Como editar vídeos: o tipo de conteúdo que faz o seu negócio ser visto

Como editar vídeos: o tipo de conteúdo que faz o seu negócio ser visto

Se você não sabe como editar vídeos, você está correndo um sério risco de não ser visto pelo seu público.

E, não, eu não estou falando isso para te assustar.

Mas se liga: só para você ter uma noção, até 2020, a previsão é de que 75% de todo o tráfego mobile no mundo seja para acessar conteúdo em vídeo.

E mesmo hoje, em 2019, a maioria das pessoas preferem assistir a um vídeo do que ler sobre um produto.

Ou seja, se você ainda não está produzindo conteúdo em vídeo, as chances são que parte do seu público esteja te ignorando.

E não porque não tem interesse no seu produto ou serviço, mas, sim, porque você não está oferecendo conteúdo no formato mais consumido.

Agora, uma coisa também é certa: não adianta só fazer vídeo por fazer e editar de qualquer jeito.

Botar no movie maker qualquer um consegue.

Saber editar bem é o que te diferencia e destaca no meio dos concorrentes.

Porque é por meio de uma boa edição que você consegue transmitir a sua mensagem do jeito que você quer.

E, assim, você aumenta as chances de ter o seu negócio visto pelo público e de vender mais.

Ficou curioso para saber como editar seus vídeos?

Então, continua comigo que eu vou te mostrar o passo a passo que a equipe de vídeos aqui da empresa faz, os principais programas para editar e ainda 6 dicas para elevar o nível da sua edição.

Bora lá?

O que você precisa fazer antes de começar a editar?

O que você precisa fazer antes de começar a editar?

Se você já está pensando em abrir o programa de edição de vídeos e importar todos os arquivos que você pretende editar, espera um minutinho.

Porque o processo de editar vídeo é bem parecido com fazer uma viagem.

Você não simplesmente pega as roupas que estão no seu guarda-roupa, joga na mala de qualquer jeito e entra no carro sem saber para onde ir.

E se você se arriscar a fazer isso, as chances de dar errado são grandes.

Por exemplo, você pode não ter gasolina ou dinheiro o suficiente para chegar em algum lugar com tranquilidade, as roupas que estão na sua mala podem não ser apropriadas para o clima…

Por isso, até mesmo as pessoas que gostam de viajar sem muito planejamento, se preparam de alguma forma.

A mesma coisa é com edição de vídeo. Antes de começar a cortar o material bruto, ou seja, o vídeo gravado completo sem edições, você precisa se preparar para embarcar nessa viagem passando por estas 3 etapas.

1. Defina a intenção do vídeo

É como definir o destino da viagem. Você só vai conseguir traçar uma rota, depois que você souber onde quer chegar.

A mesma coisa é com um bom vídeo. Só dá para decidir quais são as melhores trechos, quando você sabe o que você quer alcançar, qual é o seu objetivo final.

Qual o tipo de reação você quer causar no seu público? O que é que você quer que as pessoas pensem ou tenham aprendido depois de assistir o vídeo?

2. Defina os elementos do vídeo

Se você vai viajar para um lugar frio, você sabe que precisa levar roupas de frio, luvas, toucas…

Você pode não necessariamente saber quais peças exatas você vai levar. Mas saber o que precisa é o primeiro passo para começar a organizar a mala.

Depois de definir qual é a mensagem que você quer passar, você precisa selecionar os elementos que são necessários para provar o seu ponto.

Por exemplo, para mostrar como o seu produto ou serviço transforma a vida das pessoas, você precisa de histórias de sucesso, depoimentos de clientes que tiveram as suas vidas transformadas.

3. Selecione o material

Agora que você já sabe exatamente o que você precisa, você pode começar a procurar no material bruto e selecionar as partes que você pretende usar.

Retomando o exemplo anterior: se o que você precisa para mostrar como o seu produto ou serviço transforma a vida das pessoas é de depoimentos…

Na hora de selecionar o material você sabe que vai precisar de pessoas falando sobre o resultado do seu produto ou serviço na vida delas.

Sabendo exatamente quais são os elementos que você precisa para transmitir o seu ponto, fica mais fácil selecionar os trechos que devem entrar no vídeo.

