Gestão de Conteúdo: os 12 passos indispensáveis para impulsionar seu marketing de conteúdo

O que é Gestão de Conteúdo: 12 passos para fazer nas mídias sociais

Eu não vou mentir para você. Você não precisa da gestão de conteúdo.

Você pode produzir conteúdo sem um pingo de organização.

Nada te impede de publicar três artigos em uma semana e nenhum na semana seguinte.

Não tem nada no seu caminho te dizendo que você não pode produzir conteúdo quando bem entender, da forma que bem entender.

Sem se importar com a qualidade do que está produzindo, com o tempo que leva para produzir, nem com o alcance desse conteúdo. Muito menos com os resultados que ele traz para seu negócio.

Poder fazer isso você pode.

Mas não deve.

Porque uma estratégia de marketing de conteúdo de sucesso precisa de conteúdos consistentes e de qualidade para que eles tragam resultado.

E pode ser qualquer tipo de conteúdo: artigos, vídeos, áudios, imagens, ilustrações, infográficos.

As regras são as mesmas para todos eles.

A gestão de conteúdo é quando você segue essas regras para entregar o melhor conteúdo possível com a maior consistência possível.

Para otimizar seu tempo e seus recursos e gerar resultados para seu negócio.

E isso tem tudo a ver com aumentar a produtividade e as taxas de conversão da sua estratégia.

Você também consegue medir os resultados e alterar rotas se perceber que está fazendo algo errado.

Com uma boa gestão de conteúdo, você organiza todo o processo de produção.

Você centraliza todas as informações em um só lugar e evita perda de arquivos, desperdício de tempo e dinheiro.

Você consegue planejar com antecedência que conteúdos vai produzir, quando vai publicar e monitorar de perto os resultados.

Assim, seus posts, vídeos, infográficos, ebooks, ficam infinitamente mais completos, bem feitos e se destacam no meio de tanto conteúdo feito nas coxas.

Uma boa gestão de conteúdo permite que você:

  • Planeje seus conteúdos

  • Organize a agenda de postagem

  • Crie conteúdos incríveis

  • Edite com calma

  • Divulgue nos canais certos

  • Meça os resultados da sua estratégia de marketing de conteúdo

Ou seja, sem uma boa gestão de conteúdo, você perde o controle do que está acontecendo.

Por isso eu te aconselho fortemente a ler este artigo até o final.

Porque agora é o momento de você aprender na prática como alcançar esses resultados.

Eu não estaria te falando tudo isso se não aplicasse essa estratégia na minha própria empresa.

Minha equipe de conteúdo já começa a segunda-feira sabendo o que vai ter que fazer até sexta. E inicia um mês com clareza do que vai acontecer até o mês seguinte.

E isso otimiza muito meu tempo e meu dinheiro.

Por isso separei os 12 passos fundamentais para fazer uma gestão de conteúdo de sucesso.

Você também vai ver a importância do marketing de conteúdo para sua estratégia de marketing digital.

Depois de aplicar esses passos, você não vai mais sentir que está perdendo tempo ou dinheiro. Porque todo o processo de produção vai ficar claro e organizado.

Comece agora mesmo.

O que é marketing de conteúdo

Gestão de conteúdo: O que é marketing de conteúdo

O marketing de conteúdo gera credibilidade, aumenta suas vendas e cria clientes apaixonados pela sua marca.

Ele encanta porque faz isso contando histórias. Produz conteúdo de valor ao falar do interesses do público, de temas relevantes, que provocam.

Ao contrário daquela empresa que olha para o próprio umbigo e só fala de si e dos seus produtos.

No mundo real, imagine que o marketing tradicional é aquele tipo de homem que mal conhece uma moça e já quer levá-la para casa.

O marketing de conteúdo corteja a moça, conversa sobre assuntos do interesse dela, respeita o tempo da pessoa, se mostra alguém diferente dos outros disponíveis no mercado.

Esse modelo encanta porque ele conduz os clientes para uma compra, em vez de empurrar.

Além do mais, o marketing de conteúdo é 62% mais barato que o tradicional e gera o triplo de leads, de acordo com o DemandMetric.

Essa é uma estratégia de Inbound Marketing, ou seja, quando o público vem até você, não você que vai até ele.

Você atrai a atenção do seu público com conteúdo relevante, consistente e de qualidade.

O lance é como organizar e sistematizar a produção desse conteúdo para ter mais sucesso com sua estratégia.

É o que eu vou te falar agora.

