Email de boas-vindas: como conquistar o seu cliente no primeiro email

Email de boas-vindas: como conquistar o seu cliente no primeiro email | Klickpages

Se você quer conquistar e fidelizar seus clientes no primeiro olhar, ops email, você precisa saber como criar o email de boas-vindas perfeito para o seu público.

Esse processo é muito parecido com paquera online. Você olha as fotos, acha interessante e decide puxar assunto.

Se esse primeiro papo não for legal, já era. Provavelmente acabou ali a chance de rolar um relacionamento.

No seu relacionamento negócio-cliente não é muito diferente.

O potencial cliente entra no seu site, acha interessante, lê algo no seu blog que acrescenta valor e, então, decide puxar papo se inscrever na sua newsletter.

E aí você manda um email de boas-vindas meeeeh, sem graça… Ou pior, nem manda nada e deixa o seu potencial cliente no vácuo.

Sinto muito te falar, mas essa não me parece a história de um relacionamento que vai ter um futuro.

Um excelente email de boas-vindas é aquele papo que quando acaba te deixa com gostinho de mais, você fica ansioso esperando a próxima oportunidade de conversar de novo.

Se você consegue provocar isso com o seu primeiro email, você está no caminho certo para conquistar e fidelizar novos clientes.

Por isso nas próximas linhas eu vou te mostrar como criar um email de boas-vindas que arranque suspiros e deixe um gostinho de quero mais.

O que é um email de boas-vindas?

O email de boas-vindas é a primeira mensagem que a sua lead recebe (ou deveria receber) quando entra na sua lista.

Inclusive, ela espera receber esse email e, por isso, geralmente ele tem a maior taxa de abertura entre todos os tipos de email.

Ele costuma ser enviado em dois momentos: quando um potencial cliente entra na sua lista (por meio de um formulário ou landing page) ou quando um cliente compra um produto ou serviço seu pela primeira vez.

Um erro comum que muitos empreendedores cometem é não dar a devida importância para essa mensagem ou até mesmo se esquecer de configurá-la..

Só que, para o seu potencial cliente ou cliente, este é um email de extrema importância, pois é ele que vai dar o tom do relacionamento entre vocês.

Quando alguém se inscreve para a sua lista, é como se ela tivesse falando “oi, eu queria te conhecer melhor”.

Essa pessoa está interessada em saber mais sobre o seu conteúdo, receber uma recompensa ou até mesmo conhecer melhor como o seu negócio pode ajudá-la.

E o email de boas-vindas é a sua resposta. 

É o seu momento de se apresentar, entregar o que prometeu (se tiver oferecido alguma isca digital ou explicar como será a entrega do seu produto ou serviço) e fazer o seu potencial cliente ou cliente se sentir bem-vindo e querido.

Mas esse é só o começo da história, porque você pode ir além no seu email de boas-vindas.

E eu te falo mais sobre isso nas próximas linhas.

Por que emails de boas-vindas são importantes?

Esse email é a sua chance de causar uma boa impressão sobre o seu negócio e começar um relacionamento com o potencial cliente ou cliente da melhor forma possível.

Como ele é esperado pelas suas leads, a probabilidade de elas abrirem e lerem a sua mensagem é muito alta.

Inclusive, a taxa de abertura dele é cerca de 86% mais alta do que de campanhas comuns de email marketing

Ou seja, é uma oportunidade única de conversar com seu potencial cliente ou cliente e já criar uma antecipação para os próximos emails.

Você pode, por exemplo, avisar que na próxima semana enviará uma surpresa para a caixa de entrada dele que o ajudará a resolver um problema específico.

Isso desperta a curiosidade na lead, que provavelmente ficará a espera do próximo email.

Fora que, se você souber como aproveitar bem o email de boas-vindas, pode até aumentar as suas vendas, como as empresas que usam essa mensagem para oferecer um cupom de desconto e têm resultados positivos no faturamento.

É por isso que você precisa conhecer a fundo… 

Para que você pode usar um email de boas-vindas?

A função mais óbvia e básica é agradecer o usuário pelo cadastro ou compra. Mas você não precisa parar por aí.

Um email de boas-vindas bem escrito pode alcançar um ou mais dos 9 objetivos que eu te explico aqui embaixo:

#1 Fornecer mais informações sobre os próximo envios

Imagina o seguinte cenário.

