O que é Geomarketing, porque é importante, como fazer e exemplos

O que é Geomarketing, porque é importante, como fazer e exemplos

Você talvez não domine o conceito de geomarketing, mas certamente sabe do que se trata ou, no mínimo, já foi alvo de suas ações.

Estamos falando de uma das mais atuais estratégias para marcas levarem a sua mensagem de modo certeiro ao público.

Atual, moderna e repaginada.

A resposta à pergunta “o que é geomarketing” mudou graças à tecnologia, em especial com a popularização dos smartphones e do maior acesso à internet a partir dos dispositivos móveis.

Como veremos neste artigo, você, enquanto consumidor, está sendo permanentemente vigiado a partir de suas ações online para qualificar campanhas de geomarketing.

E se é alvo delas, por que não usá-las a seu favor?

É sobre isso que iremos falar a partir de agora, detalhando a aplicação do conceito em empresas e como fazer geomarketing de maneira bem-sucedida.

Vamos lá?

O que é geomarketing?

O que é geomarketing?

Geomarketing é uma técnica avançada de marketing que privilegia a localização do público para a definição de estratégias.

Seja para divulgação, para reforço de reputação, para vendas ou outro objetivo qualquer, todas as ações partem desse aspecto.

Se você está por dentro do conceito dos 4Ps do marketing, desenvolvido pelo guru Philip Kotler, deve imaginar que a abordagem se restringe ao P de praça, que é justamente aquele que leva em conta os aspectos geográficos da audiência.

Mas não se engane, pois o geomarketing é mais do que isso, contemplando o famoso conceito integralmente.

Que tipo de produto oferecer?

A que preço?

E de que forma promovê-lo?

As respostas a todas essas questões, tão importantes na definição de uma estratégia de marketing, se favorecem das informações coletadas por ferramentas tecnológicas.

A partir da análise de dados geográficos, o que dá origem ao seu nome, o geomarketing contribui para identificar tendências de mercado, monitorar a concorrência e, assim, tomar decisões mais assertivas sobre as campanhas.

Conceito

O conceito de geomarketing teve origem no meio offline, com ações de outbound marketing.

Inicialmente, se baseava no estudo de uma determinada região e de seu público para definir pela instalação de uma empresa ou loja.

Considerava, portanto, as preferências de uma localidade específica para entregar a ela uma solução que despertasse seu interesse, da forma que mais agradasse e por um preço que contemplasse as suas características econômicas.

A partir daí, as ações de marketing se tornavam mais claras, chegando até o público pelos canais mais utilizados.

Tudo isso mudou com o avanço da internet e dos smartphones, especialmente.

Quando você abre a janela de um navegador, por exemplo, talvez já tenha notado a solicitação para identificar a sua localização.

Esse é um ajuste que você autoriza automaticamente em diversos aplicativos no momento em que realiza o download.

Ou seja, não há como se esconder, nem mesmo ao realizar uma simples busca no Google.

Tanto é assim que o próprio buscador identifica onde você está para otimizar os resultados mais condizentes com a sua pesquisa.

Um exemplo prático é quando você está em São Paulo e procura por pizzarias. Ainda que não digite o nome da cidade, o buscador retornará com opções localizadas nela – inclusive, informando a sua distância de cada uma delas.

Como? Ele sabe onde você está.

Isso é geomarketing.

Por que geomarketing é importante?

Por que geomarketing é importante?

Para entender a importância do geomarketing, vale uma breve provocação.

O que você faria se soubesse quais são os hábitos do seu público, onde ele está e que locais frequenta?

Se você pudesse descobrir em quais restaurantes ele almoça, que programas de lazer realiza e que estabelecimentos visita, o quão úteis essas informações seriam para o seu negócio?

Pense a respeito.

Seriam dados bastante valiosos a respeito do perfil do seu cliente ideal, não é mesmo?

Daria para otimizar a estratégia de marketing, criando campanhas bem mais segmentadas, com conteúdo feito sob medida.

Afinal, são informações reveladoras a respeito do comportamento do consumidor.

A questão é que tudo isso não é só possível, como é provável que seu concorrente já esteja utilizando o geomarketing como ferramenta.

