15 dicas imperdíveis de como aumentar engajamento no email marketing

15 dicas imperdíveis de como aumentar engajamento no email marketing

Se você está cansado de pesquisar como aumentar o engajamento do seu email marketing e não ter nenhum resultado.

Se você não aguenta mais enviar campanhas e a taxa de abertura ser menor do que a minha vontade de ir para academia (que é quase igual a zero), a taxa de cliques então… nem se fala.

Se você acha que criar um email que tenha engajamento alto é algo super ultra mega complicado.

Eu tenho uma boa notícia.

Você não precisa ser nenhum gênio da criatividade ou expert em marketing para aumentar o engajamento dos seus emails.

Eu sei. O primeiro pensamento que geralmente vem quando a você recebe aquela campanha incrível da pessoa que você tem como referência é:

 “eu vou demorar muito para chegar nesse nível” 

ou “eu não sei escrever tão bem assim, é por isso que ninguém interage com os meus emails

ou “eu não tenho toda essa criatividade”.

Eu já senti isso e às vezes ainda sinto.

Mas o que quase ninguém fala é que engajamento não é uma questão de criatividade.

Na verdade, tem muito mais a ver com estratégia e organização.

E isso é algo que qualquer empreendedor consegue fazer, seja iniciante ou alguém que já está no campo de batalha há mais tempo.

A chave para aumentar o engajamento é encontrar o ponto falho na sua estratégia, o problema que está derrubando as suas métricas.

Uma vez que você entende a causa, fica muito mais simples de resolver a situação.

Por isso, nas próximas linhas, eu vou te mostrar quais são as métricas que definem engajamento, o que elas indicam e o que pode afetá-las.

E depois eu vou te dar 15 dicas que você pode aplicar para aperfeiçoar a sua estratégia de email marketing e aumentar o engajamento.

Ah, e a última dica é um bônus, algo que o time de marketing aqui do Klickpages usou recentemente na nossa própria lista e eu nunca vi outro blog falando sobre isso.

Quais métricas servem para medir o engajamento da sua lista de emails?

Aumentar o engajamento de uma lista de email é como ir ao médico para resolver uma queixa.

O médico só sabe qual é o tratamento ideal para cada caso depois de identificar o que está causando o problema.

Da mesma forma, você só saberá o que colocar em prática para aumentar o seu engajamento depois que descobrir por que estão baixas as interações das suas leads com as suas campanha.

E a melhor forma de identificar os pontos que precisam de melhorias na sua estratégia de email marketing é analisando as seguintes métricas relacionadas ao engajamento:

Taxa de abertura

A taxa de abertura é o percentual de pessoas abriram o seu email em comparação com o total de pessoas que receberam.

Por exemplo, você enviou sua newsletter para 2 mil assinantes e 500 pessoas abriram. Neste caso, a taxa de abertura é de 25% (500/2000).

Essa taxa é influenciada por elementos como o nome do remetente e o campo de assunto do email.

E uma queda nela pode ser um indício de que o seu assunto não está atraente ou interessante para os seus contatos.

Taxa de cliques

A taxa de cliques pode ser calculada de duas formas: com base no total de emails enviados ou no total de emails abertos.

E ela serve para indicar o percentual de pessoas que clicaram em um link ou botão de CTA.

A taxa de cliques pode ser utilizada como indicador para saber o quão persuasiva está a sua mensagem para levar o leitor a tomar uma ação.

E também se a sua oferta (de produto, serviço ou conteúdo) está alinhada com os interesses da sua lead.

Taxa de conversão

Se você está vendendo um produto ou serviço ou utilizando o email marketing para levar a lead a realizar um outro tipo de conversão, essa métrica é essencial não só para medir o engajamento, como também o sucesso da estratégia.

A taxa de conversão é a quantidade de pessoas que acessaram a sua mensagem e finalizaram a conversão que você definiu.

Ela pode ser calculada com base em emails abertos, clicados ou enviados. Vai depender exatamente do que você está querendo medir.

Por exemplo, se você quer saber a eficiência de uma campanha para vender um produto, você pode pegar o total de vendas (conversões) e dividir pelo número de pessoas que a receberam.

Agora se você quer saber o impacto da sua página de vendas na conversão, você pode pegar o total de vendas (conversões) e dividir pelo número de cliques.

