Bloqueio criativo: por que o tédio é a melhor solução para despertar sua criatividade

20 maneiras práticas para vencer o bloqueio criativo

Eugene Schwartz, um dos copywriters mais bem pagos dos anos 1950 e 1960, não sofreu com bloqueio criativo.

Ele produzia 3 horas por dia, durante 5 dias por semana, e não lidava com a falta de ideias para escrever livros, cartas de vendas e copy para anúncios.

O segredo dele para não ter bloqueio criativo? Algo bem simples, 100% gratuito e que você tem fácil acesso.

Inclusive, há estudos que comprovam a eficiência desse recurso para impulsionar e aumentar a sua criatividade.

Mas que recurso é esse? Eu estou falando do tédio.

Pode parecer contraintuitivo, eu sei. Porque pelo menos na minha cabeça a imagem de alguém criativo é de uma pessoa que está sempre antenada a tudo, é energética e faz várias coisas ao mesmo tempo.

Só que tudo isso pode ser justamente o que está provocando a sua falta de criatividade.

Por outro lado, as pesquisas apontam que o tédio é um dos combustíveis mais eficientes para deixar as pessoas mais criativas.

Eugene Schwartz sabia disso. 

Ele dividia a rotina de trabalho em períodos de 33 minutos e 33 segundos e, enquanto o cronômetro estava rolando, ele seguia algumas regras como: podia olhar para a janela ou a parede, podia fazer absolutamente nada, podia escrever, não podia deixar sua cadeira e não podia fazer nenhuma outra coisa.

O resultado é que depois de ficar entediado por alguns minutos, ele começava a produzir textos que o transformaram em um dos maiores copywriters de todos os tempos.

Mas essa não é a única forma de utilizar o tédio para despertar a sua criatividade.

Neste artigo, eu trouxe para você outras 20 maneiras práticas para vencer o bloqueio criativo, algumas delas inclusive são comprovadas por estudos científicos.

E você ainda vai ver quais as 7 principais causas desse problema para saber exatamente como evitá-lo.

Mas, primeiro…

O que é bloqueio criativo?

O termo writer’s block foi criado, em 1947, pelo psiquiatra austríaco Edmund Bergler que estudava por que alguns escritores tinham dificuldade em continuar produzindo.

Hoje em dia, o que é chamado de bloqueio criativo não está limitado apenas a produção escrita, mas, sim, um obstáculo à criação de algo novo, seja uma arte gráfica, pintura, música ou um texto.

Isso acontece quando você olha para o cursor piscando na tela do computador e não sabe o que escrever, precisa fazer uma arte mas não faz ideia por onde começar, vai gravar um vídeo e não tem ideia do que falar…

Se você ainda não sofreu com um bloqueio criativo, provavelmente, em algum momento da vida vai passar por isso.

E apesar de ser algo comum, as causas variam de pessoa para pessoa, o que significa que nem sempre a mesma técnica que uma pessoa usou para retomar a inspiração, vai funcionar para a outra.

Por isso, a próxima coisa que você vai ver é…

7 razões pelas quais você tem bloqueio criativo

Um bloqueio criativo não é nada de outro mundo e nem uma revolta dos deuses contra você. Na verdade, essa experiência ocorre por razões psicológicas ou fisiológicas.

Ou seja, pode ser que algo não está indo tão bem com o seu corpo ou sua mente.

Na maioria das vezes não é nada de mais. 

E só o fato de você se tornar presente para a situação e para os motivos que estão inibindo a sua criatividade pode ser o suficiente para você voltar a produzir.

Se no momento, você está passando por um bloqueio criativo, provavelmente é por um desses motivos:

#1 Procrastinação

Segundo Tim Pychyl, professor de psicologia da Carleton University, a procrastinação é uma demora voluntária para fazer algo, mesmo sabendo essa demora pode ser prejudicial.

Ou seja, é quando a gente fica enrolando para começar algo, sabendo que depois vai ser corrido para entregar tudo dentro do prazo.