Você vai em uma festa de um amigo seu e lá conhece uma pessoa que você ficou interessado, vocês conversam um pouco e trocam números de telefone.

Se ninguém falar nada, pode surgir aquela dúvida que até paralisa: “quem deve mandar mensagem primeiro?”.

Agora se você um de vocês fala: “mais tarde eu te mando uma mensagem para a gente conversar mais”, se o primeiro papo foi bom, a outra pessoa ficará na expectativa para receber a próxima mensagem.

Isso é bom porque as chances de ela visualizar e responder mais rápido aumentam, afinal de contas, ela está esperando por aquilo ali.

Algo semelhante acontece com a sua lista.

Quando você informa que enviará um próximo email em um determinado espaço de tempo e dá um gostinho do que se trata, as suas leads ficam na expectativa.

Consequentemente, sua taxa de abertura pode aumentar.

Por outro lado, se você não informa sobre a frequência dos envios, seus potenciais clientes e clientes podem ser surpreendidos negativamente com a quantidade de emails que receberão. 

#2 Alinhar as expectativas 

Quais são as vantagens e benefícios que o seu potencial cliente ou cliente terá por fazer parte da sua lista?

Na sua cabeça, isso pode estar claríssimo. Mas se você não falar nada, os seus contatos podem imaginar algo completamente diferente.

Aproveite o email de boas-vindas para reforçar o que é que suas leads vão receber e por que isso é vantajoso para elas.

Por exemplo, para as leads que se cadastraram para a sua newsletter, você pode falar que semanalmente enviará conteúdo novo para a caixa de entrada dela, que a ajudará a alcançar os objetivos x, y e z.

Agora, para um cliente que acabou de comprar o seu produto, você pode reforçar que, com uma certa periodicidade, enviará dicas sobre como melhor utilizar o produto e ofertas para outros produtos relacionados.

Passar essas informações no email de boas-vindas, além de alinhar as expectativas, demonstra para os seus contatos o valor dos seus próximos emails e por que eles devem ser abertos e lidos.

#3 Apresentar seu negócio e informar os canais de contato

No email de boas-vindas, você pode apresentar de forma sucinta o seu negócio, falar um pouco sobre o nicho em que você atua, quais tipos de resultado você ajuda seus clientes a alcançarem e quais soluções você oferece.

Além disso, é uma oportunidade para se mostrar aberto a conversar mais com seus potenciais cliente e clientes sobre as dúvidas que eles têm.

Para isso, você pode informar quais são os canais de contato por onde eles podem tirar dúvidas, resolver questões financeiras (como reembolso, estorno, problemas no pagamento) e obter mais informações sobre o seu negócio e produto ou serviço.

A forma como você vai apresentar o seu negócio e os canais de contato depende do tipo de relacionamento que você está começando com o contato.

Por exemplo, não faz sentido contar para um cliente que acabou de comprar seu produto quais são as soluções que você oferece, ele provavelmente já sabe disso.

Mas você pode focar nos resultados que o seu negócio ajudou outros clientes a alcançarem.

Agora, para um potencial cliente que se cadastrou em uma lista para saber mais sobre os seus produtos ou serviços, vale a pena falar sobre as soluções que você oferece.

#4 Entregar o conteúdo que você prometeu

Se um potencial cliente se inscreveu em uma landing page para acessar um material rico (ebook, planilha, checklist, template…) ou um cliente acabou de comprar um produto seu, ambos estão na expectativa de receber o que você prometeu.

Então, esse primeiro email deve entregar ou, se for o caso, explicar como ocorrerá a entrega.

É muito frustrante para o seu potencial cliente ou cliente terminar de realizar a conversão, entrar no email e não ter nem sinal daquilo que foi prometido.

Isso pode causar uma experiência ruim que pode azedar o relacionamento de vocês.

#5 Apresentar seu produto ou serviço

No email de boas-vindas, você pode aproveitar para falar mais sobre o produto ou serviço que você oferece.

Essa abordagem vai variar de acordo com o público do email.

Para as leads que acabaram de se cadastrar na sua lista através de uma landing page de material rico, depois de fazer a entrega da recompensa, você pode falar que oferece o produto ou serviço “x” que a ajudará a resolver de forma mais prática e rápida a necessidade dela.