12 passos para fazer uma gestão de conteúdo eficiente na sua empresa

12 passos para fazer uma gestão de conteúdo eficiente na sua empresa

A gestão de conteúdo não é um jogo de adivinhação.

É uma série de etapas fundamentais para pesquisar, criar, publicar e divulgar seus conteúdos da melhor forma possível.

Eu não vou dizer que os 12 passos que estão nas próximas linhas são a única forma de fazer a gestão do seu conteúdo.

Mas é a forma que eu uso e já vi muitos empreendedores de sucesso usarem.

Por isso eu sei que funciona.

E por isso eu estou te passando essas informações tão valiosas.

Continue lendo para absorver o máximo desses 12 passos e começar a implementar na sua empresa agora mesmo.

1. Para quem você está produzindo o conteúdo?

Não adianta falar sobre churrasco para vegetarianos.

Ou sobre cólicas menstruais para homens.

Ou seja, não adianta de nada produzir conteúdos que não se alinhem com as dores e as necessidades do público-alvo.

Porque, por melhor que seja seu artigo, infográfico ou vídeo, ninguém vai dar a mínima para o conteúdo e sua estratégia vai descer pelo ralo.

Então o primeiro passo da gestão de conteúdo é identificar seu público-alvo. Definir cada uma das suas personas.

Só assim você vai conseguir fazer um conteúdo que acerte em cheio essas pessoas e faça com que elas prestem atenção em você.

2. Defina a linha editorial dos seus conteúdos

Você provavelmente nunca vai ver uma revista sobre emagrecimento publicar uma matéria sobre carros esportivos.

Afinal, por que alguém que comprou uma revista na expectativa de ler conteúdos sobre perda de peso vai se interessar em uma matéria sobre carros?

Não faz sentido nenhum.

Tão importante quanto definir seu público-alvo é definir a linha editorial dos seus conteúdos.

A linha editorial tem a ver com a visão da sua marca.

Por exemplo, você nunca vai ver um artigo aqui no blog que fale mal sobre empreendedorismo ou marketing digital.

Porque esse pensamento não tem nada a ver com a visão da minha empresa.

Ou seja, a mensagem que você passa no seu conteúdo precisa ser coerente com a mensagem que você passa com a sua marca.

Isso vai desde que discurso você defende até o estilo de escrita.

Você nunca vai me ver usando uma linguagem super técnica, difícil e rebuscada aqui no blog.

Porque para mim não faz sentido.

Pra mim é importante que meu conteúdo seja bem acessível, por exemplo.

3. Alinhe tudo com sua equipe

Gestão de conteúdo  Alinhe tudo com sua equipe

Talvez você ainda não tenha uma equipe para te ajudar na produção de conteúdo.

O fato é que, quanto mais o seu negócio cresce, mais você precisa delegar suas demandas.

Lembra daquela frase do Steve Jobs: “Concentre-se naquilo que você é bom. Delegue todo o resto”.

Cada membro da equipe é parte essencial do quebra-cabeça.

O cara que filma, o cara que escreve, o cara que edita, o cara que revisa.

Todo mundo precisa estar alinhado com os objetivos da empresa, precisa entender a própria função e trabalhar para facilitar a vida dos colegas.

Porque basta um fazer um trabalho mais ou menos para prejudicar todo o resto.

Se o cara que filma entregar o conteúdo com o prazo apertado para a bancada de edição, vai dar ruim.

Você, como líder da equipe, precisa ter certeza de que tudo está funcionando da melhor maneira possível.

Defina com cada um o que deve ser feito semanalmente (ou mensalmente, isso depende do ritmo de trabalho).

Acompanhe o processo de perto. É a forma que você tem de avaliar se todos estão desempenhando o papel que devem.

4. Planeje as publicações

Papo reto: não dá para você resolver que amanhã vai publicar um artigo de 5 mil palavras sobre determinado assunto.

Porque duas coisas bem ruins podem acontecer.  

Ou você não vai terminar de escrever a tempo e seu público vai ficar sem conteúdo.

Ou você vai terminar de escrever, mas o conteúdo será da pior qualidade. Isso afasta seu público.

A mesma coisa vale para vídeos, áudios ou infográficos, por exemplo.

Você precisa se planejar com antecedência.

Existem duas formas básicas de fazer isso:

  • Com o planejamento de conteúdo e

  • Com o calendário editorial.

O planejamento de conteúdo é mais simples e direto ao ponto.

É uma lista com todos os temas ou palavras-chave (já vou falar mais sobre isso) e as datas que os conteúdos devem ser publicados.

