Gateway de pagamento: o caminho mais simples para o seu negócio receber do cliente

Gateway de pagamento: o caminho mais simples para o seu negócio receber do cliente

Se você ainda não tem um gateway de pagamento, as chances são que você está desperdiçando dinheiro e energia onde não deveria. 

Eu não sei você conhece aquela frase “concentre-se no que você é bom e delegue todo o resto”.

Mas quando o assunto envolve as transações de compra entre o seu negócio, o cliente e a instituição financeira, essa frase não poderia ser mais verdadeira. 

O fato é que entre o cliente colocar os dados dele na sua página de pagamento e o banco ou a operadora de cartão de crédito aprovar essa compra existe um caminho longo, com um rio passando bem no meio.

Porque talvez você não saiba, mas processar pagamentos não é uma tarefa simples. Você precisa desenvolver sistemas complexos e seguir normas internacionais para garantir a proteção das informações que recebe. 

Aqui na empresa, por exemplo, existia a necessidade de receber pagamento por meio de boleto. 

Se a gente fosse desenvolver um sistema próprio isso levaria no mínimo 6 meses, além de exigir a contratação de uma equipe e custar muito caro.

Do mesmo jeito que, diante de um caminho longo e com um rio passando no meio, você até pode tentar contornar o curso de água ou alugar um barco para chegar na outra margem por conta própria. 

Só que isso custa caro ou leva muito tempo. E você pode, inclusive, acabar perdido no meio do caminho. 

Neste caso, a melhor solução para chegar do ponto A ao ponto B é utilizar uma ponte. Ou seja, um caminho reto e curto ligando as duas margens. 

E é exatamente isso que o gateway de pagamento faz. Ele é a ponte para o seu negócio receber de quem compra. 

Pois protege e leva os dados do seu cliente desde o seu site até a operadora do cartão ou o banco.

Aqui na empresa, para resolver o pagamento por boleto, a equipe do financeiro contratou um gateway por um valor muito mais barato e que, além disso, permitiu que a gente começasse a receber pagamento por boleto em apenas 6 semanas.

Muito mais rápido e simples do que se a gente fosse tentar construir um sistema próprio para isso.

Quer saber como utilizar um gateway de pagamento na sua empresa para não perder tempo nem dinheiro sem necessidade

Então, continua comigo até o final deste artigo porque eu vou te mostrar:

  • O que é um gateway de pagamento;

  • Como o gateway funciona;

  • Qual a diferença entre processador e gateway de pagamento; 

  • Que vantagens ele pode trazer para o seu negócio;

  • Como escolher um gateway;

  • E opções de gateway para a sua empresa. 

O que é um gateway de pagamento?

O que é gateway de pagamento

Gateway de pagamento é uma plataforma para transmitir dados entre o comprador, a sua empresa, as operadoras de cartão de crédito ou os bancos que você utiliza para receber pagamentos. 

Eles são utilizados para processar as compras feitas na internet com cartão de crédito, débito ou boleto bancário. 

Em outras palavras ele é o responsável por permitir que o seu negócio digital possa realizar transações financeiras.

Se você já fez alguma compra na internet é provável que você se lembre de como o processo funciona.

Primeiro você coloca o itens no carrinho da loja e confirma a compra. Na sequência você fornece os dados e confirma a compra.

Depois, chega a hora do gateway processar a transação. 

Ele pega os dados, confere e valida as informações, entra em contato com a operadora de cartão, como Rede e Cielo. Se estiver tudo certo, a compra é realizada.

É como se o gateway juntasse um terminal de leitura de cartões de crédito com uma central de análise de crédito.

Ele também protege informações importantes como os dados do cartão de crédito e as senhas com a ajuda de criptografia, uma espécie de código de segurança.

Como o gateway funciona?

Como o gateway funciona

Um gateway de pagamento funciona basicamente como a maquininha de cartão das lojas físicas. 

Quando o comprador envia os dados do cartão de crédito, essa informação é codificada e transmitida online por meio do gateway para o banco ou operadora.

Daí é possível verificar a autenticidade e validade do cartão e se o limite de crédito é suficiente para realizar a compra.

Caso esteja tudo certo, você recebe a confirmação da compra. Esse processo leva em média de 2 a 3 segundos. 

As informações são armazenadas e posteriormente você pode apresentar a lista das transações para receber os valores, seja do banco ou da operadora.

O processo todo é criptografado por meio do SSL do gateway. A sigla SSL significa Secure Socket Layer ou camada de soquete seguro em português.