Há diferentes formas de coletar esses dados.

E, com eles em mãos, seus esforços e investimentos em marketing tendem a ganhar em custo-benefício.

Você pode promover ações mais certeiras, gastando menos e tendo um retorno mais alto.

Fica claro que aprender a usar o geomarketing é muito importante, concorda?

É sobre isso que iremos falar no próximo tópico.

Como usar o geomarketing em sua estratégia?

Como usar o geomarketing em sua estratégia?

Há diferentes maneiras de fazer uso do geomarketing para otimizar uma estratégia.

Inclusive, sempre que você tem em mãos algum dado geográfico sobre o seu público e o utiliza para qualificar ações de marketing, já está recorrendo à técnica.

E o melhor de tudo é que não é necessário que a sua empresa parta para a coleta de informações.

A tecnologia já faz isso para você.

Então, para explorar todo o potencial do geomarketing, basta saber aproveitar as oportunidades.

Quer ver só?

Geotargeting

Essa é a mais básica, mas não menos eficiente técnica de geomarketing.

A partir dela, você consegue configurar uma campanha de anúncios na web para que eles alcancem uma audiência determinada a partir da sua localização.

Ou seja, se tem uma empresa cujo público-alvo está em Belo Horizonte e arredores, delimita a partir do geotargeting que a sua campanha seja exibida apenas para pessoas nessa região.

Como dito, esse é um recurso básico, disponibilizado por qualquer plataforma de anúncios online, como Google Adwords e Facebook Ads.

Em outras palavras, isso permite não jogar dinheiro fora em ações de marketing e publicidade que desconsideram o público receptor das mensagens.

É possível segmentar por país, estado, cidade e até bairro, em alguns casos, além do raio de distância desejado do seu estabelecimento.

Site personalizado

Lembra quando falamos da solicitação de localização durante a navegação na internet?

O objetivo do site que faz esse pedido é tornar a sua experiência de usuário mais útil na web, oferecendo a você um conteúdo sob medida.

O exemplo da pizzaria, que citamos antes, se aplica aqui.

Obviamente, esse é um recurso que depende de o usuário aceitar o convite para compartilhar a sua localização.

Para que ele seja enviado, o seu site precisa de uma aplicação específica de geolocalização.

É algo que representa um grau de dificuldade zero para desenvolvedores web.

Ainda assim, não custa lembrar, o conteúdo personalizado só vai chegar ao usuário se ele quiser.

Dependendo do seu modelo de negócio, pode ser bastante útil.

Geofencing

Geomarketing Geofencing

Agora, vamos falar de um recurso ligeiramente mais avançado, mas também poderoso como estratégia de geomarketing.

O geofencing é um tipo de notificação enviada em tempo real, através de mensagem no celular ou por e-mail, por exemplo.

O que a tecnologia faz nesses casos é monitorar os passos do consumidor, literalmente.

Assim que ele se aproxima da área de interesse, a notificação é disparada.

Você talvez já tenha sido alvo desse tipo de ação promovida pelo Google, que utiliza o recurso para informar sobre o trânsito ou pedir avaliação sobre determinado estabelecimento que está visitando.

O geofencing é utilizado por negócios que funcionam por meio de aplicativos, já que é através dele que o compartilhamento da localização é autorizado e a notificação é enviada.

Uma loja pode oferecer um desconto exclusivo ou simplesmente convidar o cliente a visitá-lo assim que ele se aproxima dela, por exemplo.

Check-ins

O check-in é mais uma ação que depende do usuário, mas que pode ser incentivada pelo negócio.

Se você tem um estabelecimento físico, se favorece de uma divulgação gratuita sempre que um consumidor entra nele e marca presença a partir de sua rede social.

No Facebook, o check-in é um recurso bastante utilizado.

Mas como estimular o público a dar esse passo?

Muitos locais condicionam o uso do Wi-Fi gratuito com o check-in no Facebook.

Inclusive, a própria rede social divulga um passo a passo para configurar essa opção no seu roteador (em inglês).

Se você tiver criatividade, pode incentivar o check-in de outras formas, como ao oferecer um brinde ou um desconto especial, por exemplo.

