3 únicas coisas que podem aumentar a taxa de abertura dos seus emails

3 únicas coisas que podem aumentar a taxa de abertura dos seus emails

Não é pegadinha: você só precisa otimizar três coisas para aumentar a taxa de abertura dos seus emails.

Só três, de verdade.

Dessas três, duas você provavelmente já conhece e já usa, talvez só não saiba como fazer de uma forma que realmente impacte na abertura das suas mensagens.

E as chances são que você ainda não ouviu falar sobre a terceira, mas ela faz toda a diferença para fazer a sua lista abrir os seus emails.

Agora, quer dizer que ajustar essas três coisas vai instantaneamente te fazer vender mais?

Não. Até porque o sucesso de uma campanha de email marketing depende de várias etapas.

Primeiro você tem que fazer a mensagem chegar na caixa de entrada do destinatário para ele abri-la, clicar na CTA e tomar a ação que você quer.

E, assim, converter em vendas. 

A abertura dos emails é apenas uma dessas etapas. 

Mas o fato é que você precisa estar atento a cada uma elas, porque estão todas conectadas. 

Se a sua taxa de cliques nas CTAs não vai bem, isso pode ser um efeito colateral de uma taxa de abertura baixa, por exemplo. 

Afinal, se a sua lista não abre seus emails, não tem quem clique na CTA deles.

Uma coisa impacta na outra.

Só que eu sei que tentar olhar para todas as etapas de uma campanha de email marketing de uma vez pode gerar confusão. 

E confusão causa estagnação, você tende a não sair do lugar.

Por isso, hoje eu vou focar apenas na taxa de abertura e nos três fatores que impactam diretamente nela.

Então continua aqui comigo para saber como otimizar esses 3 fatores fundamentais e, assim, poder ter uma taxa de abertura como você provavelmente nunca teve antes.

Mas primeiro, deixa só eu alinhar um ponto com você… 

Por que usar o email?

Por que usar o email?

Talvez não seja o seu caso, mas se ainda resta alguma dúvida de que o email é o poder para se comunicar com o seu público e, com isso, aumentar as vendas, segura essa…

O email ainda é o canal preferido pelas pessoas para entrar em contato com as marcas, de acordo com essa pesquisa sobre uso de email feita pela Adobe em 2018

E quando digo preferido, quero dizer que 44% das pessoas entre 25 e 34 anos e 55% das pessoas acima de 35 anos elegem o email como o melhor canal para ser a ponte de comunicação entre marca e consumidores.

Isso é o que os dados dizem. 

Agora, se você quer um exemplo mais prático de por que o email funciona, deixa eu te contar o motivo pelo qual o email é a menina dos olhos aqui da empresa.

Além de ser terreno próprio e não terreno alugado como as redes sociais, por exemplo, a gente prefere o email porque…

É o canal que mais vende, disparadamente.

Como o Hugo já contou no artigo Como escrever um email: veja os 14 passos que eu aplico no meu negócio, é pelo email que ele consegue capturar leads a 3 reais e ter um retorno de 15 reais por lead.

A conta fecha. 

E mesmo testando muita coisa, muitas outras plataformas, o email ainda sai na frente. 

Por isso aqui a gente continua investindo em email.

Mas como eu disse lá no início, o email só vai trazer resultado se a mensagem chegar na caixa de entrada do destinatário, a pessoa abrir o email, clicar na sua call to action e tomar a ação que você quer. 

Dito tudo isso, agora eu vou conversar com você sobre os 3 principais fatores que impactam na fase da abertura dos emails que você envia para a sua lista.

3 fatores que realmente impactam na taxa de abertura dos seus emails

3 fatores que realmente impactam na taxa de abertura dos seus emails

Papo reto aqui.

Para que os seus emails sejam abertos, você precisa se preocupar basicamente com essas 3 coisas.

E, coincidência ou não, são justamente as 3 coisas que ficam escancaradas na frente do destinatário assim que ele vê a sua mensagem na caixa de entrada.

Vale dizer que, além de influenciarem na taxa de abertura, esses fatores também impactam na reputação da sua conta aos olhos dos provedores de email.

Eu não vou entrar muito nesse assunto, mas só para você ficar ligado…

Se a sua reputação for ruim, o provedores de email, entre outros fatores, passam a prejudicar a entrega das suas mensagens. 