Dessa forma, você sabe que de tantas pessoas que chegaram a sua página de vendas a partir da campanha de email, só um determinado percentual comprou o produto.

Número de descadastramentos

O descadastramento é um indicador de que aquela pessoa não faz parte do seu público-alvo, de que ela não está mais interessada no que você tem a falar ou que o conteúdo dos seus emails não é valioso, ou seja, que é só mais uma mensagem enchendo a caixa de entrada das leads.

É interessante que você observe o número de descadastramento após o envio de cada campanha.

Isso pode te gerar insights sobre os tipos de mensagens, ofertas e assuntos que aumentam o descadastro, ou seja, provocam o desinteresse das pessoas nos seus emails.

Número de marcações de spam

A marcação de spam está diretamente relacionada às causas do descadastramento. Só que ela é ainda mais prejudicial a sua reputação como enviador de email.

Pensa comigo.

O descadastramento significa que o destinatário não tem mais interesse em continuar recebendo aquelas mensagens. É como um relacionamento que acaba bem e cada um segue seu rumo.

Já a marcação de spam indica que, além de a pessoa não ter interesse em continuar recebendo aquelas mensagens, elas também não foram solicitadas. 

O descadastramento pode ser visto como algo natural que acontece no relacionamento entre negócio e cliente.

Já um alto número de denúncias de spam nos seus emails indica que algo grave está acontecendo, que você não está seguindo alguma boa prática e não está criando um relacionamento saudável com a sua lista.

Número de respostas

Responder suas campanhas de email marketing é o melhor tipo de interação que suas leads podem ter com o seu negócio quando se trata de engajamento.

Isso mostra que elas foram tão envolvidas pela sua mensagem a ponto de parar alguns minutos para escrever um comentário.

Por experiência própria, posso afirmar que é o paraíso para o redator do email marketing receber uma resposta positiva.

Mas isso também é muito bom para as métricas de engajamento e reputação do domínio com os provedores de email.

Como aumentar o engajamento das suas campanhas de email?

Agora que você já sabe quais são as métricas que indicam como está o engajamento da sua lista e quais os principais fatores que afetam positivamente ou negativamente.

Eu vou te falar sobre o que você pode colocar em prática para aumentar o engajamento das suas campanhas.

Eu separei 15 dicas, se você já trabalha com email marketing há algum tempo provavelmente já ouviu algumas delas, mas se está começando agora pode ficar tranquilo que todas são simples de aplicar.

E a última é uma dica bônus que o time de marketing do Klickpages aplicou recentemente e foi responsável por aumentar o engajamento de pelo menos 20% das nossas leads.

Vamos lá?

1. Higienize a sua lista de contatos

O segredo para ter uma lista de emails engajada começa na organização dos contatos.

Sério, não tem milagre que faça com que uma lista toda bagunçada tenha um engajamento alto.

Porque uma lista desorganizada muito provavelmente tem leads que não abrem um email há séculos.

Tem pessoas que nem sabem porque entraram ali.

E você não tem controle da segmentação para criar mensagens personalizadas de acordo com o interesse dos potenciais cliente e dos clientes.

Ou seja, é uma receita perfeita para uma alta taxa de descadastramento e marcações de spam.

Por isso, a primeira dica é higienizar a sua lista. 

Remover todos os contatos que pediram para ser descadastrados, te marcaram como spam ou que não abrem seus emails há mais de 6 meses.

Se você estiver com medo de desapegar, pode colocar em prática as estratégias que eu expliquei no artigo Como aquecer uma lista de emails fria e aumentar suas conversões.

Mas se depois disso você não tiver nenhum sinal de vida dessas leads, é criar coragem, fazer um backup e dizer adeus. 

2. Segmente a sua lista

Depois de fazer a higienização, o segundo passo para ter uma lista organizada é criar segmentações que vão agrupar seus contatos de acordo com os interesses deles.

O nível mais básico que você pode fazer isso é separar entre potenciais cliente e clientes.

Pois o interesse de um cliente e o tipo de mensagem que ele espera receber do seu negócio é diferente de alguém que acabou de conhecer a sua marca, mas ainda está decidindo se vai comprar o seu produto ou serviço.

Só que você não deve parar por aí.

Pode criar outras segmentações com base nos interesses dos seus potenciais clientes e até mesmo características psicográficas e demográficas.

