Cloud computing: conheça o lugar mais espaçoso e seguro para guardar as informações do seu negócio

Cloud computing: o que é e como usá-la no seu negócio

Tem um objeto do mundo da magia que para mim é uma das melhores representações de como a cloud computing pode ajudar o seu negócio a crescer.

Se você assistiu ao penúltimo filme da saga de Harry Potter, vai saber o que eu estou falando.

Mas caso você não tenha visto, eu te explico tim tim por tim tim de como a bolsa da Hermione funciona.

É o seguinte.

No mundo da magia, objetos que parecem meramente comuns têm capacidades que todo trouxa (como as pessoas que não tem poderes mágicos são chamadas nos livros e filmes) gostaria de usufruir.

Um exemplo disso é a bolsa da Hermione.

Ela é pequena, do tamanho de uma bolsa de mão, algo que mulheres levariam para uma festa apenas com o essencial.

Só que tem um pequeno, não tão pequeno assim, detalhe.

Graças a um feitiço, ela tem uma capacidade de armazenamento que é praticamente infinita. 

Cabe qualquer coisa ali desde roupas para um grupo de pessoas, como também livros e materiais escolares.

Olha só essa cena:

O braço da Hermione chega a desaparecer dentro da bolsa.

Que apesar de ser compacta e fácil de carregar, cabe tudo ali dentro e ainda é simples de usar, basta a personagem enfiar a mão e pegar o que quiser.

No mundo real, não existe magia, mas atualmente há uma tecnologia capaz de disponibilizar todos (e quando eu falo todos, são todos mesmo) os recursos de computação que o seu negócio precisa, sem que você tenha que adquirir novos equipamentos. 

E de forma simples e fácil de usar, como a bolsa da Hermione.

Com a cloud computing, você consegue acessar e levar para todos os lugares as ferramentas e informações que precisa para fazer a sua empresa funcionar.

Basta ligar o seu computador ou smartphone e estar conectado a internet para utilizar tudo o que você precisa.

Quer conhecer melhor essa tecnologia capaz de aumentar o potencial de crescimento do seu negócio e, ao mesmo tempo, de reduzir os gastos?

Então, continua comigo até o final que eu vou te explicar:

  • exatamente o que é cloud computing;

  • por que investir nessa tecnologia;

  • como funciona;

  • e os serviços de cloud computing.

Bora lá?

O que é cloud computing?

O que é cloud computing?

Eu posso afirmar com 99,9999% de certeza que alguma vez na vida você já fez uso de cloud computing.

O 0,0001% é só por garantia, caso você tenha passado os últimos 20 anos sem acesso à internet e de repente caiu de paraquedas neste artigo.

Eu estou te falando isso porque, hoje em dia, boa parte das nossas vidas acontece por meio de cloud computing.

Seja o filme que você assiste, a música que você ouve, as mensagens que você manda, as ferramentas que você usa para trabalhar… e por aí vai.

Esse termo cloud computing, em português, se refere à computação em nuvem. 

Inclusive, é bem provável que você já tenha ouvido falar disso, mas pode não saber exatamente o que é. Por isso eu te explico agora.

Basicamente, antes do advento da nuvem, para acessar uma informação ou ferramenta, ela precisava estar armazenada no seu computador ou em uma mídia conectada a ele.

Por exemplo, para fazer algo simples como escrever uma redação de 10 linhas, você precisava ter uma ferramenta de edição de texto instalada no seu computador (a mais comum era o Word).

E, ao final, teria que salvar um arquivo que poderia ficar armazenado na sua máquina ou ser copiado para um pendrive para que outras pessoas tivessem acesso.

Da mesma forma, para assistir a um filme, você precisava fazer um download ou reproduzir um DVD.

Hoje em dia, no entanto, é tudo muito mais simples, graças à nuvem. 

Mas o que seria essa nuvem?

Ela é uma abstração que representa uma rede de computadores e servidores que estão interligados e armazenam as informações que você deseja acessar, sem que para isso você precise fazer uma cópia para a sua máquina.

Ou seja, é uma tecnologia que possibilita que você acesse arquivos e ferramentas que não estão no seu computador sem precisar fazer um download.

É claro que isso só é possível por causa da internet, que permite que se estabeleça uma conexão de qualidade entre o seu smartphone, tablet ou notebook e as máquinas onde as informações estão armazenadas.