Por exemplo, imagine que você tenha um negócio no nicho de festas e casamento e ofereça para noivas o download gratuito de um guia de 5 serviços para economizar dinheiro na hora de planejar um casamento.

Após fazer a entrega do guia no email, você pode falar que entende como a preparação de um casamento é um período muito intenso e cheio de decisões e que a noiva não precisa ficar sobrecarregada e passar por isso sozinha.

Ela pode contar com seus serviços de cerimonialista e com a sua expertise em encontrar as melhores ofertas e realizar o casamento dos sonhos dela dentro do orçamento.

Agora, se é um email de boas-vindas para clientes que acabaram de comprar um produto ou serviço, você pode fazer a apresentação mostrando a melhor forma de aproveitar a solução que ele adquiriu.

A abordagem é diferente pois o cliente muito provavelmente já sabe as informações básicas sobre o produto ou serviço.

#6 Fazer com que as pessoas usem o seu produto

Um dos motivos mais comuns pelos quais as pessoas cancelam um serviço ou produto é o fato de elas não usarem.

Não faz sentido pagar por algo que não você não utiliza.

Por isso, o seu dever como empreendedor é estimular os seus clientes a usarem o seu produto ou serviço.

Se você tem uma conta na Netflix já deve ter reparado como eles são mestres em fazer isso.

Semanalmente, eles me enviam sugestões de filmes para eu assistir com base nos meus gostos e até me lembram de finalizar algum filme que eu tenha parado na metade.

Você pode começar esse processo de ativação dos seus clientes no email de boas-vindas dando um primeiro passo simples de ser cumprido.

Algo que o usuário possa fazer agora mesmo e que vai colocá-lo em movimento para ser bem-sucedido no uso do seu produto ou serviço.

Por exemplo, acessar a conta e terminar de preencher os dados e configurar as preferências ou reservar um horário na agenda na próxima semana para criar a sua primeira página.

#7 Dar informações úteis 

Eu já abordei um pouco sobre informações úteis que você pode dar em alguns tópicos anteriores, mas queria dar destaque para uma informação que sem dúvidas deve estar no seu email de boas-vindas.

Para garantir que os seus contatos sempre recebam as suas mensagens na caixa de entrada e evitar que caiam no spam, tem uma coisa muito simples que você pode pedir para as suas leads fazerem.

Informe o endereço que você vai usar para enviar os emails e peçam para que elas salvem como remetente confiável.

Isso é excelente para a entregabilidade das suas campanhas, porque mostra para os provedores de email que seus conteúdos são relevantes e não devem ser enviados para spam.

Mas, além desse pedido, você pode dar outras informações úteis como o tempo de resposta para dúvidas enviadas por email, quais os horários de atendimento do seu negócio e canais oficiais de contato.

#8 Segmentar o público

Uma das melhores formas de fazer os seus potenciais clientes avançarem no seu funil de vendas é com conteúdo e ofertas personalizadas para cada estágio, que atuem diretamente nos desejos e dores do seu público.

Mas isso só é possível se a sua lista estiver segmentada por interesses e características.

Para obter os dados que você precisa para segmentar seus novos contatos, você pode perguntar no email de boas-vindas quais são os tipos de conteúdo que eles gostariam de receber, por exemplo, e dar de três a cinco opções.

Tome cuidado para ser objetivo na hora de fazer a segmentação, não faça mais do que uma ou duas perguntas para não ficar cansativo para o potencial cliente. 

#9 Fazer uma oferta especial

Se o funil de vendas do seu produto ou serviço é mais curto.

Ou seja, o seu potencial cliente não precisa passar por um longo processo de educação e nutrição antes de decidir realizar uma compra.

É uma boa fazer uma oferta especial por tempo limitado no seu email de boas-vindas.

Você pode oferecer um desconto ou um bônus para incentivar a compra.

Como criar um email de boas-vindas incrível

Agora que você já viu quais são os objetivos que o email de boas-vindas pode ter, eu vou te mostrar passo a passo o que você precisa para construir o seu.

Não se preocupe, esse é um processo mais simples do que parece e ao final eu vou te mostrar alguns exemplos para você se inspirar.