Essa tecnologia cria uma camada de segurança adicional na comunicação para proteger as informações sensíveis do comprador, como senhas e dados bancários. 

Se você quiser se aprofundar nesse assunto, confira o artigo você é um impostor na internet se não usa SSL nas suas páginas, que a Angela fez aqui pro blog do KP. 

Vale lembrar que os dados não são analisados pelo servidor da sua empresa, mas pelo servidor do gateway. 

Para deixar as informações ainda mais claras, agora eu vou te explicar o que diferencia as duas opções mais comuns para você receber os seus pagamentos.  

Qual a diferença entre processador e gateway de pagamento?

Qual a diferença entre processador e gateway de pagamento

O gateway de pagamento funciona como uma ponte que liga o seu site de vendas, página de pagamento ou landing page às operadoras de cartão de crédito e bancos.

Ou seja, a sua empresa precisa ter uma conta com a instituição que vai, efetivamente, realizar a avaliação do crédito e a cobrança, como o banco ou a operadora.  

O que o gateway faz é processar e transmitir as informações que o cliente colocou no seu site, protegê-las e enviar as informações para a validação da compra.

No caso de um processador de pagamento, o seu negócio não precisa de uma conta junto ao banco ou a operadora, porque o processador cuida de tudo.

 

Vantagens de ter um gateway de pagamento no seu negócio

Vantagens de ter um gateway de pagamento no seu negócio

Ter um gateway de pagamento pode tornar a rotina da sua loja virtual mais simples.  

Com ele você só precisa fazer uma implementação técnica ao invés de ter que se preocupar em fazer a incorporação de cada banco ou operadora de cartão. 

Além disso é o gateway que faz os ajustes necessários quando acontecem mudanças técnicas, de legislação, processos e por aí vai.  

Também é possível gerar uma ampla variedade de gráficos e relatórios que podem te ajudar a entender melhor como as suas vendas acontecem.

Ter um gateway ainda pode oferecer mais segurança tanto para o seu negócio, quanto para quem compra de você.

Já que ele realiza a análise de todos os pagamentos para evitar que aconteçam fraudes e que cartões roubados ou clonados sejam utilizados na compra.

Fora que, como o comprador não precisa ser redirecionado para outra página na hora do pagamento, um gateway pode te ajudar a aumentar as suas taxas de conversão

Eu não sei se você já desistiu de uma compra na internet porque na hora de realizar o pagamento você foi direcionado para outro site.

Mas o fato é que tem gente que fica desconfiada ou impaciente durante esse processo e pode  acabar desistindo de finalizar o pagamento. 

Além disso, o cliente tem mais opções para concluir a compra e quanto mais opções de pagamento você puder oferecer, menores vão ser as chances do cliente desistir. 

Como escolher um gateway 

Como escolher um gateway

Para começar, um gateway de pagamento precisa ser seguro, por isso é importante que você verifique se ele possui o certificado PCI DSS.

A sigla PCI DSS, Payment Card Industry Data Security Standard, em tradução livre, significa padrão de segurança de dados da indústria de cartões de pagamento.

Todas as empresas que processam, armazenam e transmitem dados de cartões pela internet precisam seguir esse padrão para garantir a segurança das informações. 

Se o gateway possuir a certificação PCI DSS, isso significa que ele aplica procedimentos rigorosos para manter os dados seguros. 

Também é importante considerar as preferências do seu público. 

Caso você perceba que existe uma tendência por um certo tipo de pagamento, vale a pena investir em serviços que atendam bem a este perfil. 

Mas, quanto mais opções de pagamento você oferecer, maiores são as chances de o seu negócio não perder vendas. 

Opções de gateway de pagamento para a sua empresa

Opções de gateway de pagamento para a sua empresa

Depois de ver quais são os aspectos mais importantes em um gateway de pagamento, chegou a hora de você conhecer algumas possibilidades que o mercado oferece. 

gmxCheckout 

O gmxCheckout é uma plataforma de processamento de pagamentos online segura e que atende tanto quem tem um infoproduto próprio, quanto os afiliados que fazem revenda. 

Você pode acompanhar os seus números por meio de uma interface administrativa intuitiva e simples.

Também dá para criar ofertas, páginas de pagamento e definir se você quer receber à vista, parcelado, com juros ou sem juros. 

Como está diretamente integrada com a CIELO e a REDE, você vai receber o valor das suas vendas diretamente na sua conta corrente, sem precisar solicitar.