O mais interessante é que estudos recentes revelaram que a causa da procrastinação não é necessariamente um problema de gerenciamento de tempo, mas uma resposta emocional para evitar algo desagradável e fazer algo que traga uma sensação boa temporária.

Isso quer dizer que, por exemplo, as pessoas preferem assistir um seriado ao invés de limpar a casa, porque a primeira tarefa é mais prazerosa que a segunda.

Se para você escrever um artigo ou gravar um vídeo não é algo agradável, a probabilidade é que você está se sentindo sem ideias porque o seu cérebro está buscando outra atividade mais interessante para fazer. 

#2 Perfeccionismo

Muitas pessoas enfrentam bloqueio criativo pois estão esperando ter uma ideia perfeita na cabeça antes de colocar no papel.

Se esse é o seu caso, eu preciso te alertar: raramente se tem boas ideias de primeira.

Os melhores textos, vídeos, artes, músicas… geralmente são fruto de um refinamento. Você começa com algo mais ou menos e vai trabalhando para tornar melhor.

#3 Medo do sucesso anterior

Isso acontece com quem já teve algum sucesso no passado. Escreveu uma carta de vendas que gerou milhões de reais, fez um vídeo que recebeu inúmeras visualizações, teve um texto que foi premiado.

E aí quando vai trabalhar na próxima coisa vem aquela pressão do “e se”. E se eu fizer isso e não for tão bom quanto o anterior?

E se aquela foi a minha única ideia brilhante? E se eu nunca mais tiver sucesso?

Essa pressão é uma grande vilã da criatividade, porque ela trava o fluxo de pensamentos em busca de algo que seja perfeito.

Só que como eu te falei no tópico anterior, raramente o primeiro rascunho ou versão de qualquer coisa é perfeito.

#4 Paralisia pelo excesso

Pode parecer contraintuitivo, mas quando você tem muitas ideias ou possibilidades na mão, você pode ter um bloqueio criativo.

Essa paralisia pelo excesso, também é conhecida como paradoxo da escolha.

Quem investigou e explicou esse conceito muito bem foi Barry Schwartz, psicólogo e professor de Teoria Social e Ação Social da Swarthmore College, que escreveu um livro sobre o assunto e também fez uma apresentação no TEDTalks.

Ele explica que quanto mais opções de escolhas temos, mais insatisfeitos ou confusos podemos ficar.

Isso gera frustração e paralisia.

#5 Stress

O stress é uma causa fisiológica para o bloqueio criativo.

Quando você está desgastado física e emocionalmente, a tendência é que você tenha dificuldade para encontrar novas ideias ou desenvolver algum projeto.

#6 Falta de planejamento

Às vezes você pode até saber o que quer criar, mas a falta de um planejamento eficiente pode te parar.

Se você não tem noção de quais são os próximos passos, o que exatamente você precisa fazer nas etapas seguintes, provavelmente será mais difícil ser criativo.

E a última causa é…

#7 Falta de domínio do tema

Geralmente as ideias são frutos de combinações que o nosso cérebro faz entre coisas que nós já vimos anteriormente.

Se você tem pouco domínio sobre um tema, você terá pouco material na sua cabeça para trabalhar e criar algo diferente.

E isso pode criar um bloqueio criativo.

Mas isso é muito fácil de se resolver e no próximo tópico, eu vou te explicar como.

20 técnicas para estimular a criatividade e vencer o bloqueio criativo

Eu separei 20 técnicas para você vencer o bloqueio criativo, mas isso não significa que você precisa sair aplicando todas elas.

As estratégias que você vai utilizar dependem da razão pela qual você está com um bloqueio criativo, por isso eu acabei de te mostrar as principais causas.

Quanto mais presente você estiver para o motivo da sua falta de criatividade, mais fácil vai ser de identificar o que você precisa fazer.

Ah! E na medida do possível, eu também trouxe estudos científicos que comprovam a eficiência dessas técnicas para estimular a criatividade.

Olha só:

1. Remova todas as distrações

Quando você tem um bloqueio criativo causado por procrastinação, o seu cérebro vai ficar procurando por coisas mais prazerosas para fazer.