A primeira coisa que você tem que colocar na sua cabeça para começar é…

1. Escreva como uma pessoa

Esse é o tipo de coisa que na maioria das vezes passa despercebida ou acontece no intuito de escrever um email da melhor forma possível.

A mensagem fica parecendo de um robô de tão formal que é.

Isso não quer dizer que você deva escrever de qualquer jeito ou usar gírias.

Mas imagine que tem uma pessoa na sua frente e você está conversando com ela, provavelmente você não usaria termos como “prezado cliente, a transação foi processada com sucesso”.

É mais natural falar: “João, agradecemos pela sua compra em breve você receberá os  produtos na sua casa”.

O resultado é o mesmo, a pessoa fica sabendo que a compra dela foi realizada, mas na primeira mensagem parece que ela está falando com uma máquina, enquanto, na segunda, com uma pessoa.

Se você ficar na dúvida, leia o texto em voz alta e se pergunte “eu falaria assim?”.

2. Pense na jornada que o potencial cliente fez para entrar na sua lista

Nos tópicos sobre para que você pode usar o email de boas-vindas, eu falei repetidas vezes que um mesmo objetivo poderia ser utilizado com abordagens diferentes, dependendo da sua relação com o contato.

Eu vou aprofundar um pouco mais nisso agora.

Para escrever excelentes emails de boas-vindas, você precisa mapear quais são os caminhos por onde as suas leads entram na sua lista.

Para cada ponto de entrada diferente, você vai precisar de um email diferente.

Porque a pessoa que entrou na sua lista através de um formulário para assinar sua newsletter, não tem o mesmo relacionamento com o seu negócio do que uma que acabou de comprar um produto.

E o tipo de informação que você vai oferecer para essas pessoas também é diferente.

Na hora de escrever o email de boas-vindas se pergunte como esse contato chegou até a sua lista, quais são as expectativas dele em relação ao seu negócio e quais informações são essenciais para ele.

3. Defina um objetivo para o seu email de boas-vindas

Neste artigo, eu te falei de 9 objetivos que você pode alcançar com o seu email de boas-vindas.

Mas não recomendo que você tente aplicar todos de uma só vez, até porque isso pode confundir o seu potencial cliente ou cliente e fazer com que ele não tome atitude nenhuma.

Escolha dois ou três objetivos que não tirem o foco um do outro, por exemplo: entregar o conteúdo prometido, fornecer mais informações sobre os próximos envios e alinhar as expectativas.

A partir daqui, tudo o que você colocar no seu email deve contribuir para que os objetivos que você definiu sejam alcançados pelo destinatário. Tenha isso em mente.

4. Escolha um nome de remetente familiar

O email de boas-vindas é a primeira vez que você vai comunicar com o seu potencial cliente ou cliente através desse canal.

Então, o nome de remetente precisa ser facilmente reconhecível e familiar.

 Escolha um nome de remetente familiar

Neste exemplo, é fácil de identificar que essa mensagem foi enviada pelo Klickpages, apesar de o email ser assinado por mim eu não utilizei meu nome.

Imagina quão confusa nossas leads ficariam se o remetente fosse Angela de Oliveira. Tenho certeza de que 99,99% delas iriam se perguntar: “quem é essa Angela?”.

Se você quiser utilizar o seu nome no email para dar um toque mais pessoal, coloque uma identificação do negócio junto. 

Por exemplo, Angela do Klickpages é mais reconhecível do que Angela de Oliveira.

5. Crie uma linha de assunto irresistível

Não é porque a maioria dos contatos esperam por esse primeiro email que a linha de assunto dele pode ser chata e se perder no meio de outras chamadas mais interessantes.

Invista parte do seu tempo para criar uma linha de assunto irresistível que incentive os seus potenciais clientes ou clientes abrirem seu email de boas-vindas.

Para ver dicas de como escrever assunto de email, leia o artigo 20 fórmulas práticas de como escrever headlines irresistíveis aqui do blog do KP.

6. Escreva uma mensagem simples e que faça o usuário se sentir especial

Indo para a parte prática de escrever o email, comece agradecendo a lead ou cliente por ter tomado a ação que a incluiu na sua lista.

Por exemplo, “obrigada pelo interesse em baixar o Guia de recursos para economizar dinheiro no seu casamento” ou “estamos muito animados com o seu cadastro para usar a nossa ferramenta”.

