12 dicas certeiras para criar um blog

Eu sei que pode parecer contra-intuitivo escrever um artigo com dicas de blog para iniciantes…

Afinal de contas, hoje em dia, o conteúdo em vídeo é o mais consumido por 68,2% dos usuários da internet

Além disso, até 2020, 75% do uso de dados móveis de internet será para acessar conteúdo em vídeo.

Sem contar outros formatos, como o podcast e publicações em redes sociais, que também fazem sucesso.

Pra você ter uma ideia, atualmente, no Brasil, existem 2 mil programas de podcast no ar e 3,2 bilhões de pessoas usam ao menos uma rede social hoje em dia

Ao analisar essas informações, o natural é querer criar um canal no YouTube, perfis em redes sociais ou até mesmo um programa de podcast.

Logo, não é tão intuitivo pensar em criar um blog nos dias de hoje… 

A pergunta que vem é: “Quem lê texto na internet?”

A real é que, apesar da popularidade do vídeo, do áudio e das redes sociais, existem pessoas  que preferem obter informações por meio de um texto.

E o fato de você estar lendo esse artigo, agora, já é uma prova disso.

Até porque você poderia estar assistindo algum vídeo no YouTube, ouvindo um programa de podcast em alguma plataforma de streaming, vendo alguma foto no Instagram…

Mas escolheu ler um texto.

Para você ter uma noção do poder do conteúdo escrito, o blog do KP gera consistentemente, em média, mais de 300 mil acessos por mês.

E isso tudo sem investir um centavo em anúncio… Apenas publicando artigos quatros vezes na semana. 

Logo, pensar que as pessoas não lêem na internet pode ser um tiro no pé da sua estratégia de marketing de conteúdo.

Outro detalhe muito importante é que, por mais que o texto seja a base de um blog, nele é possível reunir diferentes formatos de conteúdo em um único lugar.

Ou seja, é uma forma de oferecer para o seu público, de uma só vez, um conteúdo completinho, com texto, vídeo, áudio, imagem, infográfico e até ebook para baixar.

Então, se você ainda não tem um blog ou quer fazer um, mas está perdido, segue aqui comigo porque eu separei 12 dicas para quem está começando.

Vamos lá! 

1-  Definir tema e público-alvo do blog

Antes de colocar a mão na massa e começar a escrever é importante definir o tema principal do seu blog.

O ideal é que você tenha relação e conhecimento sobre o assunto que pretende abordar nas postagens. Isso é essencial para que o conteúdo seja bem produzido e se torne relevante para os seus leitores.

Depois de escolher o tema do blog, é hora de definir o seu público-alvo, ou seja, para quem você vai produzir conteúdo. 

Para fazer isso, analise quem poderá ter interesse no que você tem a dizer. São pessoas jovens ou mais velhas? Homens ou mulheres? Empreendedores? Estudantes? 

Com o público-alvo definido, fica mais fácil entender as dores e aspirações dos seus leitores e, assim, pensar em conteúdos exclusivos para ele.

Aqui no blog do KP tem um artigo completinho ensinando o que é público-alvo e como definir o seu

 2 – Criar um nome e um domínio para o blog

Escolher o nome do seu blog pode não ser uma tarefas simples, mas vale a pena fazer isso com calma. 

É importante lembrar que esse nome será a sua a marca na internet. Por isso, ele deve ser fácil de lembrar e precisa estar associado ao tema e conteúdo que você vai oferecer.

Com o nome escolhido, é hora de criar um domínio, ou seja, o endereço eletrônico do seu blog.

Você pode escolher entre um domínio gratuito ou pago.

Com o domínio registrado, você paga uma anuidade e tem o direito de usar o nome escolhido (caso ele esteja disponível), além de utilizar a extensão .com ou .com.br.

Já na versão gratuita, o endereço do seu site é seguido pelo nome da empresa de hospedagem do domínio, por exemplo: https://aprendaingles.wordpress.com/ (URL fictícia).

Um domínio gratuito também pode ter outras extensões, como: .club, .net, .xyz, .org e .co, mas nunca as extensões .com e .com.br.

3 – Criar o blog 

Depois de definir a área de atuação, o público-alvo, o nome e o domínio, o próximo passo é criar o blog, de fato. 