Para mim, o mais louco de tudo isso é que assim como as nuvens do céu não estão numa posição geográfica fixa, os dados podem ser armazenados e processados na nuvem tecnológica de qualquer lugar do mundo.

Dessa forma, o filme que você assiste pode ser transmitido a partir de um servidor que está em outro país e você nem sabe.

Para resumir tudo que eu te falei e poder te explicar quais são os benefícios dessa tecnologia para o seu negócio, a cloud computing é o fornecimento de serviços de computação (armazenamento, ferramentas, e por aí vai) via internet.

O que pode trazer muitas vantagens competitivas e financeiras para o seu negócio. Olha só esse próximo tópico…

Por que investir em cloud computing no seu negócio?

Por que investir em cloud computing no seu negócio?

Aqui no Klickpages, a gente vive no dia a dia os benefícios da cloud computing, porque a maioria dos recursos que são acessados estão na nuvem.

Inclusive, este artigo foi produzido 100% por meio da computação em nuvem (até mesmo a playlist que eu estava escutando para me concentrar enquanto escrevia. Obrigada, Spotify! Hahaha).

E, para te ajudar a entender melhor como essa tecnologia pode tornar o seu negócio mais produtivo e eficiente e ajudar a economizar dinheiro, eu separei aqui os principais benefícios:

Redução de custos

Geralmente, sai mais barato contratar ferramentas por meio de cloud computing do que pagar uma licença para instalar um software em cada um dos computadores utilizados na sua empresa.

Isso porque além de esse tipo de solução ter um preço menor, você só paga pelo período que utilizar, que costuma variar entre mensal, semestral e anual.

Um exemplo disso são as ferramentas da Adobe, que anos atrás custavam acima de mil reais dependendo do que você precisava e atualmente é possível pagar uma mensalidade a partir de 43 reais para utilizá-las.

Além disso, outra forma que a computação em nuvem te ajuda a reduzir custos é com o armazenamento.

Você pode ter um servidor ou um data center dentro da sua empresa, mas isso significa que você precisará investir em hardware (os equipamentos físicos), em profissionais da área e na manutenção das máquinas.

Utilizando o armazenamento em nuvem, você contrata uma empresa especializada nisso e paga só pela quantidade de espaço que usar, sem ter que se preocupar em adquirir e manter novos equipamentos.

Otimização de recursos

Um problema que muitas empresas podem enfrentar ao montar o seu próprio data center ou comprar licenças de todas as ferramentas que precisa é o desperdício de recursos.

Pensa comigo. Se você tem 10 servidores, mas no momento só está utilizando 6, os outros 4 estão parados gerando custos para o seu negócio.

O mesmo ocorre se você comprou um software para 20 computadores, mas no momento só tem 15 colaboradores.

Com a cloud computing, você paga só pelo que precisa, assim pode investir o dinheiro em outras áreas do seu negócio.

E se você precisar expandir, pode contar com a…

Elasticidade

Elasticidade é a capacidade que a computação em nuvem tem de oferecer mais ou menos recursos com agilidade.

Se o espaço de armazenamento que você contratou se tornou insuficiente, com apenas alguns cliques você consegue aumentar a quantidade de gigas quase que imediatamente.

Diferente de se você fosse montar o seu próprio data center.

Pois para aumentar a capacidade de armazenamento, você precisaria comprar mais máquinas, o que provavelmente envolve um processo de pesquisa e licitação, e depois teria que contratar um profissional especializado para fazer a ampliação do seu sistema.

Tudo isso requer bem mais tempo para ser realizado do que dar apenas alguns cliques, como é feito com cloud computing.

Centralização de dados

Todas as informações que os seus colaboradores precisam podem ficar armazenadas em um único lugar.

Assim, ninguém tem que acessar uma máquina específica para obter algum arquivo, pois tudo está salvo na nuvem.

Isso facilita o cruzamento de dados, a geração de relatórios e o trabalho no geral. 

Trabalho remoto

Com cloud computing, você e seus colaboradores podem trabalhar de qualquer lugar que tenha acesso à internet e a partir de qualquer dispositivo, não necessariamente precisa ser o computador que você usa no negócio.

Afinal de contas, como todas as informações e ferramentas estão na nuvem, basta abrir o navegador (Google Chrome, Mozilla Firefox, Internet Explorer) para utilizá-las.

Recuperação de catástrofes

Sua empresa pode até estar situada em uma região que não tem terremotos, tsunamis, furacões.

