em razão do aspecto financeiro.

Anunciar no Google Adwords é mais barato do que imagina.

Em primeiro lugar, a cobrança ocorre no sistema de CPC, ou Custo Por Clique.

Na prática, o anunciante só paga quando há alguma interação do visitante com o seu negócio.

Não há cobrança apenas pela exibição simples do anúncio.

Seu link será exibido junto a uma pequena caixa verde que traz o termo “anúncio”, identificando ao usuário se tratar de uma publicidade.

Ele até pode anotar dados sobre a sua empresa naquele momento, mas, se não clicar no link que remete ao site ou no botão de “ligar”, por exemplo, você não será cobrado.

Essa é uma das características que tornam o investimento no Google Adwords mais atrativo.

Logo a seguir, vamos falar de outras vantagens que ele apresenta.

Antes, porém, iremos apresentar outros formatos de anúncios que a plataforma oferece a você.

Formatos de anúncios no Google Adwords

O conceito do Google Adwords ficou claro?

Agora, é interessante saber que sua campanha pode ser divulgada não apenas a partir da presença nos resultados de busca.

Veja os quatro formatos com os quais é possível trabalhar seu anúncio:

  • Textos: o formato tradicional, posicionando seus produtos e serviços como sugestão a uma busca específica do usuário

  • Gráficos: publicidade gráfica pode aparecer nas próprias pesquisas do Google, em banners, aplicativos e no Gmail, que é o serviço de e-mail do Google

  • Vídeos: anúncios em vídeos são exibidos no YouTube e em sites parceiros, permitindo segmentar a audiência

  • Aplicativos: o próprio Google ajuda a identificar o perfil de usuário ideal para escolher em quais apps seu anúncio vai aparecer.

Fique ligado, pois, ainda neste artigo, vamos explicar em detalhes o funcionamento do Google Adwords em cada uma de suas variações de formato.

Vantagens do Google Adwords

Vantagens do Google Adwords

Chegou o momento de detalharmos tudo aquilo que o Google Adwords pode fazer pela sua campanha de marketing.

Você provavelmente já identificou boas razões para apostar nessa estratégia de anúncios, mas permita-se saber mais.

Como vai ver agora, o serviço de publicidade oferece uma série de vantagens interessantes.

Poder de segmentação

Quem faz pesquisas na internet, certamente já teve interesse em uma resposta oferecida pelo Google Adwords.

E isso se dá em boa parte devido ao grande poder de segmentação.

Para começar, o que aparece para o usuário é resultado de uma pesquisa específica dele, somada a uma necessidade identificada pelo seu histórico de navegação.

Se ele está em busca de um produto ou serviço que a sua empresa oferece, verá seu anúncio exibido como destaque ao realizar a pesquisa.

Também é possível determinar um tópico específico, o que ajuda a plataforma a posicionar sua mídia em sites relacionados a ele.

Outra forma de segmentação interessante se dá pela definição de público-alvo.

Você sabe quem são suas personas?

Então, quando elas estiverem navegando, consumindo textos, vídeos e usando apps, podem ser apresentadas à sua campanha em todos esses canais.

Através do Google Adwords, é claro.

Outras formas de segmentação incluem tipos de sites nos quais os anúncios serão exibidos (como blogs), idade, local e idioma do usuário que se deseja atingir, dias e horários para as divulgações e mesmo o tipo de dispositivo nos quais sua mídia vai aparecer.

Com todos esses ajustes, fica muito mais fácil entregar a sua mensagem ao público certo no momento exato.

Controle de investimento

Como já explicado anteriormente, a cobrança no Google Adwords pode ocorrer com base no CPC.

Dessa forma, você só terá custos com a campanha se houver alguma interação por parte do usuário.

Além disso, também pode determinar um limite de gastos.

Essa definição permite impor restrições de orçamento diárias, mensais ou por campanha.

Mas se o formato de CPC não lhe agradar, pode escolher outra forma de investimento na plataforma.

O Adwords possibilita a cobrança por CPM (a cada mil impressões de página) ou apenas nos casos em que ocorrer uma real conversão no site.

Ou seja, se o usuário clica, visita sua página, mas sai dela sem tomar uma ação, você também não é cobrado.

Avaliação de ROI

Um dos principais desafios de toda estratégia de marketing é contar com elementos para mensurar seus resultados.

O gestor da campanha precisa disso para saber se o orçamento está sendo bem utilizado.

Não por acaso, aí está uma das grandes vantagens do Google Adwords.

Todos os formatos de anúncios fornecem informações detalhadas sobre o seu desempenho.

Por exemplo, o número de impressões, de cliques e de conversões no site.

Com base nesses dados, pode identificar quais anúncios estão tendo um maior ou menor ROI (Retorno sobre o Investimento).

É uma plataforma perfeita para fazer os chamados testes A/B, identificando os pontos fortes da sua campanha.

Custo

Faça um orçamento para anunciar em grandes portais.

Depois, compare com o investimento necessário para criar uma campanha de sucesso no Google Adwords.

A comparação chega a ser injusta.

É muito mais barato apostar na estratégia de links patrocinados.