Geotagging

Geomarketing Geotagging

Já que falamos em divulgação espontânea e gratuita, não podemos esquecer do geotagging.

Nada mais é do que a marcação da localização de um usuário em sua rede social.

Quando as pessoas visitam determinada cidade, jantam em um restaurante, fazem compras em um shopping, enfim, costumam registrar uma foto e, junto a ela, mencionar a localização.

Por que não pode ser o seu estabelecimento o escolhido para isso?

A forma mais popular de geotagging acontece a partir do Facebook.

Assim como no caso do check-in, para fazer uso dessa estratégia, é necessário criar uma página na categoria de Negócios Locais nessa rede social e, em seguida, preencher todas as informações de endereço.

Geofiltros

Por fim, vamos falar de uma técnica de geomarketing popularizada a partir do Snapchat.

Os geofiltros podem ser inseridos de forma automática em fotos e vídeos dos usuários a partir da sua localização, identificada por meio do GPS.

Para negócios, a dica é criar geofiltros personalizados, que podem ser utilizados quando o público estiver no estabelecimento ou mesmo em um evento.

Soluções de geomarketing: quando contratar?

Soluções de geomarketing: quando contratar?

O que mostramos até aqui são formas de utilização do geomarketing bastante práticas, que consideram redes sociais, sites e aplicativos.

Mas se o seu negócio se favorece da estratégia, é possível investir ainda mais nela.

O mercado conta com empresas que atuam na oferta de soluções de geomarketing.

Entre os produtos, estão a análise de dados e informações geomercadológicas, incluindo aí indicadores demográficos, de consumo e econômicos.

Para tanto, se valem do potencial de ferramentas de Big Data, que consiste na coleta e interpretação de um volume gigante de informações.

Até mesmo mapas podem ser apresentados e utilizados como parte do planejamento de marketing.

É claro que, como estamos falando de um recurso avançado de geomarketing, não é todo o tipo de negócio que faz uso dele.

Suas aplicações se concentram especialmente em empresas com atuação nacional ou que se valem da inteligência de mercado para apoiar decisões sobre expansão de suas atividades, por exemplo.

Outra possibilidade é integrar as informações do geomarketing a outros processos da empresa, como o próprio sistema de CRM, que gerencia o relacionamento com os clientes.

Exemplos de aplicações práticas

Geomarketing Exemplos de aplicações práticas

Você já descobriu o que é geomarketing e como utilizar a favor do seu negócio.

Mas para que tudo fique ainda mais claro, um bom exemplo sempre vem a calhar.

Vamos apresentar agora cases de empresas que já fazem uso do marketing geográfico para qualificar a tomada de decisões e o gerenciamento de processos.

O Boticário

A empresa de cosméticos e perfumes foi uma das pioneiras a utilizar as informações de geolocalização para a tomada de decisões estratégicas.

Mais precisamente, ela se vale da tecnologia para ajudar a determinar para onde a sua rede de franquias vai se expandir.

Nesse caso, o geomarketing ajuda a otimizar o investimento, evitando que lojas sejam abertas de modo a concorrer umas com as outras, ou mesmo em locais com previsão de baixo retorno financeiro.

Não significa que não possam ser instaladas duas unidades no mesmo quarteirão, por exemplo, desde que a análise dos dados identifique a necessidade e o potencial.

Concentração de clientes, concorrência e presença de mercado são alguns dos fatores levados em conta.

Coca-Cola

O uso do geomarketing pela Coca-Cola no Brasil já é mais avançado.

O que empresa faz é utilizar soluções de inteligência geográfica, como as que destacamos anteriormente, para qualificar a gestão de processos.

Ela parte de um sistema que permite gerenciar melhor as vendas, distribuindo os seus produtos para as respectivas áreas de interesse.

Como você sabe, a marca Coca-Cola não possui apenas o famoso refrigerante homônimo.

Até mesmo água mineral leva o seu selo no mercado.

Assim, ela faz uso do geomarketing também para direcionar para cada região o que o seu público deseja.

Radar Sebrae

O Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), através da sua unidade na Bahia, lançou há alguns anos uma ferramenta de geomarketing bastante útil para novos empreendedores.