Já no calendário editorial você define com quanto tempo de antecedência o conteúdo precisa ser produzido antes da data da publicação para que dê tempo de pesquisar, produzir e revisar com calma.

Fazer as coisas com calma evita tropeços e erros.

No calendário editorial você tem um panorama completo de tudo que será produzido, revisado e publicado naquele mês e as datas para que todos esses passos sejam cumpridos no prazo certinho.

Muita gente gosta de usar o Trello para fazer esse controle. Funciona muito bem, principalmente para quem tem uma equipe maior, com muitos produtores de conteúdo.

Aqui na empresa a gente prefere usar o Google Drive para organizar as demandas.  

Fica tudo centralizado em um lugar só e ninguém precisa arrancar os cabelos atrás de algum arquivo.

Minha equipe tem planilhas bem completas para decidir desde qual palavra-chave usar, até para colocar as chamadas das redes sociais e o status do conteúdo (se está em produção, em revisão, aprovado ou publicado).

Essas pastas, arquivos e planilhas são fundamentais para nossa organização aqui dentro.

E não importa que método ou ferramenta você usa para alinhar demandas com sua equipe, o fato é que sem isso você perde a noção do que está acontecendo.

Eu sem o Google Drive não consigo acompanhar de forma eficiente tudo que está rolando na produção de conteúdo da empresa.

5. Defina as palavras-chave (ou tema)

Palavra-chave é um ponto especialmente importante se você for produzir conteúdos para blog, como artigos.

Eu vou explicar melhor o porquê.

Toda vez que você pesquisa qualquer coisa no Google, está usando palavras-chave para direcionar sua pesquisa.

Se você quer saber sobre times de basquete, por exemplo, joga isso no Google para encontrar uma resposta para sua dúvida ou problema.

Então quando você define que palavra-chave vai usar naquele conteúdo, facilita a busca do seu público.

Um exemplo prático.

Você pode ter chegado até este artigo porque pesquisou sobre gestão de conteúdo.

Fica fácil descobrir qual palavra-chave eu escolhi para escrever este texto.

Quando você usa palavras-chave junto com uma boa estratégia de SEO, consegue colocar seu conteúdo na primeira página do Google.

Isso importa porque 95% das pessoas que usam a internet não passam da primeira página.

Estar na primeira página é questão de sobrevivência para um negócio digital.

Assim seu público tem mais chances de chegar até seu conteúdo.

Hugo, mas como definir as palavras-chave? Eu posso falar sobre qualquer coisa?

Existem formas bem concretas de escolher as melhores para seu negócio.

  • Quando você se coloca no lugar do seu cliente em potencial: o que ele quer saber sobre esse assunto?

  • Quando você observa sobre que assuntos sua concorrência está falando

  • Quando você usa ferramentas como o Google Adwords (Keyword Planner) para ver quais são as palavras-chave e os temas mais procurados que têm a ver com o seu negócio.

Você direciona sua estratégia quando segue esses três passos que acabei de falar.

Porque não corre o risco de produzir conteúdo às cegas.

Você tem números e provas da relevância da palavra-chave ou tema que escolheu.

Dica: faça uma lista de palavras-chave e coloque todas elas no seu planejamento de conteúdo. Assim, não precisa pesquisar toda vez que for produzir algo novo.

6. Pesquise (e salve sua pesquisa)

Gestão de conteúdo Pesquise (e salve sua pesquisa)

Depois de escolher a palavra-chave ou o tema, não dá para partir direto para a produção.

Existe aí no meio um passo muito importante: a pesquisa.

Você escolheu falar sobre móveis planejados, por exemplo. Jogue essa palavra-chave no Google e veja os resultados que aparecem na primeira página.

Esses resultados serão base para desenvolver seu conteúdo.

Dê uma olhada em tudo que os concorrentes estão falando, os tópicos que a maioria aborda.

Minha equipe aqui do KP faz esse ritual em português e inglês, para ficar com uma pesquisa bem completa.

Mas não se limite a isso. Você pode pesquisar sobre temas relacionados ou qualquer outra coisa que ache relevante para colocar no seu conteúdo.

É isso que vai te dar insights na hora de produzir seu próprio conteúdo.

Pesquise, leia, releia, faça anotações do que é importante para você.

E salve sua pesquisa. Sempre. Eu sugiro o Google Drive, porque tudo fica salvo na nuvem.

Ou seja, se seu computador der pau, não tem drama. Porque você pode acessar seus arquivos de outro computador.