Quanto mais você souber sobre as suas leads, mais fácil será criar mensagens personalizadas focadas naquilo que elas desejam saber.

3. Crie assuntos irresistíveis

Como eu te falei, um dos fatores que influenciam diretamente a taxa de abertura e consequentemente o engajamento das suas campanhas de email é: o campo de assunto.

Mesmo usuários como eu que tem um certo toc e precisam abrir todas as mensagens recebidas tendem a priorizar a ordem de abertura de acordo com o assunto.

Ou seja, o que mais chama a atenção, desperta a curiosidade, indica que tem conteúdo de valor ali dentro, deixa uma pulga atrás da orelha é lido primeiro.

Ou simplesmente é lido.

Porque vamos combinar que a maioria dos usuários é o tipo de pessoa que tem 1582 emails não lidos na caixa de entrada e vive em paz com isso.

Apenas abre as mensagens que chamam atenção e são interessantes e ignoram todo o resto.

Isso significa que para o seu email não virar o número 1583 não lido, o assunto precisa ser irresistível, daqueles que você bate o olho e não pensa duas vezes antes de abrir.

Se quiser saber mais sobre como escrever assuntos assim, eu recomendo fortemente a leitura do artigo: 20 fórmulas práticas de como escrever headlines irresistíveis.

4. Personalize sua mensagem

Eu particularmente amo receber emails que contém o meu nome ao longo da mensagem. 

Mesmo que eu saiba que se trata de uma campanha que foi enviada para milhares de pessoas, ainda assim dá a sensação de que o remetente está conversando comigo.

Mas essa não é a única forma de personalizar a sua mensagem.

E você também não precisa de ter uma coleção de dados pessoais das suas leads para conseguir enviar emails personalizados.

Você pode escrever campanhas com o mesmo objetivo, mas com linguagem diferente de acordo com as suas segmentações.

Por isso que é importante ter a sua lista organizada.

A forma como você fala com uma mulher casada e mãe de três filhos é diferente de um homem solteiro de vinte e poucos anos.

Mas se o seu serviço ou produto serve para esses dois grupos, você pode enviar mensagens personalizadas para cada um deles ressaltando os benefícios e vantagens de acordo com as necessidades e interesses daquele público.

5. Entregue valor no seu conteúdo

Você já ouviu aquela frase: “mais uma reunião que poderia ter sido um email”?

As pessoas falam isso porque sentem que a reunião foi uma grande perda de tempo, o fato de as pessoas terem se reunido não gerou nenhum valor para o grupo.

Trazendo isso para o seu email, você não quer que as pessoas abram a sua mensagem e pense “mais um email que pode ir para a lixeira”.

Pelo contrário. 

A sua campanha deve provocar a sensação de “isso é tão bom, que eu vou salvar nos meus favoritos ou em uma pasta específica, porque eu não quero que esse conteúdo se perca”.

E isso acontece quando você gera valor.

Quando você fala algo novo ou algo que a pessoa já sabe mas de um novo ponto de vista, quando você ensina algo que vai tornar a vida dela melhor, quando o seu conteúdo é gostoso de ler.

6. Use gatilhos mentais para manter a atenção do leitor e direcioná-lo para uma ação

Alguma vez você já decidiu comprar algo só porque viu um alerta que eram as últimas unidades disponíveis? Ou porque a oferta só duraria mais algumas horas?

Se a sua resposta é sim, você já foi impactado pelos gatilhos mentais da escassez e da urgência.

Gatilhos mentais são estratégias utilizadas para ativar certas emoções e áreas do cérebro que aceleram o processo de tomada de decisão.

Funciona mais ou menos como atalhos que a nossa mente utiliza para escolher fazer algo ou não.

E você pode aplicá-los nos seus emails tanto para chamar e manter a atenção do seu leitor na mensagem, como também para incentivá-lo a clicar na sua CTA.

Falando nisso…

7. Tenha uma CTA clara

Para o engajamento de fato acontecer, o leitor precisa interagir com o seu email.

Só que a maioria, 99,99%, das pessoas só vão interagir se você falar o que elas devem fazer.

Você quer que elas cliquem em um botão ou link? Diga “clique no botão abaixo para realizar tal coisa”.

Você quer que elas respondam o seu email? Escreva “responda este email me contando qual é a dica que você mais gostou”.

