Como conseguir backlinks de qualidade de forma totalmente íntegra e sem esqueminha

Como conseguir backlinks de qualidade de forma totalmente íntegra e sem esqueminha

Antes de te mostrar como conseguir backlinks de qualidade para o seu negócio, eu preciso te manter presente para uma coisa importante.

Preciso te dizer que nesse processo não existe esqueminha.

Como assim, Suse?

É o seguinte.

Talvez você saiba, talvez não, mas os links que o seu site, blog ou página recebem de outros sites (os backlinks) são fatores super importantes no ranqueamento que eles têm nas plataformas de busca como o Google.

Sempre foram e continuam até hoje.

O que mudou foi apenas a forma como esses mecanismos de busca avaliam esse link na hora de determinar o grau de relevância de uma página para o usuário.

Acontece que hoje em dia, o lance já não é mais a quantidade de links que direcionam para as suas páginas.

E, sim, quem são as pessoas que estão usando o seu conteúdo como referência.

Ou seja, no lugar da quantidade, o que está em jogo aqui é a qualidade do que você produz.

Nas próximas linhas eu vou te mostrar métodos eficazes de conseguir backlinks para as suas páginas.

Mas tenha em mente que a tendência é que nenhum deles funcione se você não tiver um excelente conteúdo.

Não dá pra fugir disso. 

De qualquer maneira, você tem que oferecer algo extremamente importante para a sua audiência.

E é por isso que eu disse ali no início que, nesse processo de conseguir backlinks de qualidade para a sua marca, não existe esqueminha.

Não dá para burlar o processo, nem enganar ninguém.

O que existe é muito esforço, dedicação e, antes de tudo, muito conteúdo de qualidade por trás de toda boa estratégia de link building.

Mas ó, não se preocupe, que aqui eu te falo o que você precisa fazer para conseguir ótimos backlinks e se tornar referência de conteúdo no seu nicho.

Vem comigo!

O que são backlinks?

A primeira coisa que você precisa saber é que o link é uma forma rápida e fácil de direcionar o usuário de um conteúdo a outro através de um único clique.

Com os links, você consegue traçar uma espécie de caminho até as suas páginas, de maneira interna (quando vem da sua própria página) ou externa (quando é referenciado por outros produtores de conteúdo).

Logo, os backlinks são links que outras páginas na internet mencionam seu conteúdo, direcionando o usuário para a sua página.

Ou seja, quando você recebe algum link que direciona para o seu site, blog ou qualquer outra página, isso significa que você conseguiu um backlink.

Essa menção acontece dentro de um contexto e costuma ser posicionada de forma estratégica, com o objetivo de ajudar o leitor a expandir as suas referências ao mesmo tempo em que facilita a geração de tráfego orgânico para o site mencionado.

Da mesma forma que os links, os backlinks também podem ter duas categorias:

Os backlinks internos, que são direcionamentos feitos pelo seu próprio site (é o que nós fazemos aqui no blog do KP ao sugerir a leitura de outro artigo ao longo do texto, por exemplo).

E os backlinks externos, quando sites e blogs de domínios diferentes do seu direcionam o usuário até o seu conteúdo.

Esse último ocorre, geralmente, quando você não tem um conteúdo sobre um tema para indicar e a melhor opção é direcionar o leitor para uma página que tenha um conteúdo que o aborda com profundidade.

O que também faz com que você ganhe pontos no jogo dos mecanismos de busca, já que você fez referência a uma autoridade no assunto.

Bom. Já dá para imaginar qual dos dois tipos é mais desafiador de conseguir, não é?

Mas é um esforço que vale totalmente a pena. E você vai entender agora o porquê.

Por que os backlinks são importantes?

Pensar em link building é pensar em SEO (Search Engine Optimization).

Porque os backlinks são um dos principais critérios usados pelos mecanismos de busca como o Google na hora de decidir quais páginas vão ocupar a primeira página.

Ou seja, se você não está a fim de perder a atenção de 95% dos usuários online, é bom focar em conseguir backlinks de qualidade para os seus conteúdos.

Uma das vantagens de tudo isso é que você consegue mais visitas orgânicas para o seu site – e isso significa menos dinheiro saindo do seu bolso para ter um bom tráfego.

Com mais pessoas visitando o seu site (ou blog, ou página, enfim), a tendência é que mais pessoas estejam conscientes da importância do seu produto ou serviço.

E as chances são que, além do engajamento, as suas vendas também aumentam no decorrer desse processo.

Então, investir em técnicas para conquistar backlinks é aquele trabalho de formiguinha que dá um enorme resultado no fim das contas.

Só que, como eu disse, hoje em dia os algoritmos nem levam mais tão em conta a quantidade de links que uma página recebe, mas sim a qualidade.

Quanto mais importante for o site, blog ou página que direciona para a sua, melhor para a sua classificação no ranqueamento das plataformas de pesquisa.