Seja gentil e faça o usuário se sentir especial mostrando que ele é importante para o seu negócio e que você está feliz por ele ter tomado a ação de baixar seu ebook, se cadastrar na sua newsletter ou comprar seu produto.

Depois desse primeiro parágrafo de bem-vindo, passe para o objetivo que você deseja alcançar e então… 

7. Faça uma CTA para o objetivo que você definiu

A CTA (chamada para ação) nada mais é do que falar de forma simples e clara o que o seu contato deve fazer.

Ela pode vir no formato de um botão:

Faça uma CTA para o objetivo que você definiu

Ou de texto:

Faça uma CTA para o objetivo que você definiu

O importante aqui é que você diga para a sua lead ou cliente de forma clara qual é o próximo passo que ela deve dar. 

8. Termine com uma mensagem de despedida

Para finalizar o email de boas-vindas, escolha uma frase de despedida educada e gentil, mas que não soe como um robô.

Alguns exemplos de despedidas que funcionam:

Termine com uma mensagem de despedida

9. Inclua links para as redes sociais do seu negócio e sua assinatura

A assinatura é um espaço discreto onde você pode aproveitar para reforçar as redes sociais e canais de comunicação do seu negócio.

A ideia aqui não é fazer uma assinatura enorme retomando todas as informações sobre meios de contato que você já falou.

Mas, de forma simples, colocar links que você acredita serem úteis para o seu cliente ou potencial cliente.

Por exemplo:

Inclua links para as redes sociais do seu negócio e sua assinatura

10. Configure o disparo do email de boas vindas

Depois de colocar a assinatura e revisar para ter certeza de que não tem nenhum erro de português, o seu email está pronto para ser enviado.

É claro que você não precisa e nem deve disparar manualmente o email de boas-vindas sempre que surgir um novo contato.

A maioria das ferramentas de email marketing oferecem uma funcionalidade de autoresponder, que é uma função para envio automático de mensagens quando o usuário corresponder a alguns critérios.

Se você já é cliente do Klicksend, veja como é fácil configurar o disparo automático do seu email de boas-vindas.

Clique no menu “Sequências” e depois em “Nova Sequência”.

Klicksend

Vá em “Editar” no Passo 1.

Klicksend

Defina o “Gatilho”, ou seja, o que é que vai dar início a sequência de boas-vindas. Geralmente é quando a lead é marcada em uma determinada tag.

Escolha o intervalo de tempo, isso é a partir do momento em que o gatilho é ativado quanto tempo levará até que o email seja enviado.

E depois adicione o seu email de boas-vindas.

Quando todas as configurações estiverem feitas, é só clicar em “Salvar alterações”.

Klicksend

Para a sua sequência de boas-vindas ser ativada, você deve voltar na página onde estão todos os passos da sequência e clicar em “Publicar”.

Klicksend

Se você ainda não é cliente do Klicksend e deseja conhecer melhor essas e outras funcionalidades que a ferramenta oferece, clique no botão abaixo.

Clique aqui para saber mais sobre o Klicksend

3 dicas indispensáveis para otimizar seus emails de boas vindas

O trabalho para ter um excelente email de boas-vindas não termina depois que você configura o disparo dele.

Pode até bater aquela vontade de pensar “agora que está pronto, é só deixar o autoresponder funcionando e esperar os resultados”.

Mas na prática não é bem assim.

Pelo menos não para quem quer causar o maior impacto possível com o email de boas-vindas e colher os resultados disso.

Quem quer ter excelentes resultados precisa tirar um tempo periodicamente para aplicar estas 3 dicas: 

#1 Faça testes

Nem tudo o que parece que vai funcionar na teoria traz de fato resultado na prática.

A única forma de você saber se os resultados do seu email de boas-vindas vão alcançar as suas expectativas e metas é testando.

Ou seja, você precisa enviar o email, coletar resultados e analisar como foi a taxa de abertura e cliques.

Se as métricas não forem satisfatórias, faça alterações no email e repita o processo: envie, colete resultados e analise.

Dessa forma você vai descobrir na prática o que funciona e o que não funciona para o seu público.

#2 Mantenha os emails de boas-vindas atualizados

Daqui 5 anos, o email que você escreveu hoje provavelmente estará desatualizado.