A partir do site Radar Sebrae, são mapeadas oportunidades de negócios em 14 cidades baianas.

Quem deseja abrir uma gráfica em Itabuna, por exemplo, pode tanto validar a ideia de negócio a partir do site, quanto definir nele a melhor localização para o empreendimento.

As respostas surgem após breves cliques.

No exemplo que utilizamos, a página retornou com pontos de atenção sobre o baixo número de empresas complementares na região, além da existência de negócios concorrentes, com o mesmo perfil, já instalados nas proximidades.

Panfletagem

Por fim, vamos apresentar um exemplo de uso do geomarketing que já é amplamente utilizado por setores diversos, muito em razão de ser uma prática já antiga.

A distribuição de panfletos se mostra necessária para determinados modelos de negócios.

É assim no ramo imobiliário para o lançamento de um determinado empreendimento, por exemplo.

A verdade é que toda empresa que se vale de materiais promocionais não pode simplesmente investir em mão de obra temporária e impressões sem determinar com o máximo de precisão possível onde entregá-los.

A pergunta que as ferramentas de geomarketing respondem nesse caso é: onde estão as maiores chances de conversão?

Uma análise de dados pode identificar, por exemplo, que um lançamento imobiliário tem maior potencial de despertar o interesse de consumidores em um shopping center específico da cidade.

Então, é para lá que os panfletos devem ser levados, certo?

Comece a capturar leads hoje mesmo com o Klickpages

Geomarketing Comece a capturar leads hoje mesmo com o Klickpages

Toda estratégia de marketing tem o desafio de localizar o público-alvo e acertar na mensagem e no tom utilizado para se conectar a ele.

O geomarketing contribui bastante com parte da solução, ao entregar informações valiosas que ajudam a determinar hábitos e interesses do consumidor.

Mas de nada adianta todo o seu esforço para ser notado por ele se não conseguir despertar o interesse por aquilo que oferece.

É por isso que uma campanha em meios digitais oferece um atalho para o sucesso.

Afinal, é muito mais fácil e barato usar seu site, blog ou redes sociais para capturar leads, que são os potenciais clientes do seu negócio.

Estamos falando sobre chamar a sua atenção, seja através da oferta de conteúdo relevante ou ao apresentar promoções.

A partir daí, um convite é sempre bem-vindo para estreitar o vínculo.

Quem sabe ele se interesse por assinar uma newsletter, receber novidades por e-mail, baixar um e-book ou se inscrever em um curso gratuito.

Seja qual for o movimento que você realizar, caprichar na landing page aumenta muito a chance de confirmar as conversões desejadas.

Nessa hora, o Klickpages é a ferramenta ideal.

Veja os três passos básicos para criar a sua:

  1. Escolha seu modelo: veja opções de alta conversão comprovada através de testes.

  2. Customize a página: feita a escolha, edite os textos, as cores e as imagens, além de ocultar elementos que pouco agregam.

  3. Publique: ao final, é só publicar no próprio domínio, sem custos adicionais de hospedagem.

Conclusão

Geomarketing Conclusão

Você conferiu neste artigo o que é geomarketing, sua importância, como usar e exemplos de aplicações.

Este foi um guia completo sobre uma das mais atuais técnicas para se conectar com seu público e entregar a ele um conteúdo sob medida.

Aproveite as dicas que conferiu ao longo da leitura para otimizar a sua estratégia.

Mapeie os seus potenciais clientes e concentra seus esforços nos locais onde há maiores chances de êxito.

Use o que a tecnologia oferece para ter resultados ainda melhores.

E se a campanha for digital, não esqueça: uma landing page poderosa abre portas.

Faça com o Klickpages, que é quem melhor entende do assunto.

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS!

Sobre o Autor

Hugo Rocha é co-fundador da Ignição Digital e do Klickpages. Já atuou diretamente nos bastidores dos maiores lançamentos digitais do Brasil. Atualmente está a frente da equipe de tráfego e crescimento da Ignição Digital e Klickpages liderando pessoalmente mais de R$ 4 milhões de reais em investimento em tráfego nos últimos 12 meses com ROI acima de 300%.