Isso significa que você provavelmente vai conferir suas mensagens, olhar o e-mail, dar uma navegada pelas redes sociais, tudo para evitar ter que lidar com a demanda que você tem.

Para aumentar o seu foco e, assim, trabalhar a sua criatividade, retire da sua mesa ou do seu campo de visão objetos (como seu celular) que podem te distrair.

2. Não tente ser multitarefa

Hoje em dia, é muito comum tentar fazer várias coisas ao mesmo tempo. Só que esse tipo de comportamento pode estar prejudicando a sua produtividade e criatividade.

O que acontece é que o nosso cérebro na verdade não é multitarefa, ele fica trocando rapidamente entre uma atividade e outra.

Isso torna as pessoas mais lentas para finalizar demandas e aumenta o nível de stress, que é um dos motivos pelo qual você pode ter bloqueio criativo.

3. Encontre seu horário de ouro

Tem gente que funciona melhor pela manhã, há outros que preferem trabalhar à noite e dormir até mais tarde.

Encontre o momento do seu dia que você tem mais facilidade para se concentrar e aproveite para se dedicar às atividades que exigem mais de você criativamente.

Deixe as demandas mais simples, repetitivas e burocráticas para fazer nos momentos em que você não se sente tão inspirado.

4. Não gaste sua energia antes de começar

Se você precisa criar um texto, um vídeo, uma imagem, priorize isso. Mesmo que você não esteja se sentindo 100% inspirado no momento.

Porque se você investir a sua energia em outras atividades, depois possivelmente você está se sentindo mais cansado mentalmente e terá mais dificuldade de produzir.

Evite principalmente lidar com demandas que são emocionalmente desgastantes e estressantes antes de começar a criar.  

5. Use a tecnologia a seu favor

Existem diversas ferramentas e aplicativos que podem te ajudar a se concentrar melhor e a focar a sua energia nas atividades que você precisa expressar sua criatividade.

Mais para frente neste artigo eu vou te dar algumas sugestões de tecnologias que podem te ajudar nessa missão.

6. Escreva livremente, sem editar

Lembra que eu te falei que o perfeccionismo é um dos maiores inimigos da criatividade?

Se você fica editando, ou seja, corrigindo e ajustando as frases enquanto você está jogando uma ideia no papel, você trava o fluxo de pensamentos.

O ideal é primeiro escrever tudo o que está na sua mente e depois voltar revisando e fazendo os ajustes necessários.

Pois a tendência é que quanto mais você tentar entregar algo perfeito de primeira, mais dificuldade você terá em passar as ideias da sua cabeça para o papel.

7. Escreva as partes que você já tem prontas em mente

Não necessariamente você precisa começar um texto pelo início. 

Aqui no blog do KP, por exemplo, a introdução de um artigo geralmente é a última coisa que a gente escreve, depois que já desenvolveu todo o corpo.

O time de conteúdo faz dessa forma porque a ideia mais forte que é defendida no artigo é a que é apresentada na introdução, consequentemente, essa é a mais difícil de desenvolver.

Então, nós começamos pelo que está mais fácil e formado na cabeça.

O resultado desse processo é que, muitas vezes, a ideia para a introdução vai surgindo enquanto estamos escrevendo o corpo do artigo.

8. Não se compare com os outros

Existe uma frase que você talvez já tenha ouvido: não compare o palco principal dos outros com o seu bastidor.

Um texto, um vídeo, uma imagem quando é publicado provavelmente já passou por um extenso processo de edição e revisão.

É normal que, nesse caso, a qualidade do material seja superior ao que você está desenvolvendo.

Não fique apegado a isso e tentando superar o que outras pessoas já fizeram. 

No primeiro momento, foque em encontrar uma ideia e desenvolvê-la. Só depois que ela já estiver polida e finalizada é que você estará comparando palco principal com palco principal.

9. Mude seu ambiente de trabalho

Trocar o seu ambiente de trabalho pode te ajudar a olhar para algo com uma perspectiva diferente e até mesmo a se concentrar melhor.