Isso significa que o email sequer vai chegar na caixa de entrada daquela pessoa que se cadastrou na sua lista.

Aí toda a sua estratégia de email marketing sai prejudicada, inclusive as conversões que você precisa para vender mais e crescer o seu negócio.

Bom, dito tudo isso, vamos logo aos 3 fatores fundamentais (que você pode configurar em boa parte das ferramentas de email marketing disponíveis no mercado). 

O primeiro deles é…

#1 From name ou remetente

Esse é, disparado, o fator mais decisivo de todos. 

Porque, como mostra essa pesquisa da Consumer Pulse, 64% dos usuários elegem o remetente como o maior motivo para abrir um email.

A principal razão para isso é a confiança.

Quando a pessoa se cadastra na sua lista, ela provavelmente sabe o que está fazendo. Ela sabe qual o seu nome ou o da sua marca, pelo menos. 

Logo, ela espera ver o seu nome ou da sua empresa quando receber seus emails. 

Então pensa comigo.

Se você manda um email com um from name (ou remetente) completamente aleatório ou desconhecido para a pessoa, ela não vai ter ideia de quem está enviando a mensagem.

Aí, meu amigo, as chances de ela clicar no seu email despencam. 

Porque ela não vai confiar o suficiente para abrir a mensagem. Na verdade, ela não vai ter motivos para tomar essa ação. 

A pessoa pode achar, por exemplo, que você conseguiu o endereço de email dela sem autorização ou que está enviando spam para a caixa dela

Por isso, escolha um from name que seja imediatamente reconhecido por sua lista.

Um exemplo prático é como fazemos aqui no Klickpages.

Nesse formulário que aparece ao lado dos nossos artigos, você pode cadastrar o seu email para entrar na lista do KP. Desde o início deixamos bem claro que quem colocar o endereço de email ali vai entrar para a nossa lista.

Formulario KP

Logo, a pessoa espera receber emails do Klickpages. 

Aí, quando enviamos nossa comunicação, tomamos o cuidado de identificar a marca desde o remetente, ao colocar o nome da pessoa responsável pela mensagem junto com “Klickpages” ou “KP”, assim:

Redatora do KP

Nesse exemplo aí de cima, imediatamente o destinatário sabe que a mensagem vem do Klickpages. 

Mais do que isso, sabe que foi a Nath (eu mesma) ou a Angela ou a Suse quem enviou o email. 

E perceba com usamos um remetente bastante específico. Não é por um acaso.

Eu sugiro que você faça a mesma coisa, já que usar um nome específico no remetente, ao invés de um nome genérico, pode aumentar em até 35% das taxas de abertura das suas mensagens

Por isso, colocar “Nath do Klickpages” tem muito mais poder do que apenas “Klickpages”.

Além de ativar a especificidade na cabeça do destinatário, também ajuda a fortalecer o relacionamento, pois ele não vai ler uma puramente mensagem comercial, mas sim uma mensagem da Nath. 🙂 

#2 Linha de assunto

Enquanto o from name é o motivo número um para o destinatário decidir abrir a sua mensagem, a linha de assunto assume o segundo lugar, de acordo com a mesma pesquisa que eu mencionei lá em cima. 

O assunto influencia a decisão de abertura da mensagem para 47% das pessoas. 

Por que isso acontece? É bem simples, na verdade.

É na linha de assunto que está a maior parte do impacto da sua mensagem. 

O fato é que se você não se preocupar em impactar o destinatário, ele provavelmente não vai abrir o seu email.

E não é só ele. 

Se você receber um email cujo assunto não tem impacto nenhum, as chances são que você também não vai abrir. 

Porque neste exato momento a sua caixa de entrada pode estar cheia de novas mensagens, assim como a caixa de entrada das pessoas da sua lista.

E provavelmente você só vai abrir os emails que mais saltarem aos seus olhos.

Por isso a linha de assunto precisa ser impactante, para fazer os destinatários abrirem a mensagem.

Além do impacto, ainda tem outro motivo: 69% das pessoas marcam a mensagem como spam apenas por causa da linha de assunto.

Então se você quer que seus emails sejam abertos e fiquem longe da caixa de spam, precisa investir em boas linhas de assunto. 