Passo a passo de como editar vídeos

Passo a passo de como editar vídeos

Agora que você já selecionou o material que vai usar na edição, é hora de colocar a mão na massa.

Independente do programa que você decidir usar (eu vou te falar sobre isso mais para frente), os passos para editar um vídeo são praticamente os mesmos.

As principais diferenças entre softwares estão nos recursos que eles oferecem, na aparência e nos atalhos.

Mas o básico, o feijão com arroz, é o mesmo.

#1 Importe os arquivos para o programa de edição

A primeira coisa que você deve fazer é importar os arquivos que você já selecionou para usar no seu vídeo, ou seja, você vai colocá-los dentro do projeto no programa de edição.

Isso pode ser feito de diversas formas dependendo do programa. As mais comuns são:

  • arrastar os arquivos do local onde eles estão salvos para o programa

  • ou procurar, nos menus, por importar arquivos.

#2 Corte os trechos que você vai usar

Existem duas formas de fazer isso.

A mais simples é colocar o vídeo bruto que você quer editar direto na timeline e cortar onde você quer que ele comece e termine, e deletar o que não vai precisar.

Ou ainda, se o software que você estiver usando permitir, você pode marcar o início e o fim de cada trecho, e só arrastar a parte que você quer para a timeline.

#3 Organize numa sequência lógica

Depois que você já tiver separado todos os trechos que você quer usar, é hora de juntar tudo em uma sequência lógica.

Você vai perceber que, durante essa etapa, é possível que seja necessário ajustar novamente o começo e o fim de alguns clipes (os trechos) para que eles possam encaixar melhor com o anterior ou o posterior.

Isso faz com que os cortes entre uma imagem e outra fiquem mais suaves.

#4 Complete com imagens

Imagine que você está editando um vídeo que é o depoimento de um cliente contando como o seu produto mudou a vida dele.

Provavelmente ficaria entediante se você só mostrasse o cliente falando por vários minutos.

Neste caso, é interessante ter imagens complementares que ilustrem o que ele está falando.

Por exemplo, o cliente mostrando como ele usou o produto ou o resultado final.

Depois que você já está com toda a base do vídeo montada, ou seja, no caso do exemplo, os trechos do depoimento já estão organizados numa sequência lógica, é hora de colocar essas imagens complementares para valorizar ainda mais a história contada.

#5 Faça a mixagem de som

A mixagem de som é o trabalho durante a edição para organizar os áudios dentro do vídeo.

Como assim?

Quando você assiste a um vídeo que tem música de fundo, por exemplo, é comum que ela comece mais alta e depois abaixe para que você possa entender o que as pessoas estão falando.

Dentro dessa etapa estão incluídas as melhorias na qualidade do som, como a redução de ruídos, a adição de músicas de fundo e sons extras, e o ajuste do volume dos diversos clipes para que eles estejam mais ou menos na mesma altura.

Afinal de contas, é muito estranho quando você começa a assistir a um vídeo e no meio ter uma fala que está muito mais alta ou muito mais baixa que o restante.

#6 Coloque legendas

Essa é uma etapa opcional, porém que eu recomendo muito.

As legendas devem ser usadas quando é difícil compreender a fala da pessoa, seja porque é em outra língua ou a dicção não é muito boa, e nos vídeos em geral para redes sociais como o Facebook e o Instagram.

Porque é bastante comum que as pessoas assistam a esses vídeos sem áudio. E, dessa forma, as legendas ficam com o importante papel de transmitir a mensagem.

A adição de legendas deve ser o último passo a ser feito antes de renderizar o vídeo. Pois só depois que tudo estiver pronto é que você vai saber exatamente o que precisa, de fato, ser legendado.

#7 Renderize e exporte

Para terminar a edição e você poder publicar o vídeo final, o último passo é renderizar e exportar.

A renderização é o processo que o próprio programa faz de pegar todas as informações que você colocou nele e transformar no arquivo de vídeo final que será salvo no seu computador.

Esse processo pode demorar um pouco dependendo do tamanho do vídeo e da quantidade de elementos que ele tem.

Por isso é importante nunca deixar para exportar o vídeo na última hora. Afinal de contas, como é o próprio programa que faz esse processo, você não consegue controlá-lo.