Por exemplo, às vezes quando eu estou com dificuldade de desenvolver um artigo ou uma newsletter, sair da minha mesa e ir trabalhar em outro lugar aqui no escritório do KP faz toda a diferença.

10. Ouça música

Estudos científicos comprovaram que ouvir música tem um efeito relaxante e ajuda a reduzir os níveis de hormônio de stress no corpo.

Isso significa que, se a causa do seu bloqueio criativo é o stress, a solução pode ser mais simples do que você imagina.

Colocar uma boa música para tocar pode te ajudar a relaxar e, consequentemente, desenvolver novas ideias.

O mais recomendado é optar por músicas clássicas e instrumentais, mas isso não significa que a sua playlist favorita não vá funcionar, vale a tentativa.

11. Saia para uma caminhada

Pode parecer algo simples, mas uma caminhada é um recurso poderoso para estimular sua criatividade.

Uma pesquisa descobriu que, independentemente do ambiente, tanto faz se é dentro do escritório mesmo ou do lado de fora, a produção criativa de uma pessoa aumenta em média 60% quando ela está andando.

Ou seja, fazer uma pausa e dar uma voltinha pode te ajudar a encontrar a ideia que você precisa. 

12. Jogue videogame ou faça uma atividade lúdica

Pode parecer estranho que, no mesmo artigo que eu falei para remover as distrações da sua frente, eu te aconselhe a jogar videogame para vencer um bloqueio criativo.

Mas, calma, tem uma explicação para isso.

Se você está travado porque está procrastinando, jogar seria apenas uma forma de continuar empurrando com a barriga a demanda que você tem para fazer.

Mas se você está batendo cabeça há horas e não conseguiu encontrar uma solução, aí sim, parar um pouco e jogar ou fazer outra atividade lúdica, como montar um cubo mágico pode te ajudar.

Tem estudos científicos que comprovam que quando você desvia a atenção para um jogo, por exemplo, você consegue ser mais criativo.

Mas cuidado para não usar isso como uma desculpa para procrastinar.

13. Exercite-se regularmente 

Essa dica na verdade não é muito útil na hora do desespero, mas deve ser um hábito que faz parte da sua rotina.

Principalmente se o seu trabalho requer que você seja uma pessoa criativa.

Um estudo feito por pesquisadores da Leiden University, na Holanda, demonstrou que pessoas que se exercitavam quatro vezes por semana se saiam melhor do que pessoas sedentárias em testes de criatividade.

14. Durma bem

Uma noite mal dormida além de te deixar cansado e mal humorado no dia seguinte, também pode diminuir a sua criatividade e causar um bloqueio.

Isso acontece porque o sono é essencial para consolidar, organizar e estruturar as memórias no cérebro, o que está diretamente ligado ao processo criativo.

Fora que a exaustão física e mental aumenta o seu nível de stress. E como você já viu isso não é nada bom para quem precisa ter novas ideias.

15. Defina os temas dos seus conteúdos com antecedência

Agora se a causa do seu bloqueio é a falta de planejamento, criar um calendário editorial com os conteúdos que você precisa produzir é a solução ideal para você.

Essa forma de organização vai te ajudar a ter clareza do que precisa ser feito e também como gerir melhor o seu tempo.

Assim, você evita se colocar sob pressão desnecessária para ter uma ideia rapidamente, porque terá tempo suficiente para criar os seus conteúdos, sejam eles escritos, em áudio ou vídeo.

16. Monte a estrutura geral

Antes de colocar a mão na massa e começar a escrever um artigo para blog ou o roteiro de um vídeo, o ideal é montar o esqueleto.

Isso é a estrutura geral do que você vai falar, quais serão os tópicos e subtópicos, em qual ordem…

Ter em mãos esse esqueleto vai te ajudar não só a ter clareza de tudo o que você precisa produzir, mas também a fazer primeiro as partes que você já tem prontas na cabeça. 

17. Pesquise e busque referências

Como eu te falei, uma das causas do bloqueio criativo pode ser a falta de domínio do tema ou da técnica que você deseja utilizar.