Te explico agora por que isso acontece.

Quantidade x qualidade dos links

Eu não sei você, mas eu tenho um amigo que eu confio muito na hora de pedir indicação de filmes e séries para assistir. 

É batata! Todos que ele me indicou até hoje, eu simplesmente amei.

E é exatamente por isso que hoje eu dou muito mais moral e levo muito mais a sério as indicações que ele me faz. 

Simplesmente coloquei os conteúdos que ele me indica em outra categoria, que são prioridade na minha (nada pequena) lista.

Pois bem. 

Com os backlinks, é exatamente assim que funciona hoje em dia.

É como se não importasse mais quantas pessoas te indicam uma determinada série para assistir. 

Mas sim de quem especificamente vem essa indicação.

A autoridade e relevância das páginas e sites que direcionam o leitor até o seu conteúdo hoje pesam muito mais do que simplesmente o número de links recebidos.

Para você ter uma ideia, a importância do domínio que direciona para o seu site representa 23,87% dos algoritmos de ranking do Google

Acontece que, como as pessoas perceberam que os links eram importantes para ranquear bem na plataforma, começaram a criar esqueminhas para que uma rede de conteúdos fizessem o link para uma mesma página escolhida para ficar em destaque.

Mas é claro que esqueminhas não se mantêm. 

Essas práticas, hoje conhecidas como black hat, começaram a ser identificadas e punidas pelo algoritmo do Google.

Logo, esse é o tipo de coisa que não vale mais tanto a pena ser feito assim. 

Mas como é que você consegue que autoridades no assunto indiquem logo o seu conteúdo para o público?

A resposta é tão simples, que parece óbvia até demais.

Exatamente aquilo que nós, do blog do KP, batemos tanto na tecla: produzindo conteúdo de extrema qualidade.

Não tem para onde correr. 

O lance é focar na qualidade do conteúdo que você publica e fazer o trabalho certo (mesmo que não seja o caminho mais fácil), pois claramente ele compensa muito mais.

Você tem que investir nisso se quer ser reconhecido e indicado pelos quatro cantos.

Caso você precise de uma ajudinha para chegar lá, segue aqui comigo…

Como conseguir backlinks de qualidade: criação

Não adianta eu vir aqui e só te falar que para conseguir backlinks de qualidade você precisa gerar conteúdo de valor para o seu público.

O que você também precisa saber é como fazer isso, tanto na parte da criação quanto distribuição desse conteúdo.

De cara, eu já te digo que você precisa pensar em assuntos que despertem o interesse, ofereçam informações importantes ou então uma solução para um problema que a sua audiência costuma ter.

A relevância do assunto é o básico.

Só que alguns tipos de conteúdo tendem a receber mais backlinks do que outros. E são exatamente esses que eu vou aprofundar aqui:

1. Conteúdos visuais

Principalmente quando se trata de artigos para blog, os profissionais que produzem conteúdo tendem a se concentrar na criação de textos e nada mais.

O que é um erro, já que as pessoas lembram de 80% do que veem, mas recordam apenas 20% das leituras que fazem.

Por isso, eu digo que você deve variar os tipos de publicação feitos na sua página (qualquer que seja ela), dando uma atenção especial aos conteúdos visuais.

E não estou falando apenas de imagens chamativas, não.

Estou falando de vídeos, infográfico, ilustrações, quizzes e outros conteúdos interativos que vão chamar a atenção do seu público e gerar um bom engajamento com a sua marca.

Além de tornar seu conteúdo mais dinâmico, você aumenta as chances de outras páginas fazerem referência à sua, já que tem um material rico que pode acrescentar em determinado assunto.

Aqui estão alguns artigos que já saíram no blog do KP, que podem te ajudar a produzir seus conteúdos visuais:

2. Conteúdos épicos

Outro tipo de conteúdo que é praticamente um imã de backlink para o seu negócio são os conteúdos "épicos".

Sabe quando você pesquisa sobre um assunto e encontra um link que traz absolutamente tudo de informação sobre aquilo?

Que você tem a sensação de que não precisa procurar mais em lugar nenhum, porque tudo que você precisa está ali?

Ou que você até quer adicionar aos seus favoritos, porque pode querer ou precisar voltar lá mais vezes, como se fosse um guia?

Pois é.

Isso é o que eu chamo de conteúdo épico.

Esses materiais podem ser no estilo passo a passo, guias, ebooks, uma série de podcasts e etc.

O importante é trazer informações valiosas sobre um tema específico, encaixando outros conteúdos que aprofundam alguns tópicos, de forma que o todo fique ainda mais completo.

Esse é um exemplo clássico de informação que tem a capacidade de gerar backlinks dos bons para o seu negócio.

3. Análise original de dados confiáveis

Os usuários em geral costumam pesquisar muito por dados na internet. 