Seja porque os canais de contato do seu negócio mudaram, a oferta promocional que você fazia não é mais válida, o seu produto sofreu alterações e a descrição dele não é mais compatível com a que você tinha feito…

Só que para a pessoa que recebe é como se você estivesse acabado de escrever e enviar, nem passa pela cabeça dela saber que aquilo ali está desatualizado.

Imagina a frustração que é se ela se interessar por algo que não está mais disponível.

Isso tem um potencial muito grande para estragar, antes mesmo de começar, o relacionamento dela com o seu negócio.

A cada seis meses ou menos, tire um tempo para reler todos os seus emails de boas-vindas, se certificar de que eles ainda estão apropriados e fazer as alterações necessárias.

#3 Use designs mobile friendly

Hoje em dia, é difícil conhecer alguma pessoa que não dá pelo menos uma conferida no email pelo celular.

Por isso, você precisa estar preparado caso o seu contato decida abrir a sua mensagem em smartphones.

Alguns designs tendem a se desconfigurar, a letra fica muito pequena e quase ilegível, os botões ficam difíceis de clicar, quando são abertos em dispositivos móveis.

Por isso, sempre quando for fazer a revisão do conteúdo, também abra o email em diversos dispositivos e teste se ele é mobile friendly.

5 exemplos de emails de boas-vindas para você se inspirar

Agora que você já viu toda a parte técnica de criação e otimização de emails de boas-vindas, eu trouxe alguns exemplos para você se inspirar.

Embaixo de cada um deles, eu explico quais são os pontos fortes e os pontos fracos e por que eu selecionei ele como um exemplo do que fazer na hora de criar o seu.

Exemplo 1 – MindMeister

Email de boas-vindas MindMeister

O MindMeister é uma ferramenta online de criação de mapas mentais. 

Esse é o email de boas-vindas que o usuário recebe quando ele cria uma conta para utilizar a ferramenta gratuitamente.

Ele começa com uma mensagem gentil de boas-vindas e um pequeno parágrafo explicando o que é possível fazer com o MindMeister, ou seja, uma breve apresentação do produto.

E depois faz uma chamada para começar a utilizar a ferramenta.

Na segunda parte do email, que é marcada pela área cinza, novamente eles retomam a ideia de que estão muito felizes com o novo usuário cadastrado e oferecem recursos úteis para ajudar a aproveitar melhor a conta no MindMeister.

Eles incluem links para treinamentos, central de ajuda, download do aplicativo e até mesmo um vídeo de como começar a utilizar a ferramenta.

E, por último, finalizam com uma despedida simples e um convite para segui-los nas redes sociais.

Esse é um exemplo de email de boas-vindas que cumpre vários objetivos em uma só mensagem e de forma simples: agradece o novo usuário, alinha expectativas, informa o canal de ajuda, apresenta o produto, estimula as pessoas a usarem o produto e dá informações úteis. UAU.

Apesar de mirar em vários objetivos, eles fazem isso com maestria e sem sobrecarregar o usuário com diversas CTAs.

Exemplo 2 – Google Data Studio

Email de boas-vindas Google Data Studio

O Data Studio é uma ferramenta da Google para criação de relatórios combinando diferentes fontes de dados como Analytics, Search Console, Ads, entre outros.

Esse email é enviado quando alguém cria uma conta gratuita na ferramenta.

Ele é mais direto ao ponto no agradecimento e foca em indicar quais são os primeiros passos do usuário no Data Studio.

Objetivo dele claramente é fazer com que a pessoa comece a usar a ferramenta.

Esse é um ótimo modelo de email de boas-vindas, fácil de ser aplicado em outros contextos, para quem tem apenas o objetivo de incentivar o uso do produto.

Exemplo 3 – Copywriter’s Roundtable

Email de boas-vindas Copywriters Roundtable

Eu escolhi o email de boas-vindas de inscrição na newsletter Copywriter’s Roundtable como exemplo, porque ele é a prova de que você não precisa criar um design complexo nem escrever um texto longo para ser eficiente.

Ele começa com uma frase simples de boas-vindas, depois informa que os envios são feitos toda terça-feira e explica que em cada edição o assinante irá encontrar links para atualizar o cadastro, se descadastrar ou entrar em contato para tirar dúvidas.