Mundipagg

A principal proposta da  Mundipagg é oferecer formas de pagamento rápidas e simples para que você foque no crescimento do seu negócio.

Você decide que formas de pagamento deseja aceitar como por exemplo, cartão de débito e crédito, voucher, boleto bancário, transferência entre contas, e etc.

Assim, o seu cliente tem a opção de escolher a opção mais conveniente para ele, sem que você precise esquentar a cabeça. 

Yapay

A plataforma Yapay faz parte do Grupo Locaweb e oferece serviços para quem quer vender na internet. 

As soluções são focadas no desempenho e na conversação da loja online e por mês são feitas aproximadamente 700 mil transações.

O Yapay possui painel intuitivo para você configurar as formas de pagamentos e função de cancelamento para compras realizadas com cartão, no mesmo dia.

Pagar.me

A Pagar.me pode conectar o seu site ou aplicativo com o restante da cadeia de pagamentos para simplificar a sua venda online. 

Ela se responsabiliza por toda a comunicação com as operadoras e bancos e você ainda pode acompanhar todas as suas vendas de forma simplificada. 

Além disso, ela promete um atendimento acolhedor e eficiente, feito por pessoas que conhecem o mercado de pagamentos.

iugu

A plataforma iugu trabalha com as principais operadoras de cartão de crédito para te ajudar a montar e automatizar o seu processo para receber pagamentos online.

Com ela você pode gerenciar os valores recebidos e fazer o seu controle financeiro em um único lugar.

Payflow

Talvez você não saiba, mas o PayPal também tem um gateway de pagamento, que é o Payflow.  

Se você fizer vendas para o mercado estrangeiro, pode aceitar pagamentos em 25 moedas que são utilizadas em 202 países ao redor do mundo.

Diferente de outras plataformas que cobram um percentual sobre o valor da venda, no Payflow você paga uma taxa de US $ 0,10 por transação.

Você também pode acompanhar cada centavo vendido utilizando o painel de gerenciamento de contas da plataforma. 

Não adianta ter um gateway de pagamento sem isso

Não adianta ter um gateway de pagamento sem isso

Para crescer as suas vendas na internet não adianta, apenas, você ter um gateway de pagamento.  

Porque embora ele seja a maneira mais rápida, fácil e segura para processar o que você vende, sozinho ele não é capaz de atrair o cliente.

Do mesmo jeito que você não chega em uma loja física e vai direto passar o cartão no caixa. 

Primeiro você entra, conversa com o vendedor, escolhe o produto, testa ou experimenta e, só depois, você faz o pagamento. 

Por isso, para vender online você precisa de uma página capaz de atrair o cliente e anunciar todas as vantagens do seu produto ou serviço. 

Eu estou falando de uma landing page. Um tipo de página focada em conversão desenvolvida especialmente para levar o visitante a realizar a ação que você planejou, que nesse caso é uma compra. 

Depois, você só precisa acrescentar o link do gateway de pagamento na sua landing page para que o visitante tenha flexibilidade na hora realizar o pagamento. 

Agora, se você não sabe como criar uma landing page, o Klickpages é seu melhor aliado. Com ele você pode criar as suas páginas seguindo apenas 3 passos simples:

1. Escolha seu modelo: conheça opções de alta conversão comprovadas por testes.

2. Divirta-se customizando a sua página: edite textos, cores e imagens, além de ocultar os elementos que você não queira.

3. Publique: com tudo pronto, é só publicar no seu próprio domínio, sem custos adicionais de hospedagem. 

Conclusão 

Conslusão gateway de pagamento

Depois de conferir esse artigo as chances são que você sabe que o gateway de pagamento te ajuda a focar no que é importante para não perder tempo, nem dinheiro. 

Isso porque eu te mostrei o que é um e que vantagens ele pode trazer para o seu negócio, como o aumento da sua taxa de conversão. 

Você também viu o que diferencia um processador e um gateway de pagamento. 

Além do que é preciso considerar na hora de contratar um gateway e diferentes opções que podem atender as necessidades do seu negócio. 

E aí, você já conhecia o gateway de pagamento?

Me conta aqui embaixo nos comentários! 😉

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS!

Sobre o Autor

Apesar de ter os dois pés bem plantados na realidade, adoro me transportar para os universos da fantasia como Nárnia, Terra Média e Hogwarts. Sou apaixonada por viagens, livros, filmes e pessoas, não necessariamente nessa ordem (hahahaha). No time de conteúdo do Klickpages, escrevo sobre empreendedorismo e marketing digital porque acredito no poder das histórias.