Isso é conhecido como CTA ou chamada para ação. Ela é a frase que vai indicar e convidar o seu leitor a realizar uma ação e assim interagir com a sua mensagem.

Quanto mais clara, melhor o engajamento do seu email.

8. Adicione botões de compartilhamento social

Uma maneira de possibilitar outras formas de engajar com o seu email é colocar botões de compartilhamento social.

Eles são links que as pessoas podem utilizar para encaminhar a sua mensagem para um amigo que também iria gostar de ler.

Ou opções para compartilhar o conteúdo do email nas redes sociais. Como neste exemplo:

Adicione botões de compartilhamento social

Ama o Shrimp Mail? Encaminhe este email para um amigo para que ele possa entrar em ação e se inscrever no link abaixo”.

9. Estimule o envio de respostas

No começo deste artigo eu te contei que o paraíso do engajamento no email marketing é quando a sua lead responde as suas mensagens.

Então, faz total sentido que uma das dicas para aumentar o engajamento seja estimular o envio de respostas.

A primeira coisa que você deve fazer é se livrar de qualquer conta [email protected] ou [email protected].

Esse tipo de email conhecido como noreply de cara já desestimula as suas leads a manterem um diálogo com o seu negócio e desenvolverem um relacionamento.

O segundo passo é separar um tempo ou ter uma equipe que possa ler os emails que forem respondidos e, caso seja necessário, escrever uma mensagem de volta.

Se for para deixar as pessoas no vácuo, não faz sentido pedir que elas te respondam só por responder.

Se tudo isso está em ordem, inclua uma CTA no final ou ao longo do email pedindo para que os seus leitores te enviem uma mensagem e seja específico com o tipo de resposta que você espera.

Por exemplo, me conte qual a sua estratégia de marketing favorita e qual das dicas que eu dei neste email que você não conhecia.

10. Pense na experiência em dispositivos móveis

Eu me sinto um disco quebrado tendo que falar disso. 

Mas esse é o conselho mais valioso que todos os empreendedores deveriam aplicar em todas as áreas do negócio.

Pense na experiência mobile.

Foi-se o tempo que as pessoas precisam ligar o computador, esperar 5 minutos enquanto o Windows iniciava, depois mais 5 minutos enquanto o Internet Explorer decidia abrir para entrar no Hotmail e acessar a caixa de entrada.

Uma pesquisa da Adobe de 2017 já indicava que 75% das pessoas utilizavam o celular para conferir o email regularmente. E esse percentual é ainda maior entre os mais jovens.

Só que na contramão disso, ainda tem negócios que não se preocupam em testar seus emails no mobile e fazer os ajustes necessários para que a experiência seja impecável.

A sua lead não vai interagir com o seu email, se a fonte é pequena demais para ler no celular, se os botões são impossíveis de clicar ou se a mensagem fica toda desconfigurada.

11. Envie diferentes tipos de emails

Existem diversos tipos de email, aqui no blog do KP nós já explicamos pelo menos sobre 25 deles.

Vale a pena variar no tipo de mensagem que você envia e sair um pouco da mesmice para estimular o engajamento.

Por exemplo, você pode criar uma campanha de “sentimos a sua falta” para aquelas leads que não interagem com seus emails há algum tempo.

12. Acerte na frequência e horário de envio

Segunda-feira de manhã, quando eu chego no escritório e abro o meu email, tem pelo menos umas 30 mensagens novas não lidas.

Isso numa semana normal, tranquila, sem nada de extraordinário.

Eu não tenho tempo para olhar e ler cada um dos 30 emails com calma.

Então, eu faço um processo rápido de selecionar o que eu vou deletar sem nem mesmo abrir, o que é urgente e eu vou ler imediatamente e o que pode ficar para outro momento.

Em comparação, na quarta-feira, geralmente quando eu abro minha caixa de entrada pela manhã ou no meio do dia, tem apenas 5 emails não lidos.

Com 99% de certeza, eu tiro tempo para abrir e dar uma olhada em cada um antes de decidir qual destino vou dar para eles.

Percebeu como o timing faz a diferença?

Exatamente a mensagem que seria descartada na segunda-feira pela manhã tem potencial para ser lida até o final na quarta à tarde. Tudo depende de quando ela chega na minha caixa de entrada.

Por isso é importante que você escolha a frequência e o horário de envio de acordo com os hábitos do seu público.