Mas isso não livra ela de catástrofes menores como incêndios, panes elétricas e infiltrações, que já são o suficiente para causar uma perda de dados caso os seus servidores ou data center sejam atingidos.

Nessas horas, um backup bem feito é um dos bens mais valiosos que o seu negócio tem. Só que fazer essa recuperação de arquivos pode ser um processo trabalhoso e tomar bastante tempo.

Com um serviço de cloud computing adequado, a recuperação de catástrofes fica por conta de empresa contratada, que tende a fazer isso muito mais rápido.

Às vezes até ocorre de forma instantânea e sem que você perceba. 

Por exemplo, com a queda de um servidor, você pode ser redirecionado para outro que é um espelho, uma cópia do primeiro.

Agora que você já conhece os principais benefícios dessa tecnologia, eu vou te explicar… 

Como funciona a cloud computing

Como funciona a cloud computing

Basicamente, essa tecnologia funciona a partir de uma nuvem, que é um conjunto de máquinas interligadas, que disponibiliza recursos via internet.

Você pode contratar serviços específicos (mais para frente você vai ver os diferentes tipos de serviços de cloud computing e exemplos de cada um) e depois consegue acessá-los utilizando um computador que tenha acesso à internet.

Inclusive, as chances são que você já usa ferramentas assim no seu dia a dia como, por exemplo, Netflix e Spotify.

Agora, entrando em detalhes um pouco mais específicos, se você está pensando em contratar um serviço de cloud computing para o seu negócio, é importante conhecer os 3 tipos de nuvem que existem, para escolher aquele que se adequa melhor ao nível de segurança e controle que você precisa e do quanto pode investir. 

Nuvem pública

Esse é o tipo de nuvem que pertence a uma empresa que vende serviços de cloud computing que podem ser adquiridos por qualquer negócio.

Um exemplo é o Google Drive. Qualquer pessoa com uma conta Google pode utilizar a versão gratuita ou investir para aumentar sua capacidade de armazenamento.

No entanto, o fato de ser pública não significa que qualquer um consiga acessar todos os dados, apenas usuários autenticados ou autorizados podem ver e editar os arquivos.

Nuvem privada

Essa é uma nuvem criada para e pela própria empresa que vai utilizar os recursos e, por isso, ela tem um nível de segurança elevado.

Ela é comumente utilizada por negócios como banco, instituições financeiras, órgãos públicos, que por questões legais e de segurança precisam ser responsáveis pelo armazenamento dos dados de seus usuários.

A nuvem privada costuma ter um custo mais elevado, pois a empresa precisa investir em toda a infraestrutura necessária para disponibilizar o serviço.

Consequentemente, ela é recomendada apenas para negócios que de fato precisam desse tipo de ambiente de computação em nuvem.

Nuvem híbrida

A híbrida é a utilização de serviços tanto da nuvem privada quanto da pública de forma interligada.

Por exemplo, um sistema que está hospedado numa nuvem pública, mas que puxa dados de uma nuvem privada.

Essa é uma estrutura que também demanda mais investimento e profissionais da área, pois é necessário criar uma nuvem privada e fazer um integração dela com uma pública.

Mas ela oferece uma possibilidade maior de otimização de recursos, já que só o essencial deve ser mantido na parte privada e, dessa forma, a empresa pode se beneficiar da elasticidade da nuvem pública.

Provavelmente, você já deve estar curioso para conhecer quais são os tipos de soluções que você pode contratar.

É sobre isso que eu te falo agora.

Serviços de cloud computing

Serviços de cloud computing

Dependendo do seu nicho, tamanho do seu negócio e exatamente do que você precisa, existem 3 tipos de serviços de cloud computing que vão te ajudar a crescer com elasticidade e baixo custo.

Nas próximas linhas, eu vou te explicar cada um deles e ainda trago exemplos práticos.

Olha só:

SaaS

SaaS ou Software as a Service (em português, software como um serviço) é uma ferramenta voltada para o usuário final. 

Geralmente, você paga uma mensalidade para utilizar a solução que você precisa.

Que pode ser desde um serviço para assistir sua série favorita até uma ferramenta para criar as páginas do seu negócio.

Veja os exemplos:

Exemplo 1 – Netflix

Se você gosta de filmes e séries, provavelmente tem a sua própria assinatura da Netflix (ou então usa a de alguém da família hahaha).