Neste caso, a solução é tirar um tempo para fazer pesquisas, entender melhor sobre o assunto, encontrar referências que possam te inspirar.

Depois, com esse material em mãos, é hora de sentar (ou dar uma caminhada) e deixar a mente trabalhar para gerar novas ideias.

Ah! E não fique preso em acessar conteúdos apenas sobre o que você deseja fazer…

18. Consuma materiais sobre diferentes assuntos e aprenda coisas novas

Aprender algo novo pode ativar diferentes áreas do seu cérebro, aumentar seu repertório e inspirar novas ideias.

Por exemplo, algumas semanas atrás eu escrevi uma newsletter do KP que usava uma analogia de cubo mágico para falar sobre storytelling.

Até pouco tempo cubo mágico não era algo que fazia parte da minha rotina.

Mas desde que eu passei a sentar na mesma mesa que os desenvolvedores do Klickpages (a galera da programação), eles me ensinaram a montar um cubo 😃 e isso serviu de inspiração para um e-mail.

Busque aprender algo novo regularmente, porque essas coisas podem se misturar com o que você já sabe e gerar novas ideias.

19. Converse com alguém

Às vezes a solução para um bloqueio criativo pode estar a poucos metros de você.

Quando as ideias estão emaranhadas na cabeça, fica difícil trazer para o papel, porque elas não fazem sentido.

Mas simplesmente conversar com alguém, explicar o que você gostaria de escrever, ajuda a organizar as informações.

Depois é só passar para o papel e editar.

20. Seja prolixo

Escrever, compor ou gravar vídeos são habilidades adquiridas tanto quanto levantamento de peso. Isso significa que quanto mais você treinar, melhor será seu desempenho.

Por isso você deve ser prolixo.

Não prolixo no sentido da pessoa que fala, fala, fala e não chega a um ponto. Mas, sim, de quem produz bastante.

Nem tudo o que você fizer será uma obra de arte e precisa ser publicado. Mas quanto mais material pronto você tiver, melhor se tornará as suas habilidades e mais ideias de qualidade você terá.

Se escrever ou gravar vídeos se tornar de fato uma parte da sua rotina, dificilmente o bloqueio criativo irá te atingir, pois você terá um estoque de temas.

E para facilitar ainda mais o seu trabalho de ser criativo, eu trouxe para você uma lista de…

Ferramentas para te ajudar a vencer o bloqueio criativo

A tecnologia não só pode, como deve ser uma das suas maiores aliadas para vencer o seu bloqueio criativo.

Hoje em dia, existem diversas ferramentas que vão te ajudar com diferentes aspectos da sua falta de ideias.

Ou seja, elas servem para tornar mais fáceis de aplicar as 20 técnicas que eu te dei. Olha só:

Ferramentas de pesquisa de palavra-chave

Se você já tem um tema, mas não sabe exatamente o que falar sobre ele, uma pesquisa de palavra-chave pode te ajudar a encontrar subtópicos e até as buscas mais comuns nas internet sobre esse tema.

Isso porque as palavras-chaves são os termos que os usuários colocam no Google ou outras ferramentas de pesquisa para encontrar a informação que eles desejam.

Você pode partir de um termo mais genérico e encontrar palavras-chave de cauda longa, que são mais específicas.

Por exemplo, “marketing digital” é um termo genérico, mas “o que é marketing digital” é um pouco mais específico, e “curso de marketing digital online” é muito mais específico.

As ferramentas mais utilizadas para pesquisar palavras-chave são:

Ferramentas de tópicos e tendências

Agora se você não tem nem ideia sobre qual tema você vai falar, eu recomendo utilizar ferramentas que mostram as tendências de pesquisa.

Ou seja, quais são os assuntos que, no momento, mais tem chamado a atenção do público para encontrar um tópico e depois partir para a busca de palavra-chave.

Essas ferramentas aqui de tendências e tópicos podem te ajudar:

Ferramentas para gestão de tempo e organização

Se o seu bloqueio criativo é causado por procrastinação e falta de organização, as ferramentas Stay Focusd e Tomato Timer são ideias para você.