Para te ajudar, eu separei algumas dicas:

  • Use um tom de voz que esteja alinhado com a audiência. 

Você não vai receber um email do KP com uma linha de assunto cheia de palavrões ou emojis, por exemplo, porque isso não faz sentido para a gente e nosso público. 

Para acertar no tom, você precisa conhecer a fundo quem é o seu público-alvo e quem de fato está na sua lista.

Eu já te falei duas formas de fazer isso. 

Primeiro, com a segmentação demográfica, para você começar a eliminar o que não é importante para o seu negócio.

E segundo com a segmentação psicográfica, para você entender o seu cliente quiçá melhor do que ele mesmo

  • Contrarie o senso comum. 

Ninguém quer ouvir mais do mesmo, como “emagreça comendo vegetais e fazendo exercício”. 

Meio que todo mundo já sabe que comer vegetais e fazer exercícios ajuda no emagrecimento. Se a sua linha de assunto for previsível e entediante desse jeito, igual a mil outras, seu email vai passar despercebido. 

O que chama a atenção e impacta é o contraintuitivo, talvez até o contrário do que a pessoa espera ouvir, como defende o copywriter Beto Altenhofen.

Algo como “emagreça comendo fast food todo dia” ou “emagreça sem fazer exercício” por exemplo, soa mais atrativo do que o que o senso comum. 

(Mas importante: só faça promessas ou fale coisas contraintuitivas na linha de assunto que você possa cumprir no corpo do email!).

  • Listas são o poder. 

Elas ativam o gatilho mental da especificidade e ainda dão um gostinho mais palpável do que a pessoa vai encontrar ao clicar no email.

Por exemplo, “10 motivos para fazer marketing” ou “4 manias mais irritantes dos clientes”.

Ou seja, antes mesmo de abrir o seu email o destinatário já sabe que vai encontrar 10 disso ou 4 daquilo, o que já ajuda a criar uma expectativa boa sobre o conteúdo que ele vai ver. 

  • Use no máximo 60 caracteres. 

Se a pessoa não consegue ler a sua linha de assunto por inteiro, o impacto da mensagem pode ser prejudicado.

Dispositivos móveis em geral mostram até 30 caracteres na linha de assunto, enquanto desktops suportam no máximo 60 caracteres.

Considerando que 80,8% das pessoas abrem o emails em dispositivos móveis, eu te diria que no mundo ideal quanto mais próximo você ficar de 30 caracteres, melhor. 

Mas eu sei que nem sempre dá para passar a ideia que você quer em tão pouco espaço. Por isso, a dica realista que eu te dou é: não ultrapasse os 60 caracteres. 

  • Use gatilhos mentais.

Eu já falei um pouco sobre isso quando te sugeri usar o gatilho da especificidade nas listas para deixar a pessoa com vontade de clicar no seu email.

Essa é uma opção.

Mas você também pode ativar outros gatilhos, como o da antecipação, da história, do evento, da reciprocidade, enfim.

Aqui no artigo Gatilhos mentais: o que são e 10 exemplos do uso no marketing do blog KP você pode ver melhor como usar esses botões mentais que fazem as pessoas tomarem a ação que você quer. 

#3 Preview text ou preheader

Ok, tenho 99% de certeza que de uma forma ou de outra você sabia o que é o remetente e  linha de assunto (mesmo que não soubesse a real importância dos dois).

Agora, o preview text (ou preheader) é uma coisa que passa batido por muitas pessoas e talvez seja novidade para você. 

Para ser bem sincera, até a gente só descobriu recentemente o impacto do preview text na taxa de abertura dos emails e começamos a fazer os primeiros testes faz pouco tempo. 

E olha que somos desse mercado e estamos sempre em busca de atualizações e novidades na área. 

Então se você nunca tinha ouvido falar, está tudo certo. 

O fato é que é bem simples. Como o nome em inglês já indica, é uma prévia (preview) da mensagem (text). 

É essa parte aqui que aparece em cinza, depois do assunto do email (Opa, aqui é o Hugo Rocha, etc).

Preview text

Ele é simples e poderoso. Porque unir um preview text à sua linha de assunto pode aumentar as taxas de abertura em 7%

Se você cria meta descriptions para os artigos do blog da sua marca, por exemplo, a lógica é mais ou menos a mesma. 