Essa ferramenta oferece o serviço de streaming, que é pago por meio de uma mensalidade e você consegue acessá-lo de qualquer dispositivo conectado à internet através do navegador ou do aplicativo.

Exemplo 2 – Google Suite

É um pacote completo com ferramentas de comunicação, edição de texto, planilhas, apresentações, armazenamento… 

Tudo pode ser acessado pelo navegador do seu computador e de qualquer lugar com acesso à internet. 

Uma das grandes vantagens do Google Suite é que múltiplos usuários podem editar um mesmo arquivo e a sincronização ocorre em tempo real.

Exemplo 3 – Klickpages

O Klickpages é uma ferramenta de criação de páginas simples e intuitiva de usar

Ele funciona na nuvem, então, você não precisa baixar nenhum software no seu computador e consegue acessá-lo de qualquer lugar com internet para criar e customizar suas landing pages.

Quer conhecer melhor essa ferramenta e todas as funcionalidades dela? Clique aqui.

PaaS

PaaS ou Platform as a Service (em português, plataforma como um serviço) é um ambiente mais completo que o SaaS, onde é possível criar, modificar e otimizar aplicativos e serviços.

Esse tipo de serviço oferece todos os recursos de infraestrutura e operacionais, como banco de dados e ferramentas de desenvolvimento.

Exemplo 1 – Heroku

É uma das primeiras PaaS criadas para que desenvolvedores e programadores possam construir e rodar aplicativos na nuvem.

Ela é utilizada por grandes empresas como a Toyota e a rede de lojas de departamento americana Macys. 

Exemplo 2 – Azure

O Azure é uma plataforma da Microsoft para criação, gerenciamento e implantação de aplicativos na nuvem.

O preço do serviço varia de acordo com os recursos que forem utilizados e você pode escolher exatamente quais serão os componentes que você precisa da PaaS.

IaaS

IaaS ou Infrastructure as a Service (em português, infraestrutura como serviço) é o “aluguel” de equipamentos como servidores, data center… enfim, toda a parte de máquinas.

Nesse modelo, você contrata o que precisa de infraestrutura através de uma empresa de cloud computing e acessa os dados e arquivos armazenados por meio da nuvem.

Alguns exemplos são:

Exemplo 1 – Amazon S3

O S3 é um serviço de armazenamento da Amazon. Com ele você tem toda a infraestrutura necessária para armazenar com segurança os dados do seu negócio.

Exemplo 2 – DigitalOcean

A DigitalOcean é uma empresa americana que oferece soluções de IaaS para bancos de dados e armazenamento.

O preço varia de acordo com as características da infraestrutura que você precisa e é cobrado em forma de mensalidade.

Conclusão

Cloud computing - conclusão

Nas últimas linhas, você viu que cloud computing (em português, computação em nuvem) é uma tecnologia que se assemelha com a bolsa mágica da Hermione.

Pois com ela você pode ter tudo o que precisa de infraestrutura e serviços para o seu negócio funcionar por meio da internet.

Sem ter que comprar novos equipamentos ou ficar armazenando arquivos no seu computadores.

Por isso, ela oferece como benefícios a redução de custos, otimização de recursos, centralização de dados e elasticidade para sua empresa poder crescer sem limitações.

Além disso, eu te mostrei como a cloud computing funciona e os 3 tipos de nuvem que você pode utilizar: pública, híbrida ou privada.

E, por último, você descobriu quais são os serviços de computação em nuvem (SaaS, PaaS, IaaS) e viu exemplos de cada um.

E aí, quais são os recursos que você já usa no seu negócio que estão na nuvem? Me conta aqui nos comentários a sua experiência com cloud computing! 😉

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS!

Sobre o Autor

Angela de Oliveira

Meu nome é Angela, mas algumas pessoas me chamam de Angel. Faço parte do time de conteúdo do Klickpages e sou apaixonada por tecnologia e marketing. Sou especialista em SEO, tráfego orgânico e informações aleatórias (você sabia que o Alaska está mais perto da Rússia do que Brasília de Goiânia? Pois é...), fã de country americano e louca em esportes. Acompanho de tudo, mas meus favoritos são Fórmula 1 e futebol, inclusive assisto a jogos mesmo quando o meu time (Palmeiras <3) não está em campo. Ah, eu acredito que música de natal deveria tocar o ano inteiro e Christmas Peaceful Piano está entre as 3 playlists mais tocadas no meu Spotify.

Se você quiser ler outros conteúdos meus é só clicar aqui ;)