O importante é fazer uma pesquisa bem completa e salvar!

7. Mão na massa

Até aqui, você já deu ok para vários itens da sua checklist de conteúdo.

Tudo o que você fez foi importante para o grande momento: chegou a hora de botar a mão na massa e produzir seu conteúdo.

Seja um artigo, um vídeo, um áudio ou uma ilustração.

Faça isso com base no que você pesquisou e com base nos seus próprios insights (porque é o que vai tornar seu conteúdo único).

Hugo, quanto tempo demora para escrever um artigo, fazer um infográfico ou filmar/editar um vídeo?

Não tem como dizer.

Porque criar conteúdo é um processo criativo.

Alguns temas são mais complexos que outros. E isso interfere no tempo.

Mas isso não quer dizer que a agenda pode ficar aberta para sempre até que o bichinho da criatividade morda todo mundo.

Estipular prazos é importante, como eu já te disse. É para isso que serve seu calendário editorial.

No início, pode ser mais complicado respeitar esses prazos. Porque você e sua equipe ainda estão pegando o ritmo.

Tudo fica mais fácil e mais rápido com o passar do tempo.

O importante é manter a consistência de entrega. Não deixe seu público faminto por conteúdo novo!

Existem algumas técnicas que podem ajudar no processo de produção.

A Técnica Pomodoro é aliada de muita gente aqui do escritório.

Porque é uma maneira excelente de fracionar o tempo e dividir as grandes tarefas em pequenos blocos: 25, 60, 90 minutos.

Você que sabe qual se ajusta melhor com seu processo criativo.

Eu sei que a Nathalia, da minha equipe, gosta de usar blocos de 60 minutos.

Já o Yuri, da equipe de suporte, prefere ciclos de 25 minutos.

Outra coisa.

Produção de conteúdo costuma ser uma atividade mais solitária.

Eu sei que tenho dificuldade para me concentrar quando estou no meio de muita gente, com muito barulho ou muita coisa acontecendo ao meu redor.

Quando preciso produzir, gosto de ir para um canto mais isolado. Essa é uma estratégia que pode te ajudar.

8. Revise e edite

Se você é formado em qualquer área que seja, muito provavelmente teve que enfrentar o temido TCC (trabalho de conclusão de curso).

Seu orientador pede umas mil alterações a cada encontro.

Parece chato e desnecessário (e muita gente que eu conheço gostaria de pular essa parte). Mas a revisão e a edição são fundamentais para melhorar ao máximo o seu conteúdo, assim como melhorou o seu TCC.

Quem faz as alterações sugeridas pelo orientador, chega numa versão final do TCC muito melhor do que a primeira.

Revisar evita erros bobos, tanto de português quanto de conteúdo.

Editar corrige esses erros e aumenta a qualidade do seu artigo, vídeo, áudio, infográfico, o que quer que seja.

9. Hora de publicar

Gestão de conteúdo Hora de publicar

Seu conteúdo está pronto. Agora é hora de publicar.

Você pode usar seu canal do Youtube para postar os vídeos.

Se for um artigo, você precisa de um espaço para publicar.

Ou seja, de um site ou um blog.

É para isso que servem os CMS (content management system) ou sistema de gerenciamento de conteúdo.

É onde você vai colocar seus conteúdos sem dificuldade. E você não tem problema nenhum caso precise modificar alguma coisa.

Fica tudo organizado. É bem tranquilo de usar.

Alguns exemplos de CMS:

Você não precisa entender de programação, código, nada disso para usar os CMS.

São plataformas bem intuitivas e fáceis de usar.

Eu sugiro o WordPress, porque é a que conheço melhor.

10. Bote a cara no sol: divulgue o conteúdo

Você vai dar uma festa e preparou um convite.

Mas deixou em cima da mesa do trabalho. Só vai saber da festa quem passar pela sua mesa e encontrar o convite.

Para garantir que mais pessoas vão aparecer no dia, você precisa divulgar.

É a mesma coisa com seu conteúdo. Só publicar no blog ou no Youtube não é o suficiente.

As redes sociais são ótimas para divulgar.

Veja quais são as melhores para o seu negócio e sua estratégia de marketing digital e divulgue. Facebook, Twitter, Instagram.

Você também pode usar o e-mail marketing para mandar uma newsletter com os conteúdos que saíram do forno na última semana.

Assim, seu conteúdo vai chegar para uma quantidade maior de pessoas. O que pode aumentar suas taxas de conversão.