Isso sem falar na imensa dificuldade de conhecer o ROI da publicidade em mídia tradicional, como TV, rádio, jornais e outdoor.

É claro que há determinadas palavras-chave que exigem um investimento maior, dada a concorrência crescente.

No entanto, ainda assim, não apenas o custo é menor, como a relação custo-benefício é melhor no Google Adwords.

Como funciona o Google Adwords?

Como funciona o Google Adwords?

O Google Adwords funciona de forma bastante simples, permitindo ajustes de configuração que elevam o potencial de acerto e sucesso da campanha.

Anúncios em texto, gráfico, vídeo e em aplicativos são os formatos praticados.

Sobre isso, já falamos um pouco anteriormente.

Agora, então, vamos detalhar como cada um deles pode contribuir com a sua estratégia.

Rede de Pesquisa

A chamada Rede de Pesquisa integra os sites nos quais a sua campanha textual do Google Adwords será exibida.

É isso mesmo: seus links patrocinados não aparecem apenas como resultado de pesquisas realizadas no próprio buscador.

Além dele, outros sites da empresa Google, como Google Play e Google Shopping, são alvo de seus anúncios.

E fica ainda mais interessante, já que grandes portais parceiros também exibem a sua mídia.

Entre eles, Terra e Uol.

Por fim, a rede se completa com os afiliados do Google Adsense, que são sites menores com mecanismos de busca em suas próprias páginas.

Como as possibilidades da Rede de Pesquisa são muitas, não faltam opções para uma segmentação ainda mais eficaz da sua campanha.

Rede de Display

A Rede de Display é outra forma de ampliar o alcance de anúncios no Google Adwords.

Ela inclui campanhas gráficas, como em banners de formatos variados, que são exibidos em sites relevantes para a solução que você quer divulgar, seja um produto, serviço ou marca.

O mais interessante é que a rede permite que sua mídia tenha contato com pessoas que provavelmente já estão interessadas no que ela oferece.

Isso tende a tornar a taxa de conversão mais atrativa.

O alcance da Rede de Display é considerável.

Ela envolve sites de segmentos variados, além de canais do próprio Google, como  Gmail, YouTube, Blogger e Google Finance.

Também aplicativos para dispositivos móveis fazem parte dela.

Importante destacar ainda que, além dos gráficos, você pode criar anúncios na Rede de Display com recursos interativos, em vídeo e também textos.

YouTube Ads

Google Adwords YouTube Ads

O YouTube, plataforma de exibição de vídeos da empresa Google, é “apenas” o segundo maior mecanismo de busca utilizado no mundo.

Conta com mais de um bilhão de usuários.

O seu potencial para ações de marketing é inegável.

Mas o que isso tem a ver com o Google Adwords?

Tudo, já que o YouTube Ads integra a Rede de Display do Google.

A plataforma permite criar e divulgar anúncios em diferentes formatos, não apenas em vídeo, como em gráficos.

Além disso, a segmentação é um destaque, já que permite definir quando e onde uma campanha em vídeo será exibida, além da audiência à qual será apresentada.

Por isso, aproveitar todo o tráfego gerado na plataforma a seu favor é uma estratégia bastante inteligente.

Google Shopping

Diariamente, as pessoas solucionam suas necessidades de consumo no Google.

Elas vão ao buscador à procura de produtos específicos.

Lá, são convidadas a comparar preços no Google Shopping.

Agora, vem a questão central sobre a qual você deve refletir: se as pessoas desejam um item que você oferece, por que sua empresa não aparece como sugestão de compra?

Para quem tem um e-commerce, essa é uma estratégia quase obrigatória.

Mas há uma diferença para o funcionamento que você já conhece do Adwords.

No Google Shopping, não é a palavra-chave que é levada em consideração para exibição de anúncios da Rede de Display.

O que a plataforma faz é relacionar diretamente àquilo que as pessoas estão buscando no momento, considerando o seu histórico de navegação.

É por isso que, se você procura por um produto na internet, ofertas o “perseguem” em sites diferentes.

Pense: pode ser o seu anúncio o próximo a se beneficiar disso.

Campanhas para Aplicativos Móveis

Quem possui um aplicativo deve considerar este formato do Google Adwords.

Há uma série de possibilidades para uma campanha de marketing, seja para estimular a interação ou mesmo o download do app.

Ele pode tanto ser promovido nas redes de pesquisa e de display, como em outros aplicativos, remetendo para a sua página na Google Play Store.

Até mesmo em campanhas no YouTube seu anúncio pode aparecer.

Remarketing

Google Adwords Remarketing

Lembra do que acabamos de falar sobre a “perseguição” de ofertas?

Essa é uma forma simples de entender o remarketing.

Quando uma pessoa visualiza um produto em um site, mas não efetua a compra, esse item passa a ser visto em páginas diferentes, geralmente no formato de banner.

Vale também para aplicativos, considerando o usuário que o visitou na Google Play, mas não fez o download.

O remarketing também oferece uma série de possibilidades, além da exibição em toda a Rede de Display do Google.