Isso pode fazer a diferença entre a pessoa engajar ou não com a sua mensagem.

13. Use o autoresponder

Quando o usuário realiza certas ações, ele espera receber um email. E essas mensagens têm altas taxas de engajamento.

Como é o caso, por exemplo, quando alguém se inscreve na sua lista de emails ou compra um produto seu.

Ela fica na expectativa de nas horas seguintes receber um email de boas-vindas

Como essa é uma mensagem esperada, quando chega é quase certo que o contato vai abrir, ler e realizar a ação solicitada.

Booom. O engajamento sobe.

Só que para que isso aconteça, você deve configurar um sistema de autoresponder para fazer o disparo automático de emails de acordo com as ações das suas leads.

14. Faça testes

Por último, antes de te contar a dica bônus que o time de marketing aplicou para aumentar o engajamento da lista do KP.

Faça testes para descobrir o que funciona melhor para o seu público.

Não existe uma fórmula pronta para aumentar engajamento que é só aplicar e correr para o abraço.

Porque engajamento não depende só de você, mas do seu público e do que faz ele se interessar pela sua mensagem.

Você só vai descobrir qual tipo de email, de assunto, de conteúdo… gera mais interação testando e comparando os resultados para ver o que funcionou melhor.

15. Dica Bônus: segmente o envio por engajamento

Se você já leu algum artigo sobre entregabilidade ou assistiu alguma live do KP sobre esse assunto, viu o nosso time falando sobre o quão importante enviar seu email primeiro para as leads mais engajadas.

Funciona da seguinte forma.

No Klicksend, a ferramenta de e-mail marketing desenvolvida pela equipe do Klickpages, existe uma funcionalidade chamada termômetro de engajamento.

Termômetro de engajamento

Na hora de configurar a sua campanha, você pode delimitar para quais leads de acordo com o percentual de engajamento será enviada a sua mensagem.

O que nós fizemos, nos últimos 2 meses (abril e maio de 2020), foi segmentar o envio da newsletter do KP por dia durante a semana.

Então, na segunda-feira, as leads mais engajadas recebem a newsletter.

E o percentual vai reduzindo até que as menos engajadas recebam na sexta-feira.

Essa simples mudança nos dias de envio aumentou o engajamento de pelo menos 20% das nossas leads.

A explicação está na entregabilidade.

Como o email é enviado primeiro para as pessoas que interagem mais, ele ganha uma reputação melhor com os provedores.

Quando o próximo disparo é feito, a nossa moral está lá em cima e a mensagem tem mais chances de ser entregue na caixa de entrada, ao invés de ir parar no spam ou em outro lugar obscuro.

Com mais emails chegando na caixa de entrada, mais pessoas provavelmente vão ver e abrir. O que faz com que o engajamento geral da lista aumente.

Na tela de resumo do Klicksend, você pode ver a média de engajamento das leads da sua lista e qual o percentual que tem engajamento igual ou superior a 20% e acompanhar as mudanças de engajamento na sua lista.

Dashboard de engajamento no Klicksend

Clique aqui para saber mais sobre o Klicksend

Agora é com você

Nas últimas linhas, você viu 15 dicas para colocar em prática e aumentar o engajamento das suas campanhas de email marketing.

Além disso, eu te falei sobre as métricas que influenciam no engajamento e o que cada uma delas significa.

Agora chegou a hora de você colocar a mão na massa e criar um relacionamento duradouro com a sua lista de clientes e potenciais clientes.

E não se esqueça de me contar aqui nos comentários se você não conhecia alguma dessas dicas ou se você tem alguma outra dica que acrescentaria a este artigo.

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS!

Sobre o Autor

Meu nome é Angela, mas algumas pessoas me chamam de Angel. Faço parte do time de conteúdo do Klickpages e sou apaixonada por tecnologia e marketing. Sou especialista em SEO, tráfego orgânico e informações aleatórias (você sabia que o Alaska está mais perto da Rússia do que Brasília de Goiânia? Pois é...), fã de country americano e louca em esportes. Acompanho de tudo, mas meus favoritos são Fórmula 1 e futebol, inclusive assisto a jogos mesmo quando o meu time (Palmeiras <3) não está em campo. Ah, eu acredito que música de natal deveria tocar o ano inteiro e Christmas Peaceful Piano está entre as 3 playlists mais tocadas no meu Spotify.

[fbcomments]