6 dicas para levar a sua edição para próximo nível

6 dicas para levar a sua edição para próximo nível

Até aqui você já sabe o básico, o feijão com arroz. Mas eu ainda tenho 6 dicas que podem te ajudar a elevar o patamar dos seus vídeos.

São dicas simples, mas que podem melhorar o resultado final e até mesmo facilitar o processo de edição.

1. Busque referências

Principalmente se você está começando agora, ter referências do que você quer fazer é essencial para melhorar a qualidade da sua edição.

Antes de começar a editar, pesquise vídeos que tenham o mesmo objetivo que o seu, selecione os que você mais gosta, os que mais te chamaram a atenção e estude por que você considera esses vídeos tão bons.

Dessa forma, você vai aumentar o seu repertório e ter novas ideias para editar o seu conteúdo.

2. Corte a “gordura”

Um problema que pode arruinar as chances de sucesso do seu vídeo é o excesso de informação.

Isso é ruim porque, além de possivelmente distrair a sua audiência do ponto que você quer chegar, pode deixar o ritmo do vídeo lento demais.

E isso tende a fazer com que as pessoas parem de assistir antes de chegar até o final.

Para evitar esse tipo de problema, cada vídeo deve defender uma ideia e ter um propósito apenas. Todas as falas, imagens, sons devem contribuir para construir essa ideia.

Qualquer coisa além disso é conhecido como gordura, ou seja, o que fica sobrando, e deve ser cortado.

3. Edite de acordo com o canal que o vídeo será distribuído

Antes mesmo de começar a editar é importante pensar de que forma o vídeo vai chegar até a audiência.

Você pretende publicar no YouTube? No Facebook? No Instagram? Ou diretamente no seu site?

Cada um desses canais tem uma característica diferente. Por exemplo, no YouTube os vídeos podem ser um pouco mais longos, enquanto no Instagram o limite é de 60 segundos.

E até mesmo a forma como as pessoas visualizam é diferente.

É bem comum em algumas redes sociais as pessoas assistirem aos vídeos com o som desligado e a mensagem precise ser transmitida de outra forma (como as legendas, por exemplo).

Ter isso em mente vai te ajudar, durante o processo de edição, a tomar decisões melhores e evitar retrabalho.

4. Conte uma história

Storytelling é uma ferramenta muito poderosa que, se usada da forma certa, pode capturar a atenção da audiência de forma que ela seja completamente envolvida pela história que você está contando.

Ao aplicar essa estratégia na edição do vídeo para que, ao final da sequência, você tenha contado uma pequena história para a audiência, você aumenta e muito as chances de ele ser um sucesso.

E não é só isso, essa influência pode ter um papel importante na hora de vender um produto ou serviço.

Eu explico sobre tudo isso no artigo Como fazer storytelling: a história de 2 bilhões de dólares. 😉

5. Crie uma headline incrível para o seu vídeo

Falando em ganhar a atenção do público, uma headline incrível pode ser a diferença entre uma pessoa clicar ou não para assistir ao vídeo.

A headline é uma espécie de título que resume a ideia central do seu vídeo de forma que desperte a curiosidade do seu público.

Além disso, ela precisa ser específica e, se possível, controversa.

Deixa eu te dar um exemplo que a gente já usou aqui na empresa.

O ponto principal do vídeo era que você precisa vender a transformação do seu produto e a primeira versão da headline era essa: “Você precisa vender o seu produto assim”.

Ela desperta curiosidade, porque não revela a forma como o produto é vendido, a pessoa precisa assistir ao vídeo para descobrir.

Mas… Ela pode ficar mais controversa e atrativa reescrita desta forma: “É por isso que você deve para de vender o seu produto”.

Como ela é contraintuitiva, não só desperta a curiosidade do público como também aumenta as chances das pessoas clicarem para assistir ao vídeo e descobrir a resposta.

6. Elimine os erros

Na hora de gravar entrevistas, depoimentos e até mesmo apresentações é comum que quem esteja falando fique nervoso e erre algumas palavras,  ou tenha vícios de linguagem como “humm”.

Esse tipo de coisa pode deixar o seu vídeo lento e até mesmo tirar a atenção do público, que pode passar a prestar atenção no excesso de “humm” e acabar deixando de lado a mensagem do vídeo.