Você pode contratar uma empresa ou uma pessoa para fazer isso para você. Mas, atualmente, existem muitas plataformas que permitem criar blogs e sites de forma simples e gratuita. 

Isso quer dizer que você não precisa pagar nada para fazer o seu próprio blog.

Entre as plataformas mais conhecidas para criar um site ou blog estão:

Blogger: serviço de criação de blogs gratuito e muito fácil de ser utilizado. Ele conta com  várias opções de layouts para personalizar. 

WordPress: uma das plataformas mais utilizadas no mundo para criação de blogs e sites, principalmente profissionais. Há opções pagas e gratuitas e as possibilidades de personalização são praticamente infinitas, inclusive por meio de plugins.

4 – Fazer cronograma de publicação

Ter um planejamento de publicações é fundamental para manter o seu blog sempre atualizado. 

Por isso, defina a periodicidade das postagens e os temas a serem abordados. Experimente, também, utilizar um calendário com datas relevantes à sua área.

Essa organização vai ajudar não só você, que precisa criar os conteúdos, mas também os seus leitores, que já ficam sabendo quando sai uma publicação nova.

Para te ajudar nessa missão de montar um calendário de publicações, aqui no blog tem um artigo que mostra como criar o seu próprio calendário editorial e ter mais clareza na sua estratégia de marketing de conteúdo. 

5 – Faça títulos atraentes

Os títulos das suas postagens precisam ser atrativos e fiéis ao conteúdo do post. 

Os famosos click-baits (caça-cliques), que prometem um assunto, mas entregam outro, podem até enganar algumas pessoas, mas a tendência é que elas parem de acessar o seu blog depois disso. 

Afinal de contas, quem acessa o blog quer ler o que o título promete. 

Fazer perguntas, usar números e despertar a curiosidade das pessoas estão entre as principais dicas para bons títulos. 

O ideal é que a palavra-chave do texto ou vídeo esteja presente no título. É uma forma do seu conteúdo ser rastreado pelo sites de buscas, como o Google.

6 – Escreva artigos mais detalhados

O Google não confirma e nem nega, mas os artigos com mais de duas mil palavras têm mais chance de serem bem ranqueados nos resultados de buscas.

A explicação é que os textos mais longos têm a tendência de serem mais completos e, assim, podem eliminar todas as dúvidas do leitor.

O Google quer oferecer a melhor informação aos seus usuários e, por isso, dá mais importância aos sites que publicam artigos detalhados.

Então, prefira escrever textos maiores, com mais explicações. Tente suprir todas as dúvidas da sua audiência.

7 – Não esqueça da imagem de cada postagem

Um post com boas imagens chama a atenção do leitor e deixa o texto muito mais convidativo para leitura. 

É preciso prestar atenção aos aspectos técnicos (qualidade, tamanho e formato da imagem), estilo (foto, desenho), além, é lógico, dos direitos autorais.

Para facilitar, existem muitos bancos de imagens gratuitos com uma enorme seleção.  Aqui no blog tem uma lista com os 20 melhores bancos de imagens gratuitos

8 – Publique diferentes tipos de conteúdo

Ter um blog permite com que você publique os mais diferentes tipos de material para o seu público:

É uma forma de enriquecer o seu conteúdo escrito. Isso quer dizer que no meio de um artigo você pode colocar um vídeo que tenha ligação com o assunto ou um infográfico que explique visualmente as informações.

Tente usar todas essas possibilidades no seu blog. Planeje, no seu calendário editorial, a produção e divulgação de diferentes materiais.

9 – Coloque uma call-to-action (CTA)

Coloque CTA's (chamada para ação, em português) nos seus conteúdos. É uma forma de interagir com o seu público.

Você pode pedir para ele curtir, deixar comentários e compartilhar o seu post nas redes sociais.

Além disso, é possível colocar uma CTA para que os leitores baixem um ebook ou assinem sua newsletter.

Você pode fazer isso usando uma landing page (página onde você captura esses contatos). Com isso, em troca do material que está sendo oferecido, você pode pedir o contato das pessoas – o email é sempre a melhor opção.

Com a sua própria lista de emails, você pode enviar conteúdos exclusivos para essas pessoas, educá-las e engajá-las até transformar essas leads em clientes de fato.

Mas se você não sabe como criar uma landing page, o Klickpages é a ferramenta ideal para te ajudar.