Apesar de não ter prometido nada no formulário de assinatura, no email é entregue um “bônus”, três ebooks gratuitos focados em dores/desejos do público da newsletter.

Por último, no PS, o John Forde (autor da newsletter) faz uma CTA para visitar e conhecer o site dele.

Com apenas 9 linhas, esse email de boas-vindas agradece a inscrição, fala sobre os próximo envios, dá informações úteis, entrega um bônus e faz uma CTA para visitar o site do autor.

Eu acho isso genial e simples de replicar em outros negócios, adequando às particularidades de cada um. 

Exemplo 4 – Pipefy

Email de boas-vindas Pipefy

O Pipefy é uma ferramenta de gestão de processos e esse email é enviado quando um novo usuário completa o cadastro.

Ele é interessante porque começa aplicando o gatilho mental da comunidade e da prova social mostrando que mais de 300 mil pessoas usam essa ferramenta e que agora você faz parte desse grupo.

Depois ele alinha as expectativas de o que o produto faz demonstrando um benefício claro de utilizá-lo: “Nós gerenciamos seus processos para que você possa investir seu tempo naquilo que realmente importa para você, seja lá o que for.”.

Em seguida, eles fazem uma chamada para assistir a um vídeo e aprender como usar o básico da ferramenta.

E aqui está o que eu considero o único problema desse email de boas-vindas.

Lembra que eu te falei que é importante mantê-lo atualizado? Pois é…

No email do Pipefy, alguma alteração, como a mudança do local onde as imagens foram salvas, fizeram com que elas ficassem quebradas.

Então, não é possível visualizar o vídeo e as outras imagens que deveriam compor a mensagem.

Mas fora esse erro, o email de boas-vindas da Pipefy cumpre muito bem o papel de acolher o novo usuário, alinhar expectativas, explicar um pouco sobre o produto, indicar qual é o próximo passo a ser dado e informar sobre os próximos contatos.

Exemplo 5 – Airbnb

Email de boas-vindas Aribnb

Eu acho esse exemplos do Airbnb genial porque ao invés de ele ir direto convidando logo o novo usuário para fazer sua primeira reserva, ele indica passos menores que podem ser feitos imediatamente.

Isso leva de volta o usuário para a plataforma sem que ele precise decidir algo tão grande quanto: “vou alugar agora uma casa por tantos dias em tal lugar”.

E provavelmente, uma vez que ele volta para o site do Airbnb, é mais fácil fazer com que ele dê o próximo passo e comece a explorar locais para reservar.

Além disso, de forma bem resumida, eles explicam para que serve a plataforma: “Descubra e reserve espaços únicos de anfitriões locais ao redor do mundo – de casas e apartamentos a casas na árvore e iglus”.

E também disponibilizam links para as principais redes sociais ao final do email. 

Conclusão

Neste artigo você viu que o email de boas-vindas é indispensável para começar um relacionamento com o pé direito com a sua lista.

Isso porque esse tipo de email além de acolher seus novos inscritos, ele também pode explicar como serão os próximos envios, dar informações úteis, apresentar o seu negócio e mostrar por que os seus emails têm valor para seus clientes e potenciais clientes.

Eu te expliquei quais são os 10 passos que você precisa seguir para criar um email de boas-vindas do zero e dei 3 dicas de como mantê-los otimizados e atualizados.

Por último, você viu 5 exemplos e por que cada um deles funciona.

Agora é sua vez de colocar a mão na massa e criar seus emails de boas-vindas.

E não se esqueça de depois em contar aqui nos comentários como foi o processo e qual foi o resultado! 😉 

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS!

Sobre o Autor

Meu nome é Angela, mas algumas pessoas me chamam de Angel. Faço parte do time de conteúdo do Klickpages e sou apaixonada por tecnologia e marketing. Sou especialista em SEO, tráfego orgânico e informações aleatórias (você sabia que o Alaska está mais perto da Rússia do que Brasília de Goiânia? Pois é...), fã de country americano e louca em esportes. Acompanho de tudo, mas meus favoritos são Fórmula 1 e futebol, inclusive assisto a jogos mesmo quando o meu time (Palmeiras <3) não está em campo. Ah, eu acredito que música de natal deveria tocar o ano inteiro e Christmas Peaceful Piano está entre as 3 playlists mais tocadas no meu Spotify.