Por isso, o ideal é eliminar todos esses errinhos e deixar as falas nos vídeos o mais fluída possível.

Programas para editar vídeos

Programas para editar vídeos

Existem diversos programas que você pode escolher para aplicar o que eu te expliquei neste artigo.

Porém, para você não precisar ficar pesquisando qual usar, eu separei aqui alguns, tanto pagos quanto gratuitos, que são usados por editores no mundo inteiro.

Adobe Premiere – Pago

O Adobe Premiere é um dos softwares de edição mais populares no mundo, inclusive ele é usado por estúdios em Hollywood e produtoras de televisão.

E é também o programa utilizado aqui na empresa.

As grandes vantagens dele são que, além de ser um software bastante completo, ele também integra perfeitamente com outros aplicativos e serviços, como o Adobe After Effects, que serve para a animação de vídeos.

Sony Vegas – Pago

O Sony Vegas é um dos principais concorrentes do Adobe Premiere.

Ele é um programa intuitivo e fácil de usar, bom para quem está entrando agora no universo da edição de vídeo.

Além disso, ele é um software leve que funciona bem em praticamente qualquer computador e o custo de aquisição dele é menor.

DaVinci Resolve – Gratuito

O DaVinci Resolve é muito conhecido por ser um programa excelente para a correção de cores.

Mas, além disso, ele tem ferramentas de edição de vídeo, pós-produção de áudio e adição de efeitos visuais.

E ainda possui uma versão totalmente gratuita, que é ideal para quem está buscando uma solução barata para a edição de vídeo.

Hitfilm Express – Gratuito

O Hitfilm Express é, segundo o próprio site, perfeito para estudantes, YouTubers e iniciantes.

Parte da missão do programa é possibilitar o acesso a software de edição de vídeo de nível profissional de graça – o que é um dos motivos pelos quais atualmente ele tem quase 4 milhões de usuários.

Ele oferece suporte para composições 2D e 3D, mais de 400 efeitos, além de tutoriais gratuitos.

Transforme a sua audiência em clientes

Transforme a sua audiência em clientes

Agora que você já sabe como conquistar a atenção do seu público, é hora de dar o próximo passo para transformá-lo em clientes.

E a melhor forma de fazer isso é por meio de uma landing page caprichada.

Pois por meio dela, você pode oferecer algo de valor para a sua audiência e em troca conseguir o contato dela, geralmente o email.

Assim, você consegue informar melhor essas pessoas sobre o seu produto ou serviço e aumenta as suas chances de fechar a venda.

Se você ainda não tem ou não faz ideia de como criar uma landing page, conte com o Klickpages.

Veja como é simples:

  • Escolha seu modelo: veja opções de alta conversão comprovada através de testes.

  • Customize a página: edite os textos, as cores e as imagens, além de ocultar elementos que pouco agregam.

  • Publique: por fim, é só publicar no seu próprio domínio, sem custos adicionais de hospedagem.

Conclusão

Como editar vídeos conclusão

O vídeo é o formato de conteúdo mais consumido na internet.

E se você ainda não está produzindo, corre um grande risco de ser ignorado pelo seu público, porque as pessoas preferem ele a qualquer outro tipo de conteúdo.

Mas não basta somente gravar, tem que saber também como editar para transmitir a mensagem que você quer da melhor forma.

Por isso nesse artigo eu te mostrei o passo a passo completo para editar os seus vídeos e dei ainda 6 dicas para facilitar esse processo e melhorar o seu resultado final.

Além disso, você viu quais são os principais programas de edição e como transformar sua audiência em clientes.

Agora é só colocar a mão na massa e começar a editar os seus vídeos hoje mesmo. 😉

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS!

Sobre o Autor

Hugo Rocha

Hugo Rocha é co-fundador da Ignição Digital e do Klickpages. Já atuou diretamente nos bastidores dos maiores lançamentos digitais do Brasil. Atualmente está a frente da equipe de tráfego e crescimento da Ignição Digital e Klickpages liderando pessoalmente mais de R$ 4 milhões de reais em investimento em tráfego nos últimos 12 meses com ROI acima de 300%.

Se você quiser ler outros conteúdos meus é só clicar aqui ;)