Com o KP, você cria as suas páginas em apenas 3 passos. Olha só:

  1. Escolha seu modelo: existem opções com alta taxa de conversão, já testadas e aprovadas pelo mercado.

  2. Divirta-se customizando a página: edite os textos, escolha as cores e as imagens, além de ocultar os elementos que você não queira.

  3. Publique: depois é só publicar no seu próprio domínio, sem custos adicionais de hospedagem.

10 – Pense em estratégias de divulgação

Não basta criar o blog e começar a produzir conteúdo. Você também precisa pensar em estratégias para divulgar o seu trabalho.

As redes sociais são muito usadas para compartilhar artigos e vídeos. É uma maneira fácil de atingir mais pessoas e interagir com o público. 

Por meio das redes sociais é possível aumentar o tráfego de visitas no seu blog, que pode ser tanto de forma orgânica quanto paga

Se for orgânica, você pode criar posts no Facebook, Instagram e LinkedIn, por exemplo, com as últimas atualizações do blog. Não esqueça de colocar o link da página.

Agora, se você preferir o tráfego pago, o ideal é criar campanhas usando Facebook Ads, LinkedIn Ads e Google Ads.

Outra forma de criar uma relação com os leitores é por meio da newsletter, como eu expliquei no tópico anterior.

11 – Cuide bem da sua audiência

Dê atenção aos seus leitores e trate eles com educação. Tente responder aos comentários, mantenha uma regularidade nas postagens e ofereça vários meios para entrarem em contato com você. 

Leitor que é bem tratado tem mais chances de voltar e indicar o seu conteúdo para outras pessoas.  

Essa dica vale tanto para os blogueiros iniciantes quanto para os veteranos.

12 – Aprenda SEO

SEO significa Search Engine Optimization, que em português é conhecido como otimização de sites para ferramentas de buscas.

Basicamente, são técnicas de otimização para que o conteúdo do seu blog apareça nos resultados de sites de busca, como Google.

Isso quer dizer que seu blog terá mais relevância e será melhor colocado nos resultados de busca sempre que certas palavras-chave forem utilizadas como o termo da  pesquisa.

Mas para que isso aconteça, você precisa seguir algumas boas práticas, como usar palavra-chave no título do texto, usar a formatação correta, imagens…

Aqui no blog do KP tem um artigo que explica o que é SEO e como ele pode aumentar o número de visitas do seu blog ou site.

Você pode conferir, ainda, as 20 principais ferramentas de SEO para se tornar o queridinho do Google.

Conclusão

Nesse artigo, eu te mostrei que, apesar dos formatos em vídeo e áudio serem populares, atualmente, o conteúdo escrito também é muito consumido na internet.

Sem contar que nele você pode reunir, em um só lugar, textos, vídeos, áudios, imagens, infográficos, ebooks…

Logo, não dá para deixá-lo de fora da sua estratégia de marketing de conteúdo. 

Pensando nisso, trouxe aqui 12 dicas para quem quer criar um blog, mas ainda está perdido.

Entre essas dicas, você viu que é importante definir um público-alvo, o tema e o nome do blog. 

Além disso, é necessário fazer um domínio (o endereço do seu blog na internet), apostar em títulos atraentes e artigos completos e, com o tempo, aprender técnicas de SEO para que o seu conteúdo apareça nos resultados dos sites de busca, como o Google. 

Agora é só colocar a mão na massa e seguir essas dicas. 

E você, tem algum conselho para quem pensa em criar um blog? Me conta aqui nos comentários. 

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS!

Sobre o Autor

Juliana Amorim

Jornalista de formação e redatora de coração. Apaixonada por livros, revistas e jornais, meu único caminho era escrever. Já trabalhei como repórter, editora e apresentadora (de rádio, gente, não de TV) e, agora, faço parte do time de conteúdo do Klickpages. Adoro aprender e escrever sobre o universo do Marketing Digital e do Empreendedorismo. Tenho dois gatos lindos, adoro projetos de “do it yourself” e sou daquelas que viram a noite maratonando séries. Não dispenso uma boa conversa e simplesmente consigo transformar qualquer acontecimento bobo do meu dia em uma grande história.

Se você quiser ler outros conteúdos meus é só clicar aqui ;)