Anúncios para listas de e-mail

Quando se fala em segmentação, poucas ações podem ser tão efetivas nesse sentido como esse recurso oferecido pelo Google Adwords.

Na prática, significa exibir suas campanhas apenas para usuários cadastrados na sua lista de e-mails.

Ou seja, para pessoas que em algum momento já demonstraram interesse no seu produto, serviço ou marca.

Como dá para imaginar, as chances de uma taxa de conversão mais alta são bem maiores ao utilizar essa estratégia.

Campanhas apenas para chamadas (call only)

Talvez o nome do recurso não crie uma identificação imediata, mas você certamente já viu e possivelmente até o tenha usado.

O call only permite adicionar um botão de “ligar”, com o telefone da sua empresa no topo do anúncio.

O botão de chamada é difícil de ser ignorado.

Ao tocar nele, a partir da navegação pelo smartphone, o usuário não é direcionado a um site.

Ele, efetivamente, faz uma chamada para o número cadastrado.

Para quem anuncia, outra vantagem reside no fato de pagar apenas quando uma chamada é realizada.

Se o seu negócio se beneficia de contatos por telefone, esse é o formato ideal para anunciar no Google Adwords.

Como anunciar no Google AdWords

Como anunciar no Google AdWords

Agora que já sabe tudo sobre o Google Adwords, resta partir para a ação.

Quer aprender como usar a ferramenta e criar seus anúncios?

Vamos, então, a um passo passo rápido e detalhado para colocar as suas campanhas no ar.

1. Criando a sua conta

Você deve acessar o site do Google Adwords e fazer seu cadastro.

Caso já tenha uma conta Google (um endereço do Gmail), basta inserir login e senha e continuar.

2. Criando a sua campanha

Já no painel do Adwords, seu primeiro anúncio começa na aba “Campanhas”, que fica no canto esquerdo da tela.

Você verá um círculo em azul com o sinal de adição.

Clique nele e selecione “Nova Campanha”

3. Determinando o tipo de publicidade

Como já sabe, o Google Adwords oferece diferentes formatos de anúncios.

Se já identificou qual é o mais adequado para a sua estratégia, faça sua escolha.

Nessa hora, pode selecionar Rede de Pesquisa, Rede de Display, Google Shopping, YouTube Ads, aplicativos e mais.

4. Configurando a campanha

A plataforma é bastante intuitiva.

Você deve preencher as informações solicitadas por ela.

Isso inclui as metas, que são as ações que deseja que os usuários tomem.

Não esqueça de inserir o endereço de seu site antes de prosseguir.

Escolha um nome para a campanha e defina seus detalhes, como local, idioma e orçamento.

5. Criando o anúncio

Com tudo pronto, agora vem a parte visual do anúncio.

Você deve definir o que irá aparecer no título, na URL e na descrição do anúncio, entre outras informações solicitada pela plataforma.

6. Revisando e publicando

Por fim, não deixe de fazer uma revisão completa da sua campanha.

Com tudo certo e do jeito que você queria, é só dar início à divulgação e começar a mensurar os resultados dela.

Comece a capturar leads hoje mesmo com o Klickpages

Google Adwords Comece a capturar leads hoje mesmo com o Klickpages

Sempre que novos visitantes estiverem no seu site, aproveite para transformá-los em leads.

Não sabe como fazer?

É mais fácil do que imagina!

Conforme conversa com ele em artigos ou ao apresentar promoções, obtenha o seu contato para, depois, promover abordagens mais direcionadas.

Seja qual for a ação, capriche na landing page para aumentar as chances de confirmar as conversões que deseja.

Nessa hora, o Klickpages é a ferramenta ideal.

Veja os três passos para criar a sua:

  1. Escolha seu modelo: veja opções de alta conversão comprovada através de testes.

  2. Customize a página: edite os textos, as cores e as imagens, além de ocultar elementos que pouco agregam.

  3. Publique: por fim, é só publicar no seu próprio domínio, sem custos adicionais de hospedagem.

Conclusão

Google Adwords Conclusão

Você aprendeu neste artigo detalhes sobre o Google Adwords, seu funcionamento, formatos de anúncios e vantagens de incluir os links patrocinados na sua estratégia.

Lembre que um plano de marketing bem-sucedido não se constrói apenas com boas práticas de SEO.

Para ter no Google uma porta de entrada para o seu negócio, é preciso apostar na mídia paga.

Mas, como vimos, isso não exige um orçamento alto.

A dica é criar seus primeiros anúncios com recursos mais restritos.

Experimente a plataforma e tudo o que ela oferece.

Aos poucos, os resultados vão aparecer e você pode incrementar suas campanhas.

Boa sorte nessa jornada

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS!

Sobre o Autor

Hugo Rocha é co-fundador da Ignição Digital e do Klickpages. Já atuou diretamente nos bastidores dos maiores lançamentos digitais do Brasil. Atualmente está a frente da equipe de tráfego e crescimento da Ignição Digital e Klickpages liderando pessoalmente mais de R$ 4 milhões de reais em investimento em tráfego nos últimos 12 meses com ROI acima de 300%.