Stay Focusd é uma extensão para o Chrome que você pode configurar para restringir o acesso a determinados sites dentro de um horário. 

Assim, você evita se distrair com redes sociais, por exemplo.

Já o Tomato Timer é um cronômetro para quem é adepto da técnica de pomodoro, que consiste em trabalhar focado durante 25 minutos e fazer uma pausa de 5 minutos.

Ferramentas de planejamento

E, por último, eu trouxe para você ferramentas de planejamento, para você manter seus projetos e ideias organizados e ter tempo hábil para fazer tudo com tranquilidade.

  • Mapa mental: é uma forma de montar a estrutura do seu conteúdo;

  • Evernote: é um aplicativo para fazer anotações que você pode utilizar para guardar suas ideias quando estiver longe do escritório;

  • Trello: é um quadro kanban que serve para identificar e acompanhar o andamento das tarefas;

  • Workflowy: é uma ferramenta de organização de projetos. 

Automatize tarefas e tenha mais tempo para estimular sua criatividade

No artigo O que é o Klicksend: a ferramenta para transformar suas leads em novos clientes aqui do blog do KP, a Nath contou a história de uma empreendedora que preencheu manualmente uma planilha com mais de 2 mil emails para organizar a lista dela.

Imagina o tempo que ela gastou com isso e que poderia ter sido utilizado em outras áreas do negócio dela.

Esse é um exemplo de uma tarefa que pode ser completamente automatizada e te liberar para focar nas demandas que realmente dependem das suas ideias e habilidades.

Como você viu até aqui neste artigo, para estimular a criatividade e vencer um bloqueio, um dos seus melhores amigos é o tempo para poder desenvolver e produzir com calma.

Se você ainda está perdendo horas e dias com atividades que podem ser automatizadas, eu recomendo que você conheça mais duas ferramentas.

A primeira é o Klickpages, um construtor de páginas, totalmente intuitivo e simples de usar. Com ele você seleciona um template e edita as cores, textos e imagens para ter a cara do seu negócio, sem precisar se preocupar em encostar em uma linha de código.

Clique aqui para saber mais sobre o Klickpages

E a segunda ferramenta é o Klicksend, um disparador de e-mail marketing, que mantém a sua lista organizada e inclui novas leads automaticamente assim que elas fazer o cadastro.

Clique aqui para saber mais sobre o Klicksend

Conclusão 

Neste artigo, você viu por que o tédio é a melhor solução para despertar a sua criatividade e vencer o bloqueio.

Por mais contraintuitivo que pareça, ficar entediado por algum tempo exercita os seus músculos criativos e te ajuda a produzir novas ideias.

Além disso, eu te expliquei quais são as 7 principais causas de um bloqueio criativo: procrastinação, perfeccionismo, medo do sucesso anterior, paralisia pelo excesso, stress, falta de planejamento e falta de domínio do tema.

E trouxe 20 soluções práticas que você pode usar no seu dia a dia. Como, por exemplo, evitar distrações, não tentar ser multitarefa, dormir bem e fazer atividade física.

E, por último, você viu algumas ferramentas que podem te ajudar a trabalhar sua criatividade.

O que você achou deste artigo? Me conta aqui nos comentários que eu vou adorar saber. 😉

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS!

Sobre o Autor

Meu nome é Angela, mas algumas pessoas me chamam de Angel. Faço parte do time de conteúdo do Klickpages e sou apaixonada por tecnologia e marketing. Sou especialista em SEO, tráfego orgânico e informações aleatórias (você sabia que o Alaska está mais perto da Rússia do que Brasília de Goiânia? Pois é...), fã de country americano e louca em esportes. Acompanho de tudo, mas meus favoritos são Fórmula 1 e futebol, inclusive assisto a jogos mesmo quando o meu time (Palmeiras <3) não está em campo. Ah, eu acredito que música de natal deveria tocar o ano inteiro e Christmas Peaceful Piano está entre as 3 playlists mais tocadas no meu Spotify.