Enquanto a meta description é um teaser, um “gostinho” do que o conteúdo tem a oferecer, o intuito do preview text é despertar interesse e curiosidade em quem recebe a mensagem.

De forma que conecte a linha de assunto com o que a pessoa vai encontrar ao clicar para ler o conteúdo. 

Isso para fazer a pessoa abrir a sua mensagem e, claro, aumentar a taxa de abertura dos seus emails. 

Agora, você consegue enviar um email sem configurar o preview text? Consegue. Nesse caso, o preenchimento é feito de forma automática. 

Mas isso pode afetar a experiência do usuário. Porque ao invés de encontrar o teaser da mensagem, o destinatário pode se deparar com uma mensagem de descadastramento ou de “não responda a esse email”.

Pensa comigo. Ele sequer abriu a sua mensagem e a possibilidade de se descadastrar da sua lista é uma das primeiras coisas que salta aos olhos.  

Isso aí é tentar arrumar problema onde não precisa ter. 

Agora, três dicas para criar os seus preview texts.  

Dica número 1: o preview text não é um copia e cola do assunto do email, portanto deve ser pensado com carinho.  

Dica número 2: você pode usar calls to action simples como “leia aqui” ou “descubra” para incentivar a pessoa a clicar na mensagem.

Dica número 3: tente manter o seu preview text entre 100 e 110 caracteres. Mais do que isso ele não aparece por inteiro e menos do que isso cria um espaço vazio desnecessário que pode ser preenchido automaticamente com mensagens tipo a que eu mostrei no print acima. 

É isso.

Esses são os itens que realmente fazem a diferença para aumentar a taxa de abertura dos seus emails: from name, linha de assunto e preview text. 

Mas antes de encerrar esse artigo, quero te dar uma dica extra de como criar a sua lista de contatos (e, assim, ter quem abra os seus emails). 

Você precisa disso para criar sua lista de contatos

Você precisa disso para criar sua lista de contatos

O primeiro passo para construir a sua lista de contatos, por mais óbvio que pareça, é conseguir o contato dos seus clientes em potencial.

A partir do momento que ele te passa o contato, vira sua lead

Aí você pode criar suas campanhas e conteúdos e disparar para essa lista, seguindo as dicas desse artigo para aumentar as chances das pessoas abrirem seu email, é claro. 😉

Para conseguir o contato dessa galera, a melhor forma é através de uma landing page otimizada para conversão, já que a única função dessas páginas é transformar visitantes em leads.

Nessas horas, o Klickpages é o seu melhor aliado. Porque com o KP você cria landing pages que convertem em apenas 3 passos:

Conclusão

Aumentar taxa de abertura de email Conclusão

Nas últimas linhas, eu te mostrei os 3 fatores que realmente impactam na taxa de abertura dos seus emails: o remetente, a linha de assunto e o preview text.

Você viu que é importante usar um remetente que seja automaticamente reconhecido pelo destinatário, caso contrário ele pode simplesmente ignorar sua mensagem por não confiar em que a enviou.

Também te falei que a linha de assunto deve ser impactante e te dei dicas de como torná-las imãs de cliques, como contrariar o senso comum e usar listas, por exemplo.

E você ainda viu que o preview text é um item que passa despercebido por muita gente (inclusive por nós, até recentemente), mas que é poderoso para fazer as pessoas abrirem sua mensagem.

Agora é com você. Não deixa de me contar nos comentários se você já sabia da importância desses 3 itens.

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS!

Sobre o Autor

Nathalia Melo

Na identidade é Nathalia, mas pode me chamar de Nath. Faço parte do time de conteúdo do Klickpages e me amarro em escrever sobre marketing digital e empreendedorismo. Pratiquei circo por três anos, agora me aventuro no levantamento de peso olímpico e adoro assistir jogos de basquete (por isso o tanto de analogia com esporte nos meus artigos). No time de conteúdo, sou a "mãezinha" da galera. No fone de ouvido, sou uma senhorinha de 80 anos. Na vida, converso sobre assuntos aleatórios, desde composição de shampoo até o sentido da existência humana.

Se você quiser ler outros conteúdos meus é só clicar aqui ;)