O grande problema é que esses dados geralmente vêm de uma maneira não muito clara ou simples de compreender.

É aí que o seu conteúdo pode sanar esse problema.

Tudo o que você precisa saber é ir atrás de dados importantes (e confiáveis) sobre o seu nicho de mercado e criar conteúdo com base nele.

De preferência fazendo uma espécie de análise, já que você é expert nessa área e provavelmente tem a intenção de se tornar faixa preta nessa área.

E não deixe de colocar a fonte de onde você encontrou os dados em questão. 😉

4. Guest Post

A palavra “guest” significa “convidado”, em inglês. 

Logo, um guest post é um conteúdo que você produz como convidado para outra página, de outra marca.

Apesar de estar em outro ambiente, é a sua assinatura que está lá.

É bem legal ser chamado para contribuir em um site ou blog como autor convidado, pois isso traz credibilidade e autoridade para o seu negócio.

E também porque isso pode ser o início de uma parceria, que é fundamental para a relevância do seu conteúdo e para conquistar mais backlinks para as suas páginas.

Mas isso não significa que você precisa ficar esperando esse convite cair do céu.

Você pode muito bem entrar em contato com outros blogs, por exemplo, que tenha a persona semelhante à sua e propor uma troca.

Esse é um bom passo para começar uma relação ganha-ganha com outros profissionais de conteúdo.

5. Entrevista com (outros) especialistas

Esse aqui, apesar de parecer bastante com o tipo de conteúdo que eu falei no tópico anterior, tem uma questão que faz toda a diferença.

Aqui, ao invés de você escrever para outro site ou convidar pessoas para escrever no seu, você produz uma entrevista com algum especialista ou outro especialista na sua área e disponibiliza, seja em forma de texto, áudio ou vídeo.

Isso mostra que a sua prioridade é trazer conteúdo de valor para o seu público, mesmo que a fonte dessas informações valiosas não venha de você.

Inclusive, é importante reconhecer que existem pessoas que mandam muito bem em algumas áreas que você não domina tanto.

É uma excelente maneira que conquistar a reciprocidade da sua audiência e ser relevante a ponto de outras páginas referenciarem a sua marca.

Além de backlinks, consiga mais leads para o seu negócio

Bom, você viu que não tem para onde correr. Você vai precisar produzir conteúdo de qualidade se quiser ter bons resultados na sua estratégia de link building.

E por que não aproveitar que já está produzindo conteúdo de extremo valor para conseguir mais leads para o seu negócio?

Uma vez que você tem um material rico em mãos, tudo o que você precisa fazer é oferecê-lo em uma página de captura em troca do contato do seu potencial cliente (sugiro fortemente que seja o email).

Assim, você consegue manter um relacionamento duradouro com o seu público, além de nutri-lo e educá-lo até que ele se torne um cliente, de fato.

Só que para isso, o ideal é que você tenha em mãos uma boa landing page otimizada para conversão.

Nessas horas, o Klickpages é o seu maior aliado.

Com ele, é super simples criar uma landing page personalizada para o seu negócio. São apenas 3 passos, olha só:

  • Escolha o modelo: veja opções de alta conversão comprovada por testes.

  • Customize a página: feita a escolha, edite os textos, as cores e as imagens, além de ocultar elementos que pouco agregam.

  • Publique: ao final, publique no seu próprio domínio, sem custos adicionais de hospedagem.

Conclusão

Agora você já sabe que tem como ser referência no seu nicho de forma totalmente íntegra e sem esqueminha: conseguindo backlinks de qualidade para o seu negócio.

Eu te mostrei aqui o que são esses backlinks e como eles são importantes para gerar mais tráfego orgânico para o seu site e também conquistar relevância e autoridade para a sua marca.

Expliquei também a diferença entre quantidade e qualidade dos backlinks, além do motivo de ter backlinks de qualidade ser muito melhor para o seu negócio.

Para finalizar, te mostrei a melhor maneira de conseguir esse tipo de backlink, que é produzindo conteúdos de extremo valor, como guest posts, entrevistas e conteúdos visuais.

E você, já fazia link building aí na sua empresa? Me conta aqui nos comentários!

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS!

Sobre o Autor

Meu nome é Susanne, mas pode me chamar de Suse. Faço parte do time de conteúdo do Klickpages e amo aprender coisas novas, principalmente relacionadas a tecnologia e marketing. Sou brasiliense, mãe de gato, curto muito cultura pop, ler nas horas vagas e gosto de escrever ouvindo rock ou música clássica ou funk (ou...), enfim, sou bem eclética. Tudo depende do meu humor no dia. Me comunico basicamente usando gifs e memes, e gosto de conversar com pessoas que entendem as referências (pelo menos as principais, né? QUEM É QUE AINDA NÃO VIU FRIENDS?!). Ah, também sou uma pessoa muito intensa, como podem perceber. :D