11. Mission Accomplished (quer dizer, quase)

Você seguiu todos os passos direitinho. Pronto? Não exatamente.

Porque, uma vez que seu conteúdo está no ar, as pessoas podem interagir com ele. E para que sua gestão de conteúdo seja completa, você precisa cuidar dessa parte também.

Responder comentários, dúvidas, interagir com seu público. Porque assim ele se sente mais próximo e respeitado por você.

É uma excelente maneira de desenvolver o relacionamento com seu público.

Então não deixe a peteca cair quando esse momento chegar.

12. Resultados: Para toda ação tem uma reação

Por que as pessoas fazem dieta e pegam pesado nos exercícios?

Porque querem resultados. E resultados melhores a cada dia.

Acredito que você quer a mesma coisa com o seu negócio.

Você foi, bolou sua estratégia de marketing de conteúdo e fez a gestão de conteúdo certinho até agora.

E aí? Como saber se os passos que você está dando vão te levar na direção certa?

Acompanhando os resultados da sua estratégia.

É fato que quando a gente fala de marketing de conteúdo, não dá para esperar resultados em 2 dias.

Pode levar meses.

Mas isso não quer dizer que você não possa estabelecer metas – desde que essas sejam metas possíveis.

E acompanhar se sua estratégia está chegando nas metas. Você pode analisar:

  • Número de acessos nos posts (quais têm mais e menos acesso)

  • Tempo de permanência na página (por quanto tempo a pessoa fica na sua página antes de sair)

  • Quais posts têm mais engajamento (compartilhamento nas redes sociais e comentários).

  • Em qual página do Google seu conteúdo está (lembra que quanto mais próximo da primeira página, melhor)

A ferramenta mais usadas para analisar muitos desses dados é o Google Analytics.

No caso dos vídeos, você pode acompanhar pelo Youtube, por exemplo, o número de inscritos e visualizações de cada vídeo.

Comece a capturar leads hoje mesmo com Klickpages

Gestão de conteúdo Comece a capturar leads hoje mesmo com Klickpages

Pronto para colocar em prática a gestão de conteúdo na sua empresa?

Essa estratégia vai te ajudar a impulsionar sua estratégia de marketing de conteúdo e a prospecção de clientes.

Para tanto, elaborar uma landing page poderosa faz toda a diferença.

Não sabe como?

Ferramentas como o Klickpages são uma verdadeira mão na roda.

Veja só como criar a sua em três passos:

  1. Escolha seu modelo: há opções de alta conversão comprovada através de testes.

  2. Customize a página: depois, edite os textos, as cores e as imagens, além de ocultar elementos que pouco agregam.

  3. Publique: por fim, é só publicar no seu próprio domínio, sem custos adicionais de hospedagem.

Conclusão

Gestão de conteúdo Conclusão

O fato é que a gestão do conteúdo é uma excelente maneira de agilizar as conversões.

Porque com conteúdo de qualidade e monitorado você atrai um público maior e melhor e que tem mais chances de converter em clientes.

Para chegar lá, você precisa definir quem é seu público-alvo, sua linha editorial e alinhar tudo isso com sua equipe.

Também é fundamental um calendário editorial e um planejamento de conteúdo, assim você fica por dentro de tudo o que está rolando no conteúdo da sua empresa.

E na hora de criar o conteúdo, você precisa pensar desde as palavras-chave até em quais canais vai divulgar seu material.

Não acaba por aí, como eu te mostrei. Porque, uma vez publicado, seu conteúdo está disponível para seu público comentar, curtir, compartilhar. E você precisa manter esse contato.

Mas não adianta seguir todos os passos se você não medir os resultados. Pode ser por conteúdos com mais engajamentos, até tempo de permanência na página ou como seu material está ranqueado no Google.

Pronto. Depois dos 12 passos que eu te mostrei neste artigo, você tem todas as ferramentas na mão para fazer uma gestão de conteúdo de primeira.

Não deixa de colocar aqui embaixo nos comentários qual é a maior dificuldade que você tem na hora de botar a gestão de conteúdo para funcionar.

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS!

Sobre o Autor

Hugo Rocha é co-fundador da Ignição Digital e do Klickpages. Já atuou diretamente nos bastidores dos maiores lançamentos digitais do Brasil. Atualmente está a frente da equipe de tráfego e crescimento da Ignição Digital e Klickpages liderando pessoalmente mais de R$ 4 milhões de reais em investimento em tráfego nos últimos 12 meses com ROI acima de 300%.